teologia da prosperidade - igreja batista da concó da prosperidade... · aos que são seguidores...

Download Teologia da Prosperidade - Igreja Batista da Concó da Prosperidade... · aos que são seguidores de

Post on 07-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty

    uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd

    fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx

    cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq

    wertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyui

    opasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfg

    hjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxc

    vbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq

    wertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyui

    opasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfg

    hjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxc

    vbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq

    wertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyui

    opasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfg

    hjklzxcvbnmrtyuiopasdfghjklzxcvbn

    mqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwert

    yuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopas

    dfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklz

    Teologia da Prosperidade

  • 2

    ndice

    1. A Heresia da teologia da Prosperidade, 3

    2. O que est errado com a teologia da prosperidade, 3

    3. Razes histricas da teologia da prosperidade, 4

    4. Confisso positiva e teologia da prosperidade, 7

    5. Oito caractersticas dos telogos da prosperidade, 8

    6. Teologia de mercado, 10

    7. A velha Inimiga que no desiste, 12

    8. Vivemos o evangelho do ser ou do ter?, 13

    9. Pobreza no sinal de operao de demnios, 14

    10. Passagens bblicas deturpadas por pessoas adeptas da teologia da prosperidade, 15

    Esto reunidos aqui alguns artigos sobre a teologia da prosperidade, pertencentes a diferentes autores,

  • 3

    A heresia da teologia da prosperidade Farinha do mesmo pote?

    A teologia da prosperidade promete especialmente o sucesso financeiro (e em todos os aspectos da vida)

    aos que so seguidores de Jesus Cristo. Essa espcie de "religio capitalista" faz com que muitos lderes

    religiosos arrecadem significativas somas de dinheiro sem se preocupar em seguir a teologia bblica do

    dzimo. Um desses pregadores garante aos seus telespectadores que, se eles forem "fiis" em "dar o

    dinheiro a Deus", podero inclusive escolher as bnos que querem receber: um carro importado, uma

    casa na praia, um bom saldo na conta bancria...

    No errado ter um carro, uma casa na praia e dinheiro. O problema surge quando tudo isso colocado

    "em primeiro lugar" e no "o reino de Deus e sua justia" (Mateus 6:33). Devemos viver bem neste mundo,

    mas nossos pensamentos devem estar voltados para "as coisas do alto" (Colossenses 3:1, 2), as

    celestiais.

    Por causa do ensino da "prosperidade" - como apresentado pelos pastores que seguem essa linha

    teolgica - muitas pessoas desinformadas (ou maliciosas) e a mdia acabam julgando mal todas as igrejas

    protestantes srias. J ouvi dizerem: "Todos os religiosos so farinha do mesmo saco." J que os telogos

    da prosperidade distorcem o conceito do dzimo, pensam os menos esclarecidos que "os pastores so

    todos iguais".

    Isso no deveria ser assim, ainda mais nesta era ps-moderna em que temos acesso com facilidade boa

    (e m, infelizmente) informao. Antes que um agnstico, ateu ou outra pessoa que no seja simpatizante

    da religio julgue o sistema de dzimos como "explorao do povo", deveria conhecer o posicionamento

    bblico e protestante sobre o assunto - que nada tem a ver com o que ensinado por muitas igrejas.

    Hebreu Messianico

    Afinal, o que est errado com a teologia da prosperidade?

    Augustus Nicodemus Lopes

    Apesar de at o presente s ter melhorado a vida dos seus pregadores e fracassado em fazer o mesmo

    com a vida dos seus seguidores, a teologia da prosperidade continua a influenciar as igrejas evanglicas

    no Brasil.

    Uma das razes pela qual os evanglicos tm dificuldade em perceber o que est errado com a teologia

    da prosperidade que ela diferente das heresias clssicas, aquelas defendidas pelos mrmons e

    "testemunhas de Jeov" sobre a pessoa de Cristo, por exemplo. A teologia da prosperidade um tipo

    diferente de erro teolgico. Ela no nega diretamente nenhuma das verdades fundamentais do

    Cristianismo. A questo de nfase. O problema no o que a teologia da prosperidade diz, e sim o que

    ela no diz.

    Ela est certa quando diz que Deus tem prazer em abenoar seus filhos com bnos materiais,

    mas erra quando deixa de dizer que qualquer bno vinda de Deus graa e no um direito que ns

    temos e que podemos revindicar ou exigir dele.

    Ela acerta quando diz que podemos pedir a Deus bnos materiais, mas erra quando deixa de

    dizer que Deus tem o direito de neg-las quando achar por bem, sem que isto seja por falta de f ou

    fidelidade de nossa parte.

  • 4

    Ela acerta quando diz que devemos sempre declarar e confessar de maneira positiva que Deus

    bom, justo e poderoso para nos dar tudo o que precisamos, mas erra quando deixa de dizer que estas

    declaraes positivas no tm poder algum em si mesmas para fazer com que Deus nos abenoe

    materialmente.

    Ela acerta quando diz que devemos dar o dzimo e ofertas, mas erra quando deixa de dizer que isto

    no obriga Deus a pag-los de volta.

    Ela acerta quando diz que Deus faz milagres e multiplica o azeite da viva, mas erra quando deixa

    de dizer que nem sempre Deus est disposto, em sua sabedoria insondvel, a fazer milagres para atender

    nossas necessidades, e que na maioria das vezes ele quer nos abenoar materialmente atravs do nosso

    trabalho duro, honesto e constante.

    Ela acerta quando identifica os poderes malignos e demnicos por detrs da opresso humana,

    mas erra quando deixa de identificar outros fatores como a corrupo, a desonestidade, a ganncia, a

    mentira e a injustia, os quais se combatem, no com expulso de demnios, mas com aes concretas

    no mbito social, poltico e econmico.

    Ela acerta quando diz que Deus costuma recompensar a fidelidade mas erra quando deixa de dizer

    que por vezes Deus permite que os fiis sofram muito aqui neste mundo.

    Ela est certa quando diz que podemos pedir e orar e buscar prosperidade, mas erra quando deixa

    de dizer que um no de Deus a estas oraes no significa que Ele est irado conosco.

    Ela acerta quando cita textos da Bblia que ensinam que Deus recompensa com bnos materiais

    aqueles que o amam, mas erra quando deixa de mostrar aquelas outras passagens que registram o

    sofrimento, pobreza, dor, priso e angstia dos servos fiis de Deus.

    Ela acerta quando destaca a importncia e o poder da f, mas erra quando deixa de dizer que o

    critrio final para as respostas positivas de orao no a f do homem mas a vontade soberana de Deus.

    Ela acerta quando nos encoraja a buscar uma vida melhor, mas erra quando deixa de dizer que a

    pobreza no sinal de infidelidade e nem a riqueza sinal de aprovao da parte de Deus.

    Ela acerta quando nos encoraja a buscar a Deus, mas erra quando induz os crentes a busc-lo em

    primeiro lugar por aquelas coisas que a Bblia constantemente considera como secundrias, passageiras e

    provisrias, como bens materiais e sade.

    A teologia da prosperidade, semelhana da teologia da libertao e do movimento de batalha espiritual,

    identifica um ponto biblicamente correto, abstrai-o do contexto maior das Escrituras e o utiliza como lente

    para reler toda a revelao, excluindo todas aquelas passagens que no se encaixam. Ao final, o que

    temos uma religio to diferente do Cristianismo bblico que dificilmente poderia ser considerada como

    tal. Estou com saudades da poca em que falso mestre era aquele que batia no porto da nossa casa

    para oferecer um exemplar do livro de Mrmon ou da Torre de Vigia...

    Razes histricas da teologia da prosperidade

    Alderi Souza de Matos

    O evangelicalismo brasileiro apresenta caractersticas apreciveis e preocupantes. Entre estas ltimas

    est o gosto por novidades. Lderes e fiis sentem que, para manter o interesse pelas coisas de Deus,

  • 5

    preciso que de tempos em tempos surja um ensino novo, uma nova nfase ou experincia. Geralmente

    tais inovaes tm sua origem nos Estados Unidos. Assim como outros pases, o Brasil um importador e

    consumidor de bens materiais e culturais norte-americanos. Isso ocorre tambm na rea religiosa. Um

    movimento de origem americana que tem tido enorme receptividade no meio evanglico brasileiro desde

    os anos 80 a chamada teologia da prosperidade. Tambm conhecida como confisso positiva,

    palavra da f, movimento da f e evangelho da sade e da prosperidade. A histria das origens desse

    ensino revela aspectos questionveis que devem servir de alerta para os que esto fascinados com ele.

    Ao contrrio do que muitos imaginam, as idias bsicas da confisso positiva no surgiram no

    pentecostalismo, e sim em algumas seitas sincrticas da Nova Inglaterra, no incio do sculo 20. Todavia,

    por causa de algumas afinidades com a cosmoviso pentecostal, como a crena em profecias, revelaes

    e vises, foi em crculos pentecostais e carismticos que a confisso positiva teve maior acolhida, tanto

    nos Estados Unidos como no Brasil. A histria de seus dois grandes paladinos ir elucidar as razes dessa

    teologia popular e mostrar por que ela danosa para a integridade do evangelho.

    Essek W. Kenyon, o pioneiro

    Embora os adeptos da teologia da prosperidade considerem Kenneth Hagin o pai desse movimento,

    pesquisas cuidadosas feitas por vrios estudiosos, como D. R. McConnell, demonstraram conclusivamente

    que o verdadeiro originador da confisso positiva foi Essek William Kenyon (1867-1948). Esse evangelista

    de origem metodista nasceu no condado de Saratoga, Estado de Nova York, e se converteu na

    adolescncia. Em 1892 mudou-se para Boston, onde estudou no Em