tese 6,2 mb

Download Tese 6,2 MB

Post on 09-Jan-2017

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • O ESTDIO NA CIDADE CONTEMPORNEA CASO PARTICULAR DOS ESTDIOS DE FUTEBOL E O EURO 2004

    Miguel Jorge Arruda

    Dissertao para obteno do Grau de Mestre em

    Arquitectura

    Jri Presidente: Prof. Antnio Barreiros Ferreira

    Orientador: Prof. Carlos Moniz de Almada Azenha da Cruz Vogal: Prof. Nuno Matos Silva

    Outubro 2009

  • RESUMO

    Esta dissertao analisa o papel e importncia do estdio no desenho urbano, enquanto espao pblico singular. A anlise desta relao feita com base numa abordagem tipo-morfolgica a partir de trs diferentes momentos cronolgicos que marcam a evoluo do estdio: o anfiteatro na cidade romana, reaparecimento dos estdios como equipamento desportivo na passagem do sc.XIX para o sc.XX e por fim a modernizao dos estdios a partir da dcada de cinquenta. O enfoque dado na cidade contempornea. O Euro 2004 em Portugal foi constitudo como estudo de caso, sendo feita uma anlise a quatro estdios.

    Com base na anlise tipo-morfolgica, so identificadas as vrias inseres dos estdios na cidade contempornea e exploradas as suas implicaes no tecido urbano envolvente.

    Palavras-chave: Estdios Cidade Insero Urbana Espao Pblico

    O ESTDIO NA CIDADE CONTEMPORNEA INSTITUTO SUPERIOR TCNICO ii

  • ABSTRACT

    This dissertation aims at analyzing the role and importance of the stadium in the urban design, as a single public space. The analysis of this relation is based on a typo-morphological approach through three different chronological moments that mark the evolution of the stadium: the amphitheater in the roman city, the reintroduction of the stadiums in the passage of the nineteenth century to the twentieth century and finally the modernization of the stadiums beginning in the fifties decade. The contemporary city is the main focus. The Euro 2004 hosted in Portugal was considered as a case study, with four stadiums being analyzed.

    Based on the typo-morphological analysis, many insertions of the stadiums in the contemporary city are identified and its implications in the confining urban fabric are explored.

    Keywords: Stadiums City Urban Planning Public Space

    O ESTDIO NA CIDADE CONTEMPORNEA INSTITUTO SUPERIOR TCNICO iii

  • AGRADECIMENTOS

    Ao Professor Carlos Cruz, no apenas por todo o apoio disponibilizado, mas tambm pelo dilogo sempre aberto, que me deu o estmulo necessrio elaborao da presente dissertao.

    Professora Teresa Heitor, que apesar de no ter participado directamente neste trabalho, sempre se mostrou disponvel na sua fase de redao.

    Dra. Rosane Araujo pela disponibilidade na clarificao de alguns conceitos.

    Aos meus pais e irmos e sobrinho Gonalo por toda a ajuda e motivao.

    A todos os colegas e amigos, que foram fulcrais em diversas fases do curso, em especial na elaborao da dissertao.

    Finalmente, ao Yo-Yo Ma, pelas razes bvias.

    O ESTDIO NA CIDADE CONTEMPORNEA INSTITUTO SUPERIOR TCNICO iv

  • NDICE GERAL

    1. INTRODUO 1

    1.1. OBJECTIVOS 2

    1.2. JUSTIFICAO 2

    1.3. METODOLOGIA DE INVESTIGAO 3

    1.4. ESTADO DA ARTE 4

    1.5. ORGANIZAO DO TRABALHO 9

    1.6. DEFINIO DE CONCEITOS 11

    2. ANLISE HISTRICA 13

    2.1. FUTEBOL E SOCIEDADE 14

    2.2. GNESE DOS ESTDIOS 16

    2.3. CONSTRUO DOS PRIMEIROS ESTDIOS 17

    2.4. MODERNIZAO DOS ESTDIOS 19

    2.4.1. INFLUNCIA DA TRANSMISSO TELEVISIVA NA CONCEPO DOS ESTDIOS 21

    2.5. INFLUNCIA POLTICA 23

    3. O ESTDIO E A CIDADE 25

    3.1. PAPEL DO ESTDIO NA CIDADE 26

    3.1.1. CASO DOS E.U.A. E INFLUNCIA NA EUROPA 29

    3.2. TIPOLOGIA DOS ESTDIOS 30

    3.3. INSERO URBANA DOS ESTDIOS 31

    3.3.1. DIFERENTES INSERES URBANAS 32

    3.4. REVITALIZAO URBANA 36

    3.4.1. GRANDES EVENTOS: JOGOS OLMPICOS DE PEQUIM 2008 37

    3.4.2. RECUPERAO DE REAS DEGRADADAS: STADE DE FRANCE 39

    O ESTDIO NA CIDADE CONTEMPORNEA INSTITUTO SUPERIOR TCNICO v

  • 4. EURO 2004 43

    4.1. FUTEBOL EM PORTUGAL 44

    4.2. PORTUGAL E O EURO 2004 45

    4.3. CASOS DE ESTUDO 47

    4.3.1. ESTDIO MUNICIPAL DE BRAGA 49

    4.3.2. ESTDIO DO DRAGO 53

    4.3.3. ESTDIO MUNICIPAL DE AVEIRO 58

    4.3.4. ESTDIO DA LUZ 62

    5. CONCLUSES 66

    6. REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS 69

    6.1.BIBLIOGRAFIA 70

    6.2.STIOS NA INTERNET 74

    7. ANEXOS 76

    7.1. ESTDIO MUNICIPAL DE BRAGA 77

    7.2. ESTDIO DO DRAGO 79

    7.3. ESTDIO MUNICIPAL DE AVEIRO 81

    7.4. ESTDIO DA LUZ 83

    O ESTDIO NA CIDADE CONTEMPORNEA INSTITUTO SUPERIOR TCNICO vi

  • TABELA DE IMAGENS

    Fig. 1 Esquema da metodologia adoptada [Fonte: Autor] 4

    Fig. 2 Repartio das despesas dos municpios, por domnios [Fonte:INE] 15

    Fig. 3 Coliseu de Roma [Fonte: Autor, revista Area e legionxxiv.org] 17

    Fig. 4 Estdio do Grmio de Porto Alegre, inaugurado em 1904 [Fonte: skyscrapercity.com] 18

    Fig. 5 Esquema da localizao dos estdios na cidade e o modo como evoluram [Fonte: Autor] 19

    Fig. 6 Tragdia no Estdio de Heysel, em 1985, que acelerou o processo de modernizao dos estdios [Fonte: noisoli.it] 21

    Fig. 7 Primeira transmisso televisiva dos Jogos Olmpicos, em Berlim, 1936 [Fonte: earlytelevision.org] 22

    Fig. 8 Influncia Poltica nos Jogos Olmpicos de 1936 [Fontes: contexts.org e thirdreichruins.com] 24

    Fig. 9 Insero urbana do Estdio Millennium, em Cardiff [Fonte: millenniumstadium.com] 27

    Fig. 10 Estdio Gillette, em Massachusetts, nos Estados Unidos da Amrica [Fonte: patriotplace.net] 30

    Fig. 11 Fotografia e esquema da insero urbana do Estdio Luigi Ferraris, em Gnova [Fonte: trivago.it e Autor] 32

    Fig. 12 Estdio Allianz Arena, em Munique [Fonte: flickr.com] 33

    Fig. 13 Estdio Olmpico de Munique [Fonte: olympia72.de] 34

    Fig. 14 St.Jakob Park, em Basileia [Fonte: pt.uefa.com] 35

    Fig. 15 Nota chinesa, com a imagem do Estdio Nacional de Pequim [Fonte: the700level.com] 36

    Fig. 16 Esquema da evoluo da cidade de Pequim [Fonte: revista Topos] 38

    Fig. 17 Insero urbana do Estdio Olmpico de Pequim [Fonte: digitalglobe.com] 39

    O ESTDIO NA CIDADE CONTEMPORNEA INSTITUTO SUPERIOR TCNICO vii

  • Fig. 18 Stade de France, com a planta dos usos que existem perto do estdio [Fonte: Plaine Commune] 42

    Fig. 19 Construo do campo de futebol no Alto de Santo Amaro, no incio do sc.XX [Autor: Ferreira da Cunha] 45

    Fig. 20 Publicidade alusiva ao Euro 2004 e cerimnia de encerramento no Estdio da Luz [Fonte: brainstorm.br e memoriavirtual.net] 46

    Fig. 21 Insero urbana do Estdio Municipal de Braga [Fonte: Autor e flickr.com] 47

    Fig. 22 Insero urbana do Estdio do Drago [Fonte: Autor e Atelier Risco] 47

    Fig. 23 Insero urbana do Estdio Municipal de Aveiro [Fonte: Autor e ema.pt] 48

    Fig. 24 Insero urbana do Estdio da Luz [Fonte: Autor e flickr.com] 48

    Fig. 25 Planta de implantao do Estdio Municipal de Braga [Fonte: Autor] 49

    Fig. 26 Planta do complexo do estdio e corte esquemtico da tipologia do Estdio Municipal de Braga [Fonte: Autor] 50

    Fig. 27 Planta de acessibilidades e parqueamento do Estdio Municipal de Braga [Fonte: Autor] 51

    Fig. 28 Planta de implantao do antigo Estdio das Antas [Fonte: Atelier Risco] 53

    Fig. 29 Planta de implantao do Estdio do Drago [Fonte: Autor] 54

    Fig. 30 Planta do complexo do estdio e corte esquemtico da tipologia do Estdio do Drago [Fonte: Autor] 55

    Fig. 31 Planta de acessibilidades e parqueamento do Estdio do Drago [Fonte: Autor] 56

    Fig. 32 Planta de implantao do Estdio Municipal de Aveiro [Fonte: Autor] 58

    Fig. 33 Planta do complexo do estdio e corte esquemtico da tipologia do Estdio Municipal de Aveiro [Fonte: Autor] 59

    Fig. 34 Planta de acessibilidades e parqueamento do Estdio Municipal de Aveiro [Fonte: Autor] 60

    Fig. 35 Planta de implantao do Estdio da Luz [Fonte: Autor] 62

    O ESTDIO NA CIDADE CONTEMPORNEA INSTITUTO SUPERIOR TCNICO viii

  • O ESTDIO NA CIDADE CONTEMPORNEA INSTITUTO SUPERIOR TCNICO ix

    Fig. 36 Planta do complexo do estdio e corte esquemtico da tipologia do Estdio da Luz [Fonte: Autor] 63

    Fig. 37 Planta de acessibilidades e parqueamento do Estdio da Luz [Fonte: Autor] 64

    Fig. 38 Avenida do Estdio, parqueamento e praa do acesso ao estdio [Fonte: Autor] 77

    Fig. 39 Vista Norte, praa exterior e vista Sul [Fonte: Autor] 78

    Fig. 40 Relao do estdio com a VCI, unio entre o anel de circulao pedonal e Alameda das Antas e vista da zona comercial para o estdio [Fonte: Autor] 79

    Fig. 41 Anel de circulao pedonal, zona comercial e Alameda das Antas [Fonte: Autor] 80

    Fig. 42 Acesso Este, acesso pedonal junto ao estacionamento e vista Nordeste [Fonte: Autor] 81

    Fig. 43 Edifcio da rea comercial, anel de circulao pedonal e estacionamento exterior [Fonte: Autor] 82

    Fig. 44 Zona comercial, anel de circulao pedonal e perspectiva Este [Fonte: Autor] 83

    Fig. 45 Acesso do estdio, junto Segunda Circular, entrada principal e relao entre o estdio e o centro comercial [Fonte: Autor] 84

  • 1. INTRODUO

  • 1.1. OBJECTIVOS

    O principal objectivo desta dissertao estudar a importncia, impacto e insero urbana dos estdios nas cidades contemporneas. Este aspecto sustentado com a evoluo cronolgica destes equipamentos desportivos em trs diferentes fases, designadamente no papel do anfiteatro no Imprio Romano, a passagem do sc.XIX para o sc.XX e finalmente na dcada de 80, com a remodelao de vrios estdios. Pretende-se compreender qual a capacidade do estdio para redesenhar uma determinada parte da cidade e funcionar como elemento de regenerao urbana.

    Partindo de um estudo tipo-morfolgico, pretende-se repr