mutação gênica, recombinação gênica eblog.· mutação gênica, recombinação gênica e...

Download Mutação gênica, recombinação gênica eblog.· Mutação gênica, recombinação gênica e seleção

Post on 10-Feb-2019

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Mutao gnica, recombinao gnica Mutao gnica, recombinao gnica e

seleo natural. Variabilidade genticaVariabilidade gentica

A seleo natural atua sobre a

Nas diversas populaes de umamesma espcie, os indivduosapresentam diferentes combinaesde alelos, que surgem por mutaesque ocorreram em sua histria. 99,9%do DNA idntico em todas aspessoas, 0,1% que varia responde pornossas diferenas individuais.

A seleo natural atua sobre a

variabilidade selecionando

os mais aptos.

Alteraes no cdigo de bases nitrogenadas do DNA queoriginam novas verses novos alelos de um gene.

Muitas das mutaes vantajosas possveis j foramselecionadas, durante os bilhes de anos de evoluo, oque explica que as mutaes que ocorrem hoje soque explica que as mutaes que ocorrem hoje sodeletrias, isto , causam desvantagens a seuspossuidores que tendem a ser eliminados por seleonatural.

Obs: Se a caracterstica produzida por um alelo mutante confere alguma

vantagem ao seu possuidor, o novo alelo tende a ser preservado pela seleo

natural e aumentar a frequncia na populao.

Espontaneamente - causa transformao temporria de uma base

nitrogenada em outra tautomeria erros na duplicao do DNA.

Anemia falciforme

Estas alteraes podem levar a que haja alteraes ao nvel das protenas produzidas. Quando a funo desempenhada por essas protenas fundamental para o organismo, a verso mutada pode estar na origem de doenas. Por vezes, ocorrem mutaes que no provocam alteraes nas protenas, pois, devido redundncia do cdigo gentico, o cordo mutado pode codificar o mesmo aminocido mutaes silenciosas.

Induzidas agentes mutagnicos radiaes ionizantes (que

causam formao de ons dentro da clula), como raios X,

raios gama e radiao ultravioleta, aumentam as taxas de

mutao dos genes de qualquer tipo de ser vivo, desde vrus

e bactrias at animais e plantas. e bactrias at animais e plantas.

Qumicos: substncias cancergenas, que

danificam ligaes qumicas, ou substituem

nucleotdeos normais por outras molculas.

Biolgicos: vrus e bactrias, que injetam

parte do seu DNA na clula hospedeira,

integrando-se nessa mesma cadeia de DNA

provocando mutaes.

Refere-se a mistura de genes provenientes de indivduos

diferentes que ocorre na reproduo sexuada.

Nos organismos eucariticos, a recombinao gnica ocorre

por meio de dois processos que ocorrem na meiose:

segregao independente dos cromossomos segregao independente dos cromossomos e a permutao permutao segregao independente dos cromossomos segregao independente dos cromossomos e a permutao permutao

ou ou crosssingcrosssing--overover.

A luta pela sobrevivncia seleo natural

A seleo natural implica a reproduo diferencial dos indivduos de uma populao, os mais adaptados tm maior chance de deixar descendentes.chance de deixar descendentes.

Decorre de restries que o meio impe sobrevivncia disponibilidade de alimento, disputa de recursos com outros seres vivos, ao de predadores e parasitas, doenas, etc.

Os mais aptos so aqueles que herdam combinaes gnicas favorveis sobrevivncia a reproduo em um ambiente particular.

ss homozigticas fortemente anmicas

Ss heterozigticas so mais resistentes a malria que as pessoas SS.

Estas tendem a morrer de malria e as ss a morrer de anemia, Ss tem

maior chance de sobreviver e vo se reproduzir e podem transmitir o

alelo s para a gerao seguinte. Por isso, o alelo para siclemia mantm-se alelo s para a gerao seguinte. Por isso, o alelo para siclemia mantm-se

em frequncias altas nessas populaes.

Malria erradicada a atual condio desfavorvel das pessoas normais

homozigticas SS em relao as heterozigticas Ss desaparecer, pois a

malria deixar de ser um agente seletivo. Na ausncia da doena o alelo

s tender a ser progressivamente eliminado da populao, pois as

pessoas ss continuaro a morrer.

Capacidade de todo ser vivo de se ajustar ao meio ambiente se

transformar em resposta a uma alterao ambiental.

Adaptao individual ou homeostase processo de ajustament0

individual do indivduo.

Aps permanecer

por alguns dias em

altitudes elevadas, o

organismo humano

adapta-se menor

quantidade de gs

oxignio vo antes

para que o

organismo produza

mais hemcias.

O ser vivo apresenta uma ou mais caractersticas corporais que se assemelham ao ambiente, dificultando sua localizao.

Duas espcies diferentes compartilham alguma semelhana

reconhecida por outras espcies 1 leva vantagem.