aula 7 - rochas ornamentais

Download Aula 7 - Rochas Ornamentais

Post on 22-Dec-2015

19 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Aula sobre rochas ornamentais para arquitetura

TRANSCRIPT

  • MATERIAIS DE CONSTRUO

    ROCHAS ORNAMENTAIS

    Curso de Arquitetura e Urbanismo

    Prof. Camila Vieira

  • CONTEDO

    Definio

    Importncia

    Propriedades

    Tipos de acabamento

    Patologias

  • DEFINIO

    Segundo a NBR 12012:2003: material rochoso natural submetido a diversos graus ou tipos de

    beneficiamento, utilizado para exercer funo esttica.

    Comercialmente existem dois tipos de rochas ornamentais: mrmores e granitos.

    No Brasil so comercializados mais de 500 tipos, sendo um dos principais produtores em volume e em

    qualidade esttica.

    Granito: Azul Fantstico Granito: Rosa Bahia Granito: Floral Pdua Prata

  • IMPORTNCIA

    O domnio da especificao correta de rochas ornamentais permitir a diminuio das frequentes

    patologias ptreas observadas em ambientes onde as rochas naturais foram incorretamente

    especificadas.

    A especificao depende do ambiente:

    midos (banheiros, cozinhas, reas de servio) De grande trnsito (corredores, praas) De ampla variao trmica (ambientes externos em geral) Que necessitam de intensa e frequente limpeza (banheiros, cozinhas, reas de servio e reas de lazer)

    Submetidos a grandes cargas (garagens, depsitos)

  • PROPRIEDADES

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Dureza

    Dureza a resistncia ao risco.

    Para os minerais foi definida uma escala relativa e progressiva de dureza, denominado de escala de

    Mohs.

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Dureza

    Rochas ricas em talco, serpentina (pedra sabo, esteatitos) , gipsita e calcitas (calcrio, mrmores) so

    rochas facilmente riscveis, por exemplo, por gros de areia (quartzo) presos na sola de sapatos.

    No devem ser utilizados no revestimento de pisos, a no ser nas partes centrais da casa (onde os

    sapatos j esto limpos), em banheiros (a no ser aqueles nos quais o usurio usa chinelos ou est

    descalo) ou outros ambientes especficos.

    So rochas cuja limpeza deve ser executada com cuidado evitando-se material abrasivo (saplios) e

    agressivos (cidos).

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Dureza

    O mesmo vale para ardsias, rochas tambm muito susceptveis ao risco.

    Seu emprego como piso deve restringir-se s construes

    rsticas e reas de servio.

    Sua resistncia ao risco pode ser aumentada quando

    recobertas com resinas do tipo sinteco, que, alm de

    proteger as placas, confere-lhes um brilho mais ou menos

    intenso (existem sintecos brilhantes, foscos e acetinados).

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Dureza

    Por sua vez, rochas ricas em quartzo e feldspato, como os granitos e gnaisses, so muito

    resistentes ao risco.

    Piso de granito Verde Ubatuba

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Clivagem

    Clivagem so planos de rompimento potenciais ou reais, paralelos, que refletem planos de

    fraqueza na estrutura cristalina regular dos minerais.

    A calcite apresenta clivagem porque

    se parte na forma de pequenos

    blocos geomtricos

    As micas apresentam clivagem laminar.

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Clivagem

    Quando for bem desenvolvida, a clivagem segundo uma direo permitir o desgaste do mineral por

    atrito, como aquele causado por passantes, tornando a superfcie irregular.

    Clivagens bem desenvolvidas tambm facilitam

    a infiltrao, permitindo a fixao de sujeiras

    na subsuperfcie das rochas, originando

    manchas e emprestando rocha um aspecto

    de sujeira difusa, mesmo quando

    continuamente limpas.

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Fraturas

    Fraturas so fendas irregulares em minerais no controladas por sua estrutura cristalina. A maior ou

    menor facilidade de um mineral ao fraturamento (ou quebra) depende do seu coeficiente de

    elasticidade.

    O fraturamento permite a infiltrao de agentes

    lquidos e gasosos, que provocam a alterao do

    mineral.

    Ex.: mineral granada. Possui alta dureza e intenso

    fraturamento.

    Estas rochas no devem ser utilizadas em reas de

    intenso trfego ou sujeitos a impactos (quebra de

    objetos).

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Textura (Trama Rochosa)

    A trama tem fundamental importncia no comportamento de uma rocha, sendo analisada sob trs

    aspectos principais:

    Tamanho absoluto dos cristais constituintes da rocha

    Este tamanho determina a granulao da rocha.

    Em rochas de granulao muito grossa os minerais geralmente apresentam clivagens e fraturas mais desenvolvidas, o que facilita a infiltrao de agentes fluidos.

    Rochas muito finas facilitam o desenvolvimento, quando impactadas, de fraturas arredondadas, as mesmas observadas em garrafas de vidro quebradas.

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Textura (Trama Rochosa)

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Textura (Trama Rochosa)

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Tamanho relativo dos cristais

    Rochas constitudas por cristais com dimenses aproximadamente iguais so denominados

    equigranulares.

    As rochas nos quais coexistem cristais significativamente maiores (fenocristais) numa massa de cristais

    menores (matriz) so denominados de porfirticas, porfiroblsticos ou porfiroclsticos, respectivamente

    para rochas magmticas, metamrficas ou fortemente tectonizadas.

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Tamanho relativo dos cristais

    A combinao dos dois aspectos facilita a infiltrao de fludos nos fenocristais e nos seus contatos

    com a matriz.

    Seixos, por sua superfcie externa lisa, em alguns casos, so facilmente arrancados da sua matriz

    arenosa.

  • PROPRIEDADES DOS MINERAIS DE IMPORTNCIA

    PARA AS ROCHAS ORNAMENTAIS

    Contato entre os cristais

    O contato entre os cristais formadores das rochas podem ser basicamente retilneos, ondulados ou

    irregulares.

    Originam-se, assim, respectivamente tramas poligonais (ou de calamento), lobuladas e serrilhadas

    (ou engrenadas).

    Estes ltimos so as tramas mais resistentes e as primeiras as mais fracas. As tramas poligonais so as

    mais propcias para a infiltrao dos agentes fluidos que promovem a oxidao, alterao ou

    dissoluo dos minerais.

  • TIPOS DE ACABAMENTO

  • TIPOS DE ACABAMENTO

    Acabamento Caractersticas

    Polido Acabamento plano, liso, lustroso e altamente refletivo produzido por

    abraso mecnica e polimento.

    Levigado Acabamento plano e no reflexivo, produzido por abraso mecnica em

    diferentes graus.

    Flamejado (ou

    trmico)

    Acabamento realizado por uma rpida exposio do material a uma

    chama em alta temperatura, resultando na esfoliao da superfcie da

    rocha, tornando-a rugosa.

    Jato de areia Acabamento produzido por um jato de partculas altamente abrasivas em

    alta velocidade. Seu resultado uma superfcie finamente rugosa que, em

    geral, deixa a superfcie um pouco mais clara do que sem acabamento.

    Apicoado Acabamento conseguido por meio de um martelo pneumtico com cabea

    em martelo, com numerosas pontas. O resultado uma superfcie rugosa,

    com relevo de at vrios milmetros.

    Quebra Refere-se a superfcie de quebra natural que se d quando a rocha

    obtida por meio de cunhas.

  • TIPOS DE ACABAMENTO

    Apicoado

    Polido

    Levigado

    Flamejado

  • TIPOS DE ACABAMENTO

    Escadas e pisos externos ou com trfego intenso de pessoas: os acabamentos brutos, flamejados e

    levigados so utilizados para se obter maior segurana, pois so antiderrapantes.

    Revestimentos de muros, paredes internas ou externas, detalhes, colunas ou ps de mesa, o

    acabamento apicoado confere a beleza e o charme da rusticidade arquitetura moderna.

  • TIPOS DE ACABAMENTO

    Pias, lavatrios, mesas e bancadas: os materiais polidos, impermeabilizados ou resinados, transmitem

    a nobreza e o requinte dos materiais, alm de revelar toda a beleza das cores das pedras.

    Granito Verde Ubatuba

  • TIPOS DE ACABAMENTO

    Escadas e pisos internos ou com pouco

    trfego de pessoas

    o acabamento polido mais indicado,

    podendo ser feito nas escadas uma

    faixa levigada ou frisos para torn-las

    mais seguras.

    Escada em mrmore com acabamento levigado

  • TIPOS DE ACABAMENTO

    Bordas de piscina: o acabamento levigado no deixa a superfcie escorregadia e nem machucam

    no contato.

    reas prximas s piscinas: tambm pode ser usado os acabamentos bruto e flamejado.

    Borda de piscina em Granito Branco com acabamento

    de superfcie levigado. Piso revestido com pedra So

    Tom do Norte

  • REVESTIMENTO DE FACHADAS

  • REVESTIMENTOS DE FACHADAS COM ROCHAS

    Fachadas com at 3 m de altura Assentamento com emprego de

    adeso fsica com argamassas

    tradicionais.

    Fachadas com at 15 m de altura

    Uso de telas fixadas na estrutura

Recommended

View more >