Workshop Transmedia Storytelling - maio-2014

Download Workshop Transmedia Storytelling - maio-2014

Post on 18-Oct-2014

1.031 views

Category:

Marketing

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apresentao feita para a terceira turma do workshop de Transmedia Storytelling, realizado em Maio de 2014.

TRANSCRIPT

<p>Transmidia-maio-2014-VersaoFinal.key</p> <p>Maio/2014Transmedia Storytelling</p> <p>Quem so vocs?</p> <p>Bacharel em Midialogia Mestre em Artes Visuais (TV e Minissries) </p> <p>Pesquisador + Account Manager Planejamento, Contedo e Integrao On/Off</p> <p>Fernando M. Collao</p> <p>Bacharel em Midialogia Especialista em Inteligncia de Mercado </p> <p>Coordenador de Inteligncia em Social Media Engajamento, mdias interativas e viralidade</p> <p>Gabriel M. Ishida</p> <p>I. Processos Comunicacionais </p> <p>e Distines Conceituais</p> <p>MultimdiaPrefixo que exprime uma </p> <p>idia de pluralidade </p> <p>Bob Goldsteinn promove seu show LightWorks at LOursin em Julho de 1966, um </p> <p>espetculo com msica e efeitos de luz</p> <p>Mdias estticas so aquelas que independem do fator </p> <p>temporal, como informaes textuais e grficas</p> <p>Mdias dinmicas so aquelas que dependem do fator temporal/ordem em seu desenvolvimento, como peas sonoras ou vdeos</p> <p>Mdia Esttica + Mdia Dinmica</p> <p>Mediada por uma computador/tecnologia digital</p> <p>Apresentao em PowerPoint</p> <p>Aulas realizadas a distncia</p> <p>Enciclopdia on-line</p> <p>Contedo</p> <p>Televiso</p> <p>HQ Jogos</p> <p>Podemos caracterizar um processo multimdia como aquele em que o contedo replicado por diferentes </p> <p>mdias e formatos, sem alteraes estruturais</p> <p>Barsa</p> <p>Jogo com Verbetes</p> <p>Verso Sonora</p> <p>CD-ROM</p> <p>Alinhamento:</p> <p>Multimdia um processo de conjuno de duas ou mais mdias para a disseminao de um contedo que no </p> <p>transformado ou acrescido de dados. Foco ainda est na forma como se utiliza o contedo e no nele em si.</p> <p>CrossmdiaPrefixo que exprime a idia de cruzamento</p> <p>Sua origem remete s agncias de publicidade nos anos 90, as quais comearam a explorar o potencial das novas </p> <p>mdias e sua utilizao conjunta (Marketing 3600)</p> <p>Crossmdia a distribuio de um contedo especfico, uma mensagem nica, para diferentes mdias, as quais dialogam entre si atravs de pontes que induzem a </p> <p>passagem de um veculo para outro e que complementam o contedo da mdia principal</p> <p>Rdio Baixo Custo e Recepo Flexvel</p> <p>Apenas audio e compete com </p> <p>distraes</p> <p>CinemaPblico Elitizado, </p> <p>Imerso e impacto multisensorial</p> <p>Evasivo e no permite interao</p> <p>Pontos + Pontos -Mdia</p> <p>Kevin Keller, em Gesto Estratgica de Marcas, lista prs e contras para a utilizao de diversas mdias em um processo cruzado</p> <p>Variao quase inexistente do contedo com foco na TRANSIO de uma mdia para outra</p> <p>udio televisivo gera um podcast, o qual pode ter diferena em relao ao contedo principal</p> <p>A</p> <p>Enfoque nos materiais considerados EXTRAS com quase todos os produtos trazendo uma estrutura de: </p> <p>material + inditos</p> <p>B</p> <p>As pontes entre mdias e o cruzamento/transposio de informaes se torna um processo </p> <p>RECORRENTE e ESPERADO</p> <p>C</p> <p>Televiso</p> <p>HQ JogosContedo</p> <p>Cinema</p> <p>Representao esquemtica de um processo crossmdia </p> <p>Alinhamento:Crossmdia um processo no qual se estabelecem pontes </p> <p>entre as diferentes mdias, as quais complementam um contedo-base, sendo que este no passa por uma transformao efetiva, apenas por uma abordagem </p> <p>diferenciada. Foco ainda est no cruzamento de mdias e o comeo de um sistema integrado e complementar com a </p> <p>interao e o engajamento mais presentes</p> <p>Sinais de Novos Tempos?</p> <p>Multimdia</p> <p>Crossmdia</p> <p>Transmdia</p> <p>66</p> <p>90</p> <p>03</p> <p>Curto espao de tempo conhecido como Ps-Modernidade</p> <p>Acelerao na produo de tecnologias e de informaes, tendo como consequncia um boom de </p> <p>dados e de aparatos de acesso ao mundo digital</p> <p>O mundo digital permite a existncia de diferentes produtores de contedos que aos </p> <p>poucos originam comunidades on-line de pessoas com interesses prximos</p> <p>Estrutura Simultnea de Mltiplas Telas</p> <p>Narrativas Complementares</p> <p>Interao e Engajamento</p> <p>TransmdiaPrefixo equivalente s expresses </p> <p>alm de ou atravs de</p> <p>TransmdiaPrefixo equivalente s expresses </p> <p>alm de ou atravs de</p> <p>+ Storytelling</p> <p>Todos criamos, vivemos e compartilhamos histrias.</p> <p>A histria a substncia mais prxima de uma experincia</p> <p>Fogueiras, cavernas e mitos</p> <p>Um fato tem 20 vezes mais chance de ser lembrado se estiver ancorado em </p> <p>uma histria...</p> <p>Espelhados</p> <p>A estruturao de uma histria quase sempre passa pelas perguntas bsicas: Quem? Quando? </p> <p>Onde? Como? Por que?</p> <p>Cria-se um Universo Narrativo com suas regras prprias e que iro permitir a imerso</p> <p>apresentao conflito desfecho</p> <p>A situao inicial apresenta uma rotina, a qual quebrada por algum evento externo ou </p> <p>interno</p> <p>Necessidade de retomar </p> <p>situao anterior e/ou de remover </p> <p>o objeto de perturbao. </p> <p>Conhecemos os personagens</p> <p>A perturbao neutralizada e </p> <p>pode-se voltar a situao inicial, </p> <p>porm com uma transformao </p> <p>efetiva</p> <p>Uma histria, desconsiderando algumas variaes, podem ser estruturadas em basicamente 03 atos:</p> <p>apresentao conflito desfecho</p> <p>A situao inicial apresenta uma rotina, a qual </p> <p>quebrada por algum evento externo ou </p> <p>interno</p> <p>Necessidade de retomar situao anterior e/ou de </p> <p>remover o objeto de perturbao</p> <p>A perturbao neutralizada e pode-se voltar a situao inicial, porm com uma transformao </p> <p>efetiva</p> <p>II. Aprofundando o conceito de </p> <p>Transmedia Storytelling </p> <p>O termo, utilizado de forma sistemtica e aplicada, aparece no livro Cultura da Convergncia, de Henry Jenkins, que deu nome a um processo j existente</p> <p>Henry Jenkins</p> <p>Representa um processo onde elementos integrais da fico so dispersos sistematicamente atravs de mltiplas </p> <p>plataformas com a proposta de criar uma experincia de entretenimento unificada e coordenada. Cada meio faz uma </p> <p>contribuio nica para o desenrolar da histria</p> <p>WX</p> <p>Y</p> <p>Z</p> <p>Narrativa Lacunar</p> <p>A narrativa principal deve ter porosidade suficiente para permitir diferentes pontos de entrada do </p> <p>espectador</p> <p>Games</p> <p>Mobile</p> <p>Livros</p> <p>Cinema</p> <p>Seriado na TV</p> <p>Cada mdia se apropria desse ponto de entrada e h uma consolidao horizontal com todas elas sendo </p> <p>importantes e exclusivas no processo</p> <p>Cada mdia um tentculo narrativo que contm informaes exclusivas sobre a histria, mas que possuem autonomia para fruio em separado. Ao se juntarem, os pedaos da histria </p> <p>aumentam a compreenso geral da narrativa</p> <p>Games que apostam em personagens que no aparecem </p> <p>no seriado, mas que sobrevivem e criam ecos na narrativas principal</p> <p>The Walking Dead</p> <p>Webisodes que contam a histria de outros sobreviventes: Torn Apart</p> <p>Livros que contam a histria de outros personagens, como o </p> <p>Governador</p> <p>Para mim, um trabalho [transmdia] precisa combinar uma intertextualidade radical e a multimodalidade, </p> <p>visando assim criar a compreenso aditiva</p> <p>Henry Jenkins</p> <p>Intertextualidade Radical a combinao das histrias das diferentes mdias </p> <p>dentro do universo narrativo, respeitando as motivaes e construes de personagens e linha narrativa.</p> <p>MultimodalidadeTermo cunhado por Guther Kress e adaptado por Christy Dena </p> <p>e remete a uma ideia de singularidade de cada objeto, em nosso caso de mdias, onde deve-se entender e respeitar as diferentes modalidades de linguagem e comportamento para </p> <p>despertar o interesse e engajamento do pblico</p> <p>Compreenso aditivaProvm do designer de games Neil Young para se referir ao </p> <p>fato de que cada texto/mdia contribui para nossa compreenso da histria como um todo. Assim, o espectador </p> <p>junta as peas e a experincia vai se tornando cada vez mais agradvel e desprendida de apenas uma mdia</p> <p>Transmedia Storyteller (Robert Pratten)</p> <p>Processo Transmdia</p> <p>Televiso</p> <p>HQ JogosContedo</p> <p>Cinema</p> <p>Representao esquemtica de um processo transmdia </p> <p>Universo Narrativo</p> <p>!Transmedia Storytelling a esttica ideal para uma </p> <p>Inteligncia Coletiva/Cultura Participativa</p> <p>!No adianta uma histria que a interao no possibilite o espectador </p> <p>participar da explorao do universo narrativo</p> <p>Interao: condio mais voltada para a </p> <p>tecnologia</p> <p>Participao: condio mais voltada para a </p> <p>cultura</p> <p>Transmedia Storytelling diferente de uso de multiplataformas</p> <p>O uso de elementos da narrativa em produtos licenciados no Transmedia Storytelling, ou seja, se no h contribuio para o universo </p> <p>narrativo, no Transmedia Storytelling</p> <p>Branding ou gesto de marcas pode ser transmdia, mas no Transmedia Storytelling</p> <p>Consideraes de Henry Jenkins</p> <p>III. Estudo de Casos: Marcas e </p> <p>Entretenimento</p> <p>The Matrix</p> <p>Animao</p> <p>HQ</p> <p>Games</p> <p>Filmes</p> <p>Lost</p> <p>Livros</p> <p>Sites</p> <p>Webisodes</p> <p>Games</p> <p>Batman: Dark Knight </p> <p>Franquia de Filmes </p> <p>ARG Games </p> <p>Ps-Filme </p> <p>Animaes Gotham City </p> <p>O Cosmonauta</p> <p>Atividades do K-Program</p> <p>WebisodesPodcast</p> <p>Facebook</p> <p>MoonFlower</p> <p>Exposio Interativa</p> <p>Filme/Doc Games</p> <p>Livros e HQ</p> <p>Road to Revolution</p> <p>Artigos</p> <p>Filme/DocRedes Sociais</p> <p>Livros de Fotos</p> <p>East Los High</p> <p>Apps</p> <p>WebisodesRedes Sociais</p> <p>Srie na TV</p> <p>VI. Atividade Prtica</p> <p>30 minutos para executar uma tarefa para sedimentao dos conceitos trabalhados em </p> <p>sala de aula</p> <p>Formar duplas ou trios</p> <p>Cacau Show</p> <p>Hering</p> <p>Google</p> <p>Pepsi</p> <p>Havaianas</p> <p>Criar uma campanha transmdia para as marcas/produtos abaixo podendo utilizar qualquer mdia/recurso apresentado no Workshop</p> <p>Nike</p> <p>Pinacoteca Palmeiras</p> <p>Mgico de Oz</p> <p>Vivo</p> <p>Nikon</p> <p>Porco 01</p> <p>Porco 02</p> <p>Lobo</p> <p>0s 03 PorquinhosMdia Principal: Seriado de TV</p> <p>Programa de Rdio com dicas para </p> <p>construes</p> <p>Facebook para conhecer e cutucar </p> <p>suas vtimas</p> <p>Canal do Youtube com receitas vegetarianas</p> <p>Porco 03Webisodes sobre a </p> <p>infncia deles</p> <p>CD com msicas que narram as construes</p> <p>Livro com fotografias das construes das casas</p> <p>ferdinandomc@gmail.comFernando Martins Collao</p> <p>Gabriel Minoru Ishidagabriel.minoru.ishida@gmail.com</p> <p>Obrigado :)</p> <p>www.atlasmedialab.com</p>