nutricao esportiva

of 145/145
I CONUT I CONUT Orientações nutricionais para atletas Orientações nutricionais para atletas e praticantes de atividade física e praticantes de atividade física Cristiane Martins Rocha Dayrell Graduada em Nutrição – UFOP Mestre em Treinamento Esportivo – UFMG Especialista em Nutrição e Esporte - UVA / RJ Atendimento em consultório (BH e João Monlevade) Nutricionista do atleta olímpico Luciano Corrêa (judô)

Post on 05-Dec-2014

895 views

Category:

Documents

9 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. I CONUTI CONUTOrientaes nutricionais para atletasOrientaes nutricionais para atletase praticantes de atividade fsicae praticantes de atividade fsicaCristiane Martins Rocha DayrellGraduada em Nutrio UFOPMestre em Treinamento Esportivo UFMGEspecialista em Nutrio e Esporte - UVA / RJAtendimento em consultrio (BH e Joo Monlevade)Nutricionista do atleta olmpico Luciano Corra (jud)
  • 2. IMPORTANTE DEFINIR...IMPORTANTE DEFINIR...Praticantes de atividade fsica (ativos)Praticantes de atividade fsica (ativos):: atividade fsica intercalada ou todos os diasatividade fsica intercalada ou todos os diasdurante 1 hora ou alguns dias durante 2 horas...durante 1 hora ou alguns dias durante 2 horas... deixa de fazer atividade por causa de outrosdeixa de fazer atividade por causa de outroscompromissos e no tem interesse em competir...compromissos e no tem interesse em competir... fazem atividade fsica para o bem estar fsicofazem atividade fsica para o bem estar fsico(principalmente)(principalmente) -- o gasto calrico bem inferioro gasto calrico bem inferiora um atleta (2.200 Kcal para mulheres e 3500 Kcala um atleta (2.200 Kcal para mulheres e 3500 Kcalpara homens)para homens)
  • 3. IMPORTANTE DEFINIR...IMPORTANTE DEFINIR...Atletas (amadores ou profissionais):Atletas (amadores ou profissionais): atividade fsica todos os dias (um dia de folgaatividade fsica todos os dias (um dia de folgapassiva), durao em mdia de 2 a 3 horas,passiva), durao em mdia de 2 a 3 horas, no deixa de fazer atividade por causa de outrosno deixa de fazer atividade por causa de outroscompromissos, tem interesse de competir...compromissos, tem interesse de competir... fazem a atividade para melhorar desempenhofazem a atividade para melhorar desempenho(principalmente)(principalmente) -- o gasto calrico bem superioro gasto calrico bem superiora um praticante de atividade fsica (3500 Kcal paraa um praticante de atividade fsica (3500 Kcal paramulheres e 500 Kcal para homens)mulheres e 500 Kcal para homens)
  • 4. Caractersticas bsicas dessesCaractersticas bsicas dessesclientes...clientes...Sem patologias graves associadas, indivduosSem patologias graves associadas, indivduossaudveis, vida ativa (trabalham, estudam...);saudveis, vida ativa (trabalham, estudam...);s vezes, um colesterol ou triglicrides elevados,s vezes, um colesterol ou triglicrides elevados,hipertenso leve: o plano suficiente para reverterhipertenso leve: o plano suficiente para reverterhipertenso leve: o plano suficiente para reverterhipertenso leve: o plano suficiente para revertero caso;o caso;Apresentam, muitas vezes, um sobrepesoApresentam, muitas vezes, um sobrepeso(raramente uma obesidade mais grave) e baixo(raramente uma obesidade mais grave) e baixopeso (raramente desnutrio);peso (raramente desnutrio);
  • 5. Caractersticas bsicas dessesCaractersticas bsicas dessesclientes...clientes...AtivosAtivos: vida social (sadas com amigos, bebida: vida social (sadas com amigos, bebidaalcolicas, noitadas...), mais flexveis. Procuram bemalcolicas, noitadas...), mais flexveis. Procuram bem--estar e preveno de doenas graves...estar e preveno de doenas graves...AtletasAtletas: extremamente rigorosos, vida social mais: extremamente rigorosos, vida social maistranqila, menos flexveis. Procuram melhoria dotranqila, menos flexveis. Procuram melhoria dodesempenho fsico...desempenho fsico...
  • 6. Bem diferente da rea clnica...Bem diferente da rea clnica...Patologias graves associadas, muitos soPatologias graves associadas, muitos soacamados, ou esto de afastados do trabalho,acamados, ou esto de afastados do trabalho,atividade fsica extremamente leve;atividade fsica extremamente leve;Podem apresentar obesidade grave e desnutrio;Podem apresentar obesidade grave e desnutrio;Muitas vezes, no pode ter uma vida social ativaMuitas vezes, no pode ter uma vida social ativapor que a patologia associada to grave quepor que a patologia associada to grave queimpede tal comportamento;impede tal comportamento;
  • 7. ConclusoConclusoNutrio esportiva:Nutrio esportiva: clientela saudvel e que querclientela saudvel e que quercontinuar saudvelcontinuar saudvelnutricionista trabalha com a sade e preveno denutricionista trabalha com a sade e preveno dedoenas;doenas;Nutrio clnica:Nutrio clnica: clientela no saudvel, possuiclientela no saudvel, possuipatologia associada e quer reverter a situao, parapatologia associada e quer reverter a situao, parater sade. Muitas vezes, no possvel, porm oter sade. Muitas vezes, no possvel, porm oacompanhamento auxilia no bem estar do pacienteacompanhamento auxilia no bem estar do pacientenutricionista trabalha com a doena e com intervenesnutricionista trabalha com a doena e com intervenespara melhoria do estado patolgico, e se possvel,para melhoria do estado patolgico, e se possvel,reverso do quadro clnico;reverso do quadro clnico;
  • 8. NUTRIENTES DOSNUTRIENTES DOSALIMENTOSALIMENTOSe atividade fsica...e atividade fsica...
  • 9. Os alimentos so compostos de:Os alimentos so compostos de:MacronutrientesMacronutrientes Carboidratos (CHO)Carboidratos (CHO) Lpdeos ou gorduras (LIP)Lpdeos ou gorduras (LIP) Protenas (PROT)Protenas (PROT) Protenas (PROT)Protenas (PROT)MicronutrientesMicronutrientes VitaminasVitaminas MineraisMinerais
  • 10. CARBOIDRATOSCARBOIDRATOSFuno principalFuno principal: fornecimento de energia: fornecimento de energiaimediata para o organismoimediata para o organismoimediata para o organismoimediata para o organismo
  • 11. TIPOS DE CARBOIDRATOSTIPOS DE CARBOIDRATOSSo classificados em:So classificados em: MonossacardeosMonossacardeos(principais: glicose, frutose e galactose)(principais: glicose, frutose e galactose) DissacardeosDissacardeos DissacardeosDissacardeos(principais : sacarose, lactose e maltose)(principais : sacarose, lactose e maltose) PolissacardeosPolissacardeos(principais: amido, fibras e(principais: amido, fibras e glicognioglicognio))
  • 12. GLICOGNIOGLICOGNIOMacromolculaMacromolcula milhares de glicosesmilhares de glicoses375 a 475 g de CHO so armazenados375 a 475 g de CHO so armazenados 325g: glicognio muscular325g: glicognio muscular 90 a 110g: glicognio heptico90 a 110g: glicognio heptico 90 a 110g: glicognio heptico90 a 110g: glicognio heptico 5g: glicose sangunea5g: glicose sanguneaGlicog. muscularGlicog. muscular-- energia para os msculosenergia para os msculosGlicog. hepticoGlicog. heptico-- energia para o sangue e extra paraenergia para o sangue e extra paraos msculosos msculosDepleo do Glicog. muscular e hepticoDepleo do Glicog. muscular e heptico energia deenergia deoutros nutrientes, principalmente das protenasoutros nutrientes, principalmente das protenas
  • 13. PAPEL DOS CARBOIDRATOSPAPEL DOS CARBOIDRATOSno exercciono exerccioPrincipal combustvel energticoPrincipal combustvel energtico: acionar os msculos: acionar os msculos(reservas de glicognio)(reservas de glicognio)Combustvel para o SNCCombustvel para o SNC: evitar a hipoglicemia: evitar a hipoglicemiaAtivador metablico:Ativador metablico: participa do metabolismo daparticipa do metabolismo dagordura (ausnciagordura (ausncia formao de corpos cetnicos)formao de corpos cetnicos)Preservao das protenasPreservao das protenas: baixa reserva de: baixa reserva deglicognioglicognio sntese de glicose a partir de outrossntese de glicose a partir de outrosnutrientes ( principalmente das protenas)nutrientes ( principalmente das protenas)PERDA DE MASSA MUSCULARPERDA DE MASSA MUSCULAR
  • 14. EXERCCIO INTENSOEXERCCIO INTENSO--7575--90% do VO90% do VOmxmxExerccio aerbico (alta intens. e longa durao)Exerccio aerbico (alta intens. e longa durao)Primeiros minutosPrimeiros minutos-- fase anaerbicafase anaerbica Glicog. muscular: principal fonte energticaGlicog. muscular: principal fonte energticaContinuando o exerccioContinuando o exerccio -- fase aerbicafase aerbica Glicose sangunea : 30 % de energiaGlicose sangunea : 30 % de energia Glicose sangunea : 30 % de energiaGlicose sangunea : 30 % de energia Glicog. muscular :70 % de energiaGlicog. muscular :70 % de energia 1 hora =1 hora = 55% do glicognio heptico55% do glicognio heptico 2 horas (extenuante) =2 horas (extenuante) = depleta o glicogniodepleta o glicognioheptico e dos msculos exercitadosheptico e dos msculos exercitadosExerccio anaerbico (alta intens.e curta durao)Exerccio anaerbico (alta intens.e curta durao)Utilizao de CHO: glicognioUtilizao de CHO: glicognio muscularmuscular
  • 15. Metabolismo dos nutrientes no exerccioMetabolismo dos nutrientes no exercciode alta intensidade comde alta intensidade compoucapouca reserva de glicognioreserva de glicognioGlicose sangunea cai rapidamenteGlicose sangunea cai rapidamente o nvel de gordura circulanteo nvel de gordura circulante -- energiaenergia a participao das protenasa participao das protenas -- energiaenergia a participao das protenasa participao das protenas -- energiaenergiaPor que...Por que... para ocorrer o catabolismo das gorduras tempara ocorrer o catabolismo das gorduras temque ter OXALOACETATO disponvel (proveniente daque ter OXALOACETATO disponvel (proveniente daquebra dos CHOS). Se no tem carboidratos, aquebra dos CHOS). Se no tem carboidratos, autilizao das protenas como fonte energticautilizao das protenas como fonte energtica sesetorna significativatorna significativa. A perda de massa muscular. A perda de massa muscularocorrer se esta situao persistir por muito tempo.ocorrer se esta situao persistir por muito tempo.
  • 16. As gorduras queimam em umaAs gorduras queimam em umachama de carboidratos...chama de carboidratos...Mc`Ardle, 2003Mc`Ardle, 2003A deficincia de carboidratos dificulta a metabolizaoA deficincia de carboidratos dificulta a metabolizaoda gordura, formando os corpos cetnicos (txicoda gordura, formando os corpos cetnicos (txicopara o organismo);para o organismo);para o organismo);para o organismo);As protenas, nesta situao, se tornam os nutrientesAs protenas, nesta situao, se tornam os nutrientesque iro fornecer energia;que iro fornecer energia;No decorrer de vrios dias, ocorrer a perda de massaNo decorrer de vrios dias, ocorrer a perda de massamuscular...muscular...
  • 17. Recomendaes nutricionaisRecomendaes nutricionaisSociedade Brasileira Medicina do Esporte, 2009Sociedade Brasileira Medicina do Esporte, 2009-- SBMESBMEAtletas: 60 a 70 % do VCT 5 a 8 g/Kg de peso/diaativ. longa durao e intensos 10 g/Kg/diaAtivos: 55 a 60%Importncia no desempenho:Importncia no desempenho:Importncia no desempenho:Importncia no desempenho:Recuperao do glicognio heptico: manuteno daRecuperao do glicognio heptico: manuteno daglicose sanguneaglicose sanguneaRecuperao do glicognio muscular: energia paraRecuperao do glicognio muscular: energia paraos msculos (24 horas)os msculos (24 horas)Reduo da utilizao de protena (aas) como fonteReduo da utilizao de protena (aas) como fontede energiade energia-- EVITA A PERDA DE MASSA MUSCULAREVITA A PERDA DE MASSA MUSCULAR
  • 18. EXEMPLOSEXEMPLOSGasto calrico total do dia de 5.000 Kcal:Gasto calrico total do dia de 5.000 Kcal:(plano alimentar de manuteno(plano alimentar de manuteno VCT= GET)VCT= GET)Atleta: 70% em CHO = 3500 KcalAtleta: 70% em CHO = 3500 KcalAtivo: 60% em CHO = 3000 KcalAtivo: 60% em CHO = 3000 KcalGasto calrico total do dia de 5.000 Kcal:Gasto calrico total do dia de 5.000 Kcal:(plano alimentar de emagrecimento(plano alimentar de emagrecimento VCT< GET)VCT< GET)Mdia de 4000 KcalMdia de 4000 KcalAtleta: 70% em CHO = 2800 KcalAtleta: 70% em CHO = 2800 KcalAtivo: 60% em CHO = 2400 KcalAtivo: 60% em CHO = 2400 Kcal
  • 19. Fontes alimentares de carboidratos:Fontes alimentares de carboidratos:Pes de forma, de sal, de batata, torradas,Pes de forma, de sal, de batata, torradas,biscoitos maisena ou gua e sal...biscoitos maisena ou gua e sal...Arroz integral ou branco, macarro, farinhas...Arroz integral ou branco, macarro, farinhas...Batata, cenoura amarela, inhame, milho...Batata, cenoura amarela, inhame, milho...Batata, cenoura amarela, inhame, milho...Batata, cenoura amarela, inhame, milho...Frutas em geral...Frutas em geral...Cereais: granola, aveia, neston, sucrilhos...Cereais: granola, aveia, neston, sucrilhos...Mel, acar...Mel, acar...
  • 20. LIPDEOS (gorduras)LIPDEOS (gorduras)Funo principal:Funo principal: reserva de energiareserva de energia
  • 21. TIPOS DE LIPDEOSTIPOS DE LIPDEOSTrs grupos principaisTrs grupos principais Gordura simplesGordura simples(( triglicerdeostriglicerdeos e ceras)e ceras) Gorduras compostasGorduras compostas Gorduras compostasGorduras compostas(fosfolipdeos, glicolipdeos e lipoprotenas)(fosfolipdeos, glicolipdeos e lipoprotenas) Gorduras derivadasGorduras derivadas(cidos graxos, esterides, hidrocarbonetos)(cidos graxos, esterides, hidrocarbonetos)
  • 22. PAPEL DAS GORDURASPAPEL DAS GORDURASno exercciono exerccioCarreador de vitaminas :Carreador de vitaminas : Vitaminas A, D, E, K (aVitaminas A, D, E, K (afalta, leva hipovitaminose)falta, leva hipovitaminose)Proteo e isolamento:Proteo e isolamento: gordura subcutnea comogordura subcutnea comoisolador trmico (adaptao ao frio) e proteo dosisolador trmico (adaptao ao frio) e proteo dosisolador trmico (adaptao ao frio) e proteo dosisolador trmico (adaptao ao frio) e proteo dosrgos vitaisrgos vitaisFonte e reserva de energia:Fonte e reserva de energia: constitui o combustvelconstitui o combustvelcelular no exerccio de baixa a moderadacelular no exerccio de baixa a moderadaintensidade e em repouso representa 80 a 90% daintensidade e em repouso representa 80 a 90% dademanda energticademanda energtica
  • 23. Onde se encontram as gorduras noOnde se encontram as gorduras nonosso organismo ?nosso organismo ?Tecido adiposo : adipcitos (clulas queTecido adiposo : adipcitos (clulas quearmazenam triglicerdeos)armazenam triglicerdeos)-- 50.000 a 100.000 Kcal50.000 a 100.000 KcalTriglicerdeos intramuscularesTriglicerdeos intramusculares: fornecimento de: fornecimento deTriglicerdeos intramuscularesTriglicerdeos intramusculares: fornecimento de: fornecimento deenergia durante o exerccioenergia durante o exerccio-- 2.000 a 3.000 Kcal2.000 a 3.000 Kcalcidos graxos livres circulantescidos graxos livres circulantes
  • 24. LIBERAO DE ENERGIA PELASLIBERAO DE ENERGIA PELASGORDURASGORDURASAntes da liberao de energia pela gordura ocorre aAntes da liberao de energia pela gordura ocorre ahidrlise, chamada de LIPLISE:hidrlise, chamada de LIPLISE:LipaseLipaseTriglicerdeo + 3H2OTriglicerdeo + 3H2O Glicerol + 3 molc.de cidosGlicerol + 3 molc.de cidosgraxosgraxos
  • 25. Reaes de catabolismo do glicerol eReaes de catabolismo do glicerol ecidos graxoscidos graxosOO GLICEROL entra nas reaes anaerbicas daGLICEROL entra nas reaes anaerbicas dagliclise ( 3gliclise ( 3--FOSFOGLUTARALDEDO), e depois FOSFOGLUTARALDEDO), e depois degradado a PIRUVATO e oxidado no Ciclo de Krebs:degradado a PIRUVATO e oxidado no Ciclo de Krebs:FORNECEFORNECE 19 ATPs19 ATPs ( por molcula )( por molcula )Os 3 CIDOS GRAXOS prossegue na mitocndria eOs 3 CIDOS GRAXOS prossegue na mitocndria epassa pela OXIDAO BETA , se transformam empassa pela OXIDAO BETA , se transformam emACETIL CoACETIL Co--A que entra no Ciclo de Krebs:A que entra no Ciclo de Krebs:FORNECEFORNECE 146 ATPs146 ATPs ( por cada c. graxo )( por cada c. graxo )3 molculas = 3 X 146 =3 molculas = 3 X 146 = 438 ATPs438 ATPs1 TRIGLICERDEO = 438 + 19 =1 TRIGLICERDEO = 438 + 19 = 457 ATPs457 ATPs
  • 26. EXERCCIO BAIXO E MODERADOEXERCCIO BAIXO E MODERADO2525--30% do VO30% do VOmxmx e 50e 50--60% do60% doVOVOmxmxPrimeiros 20 minPrimeiros 20 min Glicognio heptico e muscular:40Glicognio heptico e muscular:40--50% da energia50% da energia Gorduras: 50Gorduras: 50--60% da energia60% da energiaExerccio prossegueExerccio prossegue Aumenta a energia proveniente das gordurasAumenta a energia proveniente das gorduras(70%)(70%) Pequena participao de glicognio muscularPequena participao de glicognio muscular Glicose sangunea: muito utilizada (aps 90 min,Glicose sangunea: muito utilizada (aps 90 min,pode cair a nveis hipoglicmicos)pode cair a nveis hipoglicmicos)
  • 27. Quer dizer que atividades que utilizamQuer dizer que atividades que utilizamgordura como substrato so melhoresgordura como substrato so melhorespara emagrecer?para emagrecer?NO !!!!!!NO !!!!!!A gordura utilizada no exerccio : uma parteA gordura utilizada no exerccio : uma parteproveniente do tecido adiposo e predominantementeproveniente do tecido adiposo e predominantementeproveniente do tecido adiposo e predominantementeproveniente do tecido adiposo e predominantementedosdos triglicerdeos intramuscularestriglicerdeos intramusculares;;A mobilizao do tecido adiposo mnima, pois almA mobilizao do tecido adiposo mnima, pois almda participao das reservas musculares, o gastoda participao das reservas musculares, o gastoenergtico deste tipo de exerccio baixoenergtico deste tipo de exerccio baixonecessitando de pouca energia e de pouca quebra denecessitando de pouca energia e de pouca quebra detriglicerdeos (fornecem muito ATP)...triglicerdeos (fornecem muito ATP)...
  • 28. O importante ...O importante ...* Ter um* Ter um dficit calricodficit calrico. Por qu?. Por qu?Ingesto = gastoIngesto = gasto manuteno do tecido adiposomanuteno do tecido adiposoIngesto > gastoIngesto > gasto aumento do tecido adiposoaumento do tecido adiposo(acmulo)(acmulo)Ingesto < gastoIngesto < gasto reduo do tecido adiposoreduo do tecido adiposoDurante o repouso (maior parte do dia), o nossoDurante o repouso (maior parte do dia), o nossoorganismo utiliza 90% dos cidos graxos livresorganismo utiliza 90% dos cidos graxos livrescomo fonte de energia para sobreviver...como fonte de energia para sobreviver...Se voc est ingerindo menos energia do queSe voc est ingerindo menos energia do quegasta, vai faltar energia para sobreviver... De ondegasta, vai faltar energia para sobreviver... De ondeo organismo vai pegar? DOS DEPSITOS DEo organismo vai pegar? DOS DEPSITOS DETECIDO ADIPOSO !!!!TECIDO ADIPOSO !!!!
  • 29. Como o processo de reduo doComo o processo de reduo dotecido adiposo no emagrecimento?tecido adiposo no emagrecimento? Os ADIPCITOS, so as clulas especializadasOs ADIPCITOS, so as clulas especializadasem sintetizar e armazenar os TRIGLICERDEOS.em sintetizar e armazenar os TRIGLICERDEOS. Quando o organismo necessita de energia,Quando o organismo necessita de energia,ocorre a liplise e os cidos Graxos se difundemocorre a liplise e os cidos Graxos se difundem Quando o organismo necessita de energia,Quando o organismo necessita de energia,ocorre a liplise e os cidos Graxos se difundemocorre a liplise e os cidos Graxos se difundempara a corrente sangunea,para a corrente sangunea, Denominados de CIDOS GRAXOS LIVRES paraDenominados de CIDOS GRAXOS LIVRES paraa obteno de energia;a obteno de energia;
  • 30. Como o processo de reduo doComo o processo de reduo dotecido adiposo no emagrecimento?tecido adiposo no emagrecimento? Os TRIGLICERDEOS INTRAMUSCULARESOs TRIGLICERDEOS INTRAMUSCULARESfornecem energia para o msculo, principalmentefornecem energia para o msculo, principalmentenas fibras com um alto contedo oxidativo (nas fibras com um alto contedo oxidativo (contrao lenta ).contrao lenta ). Ento, no interessa o SUBSTRATO ENERGTICOEnto, no interessa o SUBSTRATO ENERGTICOutilizado no exerccio para o emagrecimento eutilizado no exerccio para o emagrecimento esim o gasto calrico que ele proporciona!!!sim o gasto calrico que ele proporciona!!! Os exerccios de alta intensidade ( utilizam CHO)Os exerccios de alta intensidade ( utilizam CHO)proporcionam maior gasto calrico, sendo maisproporcionam maior gasto calrico, sendo maisinteressantes para o emagrecimento...interessantes para o emagrecimento...
  • 31. Exemplificando...Exemplificando...Indivduo sem exerccio gasta: 2000 KcalIndivduo sem exerccio gasta: 2000 Kcalsomando corrida (alta intens) 60: 400 Kcal (CHO)somando corrida (alta intens) 60: 400 Kcal (CHO)GASTO DIRIO ser de:GASTO DIRIO ser de: 2400 Kcal2400 KcalIngerindo 1500 Kcal (menos do que gasta)Ingerindo 1500 Kcal (menos do que gasta)Ingerindo 1500 Kcal (menos do que gasta)Ingerindo 1500 Kcal (menos do que gasta)24002400 1500 Kcal =1500 Kcal = 900 Kcal900 Kcal a diferena de a diferena deenergia que o organismo vai precisar para sobreviverenergia que o organismo vai precisar para sobreviverAos poucos,ocorre a utilizao do tecido adiposoAos poucos,ocorre a utilizao do tecido adiposodurante o dia (80 a 90% de gordura utilizada emdurante o dia (80 a 90% de gordura utilizada emrepouso) para suprir essa energia (900 kcal)!!!repouso) para suprir essa energia (900 kcal)!!!
  • 32. Enquanto...Enquanto...Indivduo sem exerccio gasta: 2000 KcalIndivduo sem exerccio gasta: 2000 Kcalsomando caminhada(baixa intens) 60:200 Kcal (gord)somando caminhada(baixa intens) 60:200 Kcal (gord)GASTO DIRIO ser de :GASTO DIRIO ser de : 2200 Kcal2200 KcalIngerindo 1500 KcalIngerindo 1500 Kcal22002200 1500 =1500 = 700 Kcal700 Kcal a diferena que sero a diferena que sero22002200 1500 =1500 = 700 Kcal700 Kcal a diferena que sero a diferena que seroretiradas do tecido adiposo por diaretiradas do tecido adiposo por diaQual indivduo emagrecer mais rpido?Qual indivduo emagrecer mais rpido?Aquele que gasta mais energia. No interessa oAquele que gasta mais energia. No interessa osubstrato utilizado no exerccio!!!! O IMPORTANTE Osubstrato utilizado no exerccio!!!! O IMPORTANTE ODFICIT CALRICODFICIT CALRICO
  • 33. Existe uma estimativa que:Existe uma estimativa que:Se todo dia existir um dficit calrico...Se todo dia existir um dficit calrico...E no final de vrios dias: somar uma mdia deE no final de vrios dias: somar uma mdia deE no final de vrios dias: somar uma mdia deE no final de vrios dias: somar uma mdia de7700 Kcal a menos ...7700 Kcal a menos ...Ocorrer uma reduo de 1Kg de gordura!!!Ocorrer uma reduo de 1Kg de gordura!!!Obs: ningum emagrece durante a atividadeObs: ningum emagrece durante a atividadefsica!!! Somente se estiver em dficit calrico!!!fsica!!! Somente se estiver em dficit calrico!!!
  • 34. Recomendaes nutricionaisRecomendaes nutricionaisSociedade Brasileira Medicina do Esporte, 2009Sociedade Brasileira Medicina do Esporte, 2009-- SBMESBME20 a 25% do valor calrico total20 a 25% do valor calrico totalAceitvel at 30 %Aceitvel at 30 %Importncia no desempenho:Importncia no desempenho:Armazenamento energia (de acordo com aArmazenamento energia (de acordo com anecessidade)necessidade)Absoro de vitaminas E, A ,D e KAbsoro de vitaminas E, A ,D e KComponentes de membranas celularesComponentes de membranas celulares
  • 35. Fontes alimentares de lipdeosFontes alimentares de lipdeosleos de canola, girassol, de soja ( boa qualidadeleos de canola, girassol, de soja ( boa qualidade --insaturadas)...insaturadas)...Azeite de oliva extraAzeite de oliva extra--virgem ( boa qualidadevirgem ( boa qualidade --Azeite de oliva extraAzeite de oliva extra--virgem ( boa qualidadevirgem ( boa qualidade --insaturadas)...insaturadas)...Frituras, gordura de porco, banha e gorduras dasFrituras, gordura de porco, banha e gorduras dascarnes (m qualidadecarnes (m qualidade saturadas)saturadas)Margarinas, manteiga...Margarinas, manteiga...
  • 36. PROTENASPROTENASFuno principal:Funo principal: sntese de tecidos , enzimas,sntese de tecidos , enzimas,hormnios, secreeshormnios, secrees..hormnios, secreeshormnios, secrees..
  • 37. PAPEL DAS PROTENASPAPEL DAS PROTENASno exercciono exerccio Msculos esquelticos: 65% de prot total ; Actina e miosina: ao muscular ; Fonte energtica: pouca participao; mas nadeficincia de outros nutrientes, muitaparticipao; Anabolismo tecidual: regenerao das fibrasque ocorre aps a contrao muscular.
  • 38. PROTENA X HIPERTROFIAPROTENA X HIPERTROFIAA ingesto exagerada de protena no interfere noA ingesto exagerada de protena no interfere noaumento de massa muscularaumento de massa muscular -- eliminado pelos rins; eliminado pelos rins;O nutriente principal para este aumento de massaO nutriente principal para este aumento de massamuscular o carboidratomuscular o carboidrato fornece energia para asfornece energia para asfibras contrteis do msculo e evita a utilizao defibras contrteis do msculo e evita a utilizao defibras contrteis do msculo e evita a utilizao defibras contrteis do msculo e evita a utilizao deprotena como fonte de energia;protena como fonte de energia;E a ingesto de protena nas quantidadesE a ingesto de protena nas quantidadesrecomendadas, so responsveis em regenerar asrecomendadas, so responsveis em regenerar asfibras musculares e proporcionar hipertrofiafibras musculares e proporcionar hipertrofiadependendo do tipo de exerccio executado.dependendo do tipo de exerccio executado.
  • 39. PROTENA X HIPERTROFIAPROTENA X HIPERTROFIA muito mais difcil atingir as recomendaes de muito mais difcil atingir as recomendaes decarboidratos ( em torno de 60 a 70% por dia) do quecarboidratos ( em torno de 60 a 70% por dia) do quede protenas (em mdia de 10 a 15%);de protenas (em mdia de 10 a 15%);Existe umExiste um marketingmarketing em torno da protena paraem torno da protena paraaumento de massa muscular, sem fundamentoaumento de massa muscular, sem fundamentoaumento de massa muscular, sem fundamentoaumento de massa muscular, sem fundamentocientfico nas reas de bioqumica e fisiologia...cientfico nas reas de bioqumica e fisiologia...Os profissionais da Nutrio (ticos e estudiosos), comOs profissionais da Nutrio (ticos e estudiosos), comcerteza trabalham com uma viso cientfica e nocerteza trabalham com uma viso cientfica e noincentiva esse uso exagerado no consumo deincentiva esse uso exagerado no consumo deprotenas...protenas...
  • 40. Fatores bsicos que influenciam naFatores bsicos que influenciam naefetividade da hipertrofia muscularefetividade da hipertrofia muscularGenticos:Genticos: nmero de fibras e o tipo de fibranmero de fibras e o tipo de fibrapredominante no indivduopredominante no indivduoTreinamento:Treinamento: sistematizado e adequado (envolve osistematizado e adequado (envolve olevantamento de pesos)levantamento de pesos)Nutrio:Nutrio: adequao dos nutrientes ao exerccioadequao dos nutrientes ao exerccio
  • 41. Recomendaes nutricionaisRecomendaes nutricionaisSociedade Brasileira Medicina do Esporte, 2009Sociedade Brasileira Medicina do Esporte, 2009-- SBMESBMEAtletas e ativosHipertrofia: 1,6 - 1,8 g/Kg/diaResistncia:1,2 1,6 g/Kg/diaImportncia no desempenho:Importncia no desempenho:Regenerao dos tecidos muscularesRegenerao dos tecidos muscularesPreservao do funcionamento normal do rimPreservao do funcionamento normal do rim
  • 42. EXEMPLOEXEMPLOUm indivduo de 70 Kg deve consumir:Um indivduo de 70 Kg deve consumir:112 a 126 gramas de protena por dia112 a 126 gramas de protena por diaObs:2 bifes de 120gr = 50gr muito fcil atingir a480ml de leite = 20gr recomendao diria de60gr de queijo = 20gr protenas, somente com280gr de feijo = 18 gr os alimentos...total=108gr
  • 43. Fontes alimentares de ProtenasFontes alimentares de ProtenasAlto valor biolgicoAlto valor biolgico: contm todos os aminocidos: contm todos os aminocidosessenciais (que no so sintetizados no organismo)essenciais (que no so sintetizados no organismo)Carnes, peixes, frango, ovos, leite e derivados...Carnes, peixes, frango, ovos, leite e derivados...Baixo valor biolgicoBaixo valor biolgico: deficiente em algum: deficiente em algumaminocido essencialaminocido essencialaminocido essencialaminocido essencialCereais,vegetais, feijes, lentilhas...Cereais,vegetais, feijes, lentilhas...Misturas proteicas que se complementamMisturas proteicas que se complementamCereais (Cereais (lisina) + leite (lisina) + leite ( lisina)lisina)Arroz(Arroz(cistina/cistina/metionina)+feijo(metionina)+feijo(cistina/cistina/metionina)metionina)
  • 44. Vitaminas e MineraisVitaminas e MineraisParticipam de vrios processos fisiolgicos eParticipam de vrios processos fisiolgicos emetablicos no organismo;metablicos no organismo;No existem tabelas especficas de recomendaoNo existem tabelas especficas de recomendaopara atletas ou praticantes de atividade fsicapara atletas ou praticantes de atividade fsicapara atletas ou praticantes de atividade fsicapara atletas ou praticantes de atividade fsica(utiliza(utiliza--se as RDAs existentes);se as RDAs existentes);Estudos esto sendo realizados para verificar umaEstudos esto sendo realizados para verificar umamaior necessidade de alguns micronutrientes paramaior necessidade de alguns micronutrientes paraatletas.atletas.
  • 45. VITAMINASVITAMINASDestacamDestacam--se as:se as:Vitaminas do complexo BVitaminas do complexo B ( participao no( participao nometabolismo energtico)metabolismo energtico)Vitamina EVitamina E (ao antioxidante)(ao antioxidante)Vitamina EVitamina E (ao antioxidante)(ao antioxidante)Vitamina CVitamina C (pela imunocompetncia, preveno(pela imunocompetncia, prevenode leses musculares, ao antioxidante).de leses musculares, ao antioxidante).* Estudos cientficos: baixo grau de evidncias* Estudos cientficos: baixo grau de evidnciascientficas indicando a necessidade decientficas indicando a necessidade desuplementao de Vit C e E (500 a 1500mg/dia)suplementao de Vit C e E (500 a 1500mg/dia)SBME, 2009.SBME, 2009.
  • 46. MINERAISMINERAISDestacamDestacam--seseCaCa (manuteno de ossos e dentes, contrao(manuteno de ossos e dentes, contraomuscular, iniciar a coagulao sangunea),muscular, iniciar a coagulao sangunea),MgMg (participa das reaes de produo ou consumo(participa das reaes de produo ou consumode energia, contrao muscular, regula a pressode energia, contrao muscular, regula a pressode energia, contrao muscular, regula a pressode energia, contrao muscular, regula a pressosangunea),sangunea),FeFe (hemoglobina(hemoglobina-- transporte de O2),transporte de O2),ZnZn ( metab.de CHOs, Prot e Lip).( metab.de CHOs, Prot e Lip).* * Estudos cientficos: baixo grau de evidncias* * Estudos cientficos: baixo grau de evidnciascientficas indicando a necessidade decientficas indicando a necessidade desuplementao. SBME, 2009.suplementao. SBME, 2009.
  • 47. AlimentaoAlimentaoANTES, DURANTE E APSANTES, DURANTE E APSSociedade Brasileira de Medicina do EsporteSociedade Brasileira de Medicina do Esporte20092009ACSM, 2000ACSM, 2000
  • 48. DURANTE O DIADURANTE O DIAOferecer TODOS os nutrientes;Preocupar com a ingesto de carboidratos ,qualquer ndice glicmico (IG): importante paraa recuperao do glicognio muscular;a recuperao do glicognio muscular;Qualidade nutricional dos alimentos: protenasde Alto valor biolgico, carboidratos nutritivos(frutas, mel, alimentos integrais...) e gordurasboas (castanhas, azeite de oliva extra virgem,evitar frituras...).
  • 49. ANTES DA ATIVIDADE FSICAANTES DA ATIVIDADE FSICAGrande importncia ao fornecimento de carboidrato:at 1 hora antes - elevar os nveis de glicosesangunea (qualquer IG)30 min antes - elevar os nveis de glicose sangunea(evitar alto IG hipoglicemia de rebote)(evitar alto IG hipoglicemia de rebote)15 min antes - elevar os nveis de glicose sangunea(qualquer IG)Pode ser oferecido protena (de boa digesto):porm no imprescindvel;Frutas, pes, cereais, queijos e leite com poucagordura preocupar com a digesto.
  • 50. EXEMPLOS PRTICOSEXEMPLOS PRTICOSANTES DA ATIVIDADE FSICAANTES DA ATIVIDADE FSICA* 1 copo de suco + 2 pes de forma + 1 colher de sopa de* 1 copo de suco + 2 pes de forma + 1 colher de sopa degelia ou queijo branco ( 1 hora antes )gelia ou queijo branco ( 1 hora antes )OUOU* 1 vitamina de fruta com leite desnatado + 1 colher de sopa* 1 vitamina de fruta com leite desnatado + 1 colher de sopa* 1 vitamina de fruta com leite desnatado + 1 colher de sopa* 1 vitamina de fruta com leite desnatado + 1 colher de sopade mel ou 1 barra de cereal ( 30`antes )de mel ou 1 barra de cereal ( 30`antes )OUOU* 1 copo de suco de frutas ou 1 fruta( 15`antes )* 1 copo de suco de frutas ou 1 fruta( 15`antes )RESPEITAR OS HBITOSRESPEITAR OS HBITOSCARBOIDRATOS PARA DAR ENERGIACARBOIDRATOS PARA DAR ENERGIA
  • 51. DURANTE A ATIVIDADE FSICADURANTE A ATIVIDADE FSICAFornecer carboidrato:a partir de 1 hora - elevar a glicose sangunea epoupar os estoques de glicognio heptico (alto IG)Como oferecer: em lquido, em gel ou na forma slida;Vai depender da situao de treino, da disponibilidadee facilidade de ingerir o carboidrato(30g a 60g a cada 1 h)
  • 52. EXEMPLOS PRTICOSEXEMPLOS PRTICOSDURANTE A ATIVIDADE FSICA* Carboidrato em p diludo em guaOU* Sach de carboidrato em gel* Sach de carboidrato em gelOU* 1 suco de caixinha light ou de gua de ccoOU* 1 fruta ou barrinha de cerealRESPEITAR OS HBITOSRESPEITAR OS HBITOSCARBOIDRATOS PARA EVITAR HIPOGLICEMIACARBOIDRATOS PARA EVITAR HIPOGLICEMIA
  • 53. DEPOIS DA ATIVIDADE FSICADEPOIS DA ATIVIDADE FSICAFornecer carboidratos e protenas:Primeiros 30 min: imprescindvel oferecercarboidratos de alto IG para iniciar a recuperaodo glicognio muscular (1 1,5g/Kg);At 1 hora: oferecer carboidratos juntamente comAt 1 hora: oferecer carboidratos juntamente comprotenas (20g + 10g), favorece a regenerao dostecidos musculares;Horas depois : oferecer todos os nutrientes deforma equilibrada, sempre se preocupando com aingesto de carboidratos para a recuperao doglicognio muscular (mdia de 600g).
  • 54. EXEMPLOS PRTICOSEXEMPLOS PRTICOSLOGO APSLOGO APS* Maltodextrina ou 1 suco de laranja ou rapaduraAT 1 hora DEPOIS DA ATIVIDADE FSICA* 1 vitamina de fruta com leite + 1 sanduiche de po comqueijo + 1 fruta com melqueijo + 1 fruta com melOU* 1 suco light + 1 sanduiche de po com requeijo light ouqueijo branco + 1 frutaRESPEITAR OS HBITOSRESPEITAR OS HBITOSCARBOIDRATOS E PROTENAS (msculos e glicognio)CARBOIDRATOS E PROTENAS (msculos e glicognio)
  • 55. EXISTE A NECESSIDADEEXISTE A NECESSIDADEDE SUPLEMENTAO COMDE SUPLEMENTAO COMCARBOIDRATOS E PROTENAS ?CARBOIDRATOS E PROTENAS ?** Se no for possvel a ingesto desses nutrientesSe no for possvel a ingesto desses nutrientespelos alimentos...;pelos alimentos...;* Sempre dar preferncia aos alimentos: so mais* Sempre dar preferncia aos alimentos: so mais* Sempre dar preferncia aos alimentos: so mais* Sempre dar preferncia aos alimentos: so maisnaturais e muitas vezes suficientes para suprir asnaturais e muitas vezes suficientes para suprir asnecessidades nutricionais;necessidades nutricionais;* Em relao aos produtos que prometem um* Em relao aos produtos que prometem umaumento de massa muscular porm no temaumento de massa muscular porm no temcomprovao cientfica: no justificvel a suacomprovao cientfica: no justificvel a suautilizao.utilizao.
  • 56. CLCULO DA INGESTOCLCULO DA INGESTOENERGTICAENERGTICAComo avaliar a necessidade energtica doComo avaliar a necessidade energtica doindivduo?indivduo?Medida atravs de calorimetria direta ou indiretaMedida atravs de calorimetria direta ou indiretaMedida atravs de calorimetria direta ou indiretaMedida atravs de calorimetria direta ou indiretaNa prtica diria, utilizamNa prtica diria, utilizam--se frmulas matemticasse frmulas matemticasque estimam a TMB e calculamque estimam a TMB e calculam--se todos osse todos oscomponentes do gasto energtico total do dia (GET)componentes do gasto energtico total do dia (GET)
  • 57. CLCULO DO GASTO CALRICOCLCULO DO GASTO CALRICOTOTAL DIRIOTOTAL DIRIOTAXA DE MATEBOLISMO BASALTAXA DE MATEBOLISMO BASALGASTO ENERGTICO TOTAL (GET) (sem exerccio)GASTO ENERGTICO TOTAL (GET) (sem exerccio)TMB x Fator atividadeTMB x Fator atividadeTMB x Fator atividadeTMB x Fator atividadeGASTO ENERGTICO TOTAL (com exerccio) =GASTO ENERGTICO TOTAL (com exerccio) =SOMASOMA--SE O GASTO CALRICO DO EXERCCIOSE O GASTO CALRICO DO EXERCCIOGASTO CALRICO DO EXERCCIOGASTO CALRICO DO EXERCCIOTABELA DE METs (Compndio)TABELA DE METs (Compndio)
  • 58. CLCULO DO GETCLCULO DO GET sem exerccio fsicosem exerccio fsicoGET = TMB X Fator atividadeGET = TMB X Fator atividadeClculo da TMBClculo da TMBIdadeIdade HomensHomens MulheresMulheres1010--18 17,5 x P + 651 12,2 x P + 74618 17,5 x P + 651 12,2 x P + 7461818--30 15,3 x P + 679 14,7 x P + 49630 15,3 x P + 679 14,7 x P + 4963030--60 11,6 x P + 879 8,7 x P + 82960 11,6 x P + 879 8,7 x P + 82960 ... 13,5 x P + 487 10,5 x P + 59660 ... 13,5 x P + 487 10,5 x P + 596
  • 59. GETGET--sem exerccio fsicosem exerccio fsicoFATOR ATIVIDADEFATOR ATIVIDADE -- (homens e mulheres)(homens e mulheres)Sedentrio 1Sedentrio 1 1,391,39Pouco Ativo 1,4Pouco Ativo 1,4 1,591,59Ativo 1,6Ativo 1,6 1,891,89Muito ativo 1,9Muito ativo 1,9 2,52,5INSTITUTE OF MEDICINE OF THE NATIONALINSTITUTE OF MEDICINE OF THE NATIONALACADEMIES,2002ACADEMIES,2002ACADEMIES,2002ACADEMIES,2002*Na rea esportiva, a escolha de qual fator atividade*Na rea esportiva, a escolha de qual fator atividadeusar, subjetivo. Vai depender do estilo de vida dousar, subjetivo. Vai depender do estilo de vida doindivduo DURANTE O DIA!!!indivduo DURANTE O DIA!!!
  • 60. Estilo de vida X Fator atividadeEstilo de vida X Fator atividadeSedentrioSedentrio (1(1--1,39)1,39)-- se durante o dia o indivduo ficase durante o dia o indivduo ficamais sentado, menos ativo...mais sentado, menos ativo...Pouco ativoPouco ativo (1,4 a 1,59)(1,4 a 1,59)-- se ficar mais em p durantese ficar mais em p duranteo dia, atletas amadores (que ficam sentados durante oo dia, atletas amadores (que ficam sentados durante oo dia, atletas amadores (que ficam sentados durante oo dia, atletas amadores (que ficam sentados durante odia e treinam em outros horrios...)dia e treinam em outros horrios...)AtivoAtivo (1,6(1,6--1,89) ou1,89) ou Muito ativoMuito ativo (1,9 a 2,5)(1,9 a 2,5)-- atletasatletasamadores (que ficam em p durante o dia e aindaamadores (que ficam em p durante o dia e aindatreinam em outros horrios...) ou atletas que vivemtreinam em outros horrios...) ou atletas que vivempara o esporte de competio...para o esporte de competio...
  • 61. EXEMPLOEXEMPLOHomem, 32 anos, Peso= 70 Kg, secretrio, fazHomem, 32 anos, Peso= 70 Kg, secretrio, fazmusculao durante 40 min, 3 x por semana;musculao durante 40 min, 3 x por semana;CLCULO DO GET sem exerccio fsicoCLCULO DO GET sem exerccio fsico1) Clculo da TMB (usar sempre o Peso Atual)1) Clculo da TMB (usar sempre o Peso Atual)11,6 x 70 + 879 = 1691 Kcal11,6 x 70 + 879 = 1691 Kcal2) Fator atividade (sentado o dia inteiro):2) Fator atividade (sentado o dia inteiro):SedentrioSedentrio = 1,2= 1,23) Clculo do GET ( TMB x fator atividade )3) Clculo do GET ( TMB x fator atividade )1691 x 1,2 =1691 x 1,2 = 2029,2 Kcal2029,2 Kcal
  • 62. Clculo do GETClculo do GET com exerccio fsicocom exerccio fsicoGET sem exerccio + gasto calrico do exerccioGET sem exerccio + gasto calrico do exerccioClculo do gasto calrico do exerccio fsicoClculo do gasto calrico do exerccio fsicoTabela de METS / MET= equivalente metablicoTabela de METS / MET= equivalente metablicoFrmula utilizadaFrmula utilizada( __ METS x ___ Kg) X ( __ min / 60 min )( __ METS x ___ Kg) X ( __ min / 60 min )Resultado em Kcal (gasto energtico do exerccio)Resultado em Kcal (gasto energtico do exerccio)
  • 63. Alguns valores de Mets (geral)Alguns valores de Mets (geral)TIPO DE EXERCCIOTIPO DE EXERCCIO METSMETSCaminhada 3Caminhada 3Corrida 8Corrida 8Natao 8Natao 8Bicicleta ergomtrica 5Bicicleta ergomtrica 5Bicicleta ao ar livre 6Bicicleta ao ar livre 6Aulas de academia (mais aerbico) 5Aulas de academia (mais aerbico) 5Aulas de academia (mais aerbico) 5Aulas de academia (mais aerbico) 5Musculao (resistncia muscular) 3Musculao (resistncia muscular) 3Musculao (hipertrofia muscular) 6Musculao (hipertrofia muscular) 6Hidroginstica 4Hidroginstica 4Futebol 7Futebol 7Tnis 7Tnis 7Voleibol 3Voleibol 3Esportes de luta 10Esportes de luta 10
  • 64. GASTO ENERGTICO DO EXERCCIOGASTO ENERGTICO DO EXERCCIOCom isso, qual o valor do gasto calrico de 40 minCom isso, qual o valor do gasto calrico de 40 minde musculao (hipertrofia) desse indivduo de 70de musculao (hipertrofia) desse indivduo de 70Kg?Kg?1) Procurar na tabela o METS, o tipo de exerccio1) Procurar na tabela o METS, o tipo de exerccio1) Procurar na tabela o METS, o tipo de exerccio1) Procurar na tabela o METS, o tipo de exerccioMusc. Hipert. = Levantamento de pesos = 6 METSMusc. Hipert. = Levantamento de pesos = 6 METS2) Frmula : (2) Frmula : (66 METS xMETS x 7070 Kg) x (Kg) x (4040 min / 60 min )min / 60 min )420 x 0,66420 x 0,663) Gasto do exerccio fsico =3) Gasto do exerccio fsico = 277,2 Kcal277,2 Kcal
  • 65. Continuando...Continuando...Voltando no exemplo do secretrio:Voltando no exemplo do secretrio:Dia que no faz musculaoDia que no faz musculaoGET =GET = 2029,2 Kcal2029,2 KcalDia que faz musculaoDia que faz musculaoDia que faz musculaoDia que faz musculaoGET sem exerccio + gasto do exerccioGET sem exerccio + gasto do exerccio2029,2 kcal + 277,2 kcal =2029,2 kcal + 277,2 kcal = 2306,4kcal2306,4kcalArredondando: sem musculaoArredondando: sem musculao -- 2050 Kcal2050 Kcalcom musculaocom musculao -- 2300 Kcal2300 Kcal
  • 66. Na prtica...Na prtica...Existem clculos para estimar o gasto energticoExistem clculos para estimar o gasto energticototal da pessoa no dia e tambm das atividadestotal da pessoa no dia e tambm das atividadesfsicas, mas por serem clculos matemticos,fsicas, mas por serem clculos matemticos,muitas vezesmuitas vezes no equivalem realidade ( bomno equivalem realidade ( bommuitas vezesmuitas vezes no equivalem realidade ( bomno equivalem realidade ( bomfazfaz--los, mas no se baseiem somente neles );los, mas no se baseiem somente neles );
  • 67. AVALIAO FSICAAVALIAO FSICAPara atletas e ativosPara atletas e ativosPara atletas e ativosPara atletas e ativos
  • 68. Avaliao da composio corporalAvaliao da composio corporalO mtodo mais prtico e utilizado a mensuraoO mtodo mais prtico e utilizado a mensuraoda gordura subcutnea;da gordura subcutnea;Pode ser utilizado o Adipmetro ( dobras cutneas)Pode ser utilizado o Adipmetro ( dobras cutneas)e a Bioimpedncia;e a Bioimpedncia;e a Bioimpedncia;e a Bioimpedncia;ObtemObtem--se: % de gordura corporal e quantidade dese: % de gordura corporal e quantidade demassa muscular;massa muscular;Atravs de tabelas, podeAtravs de tabelas, pode--se avaliar o indivduo emse avaliar o indivduo emrelao composio corporal;relao composio corporal;
  • 69. Por que importante saber o % dePor que importante saber o % degordura?gordura?Indivduos no sedentrios: esto sempreIndivduos no sedentrios: esto sempreestimulando contraes musculares e muitas vezes,estimulando contraes musculares e muitas vezes,ocorre a hipertrofia ( aumento ) desses msculos.ocorre a hipertrofia ( aumento ) desses msculos.Somente o peso no detecta se o valor de msculoSomente o peso no detecta se o valor de msculoou de gordura, ou seja, algum pode estar pesandoou de gordura, ou seja, algum pode estar pesandoou de gordura, ou seja, algum pode estar pesandoou de gordura, ou seja, algum pode estar pesandomuito ( atravs do IMC, pode ser considerado obeso )muito ( atravs do IMC, pode ser considerado obeso )mas, na verdade, o peso de massa muscular.mas, na verdade, o peso de massa muscular.Um exemplo disso: atleta de jud, com 1,95cm,Um exemplo disso: atleta de jud, com 1,95cm,100Kg100Kg seria considerado obeso pelo IMC, pormseria considerado obeso pelo IMC, pormpossui 10% de gordura corporal e o restante possui 10% de gordura corporal e o restante msculo.msculo. IDEALIDEAL
  • 70. Para essa clientela...Para essa clientela...NO VALORIZAR ONO VALORIZAR O PESOPESO,,COMO RESULTADOCOMO RESULTADODO ACOMPANHAMENTO NUTRICIONAL,DO ACOMPANHAMENTO NUTRICIONAL,E SIM,E SIM,COMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALCOMPOSIO CORPORALAtivos: avaliao fsica de 3 em 3 mesesAtivos: avaliao fsica de 3 em 3 mesesAtletas: avaliao fsica todo msAtletas: avaliao fsica todo ms
  • 71. PLANEJAMENTOPLANEJAMENTOALIMENTARALIMENTARManutenoManutenoReduo do % de gorduraReduo do % de gorduraAumento de pesoAumento de pesoAumento de pesoAumento de pesoAumento de massa muscularAumento de massa muscularfalsos magros, reduzir o % defalsos magros, reduzir o % degordura (sem diminuir o peso) egordura (sem diminuir o peso) eaumentar a massa muscularaumentar a massa muscular
  • 72. Ao estimar o gasto calrico...Ao estimar o gasto calrico...Sempre vamos ter o gasto calrico total do diaSempre vamos ter o gasto calrico total do dia* COM EXERCCIO FSICO* COM EXERCCIO FSICO* SEM EXERCCIO FSICO* SEM EXERCCIO FSICOResultando em valores calricos diferentes,Resultando em valores calricos diferentes,Resultando em valores calricos diferentes,Resultando em valores calricos diferentes,conseqentemente, VCT diferentes...conseqentemente, VCT diferentes...Porm, existem recomendaes bsicas paraPorm, existem recomendaes bsicas paradeterminar as calorias do plano diettico...determinar as calorias do plano diettico...Vai depender do objetivo do plano alimentar...Vai depender do objetivo do plano alimentar...
  • 73. ManutenoManutenoAlgumas pessoas procuram o nutricionista apenasAlgumas pessoas procuram o nutricionista apenaspelo interesse de regularizar a alimentao, avaliarpelo interesse de regularizar a alimentao, avaliara ingesto diria de macro e micronutrientes, noa ingesto diria de macro e micronutrientes, notendo a preocupao em relao composiotendo a preocupao em relao composiocorporal.corporal.corporal.corporal.Definio do GETDefinio do GET: avaliar o estilo de vida, exerccios: avaliar o estilo de vida, exercciosfsicos, idade, hbitos de vida e alimentares...fsicos, idade, hbitos de vida e alimentares... Realizao dos clculos matemticosRealizao dos clculos matemticos Avaliao do recordatrio da pessoaAvaliao do recordatrio da pessoa
  • 74. ManutenoManutenoClculosClculos: j vimos anteriormente (GET =TMB x: j vimos anteriormente (GET =TMB xFat) + (gasto do exerccio fsicoFat) + (gasto do exerccio fsico quando tiver)quando tiver)RecordatrioRecordatrio: com um programa de computador,: com um programa de computador,colocar os alimentos relatados e resultar no valorcolocar os alimentos relatados e resultar no valorcalrico mdio que o cliente ingere...calrico mdio que o cliente ingere...Ou pela Lista de substituies, onde existem osOu pela Lista de substituies, onde existem osvalores calricos dos alimentos, e contabilizavalores calricos dos alimentos, e contabiliza--se asse ascalorias, tambm resultando em valores mdios decalorias, tambm resultando em valores mdios deingesto...ingesto... APENAS UMA ESTIMATIVA!!! APENAS UMA ESTIMATIVA!!!
  • 75. ManutenoManutenoDecidir qual valor de calorias voc vai utilizarDecidir qual valor de calorias voc vai utilizarpara o clculo do GETpara o clculo do GETDefinio do VCT:Definio do VCT: VCT = GETVCT = GET O PLANO ALIMENTAR MAIS DIFCIL DE SER O PLANO ALIMENTAR MAIS DIFCIL DE SERELABORADO E CALCULADO!!!ELABORADO E CALCULADO!!!
  • 76. Reduo do % de gorduraReduo do % de gorduraPessoas que querem emagrecer muito ou pouco,Pessoas que querem emagrecer muito ou pouco,pela sade, pela esttica ou para melhorar opela sade, pela esttica ou para melhorar odesempenho...desempenho...Definio do GETDefinio do GET: avaliar o estilo de vida, exerccios: avaliar o estilo de vida, exercciosDefinio do GETDefinio do GET: avaliar o estilo de vida, exerccios: avaliar o estilo de vida, exercciosfsicos, idade, hbitos de vida e alimentares...fsicos, idade, hbitos de vida e alimentares... Realizao dos clculos matemticosRealizao dos clculos matemticosObs:Obs: Avaliao do recordatrio da pessoa serAvaliao do recordatrio da pessoa sersempre superior ao GET, no sendo possvelsempre superior ao GET, no sendo possvelestimar o gasto calrico por esse mtodoestimar o gasto calrico por esse mtodo
  • 77. Reduo do % de gorduraReduo do % de gorduraClculosClculos: j vimos anteriormente: j vimos anteriormenteRecordatrioRecordatrio: fundamental para a anlise dos: fundamental para a anlise dosalimentos ingeridos, perceber onde mora oalimentos ingeridos, perceber onde mora operigo,o que pode ser retirado da alimentao,perigo,o que pode ser retirado da alimentao,perceber as dificuldades individuais, o que poderperceber as dificuldades individuais, o que podercontinuar ou no nos hbitos da pessoa, aspectoscontinuar ou no nos hbitos da pessoa, aspectosemocionais que influenciam entre outros...emocionais que influenciam entre outros... O MOMENTO DE CONHECER O SEU CLIENTE!!! O MOMENTO DE CONHECER O SEU CLIENTE!!!
  • 78. Reduo do % de gorduraReduo do % de gorduraGET : definido por clculosGET : definido por clculosDefinio do VCT:Definio do VCT: VCT < GETVCT < GETA reduo de calorias pode ser de 500 a 1000 kcalA reduo de calorias pode ser de 500 a 1000 kcaldo GET, desde que no seja menor que a TMBdo GET, desde que no seja menor que a TMBObs:* indivduo muito obeso: reduzir aos poucos;Obs:* indivduo muito obeso: reduzir aos poucos;* indivduos menos graves: reduzir diretamente* indivduos menos graves: reduzir diretamente(tirar os extras, trabalhar com os fins de semana e(tirar os extras, trabalhar com os fins de semana etentaes ).tentaes ).
  • 79. Aumento de pesoAumento de pesoPessoas que querem engordar gordura mesmo,Pessoas que querem engordar gordura mesmo,complexo de magreza...complexo de magreza...Definio do GETDefinio do GET: avaliar o estilo de vida, exerccios: avaliar o estilo de vida, exercciosDefinio do GETDefinio do GET: avaliar o estilo de vida, exerccios: avaliar o estilo de vida, exercciosfsicos, idade, hbitos de vida e alimentares...fsicos, idade, hbitos de vida e alimentares... Realizao dos clculos matemticosRealizao dos clculos matemticos Avaliao do recordatrio da pessoaAvaliao do recordatrio da pessoa
  • 80. Aumento de pesoAumento de pesoClculosClculos: j vimos anteriormente (cuidado, muitas: j vimos anteriormente (cuidado, muitasvezes no equivalem realidade!!!)vezes no equivalem realidade!!!)RecordatrioRecordatrio: possvel estimar o gasto calrico: possvel estimar o gasto calricopor esse mtodo, e muitas vezes o melhor!por esse mtodo, e muitas vezes o melhor!Muitos indivduos possuem um metabolismo acimaMuitos indivduos possuem um metabolismo acimado padro resultando em magreza. Ingere muitasdo padro resultando em magreza. Ingere muitascalorias e os clculos no correspondem, estescalorias e os clculos no correspondem, estesficam muito inferiores...ficam muito inferiores...No recordatrio percebemos onde podemosNo recordatrio percebemos onde podemosinterferir nutricionalmente (horrios, quantidades,interferir nutricionalmente (horrios, quantidades,qualidade...)qualidade...)
  • 81. Aumento de pesoAumento de pesoGET : Clculos,cuidado!!! Recordatrio melhor!!!GET : Clculos,cuidado!!! Recordatrio melhor!!!Definio do VCT:Definio do VCT: VCT > GETVCT > GETAumentar as calorias em 1000 a 2000 kcal do GETAumentar as calorias em 1000 a 2000 kcal do GETObs:* cuidado com a qualidade dos alimentos;Obs:* cuidado com a qualidade dos alimentos;* usar mel, farinha de mandioca, gelatina, azeite* usar mel, farinha de mandioca, gelatina, azeiteextra virgem, vitaminas hipercalricas, castanhas...extra virgem, vitaminas hipercalricas, castanhas...
  • 82. Aumento de massa muscularAumento de massa muscularPessoas que esto com a gordura corporal poucoPessoas que esto com a gordura corporal poucoacima ou considerada ideal e querem aumentar aacima ou considerada ideal e querem aumentar amassa muscular (por esttica ou para a melhora domassa muscular (por esttica ou para a melhora dodesempenho)...desempenho)...Definio do GETDefinio do GET: avaliar o estilo de vida, exerccios: avaliar o estilo de vida, exercciosfsicos, idade, hbitos de vida e alimentares...fsicos, idade, hbitos de vida e alimentares... Realizao dos clculos matemticosRealizao dos clculos matemticos Avaliao do recordatrio da pessoaAvaliao do recordatrio da pessoa
  • 83. Aumento de massa muscularAumento de massa muscularClculosClculos: j vimos anteriormente (cuidado, muitas: j vimos anteriormente (cuidado, muitasvezes no equivalem realidade!!!)vezes no equivalem realidade!!!)RecordatrioRecordatrio: possvel estimar o gasto calrico: possvel estimar o gasto calricopor esse mtodo, e muitas vezes o melhor!por esse mtodo, e muitas vezes o melhor!Muitos indivduos possuem um metabolismo acimaMuitos indivduos possuem um metabolismo acimaMuitos indivduos possuem um metabolismo acimaMuitos indivduos possuem um metabolismo acimado padro, se a ingesto calrica estiver inferior,do padro, se a ingesto calrica estiver inferior,no aumenta a massa muscular.no aumenta a massa muscular.No recordatrio percebemos onde podemosNo recordatrio percebemos onde podemosinterferir nutricionalmente (horrios, quantidades,interferir nutricionalmente (horrios, quantidades,qualidade...), principalmente em relao ao excessoqualidade...), principalmente em relao ao excessode protenas.de protenas.
  • 84. Aumento de massa muscularAumento de massa muscularGET : Clculos,cuidado!!! Recordatrio melhor!!!GET : Clculos,cuidado!!! Recordatrio melhor!!!Definio do VCT:Definio do VCT:11 momentomomento:: VCT = GETVCT = GET distribuir os nutrientes dedistribuir os nutrientes deforma adequada, os carboidratos de acordo com aforma adequada, os carboidratos de acordo com aqualidade (IG), quantidade (recomendaes) equalidade (IG), quantidade (recomendaes) equalidade (IG), quantidade (recomendaes) equalidade (IG), quantidade (recomendaes) ehorrios (antes, durante e depois);horrios (antes, durante e depois);22 momento:momento:VCT > GETVCT > GET aumentar uma mdia deaumentar uma mdia de300 Kcal (CHO) para cada KG de massa muscular.300 Kcal (CHO) para cada KG de massa muscular.Aumento (em mdia) de 1Kg por msAumento (em mdia) de 1Kg por msDepende do treinamento, gentica e alimentaoDepende do treinamento, gentica e alimentao
  • 85. Falso magroFalso magroPessoas que so longilneas mas possuem o % dePessoas que so longilneas mas possuem o % degordura elevado, querem perder gordura mas nogordura elevado, querem perder gordura mas noquerem emagrecer , e se possvel aumentar aquerem emagrecer , e se possvel aumentar amassa muscular...massa muscular...Definio do GETDefinio do GET: avaliar o estilo de vida, exerccios: avaliar o estilo de vida, exercciosfsicos, idade, hbitos de vida e alimentares...fsicos, idade, hbitos de vida e alimentares... Realizao dos clculos matemticosRealizao dos clculos matemticos Avaliao do recordatrio da pessoaAvaliao do recordatrio da pessoa
  • 86. Falso magroFalso magroClculosClculos: j vimos anteriormente (cuidado, muitas: j vimos anteriormente (cuidado, muitasvezes no equivalem realidade!!!)vezes no equivalem realidade!!!)RecordatrioRecordatrio: possvel estimar o gasto calrico: possvel estimar o gasto calricopor esse mtodo, e muitas vezes o melhor!por esse mtodo, e muitas vezes o melhor!Muitos indivduos possuem um metabolismo acimaMuitos indivduos possuem um metabolismo acimado padro, caracterstico desse perfil de cliente.do padro, caracterstico desse perfil de cliente.No recordatrio percebemos onde podemosNo recordatrio percebemos onde podemosinterferir nutricionalmente (horrios, quantidades,interferir nutricionalmente (horrios, quantidades,qualidade...), principalmente em relao ao horriosqualidade...), principalmente em relao ao horriose a qualidade...e a qualidade...
  • 87. Falso magroFalso magroGET : Clculos,cuidado!!! Recordatrio melhor!!!GET : Clculos,cuidado!!! Recordatrio melhor!!!Definio do VCT:Definio do VCT:Esta pessoa quer reduzir gorduraEsta pessoa quer reduzir gordura -- VCT
  • 88. Pedidos dos clientes:Pedidos dos clientes:Quero reduzir a gordurinha da minha barriga, s!:Quero reduzir a gordurinha da minha barriga, s!: no temno temjeito, todo mundo emagrece como um todo...jeito, todo mundo emagrece como um todo...Quero perder gordura e aumentar a massa muscular aoQuero perder gordura e aumentar a massa muscular aomesmo tempo!:mesmo tempo!: se a gordura corporal estiver 2% a mais dose a gordura corporal estiver 2% a mais doideal, prefervel reduzir o % de gordura primeiro (secar)ideal, prefervel reduzir o % de gordura primeiro (secar)ideal, prefervel reduzir o % de gordura primeiro (secar)ideal, prefervel reduzir o % de gordura primeiro (secar)e depois aumentar a massa corporal. Caso contrrio, pode ire depois aumentar a massa corporal. Caso contrrio, pode irdireto para o aumento de massa muscular...direto para o aumento de massa muscular...Tem como aumentar muito a massa muscular comTem como aumentar muito a massa muscular comexerccios aerbicos?:exerccios aerbicos?: vai apresentar uma melhora, mas avai apresentar uma melhora, mas ahipertrofia efetiva com trabalho de levantamento de pesoshipertrofia efetiva com trabalho de levantamento de pesosdirecionados para esse objetivo...direcionados para esse objetivo...
  • 89. HIDRATAOHIDRATAO" A termorregulao desempenha um papel to" A termorregulao desempenha um papel toimportante no equilbrio homeosttico do corpoimportante no equilbrio homeosttico do corpoque o preo de alguma falha pode ser a morte"que o preo de alguma falha pode ser a morte"(McARDLE et al, 2003)(McARDLE et al, 2003)TermorregulaoTermorregulao a capacidade do indivduo em se adaptar a capacidade do indivduo em se adaptara um stresse trmico: na exposio ao calor, aoa um stresse trmico: na exposio ao calor, aofrio ( com umidades relativas do ar variadas ) emfrio ( com umidades relativas do ar variadas ) emrepouso ou no exerccio.repouso ou no exerccio.
  • 90. Qualquer grau de desidratao prejudica oQualquer grau de desidratao prejudica odesempenho:desempenho:A reduo do volume plasmtico ( pois a guaA reduo do volume plasmtico ( pois a guaest sendo eliminada na forma de suor e noest sendo eliminada na forma de suor e noest havendo reposio hdrica)...est havendo reposio hdrica)......e a necessidade de estar levando sangue para...e a necessidade de estar levando sangue paraos msculos,os msculos, PROVOCA UMA SOBRECARGAPROVOCA UMA SOBRECARGACARDIOVASCULARCARDIOVASCULAR, aumentando a Frequncia, aumentando a Frequnciacardaca, prejudicando o desempenho.cardaca, prejudicando o desempenho.
  • 91. O fluxo sanguneo que responsvel em levar oO fluxo sanguneo que responsvel em levar ocalor para a periferia para ser dissipado na formacalor para a periferia para ser dissipado na formade suor, est reduzido...de suor, est reduzido......... PREJUDICANDO A TERMORREGULAOPREJUDICANDO A TERMORREGULAO,,aumentando a temperatura interna, levando aumentando a temperatura interna, levando aumentando a temperatura interna, levando aumentando a temperatura interna, levando fadiga precoce, prejudicando o desempenho.fadiga precoce, prejudicando o desempenho.1% do peso corporal1% do peso corporal -- provoca uma elevao da temp.provoca uma elevao da temp.internainterna5% do peso corporal5% do peso corporal -- provoca uma elevao da temp.provoca uma elevao da temp.interna e aumento da freqncia cardacainterna e aumento da freqncia cardaca
  • 92. RECOMENDAES PARA UMA BOARECOMENDAES PARA UMA BOAHIDRATAOHIDRATAO11-- Antes do exerccioAntes do exerccio* 2 horas antes : 400 a 600ml de fluido* 2 horas antes : 400 a 600ml de fluido22-- Durante o exerccioDurante o exerccio* A cada 15 ou 20 min de exerccio : 150 a 350 ml de fluido* A cada 15 ou 20 min de exerccio : 150 a 350 ml de fluido33-- Aps o exerccioAps o exerccio* Logo aps: 450 a 650 ml de fluido para cada 0,5 Kg de* Logo aps: 450 a 650 ml de fluido para cada 0,5 Kg deperda de peso corporalperda de peso corporal* Em torno de 1L para cada 1Kg perdido (uma mdia)* Em torno de 1L para cada 1Kg perdido (uma mdia)Procedimento muito comum:Procedimento muito comum:Pesar antes e depois do exerccio = a diferena significa oPesar antes e depois do exerccio = a diferena significa oquanto ter que reporquanto ter que repor
  • 93. RECURSOS ERGOGNICOSRECURSOS ERGOGNICOSNUTRICIONAISNUTRICIONAISDiretrizesDiretrizesInternational Society of Sports NutritionInternational Society of Sports Nutrition-- ISSNISSNInternational Society of Sports NutritionInternational Society of Sports Nutrition-- ISSNISSN(2010)(2010)Agncia da vigilncia sanitriaAgncia da vigilncia sanitria--ANVISAANVISA(2010)(2010)American College of Sports MedicineAmerican College of Sports Medicine--ACSMACSM(2009)(2009)Sociedade Brasileira de Medicina EsportivaSociedade Brasileira de Medicina Esportiva-- SBMESBME(2009)(2009)
  • 94. RECURSOS ERGOGNICOSRECURSOS ERGOGNICOS So substncias ou artifcios visando a melhora daperformance (WILLIAMS, 2003) 4 categoriasFarmacolgicos anabolizantes, GH, anfetaminas...Psicolgicos- tcnicas para concentrao...Mecnica ou Biomecnica equipamentos esportivos maiselaborados para melhoria de desempenho...
  • 95. SUPLEMENTOS ESPORTIVOSSUPLEMENTOS ESPORTIVOSNutricionais denominados como suplementos esportivos,podem ser chamados de Suplementos nutricionais ergognicos, e atuam: No metabolismo energtico: carboidratos, creatina,carnitina, BCAAs, No aumento de massa muscular: protenas isoladas,aminocidos essenciais, HMB Na melhora da sade: Glutamina e nutrientes antioxidantes
  • 96. Alimentos para atletasAlimentos para atletasResoluo-RDC 18, 27 de abril de 2010 aANVISA regulamenta que:so definidos como alimentos especialmenteformulados para auxiliar atletas a atender suasnecessidades nutricionais especficas e auxiliar nodesempenho do exerccio.
  • 97. Repositores energticos para atletasRepositores energticos para atletasProdutos que apresentam no mnimo 75% decarboidratos em sua composio, podendo tervitaminas e minerais = para permitir o alcancee/ou manuteno dos nveis apropriados dee/ou manuteno dos nveis apropriados deenergiaVendidos na forma lquida, em p, em barra ou gel vrios fabricantes (Maltodextrina, Sport Energy, Exceed,Carboplex, Carbo Fuel , Carb Up e outros...)
  • 98. Definio de maltodextrinaDefinio de maltodextrina um carboidrato complexo ( polmero de dextrose eglicose );Obtida pela hidrlise parcial enzimtica do amido de milho;Obtida pela hidrlise parcial enzimtica do amido de milho;Composto por uma mistura de dextrina + maltose;
  • 99. A diluio do carboidrato em p, geralmente :4 colheres de sopa em 500 ml de gua = 240 Kcal(olhar o rtulo)(olhar o rtulo)*porm muitas pessoas preferem diluir ...3 colheres de sopa em 500ml de gua = 180 Kcal1 sach de carboidrato em gel apresenta:80 Kcal ou 120 Kcal(olhar o rtulo)
  • 100. RepositoresRepositoresenergticosenergticosComprovado cientificamente que :indivduos que no conseguem ingerir a quantidade decarboidrato pela alimentao, existe a necessidade desuplementar tal nutriente, no existindo efeitos colateraisnegativos...negativos... Cuidados: por ser carboidrato de alto ndice glicmico,diabticos tipo 2 e hipoglicmicos no devem usar; Pode ser utilizado antes, durante e aps o exerccio; O nutricionista define o momento e a quantidade dependendoda necessidade do indivduo
  • 101. LQUIDOS + CARBOIDRATOSLQUIDOS + CARBOIDRATOS( objetivos)( objetivos)Antes: reposio de lquidos corporais enormalidade da glicoseDurante : reposio de lquidos corporais e poupar autilizao do glicognio heptico durante o exerccioutilizao do glicognio heptico durante o exerccio(> 1 hora )Aps : reposio de lquidos corporais e auxiliar narecuperao do glicognio muscular
  • 102. Repositores hidroeletrolticos para atletasRepositores hidroeletrolticos para atletasFormulados pela concentrao variada de eletrlitos(sdio e cloreto) + concentraes variadas decarboidratos = para reposio hdrica e eletrolticacarboidratos = para reposio hdrica e eletroltica(decorrente do exerccio)Segundo ACSM, apenas aps uma atividade fsica muitointensa, ao ar livre , com sol (mdia acima de 2 a 3 horas) ecom uma sudorese elevada, necessrio a suplementao deeletrlitos.(perda de 2% do peso corporal)
  • 103. LQUIDOS + ELETRLITOSLQUIDOS + ELETRLITOS( objetivos)( objetivos)Antes: no existe a necessidadeDurante : reposio de lquidos corporais e eletrlitos queesto sendo perdidos durante o exerccio (ex. partida deesto sendo perdidos durante o exerccio (ex. partida detnis, futebol, maratona, ciclismo...principalmente emambientes quentes...)Aps : reposio de lquidos corporais e eletrlitos queforam perdidos durante o exerccio
  • 104. CUIDADOSCUIDADOSIndivduos hipertensos devem evitar o uso dessesprodutos;Atividades fsicas realizadas em ambientes fechados,raramente promovero a perda de eletrlitos de maneiraexcessiva;A alimentao diria suficiente para promover areposio de eletrlitos em muitas situaes;O uso desses produtos deve ser orientado por umprofissional e mais utilizado durante ou aps o exercciointenso.(Gatorade e Sport drink)
  • 105. Suplemento alimentar para atletasSuplemento alimentar para atletasem situaes especiaisem situaes especiaisProdutos que contem uma concentrao variada demacronutrientes (prot., carboid. e gord.) = para visara adequao desses nutrientes alimentaoa adequao desses nutrientes alimentaoCarboidratos devem estar abaixo de 90% do valor calrico doproduto, mnimo 65% de prot de alto valor biolgico,contendo 1/3 gordura saturada, 1/3 monoinsat. 1/3 poliinsate pode conter vitaminas e minerais, so os hipercalricos(Critical mass...)
  • 106. HIPERCALRICOSHIPERCALRICOSCuidados quanto ao uso: Produtos, que infelizmente noBrasil, no possuem uma fiscalizao adequada.Um estudo financiado pelo COI, mostrou que 634suplementos analisados pelo Laboratrio Antidoping deColnia (Alemanha), provenientes de 215 fornecedores, de13 pases:13 pases:94 deles (14,8%) continham precursores dehormnios, no declarados em seus rtulos e quepoderiam gerar DOPING. necessrio utiliz-los ?
  • 107. Risco ou segurana?Risco ou segurana?Vitamina hipercalrica utilizando alimentos que sonaturalmente seguros:1 copo de leite integral (180 Kcal)3 colheres de sopa de um cereal (140 Kcal)1 colher de sopa de mel (90 Kcal)1 colher de sopa de mel (90 Kcal)1 banana (70 Kcal)mdia de 480 KcalPRATICIDADE?
  • 108. Suplmentos proteicos para atletasProdutos com predominncia de protenasProdutos com predominncia de protenashidrolisadas e so formulados =hidrolisadas e so formulados = para aumentar apara aumentar aingesto destes nutrientes ou complementar aingesto destes nutrientes ou complementar aingesto destes nutrientes ou complementar aingesto destes nutrientes ou complementar adieta quando as necessidades no estejam sendodieta quando as necessidades no estejam sendosupridas pelas fontes alimentares habituaissupridas pelas fontes alimentares habituaisVendidos em p e em barras de protenaVendidos em p e em barras de protena -- vrios fabricantes (vrios fabricantes (Whey Protein, Albumina Pura, WP3, Amino 2222, Amino FluidWhey Protein, Albumina Pura, WP3, Amino 2222, Amino Fluid35.8000...)35.8000...)
  • 109. Whey ProteinProtenas isoladas do soro do leite (extradas durante oprocesso de fabricao do queijo);A protena do leite bovino: 80% casena e 20% deprotenas do soro;Alto valor nutricional: aminocidos essenciaisAlto valor nutricional: aminocidos essenciais(especialmente os de cadeia ramificada leucina, valina eisoleucina);Obteno do Whey Protein ocorre depois da extrao dacasena: sobra o soro do leite - onde se encontrapeptdeos e aminocidos (aas) livres;
  • 110. Objetivo comercial considera-se que a ingesto de tipos especficos deprotenas consideradas de rpida absoro (Wheyprotein) so mais efetivas para a hipertrofia muscular... A falta de suplemento de protena pode conduzir aocatabolismo excessivo de protena, e pode impedir nossoscatabolismo excessivo de protena, e pode impedir nossosesforos em produzir mais ganhos no tamanho e na forado msculo...Busca: internet - sites de venda de produtos
  • 111. Consensos cientficosA utilizao dos suplementos proteicos (do soro do leite oualbumina) deve estar de acordo com a ingesto proteicatotal...A dose recomendada seria 10gr de protenas + 20gr decarboidratos aps o treino de hipertrofia...Apenas os aas essenciais apresentam alguma sustentaona literatura cientfica... Faltam estudos cientficos cominformaes consistentes a respeito das vantagensergognicas...SBME (2009)
  • 112. Consensos cientficosO uso de ass essenciais para aumento da massa musculare desempenho considerado um suplementoaparentemente efetivo:- suplemento que ajudaria os indivduos no ganho de massasuplemento que ajudaria os indivduos no ganho de massamuscular e a maioria das pesquisas mostram efetividade emuscular e a maioria das pesquisas mostram efetividade emuscular e a maioria das pesquisas mostram efetividade emuscular e a maioria das pesquisas mostram efetividade esegurana;segurana;Ingerir uma quantidade superior de protenas aorecomendado diariamente no tem valor ergognico;ISSN (2010)
  • 113. Aminocidos de cadeia ramificadaAminocidos de cadeia ramificadaBCAAsBCAAsNo exerccio, supe-se que estejam envolvidos (leucina,isoleucina e valina): com a fadiga central, no balano proteico muscular, na modulao da imunocompetncia, na diminuio da leso muscularPodem ser comercializados, mas no pode ser indicado paraatletas (falta de comprovaes cientficas) no estocontemplados nessa regulamentao atual,temporariamente.
  • 114. Consensos cientficosOs BCAAs por serem potentes moduladores da captaode triptofano pelo SNC, poderiam estimular a tolernciaao esforo prolongado...So dados relatados em alguns estudos, poucoreprodutivos, no justificando a suplementao...reprodutivos, no justificando a suplementao...A suplementao desses aminocidos apresenta umbaixo grau de recomendao, no devendo ser usado...SBME (2009)
  • 115. Consensos cientficosTem sido registrado que os BCAAs diminuem adegradao muscular induzida pelo exerccio e promoveum efeito hormonal anticatablico. considerado umsuplemento possivelmente efetivo:- que tem alguns estudos comprovando as teorias porm - que tem alguns estudos comprovando as teorias porm necessrio mais pesquisas para determinar como afeta otreinamento e o desempenho;ISSN (2010)
  • 116. CreatinaObjetivo:Objetivo: Quanto mais creatina disponvel no msculo, maiorQuanto mais creatina disponvel no msculo, maiorformao de fosfocreatina que aumentar a ressntese deformao de fosfocreatina que aumentar a ressntese deATP mais energia para a realizao de exerccios deATP mais energia para a realizao de exerccios defora e exploso, auxiliando nofora e exploso, auxiliando no aumento de massaaumento de massamuscular.muscular.muscular.muscular.A comercializao foi liberada apenas para atletas;A comercializao foi liberada apenas para atletas;Cautela na prescrio (aumento de peso);Cautela na prescrio (aumento de peso);O consumo acima de 3g por dia pode ser prejudicial O consumo acima de 3g por dia pode ser prejudicial sade.sade.
  • 117. Consensos cientficos aps boa anlise do profissional especializado, justificvel aps boa anlise do profissional especializado, justificvelseu uso, embora, ainda com fraco grau de recomendao...seu uso, embora, ainda com fraco grau de recomendao......atletas competitivos de eventos de alta intensidade e...atletas competitivos de eventos de alta intensidade ecurta durao...sempre em carter excepcional, seu uso curta durao...sempre em carter excepcional, seu uso curta durao...sempre em carter excepcional, seu uso curta durao...sempre em carter excepcional, seu uso permitido. Portanto, mesmo nesses casos , a recomendaopermitido. Portanto, mesmo nesses casos , a recomendao de que em geral no se deve usar...Demais de que em geral no se deve usar...Demaisdesportistas...nunca usar.desportistas...nunca usar.SBME (2009)SBME (2009)
  • 118. Consensos cientficosTem sido registrado que creatina aumenta a massaTem sido registrado que creatina aumenta a massamuscular durante treinamento. considerado ummuscular durante treinamento. considerado umsuplementosuplemento aparentemente efetivoaparentemente efetivo::-- suplemento que ajudaria os indivduos no ganho desuplemento que ajudaria os indivduos no ganho de-- suplemento que ajudaria os indivduos no ganho desuplemento que ajudaria os indivduos no ganho demassa muscular e a maioria das pesquisas mostrammassa muscular e a maioria das pesquisas mostramefetividade e segurana;efetividade e segurana;ISSN (2010)ISSN (2010)
  • 119. Glutamina o aminocido mais abundante no plasma e nos tecidos;No um aminocido essencial,pois pode ser sintetizadano organismo a partir de outros aminocidos;Em situaes: trauma, infeces e esforo fsico extremo -a concentrao plasmtica diminui;a concentrao plasmtica diminui;Surgiu a idia da suplementao - mas os entercitos(clulas do intestino) consomem a maior parte do que suplementado;E a, a suplementao efetiva?
  • 120. Funes da Glutamina e especulaesergognicasSntese proteica;Crescimento e manuteno das clulas;Crescimento e manuteno das clulas;Substrato para a proliferao das clulas;Combustvel para as clulas do sistema imunolgico.
  • 121. Consensos cientficos...quando a ingesto oral, o elevado consu