Prémio, edição junho 2013

Download Prémio, edição junho 2013

Post on 10-Mar-2016

250 views

Category:

Documents

8 download

DESCRIPTION

A histria de uma empresa que comeou com apenas cinco pessoas e hoje uma das maiores e mais influentes agncias de comunicao do Pas. Saiba ainda tudo sobre a Colmbia e conhea alguns dos melhores rooftop bars do Mundo.

TRANSCRIPT

  • rooftop bars Os melhOres sp Ots de lisbOa a sO paulO

    antnio par asomarketing de luxO

    a cu aberto 10 purOs-sangue

    ve

    r

    o d

    e 2

    01

    3

    An

    o X

    0

    ,01

    eu

    ro

    s

    tr

    ime

    st

    rA

    l

    dir

    ec

    to

    r

    lv

    Ar

    o d

    e m

    en

    do

    n

    A

    pr

    m

    iO

    ve

    r

    o d

    e 2

    01

    3

    An

    o X

    r e v i s t a d e n e g c i O s , e c O n O m i a , m a r k e t i n g e l i f e s t y l e

    d ossi p OrtugalcOlmbia

    teatro so carlos festival aO l argO

    a histria, as datas chave, as conferncias e a expanso internacional.

    arte online quantO vale?

  • PUBSilhouette.indd 46 13/06/07 17:51

  • 34 EDITORIAL6 A ABRIR

    10 ENTREVISTAAntnio Paraso, Consultor de Marketing de Luxo

    16 DOSSIColmbia: A Nova Noiva Atlntica

    22 OPINIOLus Osrio: A PolticaRessuscitar ao Terceiro Dia?

    24 NEGCIOSHotel Tivoli: O Charme discreto de um hotel com 80 anos

    30 INTERCMBIOPortugal um mercado estratgico para a Globo

    34 AICEP PORTUGAL GLOBALInvestimento la carte

    38 ARTEChegou a hora do online

    40 ADVOGADOSEm busca de uma nova Ordem

    42 OPINIOPedro Pintassilgo, F&COs desafios de quem decide

    44 FUNDAESOs novos reis da filantropia

    50 ESPECIAL 10 ANOS CV&ACronologiaAutrquicas 2013Conferncia CV&A - Magos da Medicina em Lisboa

    62 PERFILRicardo Pinto dos Santos, Administrador e Country Manager da MDS Portugal

    64 LIFESTYLESono de luxo

    70 TEATRO SO CARLOSHistrias da Casa da pera

    74 GINA bebida da moda

    80 LAZERBaa de Luanda

    84 ROOFTOPSOs melhores spots de Vero

    88 RESTAURANTELuanda Grill Grelhados com assinatura

    90 AUTOMVEIS10 Puros-sangue a cu aberto

    96 SHOPPINGTendncias de Vero

    98 OPINIOPedro Rolo Duarte,Uma smart season

    D I R E C T O R

    lvaro de Mendona

    E D I T O R A

    Sofia Arnaud

    D I R E C T O R D E A R T E

    Pedro Gis

    D E S I G N E R

    Catarina Monteiro

    R E D A C O

    Catarina da Ponte, Carlos Renato Teixeira, Joo Bnard Garcia, Maria Arajo e Miguel Morgado

    P U B L I C I D A D E

    Jorge Alves ReisTelm.:+351 91 758 53 10

    I M P R E S S O

    Jorge Fernandes, Lda.

    P R O P R I E D A D E

    Cunha Vaz & Associados Consultores em Comunicao, SA

    S E D E

    Av. Duque de Loul, n. 123, 7. 1050-089 Lisboa

    C R C L I S B O A

    13538-01

    R E G I S T O E R C

    124 353

    D E P S I T O L E G A L

    320943/10

    T I R A G E M

    5000 Exemplares

    s u m r i o

    R e v i s t a c o R p o R a t i v a d a c v & a

  • 4e d i t o r i a l

    l v a r o d e m e n d o n a

    A C o l m b i a e s t n A m o d A

    durante anos, a imagem da Colmbia que passava para o exterior era a de um pas sul-americano instvel, inseguro e onde os bares do narcotrfico eram os verdadeiros poderes fora da capital Bogot. Os nomes das cidades de Medelln ou Cali, bases dos maiores

    cartis da droga, monopolizavam o espao nos noticirios internacionais sobre a Colmbia. A reputao do pas era m e os capitais estrangeiros evitavam uma regio perigosa para os seus trabalhadores e arriscada para os seus investimentos.Tudo comeou a mudar com o arranque do novo sculo. Em 2000, apoiado pelos EUA, o ento presidente colombiano, lvaro Uribe, iniciou uma ofensiva contra as guerrilhas e os cartis do narcotrfico, que resultou na normalizao do pas. O sucessor de Uribe, o actual presidente, Jos Manuel Santos, foi eleito em Agosto de 2010, prosseguiu a luta pela pacificao do Pas e deu incio a um programa de crescimento e de liberalizao da economia, cujos resultados esto hoje bem patentes.Como mercado, a Colmbia o segundo maior pas de lngua espanhola, atrs apenas do Mxico e frente de Espanha, com uma populao que dever atingir os 50 milhes dentro de apenas trs anos. Como economia, uma das estrelas emergentes da Amrica do Sul, com taxas mdias anuais de crescimento do PIB, previstas para os prximos dois anos, acima dos 5%. Como destino para investimento estrangeiro, uma base de imensas oportunidades, com incentivos aos capitais do exterior, uma posio geogrfica mpar entre os oceanos Atlntico e Pacfico, e grandes projectos pblicos.A liberalizao, a abertura ao exterior e a aposta em polticas de crescimento resultaram numa economia que disputa com a Argentina o terceiro lugar no ranking da Amrica Latina, atrs do Brasil e Mxico, e que j maior do que frica do Sul.A riqueza dos recursos naturais do pas, o enquadramento que oferece aos investidores estrangeiros, a dimenso do mercado e os grandes projectos em curso justificam plenamente o interesse que a Colmbia est a despertar em Portugal. O programa de construo de infra-estruturas rodovirias, por exemplo, prev um investimento total de 100 mil milhes de dlares em oito anos, em regime de Parcerias Pblico-Privadas com a durao de 20 anos. um dos maiores programas de concesses rodovirias

    do mundo, a par com os da ndia e do Brasil.A Colmbia est na moda, e basta ler o dossi que publicamos nesta edio, para percebermos porqu.

    o bom exemplo da aiCep

    A estratgia de relanamento da economia portuguesa passa por uma

    dosagem correcta entre a necessidade de rigor das contas do Estado, para

    reduzir a dvida e o dfice pblicos, com medidas de estmulo ao crescimento.

    Discute-se neste momento a reindustrializao do pas, a necessidade de

    equilibrar a balana externa pelo aumento das exportaes e de combater o

    aumento do desemprego com novos investimentos portugueses e estrangeiros.

    Neste ltimo campo, a AICEP, a agncia governamental que tem por

    objectivo promover Portugal no exterior, fez bem o seu trabalho de casa.

    Depois de um profundo diagnstico, arrolou alguns sectores de elevado

    potencial para a economia e preparou dossis completos sobre cada

    um deles, que sero agora divulgados junto de potenciais investidores

    estrangeiros. O trabalho no apenas promove a qualidade e a excelncia

    de Portugal em algumas reas de actividade, como descomplica os

    processos de deciso nos projectos de investimento estrangeiro. Cruzado

    com o pacote de incentivos ficais ao investimento que o Governo est a

    ultimar, os dossis da AICEP so um bom exemplo do que Portugal pode

    fazer para melhorar a sua imagem no exterior e combater a crise.

    CV&a: os primeiros dez anosA CV&A, proprietria da revista Prmio, est a celebrar dez anos.

    impressionante seguir o registo de uma empresa que comeou com

    apenas cinco pessoas e hoje uma das maiores e mais influentes agncias

    de comunicao do Pas. Esta saga de sucesso, que contamos num

    trabalho especial publicado nesta edio da revista, mais um exemplo de

    que, com trabalho, liderana, uma boa equipa e uma viso estratgica, se

    conseguem obter resultados. A pequena equipa de h dez anos hoje uma

    empresa com mais de 70 pessoas, que trouxe a Lisboa alguns dos mais

    importantes oradores mundiais, com um registo de clientes que inclui

    as maiores empresas do pas, e que est presente em sete pases de trs

    continentes. Daqui a dez anos c estaremos para revelar onde chegou a

    CV&A na sua segunda dcada. l

  • a a b r i r

    6

    cONFERNcIAS DO PALCIO A eCOnOmIA sOb O OLhAr DOs grAnDes eCOnOmIstAs

    J est a decorrer o 4. ciclo das Conferncias do Palcio, subordinado ao tema A Economia sob o olhar dos Grandes Economistas que se realiza at ao final de 2013, no Palcio da Bolsa do Porto, contando com a interveno de reputados economistas e com a moderao de jornalistas do sector com ligao cidade invicta.A conferncia inaugural ocorreu no passado dia 23 de Maio e contou com a presena de Miguel Beleza e Alberto Castro, com moderao do jornalista de televiso Jlio Magalhes. A 6 de Junho, foi a vez de Fernando Freire de Sousa e Joo Duque, com moderao de Paulo Baldaia, director da rdio TSF. A 20 de Junho, Antnio Nogueira Leite e Rui Moreira moderados, por Antnio Costa, deram as suas perspectivas sobre o estado da economia. l

    T U R I S M O

    nOvO guIA LISbOA cONvIdA bRASIL

    Foi lanado em Junho o novo guia de compras Lisboa Convida Brasil, um guia da capital portuguesa especialmente concebido para turistas brasileiros. Lanado pela produtora Caf Pessoa e a editora dos Guias ConVida, este guia tem como objectivo refrescar a imagem que os turistas brasileiros tm de Lisboa enquanto destino de frias, provando que a cidade tem todos os ingredientes para tornar-se no destino ideal de compras. O guia d um forte relevo s compras na capital portuguesa, sem esquecer os principais roteiros, atraces culturais e a melhor oferta a nvel de hotelaria e restaurao. gratuito, e ser distribudo e comunicado no Brasil, contribuindo desse modo para que o turista tenha acesso a uma informao de qualidade sobre Lisboa ainda antes da deciso da sua viagem Europa. Os brasileiros foram, entre os turistas estrangeiros que visitaram Lisboa em 2012, os que mais gastaram em consumo, com uma mdia de 1009 euros por quatro dias de estadia, de acordo com o observatrio do Turismo de Lisboa. l

    MIgUEL vIEIRA AssInA sObremesA

    M O d A

    Bolo de chocolate, 70% hmido, com cobertura de ganache de chocolate negro, recheado com frutos vermelhos e acompanhado de um sorbet de menta e crocante de caramelo. Esta a mais recente criao do estilista Miguel Vieira.25 Years of Dreams nome desta iguaria idealizada em jeito de comemorao do 25 aniversrio da sua marca para

    participar na iniciativa Fashion Pastry by, organizada pelo Hotel Intercontinental Porto Palcio das Cardosas, que est a convidar vrios designers portugueses para criarem uma sobremesa, em parceria com o chef Pedro Sequeira. A sobremesa 25 Years of Dreams faz as delcias dos paladares mais requintados no restaurante Astria, no Porto. l

  • 7I N d S T R I A

    gALLO DuPLICA cApAcIdAdE dE pROdUO

    A gallo Worldwide est a investir oito milhes de euros numa nova linha de produo na fbrica de Abrantes, para reforar as exportaes de azeite, que j valem 70% do volume de negcios da empresa, com destaque para o brasil, venezuela, Angola e China. O investimento permitir duplicar a capacidade de produo, actualmente na ordem das 30 mil toneladas. A nova linha de produo privilegiou a indstria nacional, uma vez que cerca de 80% dos equipamentos so provenientes de empresas portuguesas. l

    R E A b I L I T A O

    cASA NOvA PArA O vInhO De CArCAveLOs

    p A S S A p O R T E

    HERMS INTERNAcIONAL COm nOvO CO-CeO

    O conselho de administrao da empresa familiar emile herms sArL, parceiro activo da herms Internacional, nomeou Axel Dumas Co-CeO da herms Internacional. Axel Dumas, de 42 anos, licenciou-se em Filosofia pelo Institut detudes Politiques de Paris, da sorbonne, e em Advanced management Program, pela escola de negcios americana de harvard. Desde a sua chegada herms, em 2003, desempenhou inmeras posies chave na empresa, incluindo os cargos de director administrativo do departamento de Joalharia e, mais tarde, do departamento de artigos de pele. em 2011 foi nomeado COO (Chief Operating Officer) do grupo. Antes de se juntar herms, trabalhou para bnP-Paribas na China e nos estados unidos. Axel Dumas trabalhar ao lado do CeO Patrick thomas, durante um perodo transitrio, at aposentadoria deste, no incio de 2014. l

    As edies exclusivas e limitadas do generoso vinho de Carcavelos, produzidas a partir de uma pequena vinha de 5,5 hectares encravada entre os concelhos de Oeiras e Cascais, j tm morada onde repousar, antes de deslizarem nos copos dos apreciadores. A Cmara Municipal de Oeiras reabilitou as antigas instalaes agrcolas do palcio do Conde de Oeiras, nos jardins do Palcio e da Quinta Pombalina, imvel

    classificado como monumento nacional, e nelas instalou a Adega do Vinho de Carcavelos, conferindo-lhe dignidade e monumentalidade. Devolvida ao seu estado e funo original, atravs da reparao e reabilitao dos elementos danificados, a antiga adega recebeu ainda uma panplia de inovaes tecnolgicas que permitem criar as condies de iluminao e climatricas perfeitas para o envelhecimento deste vinho secular. l

    70%

    peso

    das

    exp

    orta

    es

    de

    azei

    teno

    vol

    ume

    de n

    egc

    ios

    da g

    allo

    Wor

    lwid

    e

  • a a b r i r

    8

    E M A L T A

    JOS MORgAdO PresIDe eugrOPAJos Morgado, o actual CEO da Inapa, a quarta maior distribuidora europeia de papel, assumiu a presidncia da Eugropa (European Paper Merchants Association), depois de, em 2007, ter sido admitido no Comit Exe-cutivo desta organizao. A instituio, com sede na Holanda, a confederao repre-sentativa das associaes de distribuidores de papel de 21 pases europeus e a organi-zao que defende os interesses corpora-tivos de 145 empresas do sector. As suas associadas geraram, em 2012, um volume de negcios superior a 11 mil milhes de euros e deram emprego a mais de 20 mil pessoas. Jos Morgado foi indigitado para este importante cargo internacional aps a Inapa ter sido distinguida, pelo terceiro ano consecutivo, como Best Corporate Gover-nance, pelos World Finance Awards. l

    JOO FIgUEIREdO O meLhOr CeO FInAnCeIrO De FrICAJoo Figueiredo, presidente do Conselho de Administrao e CEO do Banco nico, de Moambique, foi distinguido como o melhor CEO do sector financeiro em frica, pela revista African Banker. a primeira vez que um CEO moambicano consegue esta distino. O Banco nico, com sede em Moambique, um banco universal com forte vocao de retalho, inaugurado h menos de dois anos. Joo Figueiredo, nasceu na cida-de da Beira, em Moambique, e licenciou--se em Organizao e Gesto de Empresas pelo Instituto Superior de Economia da Universidade Tcnica de Lisboa. Iniciou a sua actividade profissional no Banco Totta & Aores, tendo chegado a director-geral da sucursal de Macau, onde esteve nos anos 90. Regressou a Moambique, em 1998, como administrador-delegado do Banco Standard Totta de Moambique, tendo mais tarde ingressado no Banco Internacional de Moambique (BIM), o actual Millennium BIM, onde foi CEO, entre 2001 e 2010. Da saiu para criar o Banco nico, do qual tambm accionista. l

    JULIO SARMENTO exPe FADO (COm CArmInhO)O Projecto Travessa da Ermida acolhe at 18 de Agosto a exposio Fado (com Carminho) de um dos mais conceituados artistas contemporneos portugueses, Julio Sarmento. A obra foi concebida em colaborao com a fadista Carminho, resultando de um convite que lhe foi dirigido por Julio Sarmento no sentido de escolher um fado tradicional que pudesse ser cantado pela fadista capela. O registo sonoro deste momento apresentado sob a forma de instalao, articulando-se com um conjunto de outros elementos cenogrficos que conferem totalidade da obra um carcter eminentemente dramatrgico. A pea Fado (com Carminho) integrou a mais completa retrospectiva do artista, Noites Brancas, no Museu de Arte Contempornea de Serralves, no Porto, e foi criada especificamente para o espao da Capela da Casa de Serralves. A apresentao da pea Fado (com Carminho) num espao expositivo como a Ermida Nossa Senhora da Conceio, em Lisboa, beneficia do carcter intimista e cnico deste espao. De realar que em 1995, Julio Sarmento j tinha realizado uma exposio individual na Capela do Palcio Real de Sintra, e agora, 18 anos depois, volta a expor em espaos religiosos. l

    A R T E

  • CM

    Y

    CM

    MY

    CY

    CMY

    K

    Af 207x275mm Imprensa MCred Energia.pdf 1 3/18/13 11:48 AM

  • N E G C I O S

    10

    N E G C I O S

    E N T R E V I S T A A N T N I O P A R A S O

    C o N S u lT o R d E M A R k E T I N g d E l u x o E I N o VA o

    J O O B N A R D G A R C I A

    S E h p E S S o A E M p o...