case onu mulheres carnaval colunistas 2015-revisado

Download Case onu mulheres carnaval   colunistas 2015-revisado

Post on 11-Aug-2015

26 views

Category:

Marketing

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. COLUNISTAS BRASLIA 2015 CATEGORIA MDIAS INTEGRADAS SUBCATEGORIA PRODUTOS E SERVIOS COMUNITRIOS CAMPANHA CARNAVAL 2015 CLIENTE ONU MULHERES
  2. 2. RESUMO DO CASE No incio de 2015, desenvolvemos para a ONU Mulheres uma campanha de combate violncia contra a mulher no carnaval. O objetivo era conscientizar as pessoas acerca do respeito s mulheres no contexto da festa. O foco da mensagem para os homens foi alertar e conscientizar, a fim de evitar comportamentos abusivos. Para as mulheres, empoderar e encorajar a denncia, caso sofressem ou presenciassem algum caso de agresso ou violncia. A campanha foi veiculada nacionalmente, mas contou com maior fora nas praas onde a cultura carnavalesca mais forte (como Rio de Janeiro, So Paulo, Salvador, Recife, entre outros), durante todo o perodo de carnaval.
  3. 3. CONTEXTO O Brasil alcanou importantes conquistas em relao promoo da igualdade de gnero e empoderamento das mulheres nas ltimas dcadas. Exemplos desses avanos so a criao da Secretaria de Polticas para as Mulheres (SPM), a promulgao da Lei Maria da Penha, a consolidao do Ligue 180 e at mesmo a eleio, pela primeira vez, de uma mulher como presidente da Repblica. No entanto, apesar desses progressos, o trabalho para promover a igualdade de gnero e o empoderamento das mulheres de forma plena ainda apresenta muitos desafios em diversas reas (trabalho, emprego, renda, entre outros). Destacamos alguns dados sobre a violncia contra a mulher: -Uma mulher assassinada a cada duas horas no Brasil. Por ano, mais de quatro mil mulheres so assassinadas. -A cada dois minutos, cinco mulheres so espancadas. -Mais de 40% das brasileiras j sofreram violncia de gnero. -A maioria dos agressores (mais de 80%) so os prprios maridos, companheiros ou namorados.
  4. 4. DESAFIO Todos sabemos que carnaval poca de festa, de descontrao e de alegria. Nessa poca, a paquera se naturaliza nas festas, nas ruas e nos centros carnavalescos: tempo de curtio. O clima festivo, a aglomerao de pessoas e o potencial uso de lcool e outras drogas so fatores que se somam para que as pessoas fiquem mais desinibidas. E a que surge a preocupao para a campanha: as abordagens violentas e/ou agressivas. Por isso, o principal desafio para a campanha ficou por conta da abordagem sobre o tema: - Como trabalhar um tema to grave e importante, mas de uma forma leve e divertida, para, considerando o contexto de festa e descontrao, no afastar as pessoas?
  5. 5. ESTRATGIA NESTE CARNAVAL, PERCA A VERGONHA MAS NO PERCA DO RESPEITO. Este foi o conceito que norteou todo o raciocnio da campanha, compreendendo o momento de descontrao e interao entre as pessoas na festa, mas ressaltando a importncia da abordagem respeitosa entre si. As peas mostravam casais trajando fantasias esdrxulas, representando a falta da vergonha, e tambm fluxogramas com sugestes de abordagens a serem usadas. No fluxograma masculino, as mensagens incentivavam a paquera descontrada, porm respeitosa. No fluxograma feminino, a denncia foi incentivada em caso de constrangimento e/ou violncia. A campanha contou com peas para mdias tradicionais (veiculao em TV aberta, revista, jornal, outdoor e mobilirio urbano) e para mdias digitais (vdeo para internet e ativaes em redes sociais).
  6. 6. PEAS DA CAMPANHA / Filme 15 Homem / Filme 15 Mulher / Anncio Jornal 1 / Anncio Jornal 2 / Anncio Revista 1 / Anncio Revista 2 / MUB / Outdoor
  7. 7. PEAS DA CAMPANHA / Filme 15 Homem / Filme 15 Mulher / Anncio Jornal 1 / Anncio Jornal 2 / Anncio Revista 1 / Anncio Revista 2 / MUB / Outdoor
  8. 8. PEAS DA CAMPANHA / Filme 15 Homem / Filme 15 Mulher / Anncio Jornal 1 / Anncio Jornal 2 / Anncio Revista 1 / Anncio Revista 2 / MUB / Outdoor
  9. 9. PEAS DA CAMPANHA / Filme 15 Homem / Filme 15 Mulher / Anncio Jornal 1 / Anncio Jornal 2 / Anncio Revista 1 / Anncio Revista 2 / MUB / Outdoor
  10. 10. PEAS DA CAMPANHA / Filme 15 Homem / Filme 15 Mulher / Anncio Jornal 1 / Anncio Jornal 2 / Anncio Revista 1 / Anncio Revista 2 / MUB / Outdoor
  11. 11. PEAS DA CAMPANHA / Filme 15 Homem / Filme 15 Mulher / Anncio Jornal 1 / Anncio Jornal 2 / Anncio Revista 1 / Anncio Revista 2 / MUB / Outdoor
  12. 12. PEAS DA CAMPANHA / Filme 15 Homem / Filme 15 Mulher / Anncio Jornal 1 / Anncio Jornal 2 / Anncio Revista 1 / Anncio Revista 2 / MUB / Outdoor
  13. 13. PEAS DA CAMPANHA / Filme 15 Homem / Filme 15 Mulher / Anncio Jornal 1 / Anncio Jornal 2 / Anncio Revista 1 / Anncio Revista 2 / MUB / Outdoor
  14. 14. PEAS DA CAMPANHA / Filme 15 Homem / Filme 15 Mulher / Anncio Jornal 1 / Anncio Jornal 2 / Anncio Revista 1 / Anncio Revista 2 / MUB / Outdoor
  15. 15. RESULTADOS Antes e durante o carnaval de 2015, muito se falou sobre o tema da violncia contra a mulher: nas redes sociais, em programas na TV, nos jornais impressos etc. Notcias polmicas circularam, como campanhas de grandes marcas privadas e de rgos pblicos que teriam deslizado no tom da comunicao e supostamente estariam incentivando abordagens abusivas (algumas inclusive com peas tiradas de circulao). Nesse contexto, a campanha desenvolvida para a ONU Mulheres pautou a imprensa e as redes sociais enquanto exemplo positivo de campanha consciente e, ao mesmo tempo, divertida. A campanha teve grande visibilidade na imprensa, aparecendo em grandes portais, jornais impressos e programas de TV. At mesmo a presidente da Repblica compartilhou o contedo da campanha nas suas redes sociais. A campanha gerou adeso de diversos fornecedores, que cederam espao para divulgao da causa, potencializando a visibilidade e efetividade da campanha, chegando a um patamar de mdia bonificada de quase R$ 3 milhes.