um profeta visita africa - .profeta de deus, assim como: elias, elizeu, isaias, jeremias e os de

Download Um Profeta Visita Africa - .profeta de Deus, assim como: Elias, Elizeu, Isaias, Jeremias e os de

Post on 08-Nov-2018

225 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • WilliamBranham

    Um ProfetaVisita a frica do Sul

    PorJULIUS STADSKLEV

  • PrefcioA escrita deste livro tem um propsito triplo. Primeiro Davi fala

    no Salmo 105, que deveramos fazer conhecidas as suas obras entreos povos. Deus fez muitas obras grandes e maravilhosas na frica doSul, atravs do ministrio do Grupo Branham. Oh, gostaria de ter pala-vras para expressar o que Ele fez na frica do Sul, naqueles trs ltimosmeses de 1951. Porm, a habilidade humana, por melhor que seja, nun-ca poderia exprimir completamente os sinais e maravilhas que Deusoperou em nosso meio. Um escritor, fazendo um relatrio de algumasdas reunies, disse: Algum gostaria de ter palavras sobrenaturais, paraexpressar o ministrio sobrenatural do Senhor entre o povo.

    Enquanto escrevo respeito do que vi Deus fazer na frica doSul, sinto-me como o escritor deve ter sentido quando ele tentou des-crever o amor de Deus e pode somente dizer:

    Se as guas do oceano fossem tinta,E o cu um pergaminho,Cada haste da terra uma pena,Todo homem um escriba por profisso;Para escrever o amor do Deus Altssimo.As guas do mar se secariam;E o pergaminho no seria suficiente,Ainda que estendido de cu a cu.

    Davi tinha visto Deus trabalhar no meio do Seu povo, e enquan-to ele meditava a este respeito, em cada expresso que se seguia dizia:Porque a sua benignidade para sempre (Salmo 136). Este para sem-pre inclui o nosso dia e era. Sim, Sua benignidade para sempre. Elapermanece para o mais influente homem de negcio numa prsperacidade da frica do Sul. Ela permanece para o mais insignificante nativonuma isolada reserva africana.

    A primeira vez que uma voz sobrenatural falou ao irmoBranham, veio de um redemoinho. Esta a mesma maneira que o Se-nhor falou a J, aquele velho patriarca das primeiras eras, de acordocom o captulo 38. Existem muitas semelhanas incomuns entre a vidae o ministrio de William Branham e dos profetas do Velho Testamento,que no pode haver dvidas em qualquer mente honesta que ele umprofeta de Deus, assim como: Elias, Elizeu, Isaias, Jeremias e os de-mais, os quais tm sido reconhecidos como profetas de Deus.

    Prefcio Do Autor

    Um Profeta Visita a frica do Sul iii

  • Sabendo portanto, que Deus verdadeiramente realizou obrasmaravilhosas na frica do Sul, provando novamente que a Sua miseri-crdia dura para sempre e operando atravs de um profeta em nossodia isto est escrito para tornar conhecidas as suas obras entre opovo.

    Ao longo do caminho de Johannesburg para Klerksdorp, o Gru-po Branham viajou em dois carros diferentes. Em um lugar ns para-mos para aproveitar uma vista panormica incomum. Quando sa docarro, o Rev. A. J. Schoeman, Presidente do Comit Nacional, aproxi-mou-se e disse que o irmo Branham desejava falar comigo. Depois detrocar alguns comentrios com vrias pessoas de l, o irmo Branhamvirou-se para mim e o irmo Bosworth. Ele nos disse que o anjo doSenhor tinha falado a ele que um relatrio deveria ser escrito a respeitodas reunies na frica do Sul e que era minha responsabilidade faz-lo.Assim, em segundo lugar, este relatrio est escrito de acordo com opedido do anjo do Senhor.

    O terceiro propsito pelo qual este livro escrito, que Deuspossa ser capaz de falar a voc atravs dele. Enquanto voc l algunsdos momentos mais importantes do comeo da vida do irmo Branhame o dom que opera atravs dele, possa voc tambm compreender queele um profeta de Deus. Portanto, a mensagem que ele trs no vemde homem, mas de Deus: Ele quem perdoa todas as tuas iniqidadese sara todas as suas enfermidades (Salmo 103:3).

    Enquanto voc l o culto tpico, possa voc receber as verda-des em seu prprio corao e reivindicar as coisas pelas quais Deuspagou o preo supremo, a morte do Seu Filho unignito.

    Possam os testemunhos ser um exemplo vivo e uma inspiraopara voc crer em Deus. As leis universais de Deus estabelecem fNele para ser a mais poderosa fora em todo o mundo.

    No comparecendo aos cultos do irmo Branham, no ob-tendo um carto de orao, que capacita algum entrar na fila de ora-o; no recebendo orao de qualquer pessoa, que traz cura para asua alma ou para seu corpo. somente aceitando Cristo e Sua obraconsumada no Calvrio, aceitando Suas promessas e segurando nelascom uma f que no vacila. Tendo feito isto-

    Somente crer, somente crer,Tudo possvel, somente crer.

    Disse-lhe Jesus: No te hei dito que, se creres, vers a glriade Deus? (Joo 11:40).Do autor Prefcio

    iv Um Profeta Visita a frica do Sul

  • ndice

    ..............................................................................................PginaPrefcio.................................................................................................................................................................................................................................................................. iii

    Captulo 1Quem William Branham?....................................................................................................................................................................01

    Captulo 2Dons de Cura e Adicionais......................................................................................................................................................................39

    Captulo 3Por que William Branham vistou a frica do Sul?........................................................50

    Captulo 4Um Culto Tpico.....................................................................................................................................................................................................................55

    Captulo 5Relatrios da frica do Sul....................................................................................................................................................................73

    Captulo 6Testemunhos..................................................................................................................................................................................................................................168

  • Reverendo e Senhora Branham

  • Captulo 1 Quem William Branham?

    Um Profeta Visita a frica do Sul 01

    Quem William Branham?

    William Branham nasceu numa fazenda perto de Berksville,Kentucky, no longe do lugar onde Abraham Lincoln nasceu h cerca decem anos antes. Ningum est certo da data exata, porque nenhumregistro de nascimento era guardado em Kentucky naqueles dias. Con-tudo, cr-se que ele nasceu no dia 6 de Abril de 1909 e pesava somentedois quilos e trezentos gramas. Sua me tinha 15 anos de idade e seupai 18.

    No primeiro dia de sua vida algo muito incomum aconteceu.Depois que a parteira o tinha lavado e entregue sua me, ela foi emdireo s janelas para abrir as venezianas.

    No haviam vidros nas janelas da casa dos Branhams naque-les dias e o ar e luz eram regulados pelo abrir e fechar das janelas demadeira. A alvorada apenas estava rompendo sobre os campos, envi-ando alguns raios de luz ao quarto. Com esta luz veio um pequeno halocircular de mais ou menos trinta centmetros de dimetro, que se mos-trava com clareza sobre a cama, onde a me e o beb estavam.

    Desde ento este halo tem sido visto por milhares de pessoas eno h dvidas que o mesmo que mostra a fotografia tirada em Houston,Texas, durante a campanha de janeiro de 1950. Um relatrio desta foto-grafia com uma cpia foto-esttica das declaraes feitas por GeorgeLacy, o examinador do Servio Americano de Documentos Duvidosos,sero encontrados no final deste captulo. Quando a parteira e os paisviram este halo, eles comearam a chorar; eles estavam com medo eno entenderam o que tudo isto significava. No at muitos anos maistarde, aqueles que sabiam a respeito do halo, compreenderam que Deustinha Sua mo sobre este homem, para um grande ministrio para opovo em todo o mundo.

    A religio no foi tomada em considerao de forma alguma nafamlia Branham. O seu av tinha sido catlico, porm sua me e seupai aparentemente no davam nenhuma ateno ao cristianismo. Maspor causa do incidente incomum que aconteceu em seu nascimento,sua me levou-o Igreja Batista da vizinhana. Esta foi a sua primeiravisita igreja e a ltima por muitos anos.

    No comeo de 1909, Kentucky experimentou uma das suas pi-ores tempestades de neve. Neste tempo o pai de William Branham es-tava fora trabalhando num acampamento de madeireiros, onde ele ficou

  • impossibilitado de sair por causa desta violenta tempestade. Logo o su-primento de comida e lenha na casa deles comeou a escassear. Suame saa para fora de casa e trazia qualquer coisa que ela pudesseachar para queimar, a fim de que a sua criana e ela no morressemcongelados. Eles nunca tinham muita comida mo e quando seu es-casso suprimento havia acabado, ela podia sentir sua fora deixando-a.A ajuda teria que vir logo, se fosse para eles viverem. Finalmente elaficou to fraca, que compreendeu, que se ela sasse para fora de casapara buscar mais lenha, ela poderia no ser capaz de voltar.

    Ela pegou o beb envolveu-o o melhor que pode e o colocou nacama, esperando a morte vir e levar a ambos. Eles teriam morrido, seno fosse por um velho vizinho piedoso, que se tornou estranhamentepreocupado com relao famlia Branham. Ao investigar, ele viu queno havia fumaa saindo da chamin. Embora a camada de neve fosseespessa, o ancio caminhou em direo humilde cabana toda de ma-deira e descobriu que a porta estava fechada por dentro. Ele compreen-deu que deveria haver algum dentro e no vendo sinal de calor nacabana, ele arrombou-a.

    Ele ficou pasmado por aquilo que viu quando entrou. A meestava prxima da morte por causa do frio e falta de alimentao. Eleorou para que Deus poupasse as suas vidas e no permitisse que estajovem me e a criana, sassem do mundo desta forma. Rapidamenteele apanhou lenha e permaneceu l, at que tivesse um fogo inten