barroco século xvi- xvii

of 24/24
BARROCO SÉCULO XVI-XVII O êxtase da Santa Teresa: entre o sagrado e o profano

Post on 09-Jan-2016

29 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Barroco Século XVI- Xvii. O êxtase da Santa Teresa: entre o sagrado e o profano. Inspirado no fervor religioso e na passionalidade da Contra Reforma. Reforma católica. Matinho Lutero. Revolução Protestante. Barroco é conhecido como a ARTE DO CONFLITO Homem divido em dois valores. - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

Barroco

BarrocoSculo XVI-Xvii

O xtase da Santa Teresa: entre o sagrado e o profano Reforma catlicaMatinho LuteroInspirado no fervor religioso e na passionalidade da Contra ReformaRevoluo Protestante

Barroco conhecido como a ARTE DO CONFLITOHomem divido em dois valores

TEOCENTRISMO

ANTROPCENTRISMO

OTIMISTA

PESSIMISTA

Homem busca a salvao ao mesmo tempo que quer se entregar aos prazeres mundanos

CU

TERRA

ESSE CONFLITO SE REFLETE NAS ARTESRelevo na arquitetura

Movimento na escultura

Luz e sombra na pintura

Contra ponto na msica

Antteses e paradoxos na Literatura

O chamado de So matheus - Caravaggio

Cabea de Medusa - caravaggio

Sa Gernimo - Caravaggio

PRINCIPAIS CaractersticasCulto ao exagero;Dualismo: conflito entre o bem e o mal; cu e terra; material e espiritual; pecado e perdo; sagrado e profano;Culto do contraste;Pessimismo acarretado pela confuso causada pelo dualismo;Literatura moralista, j que era usada pelos Jesutas para pregar a religio;

HOMEM divididoAproveitar a vidaGarantir um lugar no cuConflito existencialPrazer pagoF religiosaAntropocentrismoTeocentrismoHomem / carneDeus/espritocultismoJogo de palavras;Descrio simples dos objetos, usando linguagem rebuscada, culta e exagerada;Uso excessivo de figuras de linguagem;

conceptismoJogo de ideias e conceitos;Raciocnio lgico, racionalismo;Pesquisa da essncia dos objetos para saber o que so;Racionalidade no lugar dos sentidosO cultismo e o conceptismos so aspectos do Barroco que no se separam. O cultismo predominante na poesia e o conceptismo na prosaTemas comuns nos textos barrocosFugacidade;Iluso da vida e das coisas mundanas;O efemeridade;Vida carnal como passagem;Busca da realidade suprema isenta de mentira e de imperfeio;A morte como expresso suprema do efmero;Alegoria da morte juan valds leal

Num piscar de olhosBarroco no brasilTardio do sculo XVII ao XVIII;Territrio grande;Poucos letrados;Curso superior s no exterior;Os textos produzidos circulavam em um ambiente pequeno

Dois autores se destacaram:Poesia Gregrio de Matos (Boca do Inferno)Sermes Padre Antnio Vieira

Alm dos dois destaques apareceram no cenrio:Bento Teixeira ProsopopiaManuel Botelho de Oliveira Msica no ParnasoEPILOGO (Soneto) Gregrio de Matos

"Que falta nesta cidade?................VerdadeQue mais por sua desonra?...........HonraFalta mais que se lhe ponha..........Vergonha.

O demo a viver se exponha,Por mais que a fama a exalta,numa cidade, onde faltaVerdade, Honra, Vergonha.

Quem a ps neste socrcio?..........NegcioQuem causa tal perdio?.............AmbioE o maior desta loucura?...............Usura.

Notvel desventurade um povo nscio, e sandeu,que no sabe, que o perdeuNegcio, Ambio, Usura.Quais so os seus doces objetos?....PretosTem outros bens mais macios?.....MestiosQuais destes lhe so mais gratos?...Mulatos.

Dou ao demo os insensatos,dou ao demo a gente asnal,que estima por cabedalPretos, Mestios, Mulatos.

Quem faz os crios mesquinhos?...MeirinhosQuem faz as farinhas tardas?.........GuardasQuem as tem nos aposentos?.........Sargentos.

Os crios l vm aos centos,e a terra fica esfaimando,porque os vo atravessandoMeirinhos, Guardas, Sargentos.E que justia a resguarda?.............Bastarda grtis distribuda?......................VendidaQue tem, que a todos assusta?.......Injusta.

Valha-nos Deus, o que custa,o que El-Rei nos d de graa,que anda a justia na praaBastarda, Vendida, Injusta.

Que vai pela clerezia?..................SimoniaE pelos membros da Igreja?..........InvejaCuidei, que mais se lhe punha?.....Unha.

Sazonada caramunha!enfim que na Santa So que se pratica, Simonia, Inveja, Unha.

E nos frades h manqueiras?.........FreirasEm que ocupam os seres?............SermesNo se ocupam em disputas?.........Putas.

Com palavras dissolutasme conclus na verdade,que as lidas todas de um Fradeso Freiras, Sermes, e Putas.

O acar j se acabou?..................BaixouE o dinheiro se extinguiu?.............SubiuLogo j convalesceu?.....................Morreu.

Bahia aconteceuo que a um doente acontece,cai na cama, o mal lhe cresce,Baixou, Subiu, e Morreu.

A Cmara no acode?...................No podePois no tem todo o poder?...........No quer que o governo a convence?........No vence.

Que haver que tal pense,que uma Cmara to nobrepor ver-se msera, e pobreNo pode, no quer, no vence."