Prática molluscaii

Download Prática molluscaii

Post on 23-Jun-2015

1.693 views

Category:

Education

6 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Universidade Federal Rural da Amaznia UFRADisciplina: Zoologia FILO MOLLUSCAProf Andra Bezerra de Castro</li></ul> <p> 2. Caracteres Gerais Molusca: latim Molluscus, mole; um dos maiores filos do Reino Animal; 50.000 espcies viventes e 35.000 fsseis; De quase microscpico at a lula gigante (18 m, 450 kg), ebivalves (1,5 m, 250kg); 3. Podem ser herbvoros, carnvoros predadores,comedores de materiais filtrados, detritivos e parasitas;So usadas como alimento, por colecionadores, botes demadreprola, prolas; 4. Alguns moluscos so destrutivos teredosoucupins-do-mar e turus: destroemembarcaes; caracis e lesmas frequentemente danificam jardins eoutras vegetaes; 5. caramujos servem muitas vezes de hospedeiros paraperigosos parasitas (Achatina fulica); o caramujo perfurador Urosalpinx rivaliza com asestrelas-do-mar na destruio de ostras. 6. O grupo inclui: qutons, escafpodes ou dentes deelefante, caracis, lesmas, borboletas-do-mar, mexilhes,ostras, lulas, polvos e nutilus; 7. O plano corporal: Cefalopediosa: a mais ativa, contendo os rgos dealimentao, sensoriais ceflicos e da locomoo. Dependeda ao muscular para funcionar; Massa Visceral: a regio que contm os rgos dosistema digestivo, circulatrio, respiratrio e reprodutivo. 8. Duas pregas da epiderme formam um manto ou plio; Espao entre o manto e a parede do corpo: cavidade demanto ou cavidade palial; A cavidade de manto abriga as brnquias ou ctendios ouum pulmo; O manto secreta uma concha protetora sobre a massavisceral 9. Concha peristraco: mais externa, conchiolina; prismtica: carbonato de clcio; camada nacarada: madreprola (450 a 5.000 camadas ). 10. Rdula um rgo linguiformeraspador, protrtil, com fileiras dedentes diminutos, (250.000)flexionados em direo posterior. Tem dupla funo: raspar arrancando de superfciesduras as finas partculas de materialalimentar; servircomouma esteiracondutora para o transporte departculas num fluxo contnuo emdireo ao trato digestivo. 11. Alimentao 12. Classe Scaphopoda Dentes-de-elefante oudentlios; So marinhos bentnicos; Concha tubular; O manto envolvem as vsceras; Tem de 4 mm a 25 cm decomprimento; O p fica dentro do lodo ouareia, a extremidade mais afiladada concha fica exposta na colunadgua; 13. Classe Scaphopoda O alimento constitudo dedetritos e protozorios; Longos tentculos saem dacabea: captculos; Os captculos exercem uma certafuno sensorial, Possuem rdula e uma moelatrituradora; Os sexos so separados, e a larva uma trocfora. 14. Classe Gastropoda Caracois, lesmas terrestres e marinhas, lapas, bzios,litorinas, lebres-do-mar e borboletas-do-mar; Possuem rdula; O manto altamente vascularizado pulmo (pneumostmio) A maioria tem nefrdio nico (rim); Sistemas circulatrio e nervoso: bem desenvolvidos; rgos dos sentidos: olhos ou fotorreceptores simples,estatocistos, rgos tcteis e quimiorreceptores (osfrdio) 15. Anatomia interna de um gastrpode 16. Podem ser diicos ou monicos (troca de espermatozides); Muitos realizam cerimnias de corte; Aps a cpula, cada parceiro deposita seus ovos; Larvas trocforas: livre-natantes; 17. Pomacea canaliculata 18. O hbito alimentar varia com a forma e hbitat.Conus sp. Conus purpurascens 19. ToroDestoro, incrustao e autopoluio.Os rgos sensoriais da cavidade do manto (osfrdios) testam melhor a guaquando voltados na direo do deslocamento do animal. 20. Enrolamento 21. A classificao tradicional da classe Gastropodareconhecia trs subclasses: Prosobranchia: a maior delas, com quase todas asespcies marinhas; Opisthobranchia: todos so marinhos; Pulmonata: reunindo a maioria das espcies de guadoce e terrestres. 22. Prosobrnquios Caramujos marinhos, alguns de gua doce e algunscaracis terrestres; Em Haliotis e Diodora: a autopoluio evitada porfuros na concha; Possuem um par de tentculos; Os sexos so geralmente separados; Um oprculo est frequentemente presente. Haliotis kamtschatkana assimilis 23. Abalone 24. Opistobrnquios Lesmas do mar, lebres-do-mar, borboletas-do-mar econchas canoa; Quase todos so marinhos e de guas rasas;, Dois pares de tentculos: rinforos pregas lamelaresquimiorrecepo; A concha tipicamente reduzida ou ausente; Todos so monicos. 25. Lesma-do-marBorboleta-do-mar Lebres-do-mar 26. Pulmonados Caracis terrestres, caramujos e lesmas; Exibem alguma destoro; Perderam os ctendios parede vascularizada do mantotornou-se um pulmo; O nus e o nefridiporo: abrem-se prximos aopneumostmio; Espcies aquticas: 1 par de tentculos no retrteis, nabase dos quais esto situados os olhos; Formas terrestres tm 2 pares de tentculos, com o parposterior dotado de olhos. 27. Caracol e caramujoLesmas 28. Classe Bivalvia (Pelecypoda) Duas valvas comprimidas lateralmente; Sem cabea, rdula e cefalizao reduzida; Mexilhes, vieiras, ostras, teredos Variam em tamanho: l a 2 mm at l m de comp. e 225 kg. Produo de prola: mecanismo preventivo (gro de areia,parasita, ou outro); Troca gasosa ocorre atravs do manto e das brnquias. A maioria comedor de material filtrado; Sistema nervoso: trs pares de gnglios rgos sensoriais: pobremente desenvolvidos. 29. Sarnabim Mexilho douradoOstraVieiras 30. Estrutura da concha 31. Fecundao externa:50 milhes de ovos; Larvas: trocfora,vliger e estdio dejuvenil; Bivalves de gua doce:fecundao interna;Larva: gloqudio fixa-se s brnquias ou epiderme de umpeixe e vivem como parasitas por vrias semanas; Pegadora de carona: disperso; 32. Perfurao Teredos ou Turus e Cupins-do-mar; Destrutivos: embarcaes eancoradouros construdos demadeira; Valvas com dentes microscpicos:raspadores de madeira; 33. Perfurao Pholas: perfuram rocha calcria, xisto, arenito e algumasvezes madeira ou turfa (30 cm). 34. Classe Cephalopoda Incluem as lulas, polvos, nutilus e sibas; Todos so marinhos e predadores ativos;lula O p modificado est concentrado na regio ceflica; Variam em tamanho; Registros fsseis: conchas muito elaboradas; Rdula: bico crneo. nutilus polvosiba 35. Rdula: bico crneo. 36. Concha em Cefalpode Em Nautilus: cmaras de gs; As cmaras so conectadas por um cordo de tecido vivodenominado sifnculo; Nas lulas: lamina crnea pena; Nos polvos a concha desapareceu porcompleto. 37. Locomoo Nadam expelindo gua: propulso a jato sifo; Lulas e sibas so excelentes nadadoras; O corpo da lula hidrodinmico; Nautilus ativo noite; O polvo nada lanando jatos dgua pelo sifo, mas maisadaptado para rastejar sobre pedras e corais; Alguns polvos nadam semelhana de uma medusa; 38. Respirao e Circulao Tm um par de brnquias (exceo dos nautilides); O sistema circulatrio: rede de vasos, circulao fechada,e capilares que conduzem sangue atravs dos filamentosbranquiais; Corao branquial: aumenta a presso sobre o sangue; 39. Sistemas Nervoso e Sensorial Sistema nervoso bem elaborados; Crebro: milhes de clulas nervosas; Lulas: fibras nervosas gigantes; Olhos altamente complexos; No distinguem cores, discriminam formas; So capazes de aprender por observao; rgos sensoriais bem desenvolvidos; Os braos com clulas tcteis e quimiorreceptoras; 40. Comunicao Sensibilidade tctil e qumica, e sinaisvisuais: expanso, enrolamento, elevaoou abaixamento de alguns ou de todos osbraos; Mudanas de cores: cromatforosperigo, colorao protetora, nos rituaisde corte; Saco da tinta: glndula da tinta(spia). 41. Reproduo Os sexos so separados; Espermatozide encapsulados: espermatforos; rgo intromitente: hectoctilo; Corte: exibio de cores; Alguns octpodes cuidam da desova. Um juvenil eclode do ovo. 42. BARROS, L. A. A. Zoologia. So Paulo. Ed. Nobel, 1985. HICKMAN, C. P. JR.; ROBERTS, L. S. &amp; LARSON, A. PrincpiosIntegrados de Zoologia. Ed. Guanabara Koogan. 2004. STORRER et al. Zoologia Geral. 6 edico. So Paulo, Ed. Nacional,1995. BARNES, R. D. Zoologia dos Invertebrados. 4 edio. Roca. 1984. RUPPERT, E. E.; BARNES, R. D. Zoologia dos Invertebrados. 6edio. Roca. 1996. RIBEIRO-COSTA, C. S., ROCHA, R. M. Invertebrados: Manual deAulas Prticas. 2 edio. Ribeiro Preto, Holos, 2006.</p>