abpmp bpms show case leandro jesus

Download ABPMP BPMS Show Case Leandro Jesus

If you can't read please download the document

Post on 05-Jul-2015

610 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. www.abpmp.org/br Utilizando tecnologias para apoio gesto de processos Leandro Jesus Vice Presidente ABPMP Brasil leandro@abpmp-br.org

2. www.abpmp.org/br O desalinhamento entre TI e Negcio NEGCIO TECNOLOGIA O pessoal de TI at hoje no conseguiu entender o que eu queria Os clientes no sabem o que querem, todo dia pedem algo diferente para ns Os sistemas sempre funcionaram dessa forma, melhor se contentar Os sistemas esto funcionando bem, o problema muita gente no os utiliza adequadamente Todos os projetos dessa empresa atrasam por causa da TI Tudo culpa de TI: ningum mais tem culpa de nada? Se eles entendessem o que eu falo, tudo seria melhor... Se eles entendessem o que eu falo, tudo seria melhor... 3. www.abpmp.org/br O elo de ligao: Processos de Negcio! O elo de ligao: processos de negcio! 4. www.abpmp.org/br O que a Gesto por Processos? Disciplina que busca alinhar a ESTRATGIA de uma organizao com as necessidades de seus CLIENTES, por meio de melhores PROCESSOS. 5. www.abpmp.org/br Processos Experincia do Cliente TIPessoas Transformao conseguida atravs do alinhamento de processos, pessoas e tecnologias para o alcance de resultados significativos para o cliente. Transformando por meio de processos 6. www.abpmp.org/br Arquitetura de Processos Arquitetura de Servios Estratgia Arquitetura de Aplicativos Arquitetura de Dados/Informao Arquitetura de Infraestrutura Da Estratgia para a TI por meio de processos 7. www.abpmp.org/br Processos Servios Estratgia Aplicativos Dados Infraestrutura Da Estratgia para a TI por meio de processos 8. www.abpmp.org/br Mas vemos inmeras FALHAS! Segundo uma pesquisa da McKinsey, apenas um tero dos respondentes afirmaram que suas organizaes tiveram sucesso na realizao de transformaes de maior impacto! Pesquisas demonstram que 82 % das organizaes esto atualmente desenvovendo alguma forma de iniciativa de mudana, sendo que 70 % destas iniciativas falham e 68 % destas organizaes no chegam nem a avaliar o sucesso destas iniciativas (Kottler na Harvard Business Review ) 9. www.abpmp.org/br O que est faltando para chegarmos l? 10. www.abpmp.org/br 1 ponto: conscincia do que so processos 11. www.abpmp.org/br Boa noite, No dia 18/02/13 a EMPRESA X me ligou oferecendo uma linha de telefone fixo e internet de 5 Mb mais um modem wifi gratis. A atendente disse que seria instalado ate o dia 25/02/13. No dia 26/02/13 liguei para saber porque no tinha instalado, e fui informado para aguardar 24 horas que rea tcnica entraria em contato comigo, esperei e nada de contato. No dia 04/03/13 liguei novamente mais uma vez a atendente informou para aguardar 24 horas para rea tcnica entrar em contato e nada de contato.protocolo 20131012869771 No dia 19/03/13 liguei novamente mais uma vez a atendente informou para aguardar 24 horas para rea tcnica entrar em contato e nada de contato.protocolo 20131046540988 Hoje j dia 24/03/13 e nada de instalao, se eles no tm o servio porque me ofereceram? Qual o problema a ser resolvido? Fonte: Reclame Aqui 12. www.abpmp.org/br O QUE O PROCESSO? VISO DO CLIENTE Da Solicitao do servio At servio instalado e em funcionamento Prazo e qualidade 13. www.abpmp.org/br O QUE O PROCESSO? VISO INTERNA TcnicaComercial Presidente Meta de Venda (quanto maior volume, melhor) Meta de Prazo (quanto mais rpido, melhor) 14. www.abpmp.org/br ESCOPO FUNCIONAL VS ESCOPO PONTA-A-PONTA Processos desintegrados Cliente o integrador! Processos integrados Ponto nico de contato! 15. www.abpmp.org/br Falta de conscincia de processos e o impacto em TI CRM Legado ERP Mdulo Mdulo Mdulo Mdulo Aplicativos monolticos e funcionais Mltiplas interfaces com usurio Fonte: baseado em Rosemann, 2009 16. www.abpmp.org/br Cenrio integrado Aplicativos orientados por processos e servios Orquestrao de pessoas e sistemas Interface nica com usurios CRM Sistema Legado ERP Mdulo Mdulo Mdulo Mdulo Atividade Humana Atividade Humana Atividade Automtica Servios Atividade Automtica Fonte: baseado em Rosemann, 2009 17. www.abpmp.org/br Projetos de transformao orientados por processos 17 ENTENDER E ANALISAR PROCESSOS DESENVOLVER / ADQUIRIR TECNOLOGIA DESENVOLVER ORGANIZAO E PESSOAS CONCEBER SOLUES E REDESENHAR PROCESSOS CONSTRUIR VISO DE FUTURO ATIVAR PROCESSOS E REALIZAR OPERAO ASSISTIDA GERIR PROJETO E MUDANA 18. www.abpmp.org/br 2 ponto: entendimento da natureza dos processos a serem transformados 19. www.abpmp.org/br Trabalho sistemtico e repetvel Dependente de padres e treinamento Facilidade de automao Trabalho flexvel e subjetivo Dependente de expertise e experincia Maior resistncia a padres e sistemas engessados Trabalho de Rotina Trabalho de Conhecimento Trabalho de Rotina vs de Conhecimento 20. A maior parte das tcnicas de BPM atuais foram pensadas para o trabalho manual do sculo 20. Elas precisam ser repensadas para o trabalho do conhecimento do sculo 21! 21. www.abpmp.org/br Consequncia para a documentao de processos 22. Processos e regras devem ser concebidos para reforar o trabalho do conhecimento, ao invs de engess-lo! 23. Que ferramentas o colaborador do sculo 21 precisa para executar trabalho semi-estruturado de forma produtiva? 24. www.abpmp.org/br Peter Drucker A contribuio mais importante que a gesto precisa trazer no sculo 21 similar ao aumento de produtividade do trabalho do conhecimento e do trabalhador do conhecimento. A contribuio mais importante, e de fato a nica verdadeiramente , da gesto no sculo 20 foi o aumento de cinquenta vezes na produtividade do trabalhador manual em fabricao. (...) 25. www.abpmp.org/br TRILHO Mas como os sistemas tradicionais so concebidos? PADRONIZAO ESTABILIDADE ROTINA CONSEQUNCIA: SISTEMAS ENGESSADOS 26. SISTEMAS tambm devem ser concebidos para reforar o trabalho do conhecimento, ao invs de engess-lo! 27. 27 Sistemas flexveis: orientao caso a caso! 28. 28 Mudanas no processo durante a execuo 29. www.abpmp.org/br 3 ponto: abordagem gil para a transformao 30. www.abpmp.org/br Quanto tempo voc leva para conduzir um projeto de transformao hoje? No entendimento dos processos atuais? No desenho dos processos futuros? Na especificao de requisitos funcionais? No desenvolvimento e implementao de sistemas? No teste e homologao? Quanto retrabalho existe nesse ciclo hoje? 31. www.abpmp.org/br custo Conhecimento vem na integrao final, ou nos relatrios de uso do sistema Pouco aprendizado durante o projeto Aprendizado Tardio tempo O ciclo tradicional: aprendizado tardio 32. Precisamos ser mais rpidos! 33. Abordagem gil Ao invs de apenas Pensar/Planejar o que construir, teste um pouco o conceito de construir para poder pensar/planejar... 34. www.abpmp.org/br Entrega Conhecimento (reduo de riscos) Crescimento do conhecimento com integrao contnua e antecipada Sequencia de desenvolvimento Indiferente (com respeito ao conhecimento) tempo Podemos aprender desde cedo 35. www.abpmp.org/br 35 Combinando a anlise tradicional com tcnicas criativas TCNICAS ANALTICAS TCNICAS CRIATIVAS Fluxogramas de Processo Diagrama de Ishikawa Grficos de Pareto Histogramas Anlise de Perdas (Lean) Anlises estatsticas rvore de realidade atual (Teoria das Restries) Simulao Custeio ABC FMEA Brainstorming (eventual) Jornada do Cliente Mapeamento de emoes Pensar com as mos Implementao com base em prototipagem Fonte: adaptado de The Design of Business (Martin, 2009) X 36. www.abpmp.org/br 36 Ciclos enxutos de transformao (sprints) tempo Nvel de Desempenho Desempenho atual (AS IS) Desempenho ideal (TO BE) 37. www.abpmp.org/br Mnimo Processo Vivel (MPV) possvel comear a transformao pelo MPV. Nessa perspectiva, o processo inicial refinado sucessivamente at que alcance a viso de futuro desejada. Viso de Futuro do ProcessoMPV MPV Situao Atual do Processo 21 3 4 38. www.abpmp.org/br Em resumo 1 ponto: conscincia do que so processos 2 ponto: entendimento da natureza dos processos a serem transformados 3 ponto: abordagem gil para a transformao 39. www.abpmp.org/br Quer saber mais? Leandro Jesus