revista condomínios - 22 junho 2010

Click here to load reader

Post on 08-Mar-2016

219 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

CONDOMÍNIOS. A Revista de Lagoa Santa/MG

TRANSCRIPT

  • N 22 Junho 2010

    Finalmente implementado, promete fortalecer o turismo e a pesquisa na regio do homem mais antigo das Amricas.

    Parque do Sumidouro:

  • REVISTA CONDOMNIOS JUNHO 20102

  • REVISTA CONDOMNIOS JUNHO 2010 3

  • REVISTA CONDOMNIOS JUNHO 20104

    Direo Geral: Euvaldo Black

    JorNaliSta reSPoNSvel: Mariana Pimenta - MG09642JP

    arte: Sempre Viva Comunicao

    FotoS: Chico FotgrafoPubliciDaDe:

    Amaury Colen - 9212-3748Janana Pinheiro - 3681-5324

    Secretria: Eliane Machado Teles

    tiraGem: 5.000 exemplares

    [email protected]

    Editorial

    FOTO CApA: ChICO FOTgRAFO

    P ronto, ta o Parque do Sumidouro entregue populao. Ips, aro-eirinhas e jatobs do campo podem crescer tranquilas; micos-estrelas, tatus-ga-linhas, e os veados-catingueiros po-dem circular vontade; bigus e ire-rs podem voar solenes... A gruta da Lapinha, agora com gesto estadual, ganhar nova iluminao em breve e poder mostrar toda sua exuberncia. A Casa Ferno Dias, a Capela de Nossa Senhora do Rosrio, as fazendas Poo Azul e Samambaia, edificaes histri-cas da poca da Colonizao e do Ciclo do Ouro podem seguir erguidas. Cien-tistas de todo o mundo tambm co-memoram: alguns dos registros mais antigos da presena humana no con-tinente americano agora tm casa pr-pria. Peter Lund, Annette Laming-Em-peraire e pesquisadores da regio que j se foram agora podem descansar mais em paz. E os mineiros, especial-mente os moradores do Vetor Norte da

    EuvaldoBlack

    Parque eStaDual Do SumiDouroConhEA MAiS SoBrE ESTE ESPAo

    06

    o Parque NoSSo

    18coNStruoFiquE ATEnTo nA horA dA iMPErMEABilizAo

    moDaBoinAS E GorroS So AliAdoS E uM ChArME A MAiS PArA o inVErno

    15

    cultura7 EnConTro dE CulTurA dE rAiz nA lAPinhA

    14

    mouNtaiN bike PiloTo ConTA CoMo Foi PArTiCiPAr dE uMA dAS MAiorES ProVAS do Mundo

    26

    exPoStioCoBErTurA dA FEirA quE Foi SuCESSo ToTAl

    27

    aquea a Sua caSa diCAS dE lArEirAS E SiSTEMA dE AquECiMEnTo dE GuA

    29

    eNtreviStaAnASTASiA FAlA SoBrE o dESEnVolViMEnTo do VETor norTE dA rMBh

    12

    30Decorao

    CuidAdoS nA horA dE CoMPrAr MVEiS PlAnEJAdoS

    coNDomNioS em DeStaque ESTnCiAS dAS AMEndoEirAS E quinTAS dA lAGoA

    20

    Regio Metropolitana de BH j podem usufruir de toda essa natureza, cultura, histria e pr-histria vontade. O Par-que do Sumidouro nosso!

    A implantao desse parque tem um sabor especial para os moradores e ambientalistas da regio. Criado em 1980, foram 30 anos de luta at chegar-mos sua inaugurao. Nesse tempo, muitos defenderam a rea de invases, pressionaram os rgos ambientais, fizeram passeios e limpeza da lagoa para conscientizao... Da nossa parte, falamos no assunto desde a matria es-pecial publicada no O CORREIO DE LA-GOA, edio nmero 27, de maro de 2003. De l pra c, publicamos vrias matrias de conscientizao da popu-lao e defendendo sua implantao em inmeras pginas do jornal Em-presarial e da Revista Condomnios. com orgulho que recebemos esse ver-dadeiro santurio paisagstico, cultural e histrico de nossa regio. Gostaria de parabenizar todos esses incansveis batalhadores pelo meio ambiente e cultura, destacando a atuao do nos-so amigo Rogrio Tavares, atual geren-te do Parque. A histria deste parque se confunde com a histria do Rogrio.

    Como no vivemos s de parques, brindamos o leitor com uma entrevista com o atual Governador Antnio Anas-tasia e interessantes matrias sobre o inverno, construes, moda, esporte, cultura e, claro, sobre condomnios e a Acolasa. Alm do habitual show de nossos colunistas com os assuntos mais variados.

    Ta a edio nmero 22 da Revista Condomnios. Faa um bom proveito e mande suas opinies. A revista nossa!

  • REVISTA CONDOMNIOS JUNHO 2010

    Louvo a equipe pelo fato da Re-vista Condomnios estar, cada vez, melhor! A seleo de notcias est em pleno acordo com os nossos in-teresses, como moradores na regio. E, vale ressaltar, tambm, o alto nvel das mesmas.

    Abrao grande,Ftima Gouveia

    Gostaria de retificar uma informa-o do editorial passado que falava que h 6 anos no existia nenhuma publicao em Lagoa Santa, alm do Jornal Empresarial e a Revista Condo-mnios.

    O Jornal Alecrim est nas ruas des-de 2002, isto , estamos h oito anos na cidade. (...) Hoje o Alecrim pode ser considerado o veculo ativo mais anti-go de Lagoa Santa. Obrigada pelo es-pao e abraos a toda equipe da Black Comunicao.

    Cludia Batista de AndradeEdio/Direo de Arte Jornal Alecrim

    Gostaria de lhes informar que na pgina 16, da edio 21 - Abril de 2010, no ltimo pargrafo da repor-tagem sobre o condomnio Canto do Riacho no condiz com a realidade. Temos ainda um sistema de comuni-cao interna via ramais, entre as resi-dncias, diz o texto. Sou moradora do referido condomnio e nele no existe sistema de comunicao via ramais internos. (...) Por entender que este um instrumento de comunicao s-rio e responsvel achei que devia en-viar esta retificao aos responsveis.

    Joseane Marchezine

    Resposta Revista Condomnios

    Cara Joseane,Realmente houve um erro. A atu-

    al administrao do Canto do Riacho explicou que a comunicao interna via ramais um dos projetos em an-damento e que ser levado para dis-cusso em assembleia. Agradecemos sua colaborao!

    Estou de volta para Lagoa Santa, cidade do meu corao, e tive a grata surpresa de ver a revista totalmen-te remodelada, muito mais bonita! Estou sabendo que est fazendo o maior sucesso em toda a cidade. Pa-rabns! Comunique que estou vol-tando com os shows, festas e even-tos particulares. Meus contatos: (31) 9894.1900 e 8761.1410.

    Waleska Gouva, voz e violo

    Sou morador de Lagoa Santa h exatamente um ano. Vim para c, aps me aposentar na carreira de En-genheiro e aqui pretendo ficar por muitos anos. (...) Recentemente te-nho acompanhado pela imprensa a discusso sobre a verticalizao ou no da cidade. Inicialmente, confes-so que fiquei apreensivo ao me de-parar com opinies favorveis a este assunto. No entanto, pelo que pude avaliar mais recentemente me parece que o bom senso vai prevalecer com a limitao de gabaritos para cons-trues. (...) Parabenizo aos senho-res vereadores por esta iniciativa e a Revista Condomnios pela excelente abordagem na edio nmero 21, tratando assunto com clareza, profis-

    sionalismo e de forma democrtica. Manifesto aqui meu apoio para que tenhamos uma cidade que oferea mais qualidade de vida, tanto para ns quanto para as geraes futuras.

    No a Verticalizao de Lagoa Santa!

    Eng. Fernando Paoliello

    Os alunos da 8 srie do Maxxi Edu-cacional utilizaram a edio 21 da Re-vista Condomnios em um trabalho de produo de texto com o tema: Minha opinio sobre a verticalizao na orla da lagoa. Os textos foram enviados como Cartas para a nossa redao, que selecionou alguns trechos:

    Eu acho que a verticalizao deve acontecer, mas com conscincia. A cidade precisa crescer e a verticaliza-o ajudaria nisso. S no podemos deixar que estrague nossa paisagem to antiga. importante que as pes-soas deixem suas opinies para que a deciso certa seja tomada. Bruno Prado Prates

    A verticalizao boa para Lagoa Santa porque vai proporcionar mais empregos e mais consumidores. Por outro lado, ela tem que ser feita em uma rea que no afete as lagoas (principalmente a central, que basi-camente o nico ponto turstico) e a vegetao. Ana Flvia

    Como morador de Lagoa Santa eu no concordo com a verticaliza-o da lagoa, pois que diferena faria se isso acontecesse em outras reas da cidade? Para que fazer na orla da lagoa? Gabriel Pereira Gusman.

    5

    Seo de Cartas

  • REVISTA CONDOMNIOS JUNHO 20106

  • REVISTA CONDOMNIOS JUNHO 2010

    Pode comemorar, o Parque estadual do Sumidouro uma realidade

    7

    Localizado entre Pedro Leo-poldo e Lagoa Santa, o Par-que Estadual do Sumidou-ro foi criado pelo Decreto 20.375, em 1980. A unidade de conservao proposta como compen-sao ambiental construo do Aeropor-to Internacional Tancredo Neves, durante dcadas, existiu apenas nos mapas do go-verno. Quem visitava o local encontrava o cerrado transformado em pasto e patrim-nios mal conservados e desprotegidos. No havia sequer a rea do parque delimitada ou uma portaria.

    Hoje, quem chega na Gruta da Lapi-nha ou na Quinta do Sumidouro encontra grandes portais, anunciando a entrada na rea do Parque, que tem cerca de dois mil hectares. No dia 13 de junho de 2010, no-vas infraestruturas foram inauguradas pelo governo estadual o Parque do Sumidouro abre as suas portas, ainda que timidamen-te (a Gruta da Lapinha continua fechada e deve ser reaberta para visitao no final do ano, junto com a inaugurao do Centro de Espeologia Peter Lund). A Casa de Ferno Dias, construo do sculo XVIII, foi revita-lizada para receber turistas e exposies. Foram construdos tambm dois prticos, marcando a estrada Lapinha Sumidouro; a Casa de Pesquisadores e a Sede Adminis-trativa, localizada em antiga sede de fazen-da revitalizada.

    Rogrio Tavares, gerente do Parque do Sumidouro, destaca que alm do aumento de arrecadao do ICMS Ecolgico para as cidades, a unidade oferece uma base de pesquisa que j propicia a estadia e a re-tomada dos estudos cientficos na regio crstica de Lagoa Santa. O Parque est includo no Projeto Rota Lund, um roteiro cientfico cultural que est em andamento e que a partir de sua estruturao divulgar a regio internacionalmente. Creio que alia-

    do a um projeto de educao ambiental e utilizao do parque como instrumento para este fim, teremos geraes sendo formadas para buscar o desenvolvimento com sustentabilidade para a regio, acre-dita Rogrio.

    O gerente explica que o Parque geri-do por um plano de manejo, com a parti-cipao do Conselho Consultivo e colabo-rao de parceiros. Estamos iniciando um programa de capacitao para condutores, gesto de pequenos negcios e formao de redes de servios