atualidade da teologia da libertação* - scielo da teologia da libertaÇÃo francisco de aquino...

Download Atualidade da teologia da libertação* - SciELO DA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO FRANCISCO DE AQUINO JÚNIOR

Post on 08-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • THEOLOGICA XAVERIANA - VOL. 61 NO. 172 (397-422). JULIO-DICIEMBRE 2011. BOGOT, COLOMBIA. ISSN 0120-3649

    397397

    Atualidade da teologiada libertao*

    FRANCISCO DE AQUINO JNIOR**

    RESUMO

    Ar rtigo trata a atualidade da teologia da libertao. Comeaexplicitando o duplo sentido da expresso teologia dalibertao (prxis teologal-teoria teolgica) e as intuiescentrais que a caracterizam e a estruturam internamente(primado da prxis e perspectiva do pobre/oprimido). Emseguida se confronta com problemtica da atualidade dessateologia (presena, visibilidade, relevncia, pertinncia). Porfim, aborda o que consideramos seus desafios maisimportantes e mais fundamentais: parcialidade de Deuspelos pobres, f como realizao da vontade de Deus,problemtica das mediaes, carter teologal-proftico daslutas populares e relao teoria-prxis.

    Palavras-chave: Teologia da libertao, prxis, pobre-oprimido, atualidade.

    * Artigo de reflexo, escrito no contexto das ultimas discusses no Brasil sobre o mtodo dateologia da libertao, provocadas pelas crticas de Clodovis Boff ao mtodo teolgico de JonSobrino e das novas geraes de telogos da libertao. Fecha de recibo: 12 de mayo de 2011.Fecha de evaluacin: 13 de junio de 2011. Fecha de aprobacin: 2 de agosto de 2011.** Licenciado em Filosofia pela Universidade Estadual do Cear; Bacharel e Mestre em Teologiapela Faculdade Jesutica de Filosofia e Teologia em Belo Horizonte e Doutor em Teologia naWestflischen Wlhelms-Universitt de Mnster (Alemanha); presbtero da Diocese de Limoeirodo Norte-CE e professor de teologia na Faculdade Catlica de Fortaleza. Correo electrnico:axejun@yahoo.com.br

  • ATUALIDADE DA TEOLOGIA DA LIBERTAO FRANCISCO DE AQUINO JNIOR

    398398

    ACTUALIDAD DE LA TEOLOGA DE LA LIBERACIN

    Resumen

    El artculo trata de la actualidad de la teologa de laliberacin. Comienza explicitando el doble sentido de laexpresin teologa de la liberacin (praxis teologal-teorateolgica), y las intuiciones centrales que la caracterizan yla estructuran internamente (primado de praxis y perspectivadel pobre/oprimido). Luego, se confronta con laproblemtica de la actualidad de esa misma teologa(presencia, visibilidad, relevancia, pertinencia). Al finalaborda sus desafos ms importantes y fundamentales:parcialidad de Dios por los pobres, fe como realizacin de lavoluntad de Dios, problemticas de las mediaciones, carcterteologal-proftico de las luchas populares y la relacinteora-praxis.

    Palabras-clave: Teologa de la liberacin, praxis, pobre-oprimido, actualidad.

    CURRENT STATE OF THE LIBERATION THEOLOGY

    Abstract

    This article deals with the current state of the Theology ofLiberation. It starts explaining the double sense of theexpression Liberation Theology (theological praxis-theological theory) and the central intuitions whichinternally characterize and structure it (primacy of praxis andthe perspective of the poor/oppressed). Then, it iscontrasted with the current issues facing this Theology(presence, visibility, relevance, appropriateness). Finally, thetext presents its most important and fundamental challenges:Gods partiality regarding the poor, faith as the realization ofGods will, the problems of mediation, the theological-prophetical character of popular struggles, and the relationbetween theory and praxis.

    Key words: Liberation Theology, praxis, the poor-oppressed,current state.

  • THEOLOGICA XAVERIANA - VOL. 61 NO. 172 (397-422). JULIO-DICIEMBRE 2011. BOGOT, COLOMBIA. ISSN 0120-3649

    399399

    H pelo menos duas dcadas vem-se discutindo sobre a atualidade da teologiada libertao.1 Fala-se de crise dessa teologia, discute-se sua relevncia, suapertinncia, sua oportunidade etc. Pouco importa, aqui, a nomenclatura. Im-porta, por um lado, a realidade ou o fato a que ela remete: que a teologia dalibertao perdeu sua atualidade e que muitos ou alguns recusam-se a aceitaresse fato ou que ela continua atual e que alguns ou muitos insistem emreleg-la ao passado. E importa, por outro lado, os interesses que esto portrs das distintas posturas que se tomam nessa discusso: afirmar ou negar umjeito de viver/pensar a f e de ser igreja com enormes implicaes e con-seqncias na sociedade e na prpria igreja.

    Na verdade, quem afirma ou nega a atualidade da teologia da libertao,o faz sempre, em alguma medida, consciente ou inconscientemente, a partire em funo de certos interesses eclesiais e/ou sociais. E isso se pode constatarfacilmente. Basta ver os vnculos eclesiais e sociais, o centro de interesses, apostura em questes mais polmicas, os gostos litrgicos, a relao comautoridades etc de quem afirma ou nega tal atualidade. De modo que nessadiscusso est em jogo muito mais do que a mera objetividade de um fato:atualidade ou no de uma teologia. Est em jogo a afirmao ou negao deum determinado dinamismo eclesial e social que no deixa de ameaar oupelo menos de incomodar certos interesses eclesiais e sociais.

    Pois bem, nesta discusso, situamo-nos dentro do movimento teolgico-pastoral conhecido como teologia da libertao e, a partir de dentro, que-remos refletir sobre sua atualidade e contribuir com o fortalecimento edesenvolvimento de seu dinamismo. Mais que atualizao da teologia dalibertao em uma nova rea de conhecimento, mostrando seu potencialterico para o desenvolvimento de novos temas ou problemas, queremosreafirmar a atualidade dessa nova maneira de fazer teologia, identificandosuas caractersticas e intuies fundamentais, bem como os desafios te-ricos permanentes a serem considerados na abordagem de tema ou pro-blema novo.

    1 Cfr. Vigil, Embora seja noite: a hora espiritual da Amrica Latina nos anos 90; Idem, Mudanade paradigma na teologia da libertao? 311-328; Palcio, Trinta anos de teologia na AmricaLatina, 51-64; Gonzlez, El pasado de la teologa y el futuro de la liberacin.

  • ATUALIDADE DA TEOLOGIA DA LIBERTAO FRANCISCO DE AQUINO JNIOR

    400400

    Para isso, explicitaremos, em primeiro lugar, o que entendemos porteologia da libertao; em segundo lugar, mostraremos em que sentido sepode e se deve falar de atualidade dessa teologia; por fim, em terceiro lugar,chamaremos ateno para alguns dos pontos mais determinantes dessa teologiae que constituem desafios permanentes para ela.

    TEOLOGIA DA LIBERTAO

    Por trs da expresso teologia da libertao est um movimento teolgico-pastoral extremamente rico, plural e complexo, cujas fronteiras so muitodifceis de serem demarcadas. Na verdade, nem se deveria falar de teologiada libertao no singular, pois no existe a Teologia da libertao. Existemmuitas teologias da libertao.

    A pluralidade e complexidade que caracterizam esse movimento estoconstitudas por uma diversidade geogrfica (Amrica Latina, frica, sia, EUA,Europa)2, por uma diversidade de enfoques ou perspectivas (pobreza, gnero,etnia, cultura, ecologia, pluralismo religioso)3, por uma diversidade de acentonas mediaes prticas (CEBs, pastoral social, movimento social, partido, etc) etericas (cincias sociais, antropologia, filosofia etc) e por uma diversidade deproblemas/temas enfrentados e formulados (cristologia, trindade, eclesiologia,sociedade, economia, gnero, cultura etc). Dependendo do problema, dolugar geogrfico, da perspectiva e da mediao prtico-terica priorizada, ateologia da libertao ter uma configurao ou outra.

    Evidentemente, no podemos desenvolver, aqui, essa diversidade deaspectos ou elementos que caracteriza e configura o movimento plural ecomplexo denominado Teologia da libertao. Isso nos levaria longe demais.Para o nosso intento, suficiente explicitar os dois sentidos fundamentais daexpresso teologia da libertao (A) e o que consideramos com GustavoGutirrez suas intuies centrais ou sua coluna vertebral (B). So aspectosconstitutivos e determinantes de todas as teologias da libertao ou, se sequer, o que h de comum em todas elas.

    2 Cfr. Boff et al., Teologias do terceiro mundo: convergncias e diferenas.3 Cfr. Libnio e Murad, Introduo teologia, 254-283.

  • THEOLOGICA XAVERIANA - VOL. 61 NO. 172 (397-422). JULIO-DICIEMBRE 2011. BOGOT, COLOMBIA. ISSN 0120-3649

    401401

    Expresso teologia da libertao

    A expresso teologia da libertao indica tanto um movimento eclesial maisou menos reflexo, isto , um jeito de ser igreja, de viver e celebrar a f, umaprxis pastoral, quanto seu momento mais explicita e estritamente reflexivo,isto , sua elaborao e formulao terico-conceitual. Na formulao maisprecisa de Ignacio Ellacura, ela designa tanto uma prxis teologal quantouma teoria teolgica em uma unidade estrutural (teoria-prxis) mais ou menostensa e conseqente.4

    Trata-se, portanto, de um movimento teolgico-pastoral, prxico-terico,teologal-teolgico, como queira. Pertence a esse movimento tanto quem tomaparte nessa prxis teologal (povo de Deus em geral e, dentro dele, quemexerce algum ministrio, ordenado ou no) quanto quem se dedica a seumomento mais explicitamente terico-teolgico (pregao, catequese, for-mao e teologia no sentido mais estrito do termo); tanto o famoso telogoLeonardo Boff e o grande bispo profeta Pedro Casaldlida, quanto as inmerasorganizaes e lideranas eclesiais, famosas ou annimas, quanto, ainda, todosos que se vinculam e, de uma forma o de outra, tomam parte nesse jeito deser igreja, de viver e pensar a f.

    A teologia da libertao , antes de tudo, uma prxis teologal: um jei-to de viver e celebrar a f, um jeito de atuar e intervir na sociedade, um jeitode configurar a vida individual e coletiva, eclesial e social etc. Trata-se do jeitode viver e agir de Jesus de Nazar, o Cristo. Por isso mesmo, a prxis quecaracteriza a teologia da libertao a prxis do seguimento de Jesus deNazar que consiste na realizao histrica do reinado de Deus.5

    Antes de ser uma teoria bem elaborada e formulada, a teologia dalibertao um dinamismo eclesial, uma prxis. Esse o sentido fundamentalda formulao, um tanto ambgua,

Recommended

View more >