aviso ao usuÁrio - ?· do mundo do trabalho e das idéias pedagógicas do século ... saviani,...

Download AVISO AO USUÁRIO - ?· do mundo do trabalho e das idéias pedagógicas do século ... SAVIANI, Dermeval…

Post on 16-Dec-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

AVISO AO USURIO

A digitalizao e submisso deste trabalho monogrfico ao DUCERE: Repositrio Institucional da Universidade Federal de Uberlndia foi realizada no mbito do Projeto Historiografia e pesquisa discente: as monografias dos graduandos em Histria da UFU, referente ao EDITAL N 001/2016 PROGRAD/DIREN/UFU (https://monografiashistoriaufu.wordpress.com).

O projeto visa digitalizao, catalogao e disponibilizao online das monografias dos

discentes do Curso de Histria da UFU que fazem parte do acervo do Centro de

Documentao e Pesquisa em Histria do Instituto de Histria da Universidade Federal

de Uberlndia (CDHIS/INHIS/UFU).

O contedo das obras de responsabilidade exclusiva dos seus autores, a quem

pertencem os direitos autorais. Reserva-se ao autor (ou detentor dos direitos), a

prerrogativa de solicitar, a qualquer tempo, a retirada de seu trabalho monogrfico

do DUCERE: Repositrio Institucional da Universidade Federal de Uberlndia. Para

tanto, o autor dever entrar em contato com o responsvel pelo repositrio atravs do e-mail recursoscontinuos@dirbi.ufu.br.

https://monografiashistoriaufu.wordpress.com/mailto:recursoscontinuos@dirbi.ufu.br

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLNDIA

INSTITUTO DE HISTRIA

JANUCE ALMEIDA

ANOS DE CHUMBO: OS CAMINHOS E DESCAMINHOS DO ENSINO TECNICO

PROFISSIONALIZANTE BRASILEIRO

UBERLNDIA, JULHO DE 2010

JANUCE ALMEIDA

ANOS DE CHUMBO: OS CAMINHOS E DESCAMINHOS DO ENSINO TECNICO

PROFISSIONALIZANTE BRASILEIRO

Monografia apresentada ao Curso de Graduao

em Histria, do Instituto de Histria da

Universidade Federal de Uberlndia, como

exigncia parcial para obteno do ttulo de

Bacharel em Histria, sob a orientao do Prof.

Dr. Florisvaldo Paulo Ribeiro Jnior

UBERLNDIA, JULHO DE 2010

JANUCE ALMEIDA

ANOS DE CHUMBO: OS CAMINHOS E DESCAMINHOS DO ENSINO TECNICO

PROFISSIONALIZANTE BRASILEIRO

Banca Examinadora

__________________________________________________________________

Prof. Dr. Florisvaldo Paulo Ribeiro Junior - Orientador

___________________________________________________________________

Prof. Doutorando em Histria - UFU Raphael Alberto Ribeiro

____________________________________________________________________

Prof. Ms Tadeu Pereira dos Santos

De maneira especial, dedico este trabalho aos meus

pais, Joo Almeida Filho e Elosa Valentim Almeida,

por estarem sempre ao meu lado, nos momentos bons

e ruins, alegrando-se ou sofrendo comigo, apoiando os

meus sonhos, constituindo meu porto seguro; amando-

me apesar dos meus defeitos. A eles dedico todas as

conquistas da minha vida.

AGRADECIMENTOS

Este trabalho fruto de estudos no Curso de Graduao em Histria da Universidade Federal

de Uberlndia. Ao longo desse tempo, muitas pessoas contriburam positivamente na minha

formao profissional. Nesse sentido, torna-se necessrio agradecer muita gente.

Primordialmente, agradeo a Deus, meu Senhor, que sempre estar ao meu lado, guiando-se e

guardando-me; ensinando-me a enfrentar todas as batalhas da vida.

Agradeo tambm ao professor Florisvaldo, que me acompanhou na produo deste trabalho,

pela dedicao, pacincia e companheirismo demonstrado ao longo do desenvolvimento desta

monografia.

bom ressaltar que os momentos de orientao contriburam tambm para que eu conhecesse

um pouco mais dos desafios presentes na Academia, bem como para o entendimento de que o

papel do professor universitrio no apenas produzir e reproduzir conhecimento em massa,

mas instigar o aluno a comprometer-se politicamente na construo de um mundo mais justo,

algo que pode se dar ampliando horizontes na vida desse aluno a partir do lugar em que o

aluno se insere, do aspecto profissional para a vida pessoal, bem como o inverso.

essencial agradecer tambm aos meus tios Nelson e Antnia Valentim e a minhas primas

Priscila, Ane e Natlia, as quais, no inicio da minha vida universitria, acolheram-me com

carinho em seu lar. Aos meus tios Haroldo e Romilda e seus filhos Mateus Amanda e Isaque

agradeo pela presena familiar na minha vida.

Com carinho, agradeo aos meus irmos Sandro, Joo e Sulamita, ao meu cunhado Lus e a

minha pequena sobrinha Ana Luisa pelo apoio diante dos obstculos oferecidos pelas diversas

circunstancias da vida.

Agradeo a Adriana, que muito mais que amiga para mim, na verdade, uma irm , pelas

leituras crticas e pelas sugestes para melhora da discusso apresentada nesta pesquisa.

Agradeo ao meu eterno amor, Adilson, pela pacincia e pela tranqilidade que me passou

durante a elaborao desta pesquisa.

indispensvel tambm agradecer a todos os meus professores e colegas de estudo desde a

Educao Bsica at ao Ensino Superior que, de algum modo, contriburam para minha

formao profissional.

Tudo tem o seu tempo determinado e h tempo para todo propsito debaixo do cu:

H tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou;

tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar

tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria

tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraar e tempo de afastar-se de abraar;

tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora

tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar

tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz.

Eclesiastes 33-8.

RESUMO

A proposta desta pesquisa monogrfica analisar o processo pelo qual a educao brasileira

foi estabelecida, que aconteceu em acordo com uma viso produtivista fundada nos preceitos

do taylorismo-fordismo por intermdio da denominada pedagogia-tecnicista, recebendo

posteriormente, em um segundo momento, influncias neoliberais, nos vinte e um anos em

que vigorou a ditadura militar brasileira. O intento busca possibilitar uma perspectiva

panormica da questo do ensino tcnico profissionalizante brasileiro e oferecer uma

contribuio ao debate que tem cercado o tema da educao.

Palavras Chaves: Histria da educao. Pedagogia tecnicista. Ditadura militar.

SUMRIO

APRESENTAO........................................................................................................... 09

CAPTULO I ASPECTOS HISTRICOS RELEVANTES ASSOCIADOS AO PERCURSO DO ENSINO TCNICO PROFISSIONALIZANTE NO BRASIL............

11

CAPTULO II ENSINO TCNICO PROFISSIONALIZANTE E A DITADURA MILITAR: A CONSTRUO DE UMA NOVA PEDAGOGIA...................................

19

CONSIDERAES FINAIS............................................................................................ 33

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS.............................................................................. 36

ANEXO A - LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAO NACIONAL............ 40

ANEXO B LEI 7044/82 DE 18 DE OUTUBRO DE 1982........................................... 55

9

APRESENTAO

A concepo do saber histrico representa uma proposta desafiadora e representa

igualmente uma dvida com as questes sociais cotidianas. Em histria, a pesquisa se converte

em uma anlise detalhada, uma prtica tensa e contnua de leituras, crticas, busca de

materiais, levantamento de dados e questionamentos infinitos. Constitui uma frentica

investigao em busca de respostas, solues que acabam exercendo influncias sobre ns,

sujeitos histricos. E. P Thompson j nos falava:

No fim, ns tambm estaremos mortos, e nossas vidas estaro inertes nesse processo terminado, nossas intenes assimiladas a um acontecimento passado que nunca pretendemos que ocorresse. Podemos apenas esperar que os homens e mulheres do futuro se voltem para ns, afirmem e renovem nossos significados, e tornem nossa histria inteligvel dentro de seu prprio presente. Somente eles tero o poder de selecionar, entre os muitos significados oferecidos pelo nosso conturbado presente, e transmutar alguma parte de nosso processo em seu progresso (THOMPSON, 1981, p. 47-62).

O historiador marxista, em sua erudita declarao, expressa sabiamente os limites

do ofcio do historiador, coexistentes ao interminvel conhecimento histrico. O historiador,

como homem, vive e trabalha em seu tempo, estimulado por problemas do seu dia-a-dia.

Entretanto, o fruto de seu trabalho torna-se herana para a posteridade.

Fazemos apenas parte da engrenagem da construo do conhecimento histrico e,

receber com agrado a percepo de que no somos os nicos a ter poder decisrio, constitui

uma das grandes barreiras a serem transpostas pelo profissional historiador.

Principiei a compreender essa argumentao sobre os pontos limites do

historiador defronte ao conhecimento histrico ao longo de todo o curso de graduao em

Histria e, mais recentemente, na rdua elaborao deste trabalho monogrfico. Durante esse

perodo de formao, vrios foram os conceitos estudados. Assim sendo, a idia de

pluralidade influenciou muito a concepo sobre o conceito de conhecimento histrico em

funo da apresentao de apenas partes da histria, com suas variadas matrizes

interpretativas sobre o processo histrico, visto que em Histria no

Recommended

View more >