rochas ornamentais 2

Download Rochas Ornamentais 2

If you can't read please download the document

Post on 12-Jan-2016

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Rochas Ornamentais

TRANSCRIPT

  • Na indstria das rochas ornamentais pode-se subdividir em trs grandes reas: extrao, corte e acabamento superficial- ExtraoObjectivo: transformar a rocha ornamental em blocos de determinadas dimenses, e com aspeto adequado (sem defeitos naturais ou provocados durante a extraco).O cliente final da extrao so as fbricas de engenhos de mrmore e granito que apresentam as seguintes especificaes:Dimenses baseadas na capacidade mxima do engenho;Colorao e aspecto visual depende de factores como a moda;Ausncia de defeitos naturais veios de material diferente, mudana de colorao, etc;Ausncia de defeitos provocados na extraco exemplos como a fracturao por excesso de explosivos, micro-fracturaes induzidas pelos equipamentos de serragem com fio diamantado e micro-fracturaes induzidas pelos mtodos de lavra (profundidade excessiva, taludes quase verticais, proximidade de outras exploraes);Formato forma ideal ser o paraleleppedo.

  • - Corte e serragemO objetivo da serragem com talha blocos ou engenhos a transformao do bloco em chapas.As especificaes bsicas para os produtos da serragem so:Espessura definida e sem variaes, ao longo da chapa e no lote de chapas de acordo com a tolerncia (por exemplo espessura de 2 cm a mais ou a menos 1 mm);Placas planas, sem ondulaes;Ausncia de trincas;Aspeto visual e colorao conforme o solicitado.

  • - Acabamento superficialO objetivo da fase de acabamento transformar as chapas serradas em chapas polidas e estas em produtos finais como ladrilhos para revestimento de interiores e exteriores, pavimentao, trabalhos por medida, lavatrios, bancadas, mveis e peas artsticas. Os clientes desta fase so normalmente os revendedores, as empresas de construo civil e o consumidor final. Estes clientes desejam adquirir um produto de acordo com as seguintes especificaes:Superfcie de alto grau de polimento;Superfcie sem ondulaes;Ausncia de trincas;Uniformidade de espessura;Uniformidade de colorao.

  • Princpios para a implantao da qualidade14 aes para a implantao da qualidade:

    1 Constncia de propsitos;2 No aceitar atrasos, erros, defeitos, erros humanos;3 Exigir evidncias estatsticas da Qualidade;4 - Parar com o processo de fazer negcios baseados em preos;5 Melhorar constantemente o sistema de produo e servios;6 Instituir constantemente mtodos modernos de treino;7 Instituir meios de melhoria da superviso de pessoal na produo baseados em qualidade;8 Eliminar o medo do ambiente de trabalho;9 Romper as barreiras entre os departamentos;10 Eliminar slogans e exortaes, se no fornecer mtodos para realiz-los;11 Eliminar padres de trabalhos por metas numricas;12 Remover barreiras que no permitam ao empregado ter orgulho do seu trabalho;13 Instituir um contnuo desenvolvimento na educao e formao do trabalhador;14 Criar estruturas de alta gerncia que incentive os outros 13 pontos.

    Numa fbrica de engenhos as tarefas de recebimento de blocos, movimentao de blocos, preparao de cargas, carregamento do engenho, serragem, descarregamento do engenho, movimentao das chapas, expedio, devem seguir os passos acima indicados.

  • Mtodos de controlo nas diferentes atividades de extrao, e transformao:

    Controlo da qualidade dos equipamentos:1- Exigncia de certificao por parte do fornecedor, ou seja, garantia por parte destes a qualidade do equipamento;2 Uso de evidncias estatsticas para definir a qualidade do equipamento, acompanhando-se o seu desempenho e formando-se um histrico que permitir decidir sobre a utilizao ou no de um dado material.Este controlo pode ser feito para lminas, granalha, ferramentas diamantadas para extrao ou acabamento, abrasivos para polimento, etc.

    Controlo de qualidade de produtos e matria-prima:1 Blocos. Os blocos podem ter a sua qualidade controlada atravs de inspeo visual ou tcnicas mais sofisticadas, porm precisas, como a tomografia de blocos. A principal preocupao em relao a trincas (especialmente as internas), originadas pelo mau uso de explosivos, ou por outras causas que provoquem imperfeies estticas, a dimenso do bloco e a sua forma;2 Chapas serradas. As principais preocupaes referem-se rugosidade, ausncia de ondulaes e espessura das chapas;3 Chapas polidas ou produtos acabados. As principais preocupaes so: o brilho do material polido; a ausncia de ondulaes na superfcie; a preciso nas dimenses (principalmente a espessura); o acabamento final, ou seja, biselamento, superfcies em concordncia, furos bem feitos, etc.

  • Linha transformao tirascalcrios

  • Linha transformao ladrilhos granitos

  • Organigrama transformao rochas calcrias

  • Organigrama transformao rochas granticas

Recommended

View more >