Jogos Eletrônicos na Prática - 2ªed

Download Jogos Eletrônicos na Prática - 2ªed

Post on 27-Nov-2015

92 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1Jogos Eletrnicos na Prtica Livro de Tutoriais do SBGames 2012

  • Associao Pr-Ensino Superior em Novo Hamburgo - ASPEURUniversidade Feevale

    Jogos Eletrnicos na PrticaLivro de Tutoriais do SBGames 2012

    2 edio - Revisada e Ampliada

    OrganizadoresMarsal Branco (Universidade Feevale)Silvano Malfatti (Univ. do Tocantins)

    Marcus Vinicius Lamar (UnB)

    Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil2013

  • 4Jogos Eletrnicos na Prtica Livro de Tutoriais do SBGames 2012

    expediente

    presidente da Aspeur Argemi Machado de Oliveira

    Reitor da Universidade Feevale Ramon Fernando da Cunha

    pr-Reitora de ensino Inajara Vargas Ramos

    pr-Reitora de extenso e Assuntos Comunitrios Gladis Luisa Baptista

    pr-Reitor de pesquisa e inovao Joo Alcione Sganderla Figueiredo

    pr-Reitor de planejamento e Administrao Alexandre Zeni

    Coordenao editorial Inajara Vargas Ramos

    Realizao Instituto de Cincias Sociais Aplicadas ICSA Curso de Jogos Digitais

    editora Feevale Celso Eduardo Stark Daiane Thom Scariot Graziele Borguetto Souza

    Capa Eduardo Fernando Mller Gabriel Hilgert

    editorao eletrnica Daiane Thom Scariot

    Organizao editorial Kaline Hilgert Perius

    Reviso textual Dos autores.

    editora Feevale Os textos assinados, tanto no que diz respeito linguagem como ao contedo, so de inteira responsabilidade dos autores e no expressam, necessariamente, a opinio da Universidade Feevale. permitido citar parte dos textos sem autorizao prvia, desde que seja identificada a fonte. A violao dos direitos do autor (Lei n. 9.610/98) crime estabelecido pelo artigo 184 do Cdigo Penal.

    Universidade FeevaleCampus I: Av. Dr. Maurcio Cardoso, 510 CEP 93510-250 Hamburgo Velho Novo Hamburgo RSCampus II: ERS 239, 2755 CEP 93352-000 Vila Nova Novo Hamburgo RSFone: (51) 3586.8800 Homepage: www.feevale.br

    Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)Universidade Feevale, RS, BrasilBibliotecrio responsvel:

    Organizao do evento

    Coordenador Geral Carla Castanho (UnB)

    trilha de Computao Ricardo Nakamura (USP) Licnio Gomes Roque (Universidade de Coimbra, Portugal) Rodrigo Bonifcio (UnB)

    trilha de Arte e design Maria das Graas Chagas (PUC-Rio) Tiago Barros P. e Silva (UnB)

    trilha da indstria Fred Vasconcelos (Abragames) Saulo Camarotti (IESB/Behold Studios) Luiz Sakuda (USP)

    trilha de Cultura Roger Tavares (UFRN) Nelson Zagalo (Univ. do Minho, Portugal) Mauricio Miranda Sarmet (UnB)

    tutoriais Marsal Branco (Universidade Feevale) Silvano Malfatti (Univ. do Tocantins) Marcus Vinicius Lamar (UnB)

    Festival de Jogos independentes Bruno Campagnolo (PUC-PR) Artur Mittelbach (PUC-PR) Guilherme Novaes Ramos (UnB)

    Games for Change Gilson Schwartz (USP - Cidade do Conhecimento)

    Mostra de Artes Suzete Venturelli (UnB) Felipe Ferreira Costa (IESB)

    Coordenadores de publicao (publication Chairs) Luciana Rocha Clua (PUC-Rio) Luiz Gonzaga (Unisinos)

    Comisso especial de Jogos e entretenimento digital da SBC Esteban Clua (UFF) Bruno Feij (PUC-RIO) Soraia Musse (PUC-RS) Carla Castanho (UnB) Ricardo Nakamura (USP)

    Steering Committee (Comit Volante) Luiz Gonzaga (Unisinos) Joo Mattar (Univ. Anhembi Morumbi / PUC-SP) Joao Ricardo Bittencourt (Unisinos) Juliano Barbosa Alves (Abragames) Lynn Alves (UNEB) Rafael Dubiela (UFPR)

    JogosJogos eletrnicos na prtica : livro de tutoriais do SBGames 2012 [recurso

    eletrnico] / organizadores Marsal Branco, Silvano Malfatti, Marcus Vinicius Lamar. 2. ed., rev. e ampl. - Novo Hamburgo : Feevale, 2013125 p. : il.

    Modo de acesso: World Wide Web

    Inclui bibliografia.ISBN: 978-85-7717-159-0

    l. Jogos Eletrnicos - Simpsios. 2. Games. 3. Tecnologia. I. Branco, Marsal. II. Malfatti, Silvano. III. Lamar, Marcus Vinicius. IV. Simpsio Brasi-leiro de Jogos e Entretenimento Digital.

    CDU 794:004

  • 5Jogos Eletrnicos na Prtica Livro de Tutoriais do SBGames 2012

    O Brasil da tecnologia: Uma Viso da intel

    Qual a imagem que o mundo tem do Brasil? O mundo conhece a tecnologia que se desenvolve aqui? Para tentar responder a estas perguntas resolvi pesquisar na Internet, e como qualquer outra pessoa interessada em ver o Brasil pelo mundo online eu simplesmente digitei Brasil e , o que eu recebi foi uma coleo infinita de belas imagens de nossas paisagens, pontos tursticos, do povo bonito e claro, do futebol... mas de tecnologia no se v quase nada... O que leva a crer, para os leigos, que o Brasil consome sim muita tecnologia, mas pouco se produz aqui. O que um engano.

    O Brasil produz sim, muita tecnologia local, nas mais diversas reas da televiso digital aviao, passando pelas urnas eletrnicas, tecnologias embarcadas, automao comercial e bancria, extrao de petrleo, entretenimento e muitas outras reas em que o pas se destaca e referncia mundial. O que todas estas reas tm em comum? O uso de Software que tambm em muitos casos se desenvolve aqui.

    O Brasil j uma potncia em desenvolvimento de software, contando hoje com aproximadamente 350 mil profissionais da rea de desenvolvimento. E as previses indicam que em 2015 o pas j ter mais de 500 mil profissionais e ser o sexto maior pas em nmero de desenvolvedores de software no mundo (fonte: Evans Data Corp).

    Impressionante? Sim. Por acaso? No. Isto se deve unio da indstria, sociedade e governo que abraaram juntos o desafio de desenvolver aqui mesmo as solues para nossos problemas. Alguns podem at dizer que o perodo da reserva de mercado da dcada de 80 foi o grande responsvel por deflagrar o Brasil tecnolgico, talvez tenha sido em parte um catalisador importante, mas na verdade a reserva acabou h mais de 20 anos e o Brasil continua trilhando seu prprio caminho e liderando em diversas reas.

    E o futuro? O futuro o da criatividade e inovao, como mostra este livro. Da mesma maneira que o brasileiro cria contedo de entretenimento consumido no mundo todo e d dribles desconcertantes no futebol, tambm capaz de criar software e servios inovadores.

    Ns da Intel apostamos nisso, estamos no Brasil h mais de 25 anos, e neste perodo participamos ativamente do desenvolvimento das indstrias de hardware e software nacionais, tanto apoiando-a comercialmente como estabelecendo acordos de colaborao

  • 6Jogos Eletrnicos na Prtica Livro de Tutoriais do SBGames 2012

    tecnolgica com empresas do setor aqui presentes. Temos apoiado tambm a indstria com os Investimentos da Intel Capital, presente h mais de 10 anos no Brasil, e nos engajamos em projetos de relevncia nacional como, por exemplo, o apoio ao uso de tecnologia na educao. J treinamos no Brasil mais de 250 mil professores no uso de tecnologia em sala de aula e foi aqui que os primeiros computadores para o uso dos alunos foram concebidos, os Classmate PC.

    Voltando pergunta inicial, O mundo conhece a tecnologia que se desenvolve aqui? Talvez muitos ainda no conheam... Mas a Intel conhece e se orgulha de ter feito parte do processo de desenvolvimento da indstria nacional nos ltimos 25 anos.

    E como tecnologia uma lngua que j se fala aqui h muito tempo, deixo esta mensagem em hexadecimal para os iniciados:

    6120496e74656c206163726564697461206e6f2042726173696c2c2071 75652076656e68616d206f73207072f378696d6f7320323520616e6f732121

    Nuno Simes

    Intel Diretor de Iniciativas de Software

    Brasil

  • 7Jogos Eletrnicos na Prtica Livro de Tutoriais do SBGames 2012

    Caro Leitor

    Neste ano, o Simpsio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital (SBGames) chega a sua XI edio. Considerado o evento de pesquisa mais importante na rea de jogos e entretenimento digital da Amrica Latina, o SBGames faz parte de um mercado que cresce a cada ano e que possui como diferenciais a diverso, a criatividade e a inovao.

    Durante sua realizao, o SBGames proporciona espaos voltados discusso e pesquisa relacionadas as diversas reas que atravessam a produo dos jogos eletrnicos: Arte e Design, Computao e Indstria. Esses fruns no apenas representam pontos de encontros e de trocas, como marcam um momento em que desenvolvedores/pesquisadores organizam sua produo e apresentam resultados.

    Paralelamente, e para alm da pesquisa, o SBGames marca de maneira forte a produo de jogos propriamente dita. Uma das formas como faz isso um dos pontos altos do evento atravs do Festival de Jogos Independentes, uma competio de jogos desenvolvidos de forma Indie sem apoio de empresas ou rgos financiadores.

    A outra maneira atravs dos Tutoriais. Os tutoriais tm como objetivo estimular e propor prticas de desenvolvimento de jogos. So criados por profissionais experientes e de renome, com o intuito de proporcionar a troca de conhecimentos entre tutoriantes, comunidade acadmica e desenvolvedores. Neste ano, uma das principais novidades que nos deixa muito orgulhosos a publicao desse livro que constitui uma memria fsica dos cursos apresentados durante o evento.

    Alm do registro, espera-se que este livro cumpra sua funo de estmulo produo e multiplique conhecimentos para que alunos, professores e profissionais da rea aprendam e contribuam cada vez mais com a pesquisa e desenvolvimento de jogos em um pas que vem se destacando como um celeiro de bons profissionais nessa rea.

    A equipe do XI SBGames deseja a todos uma boa leitura.

  • 8Jogos Eletrnicos na Prtica Livro de Tutoriais do SBGames 2012

    Este livro a concretizao de uma vontade antiga. Um velho desejo que de to maduro, quando acontece, nos d no apenas o prazer de v-lo realidade, mas vem acompanhado de um senso de realizao, de um trabalho (em todos os sentidos) construdo sobre a pacincia e disciplina.

    O SBGames se faz maduro. Como tal, conquista o livro que voc tem em mos e o faz da melhor forma possvel: pela mistura improvvel de habilidades, pessoas, instituies e embates que caracterizam o processo de maturao pela qual passa a indstria de jogos brasileira.

    Uma indstria que sofre as dores da profissionalizao, que tensiona e obriga mudanas e adaptaes rpidas. Indstria que se v representada nesse novembro de 2012 em Braslia, reunindo em um evento s articulaes cientficas, educacionais, polticas comunicacionais e tecnolgicas, alinhadas apontando um futuro brilhante.

    Os Tutoriais so fruto de uma demanda tcnica. Demanda que representa uma dimenso fundamental nos alicerces da indstria de jogos. No basta apenas levantarmos as bandeiras necessrias, todas do reconhecimento do uso dos jogos na sociedade, das regulamentaes, dos processos de gesto e na formao de recursos humanos. Os tutoriais no nos deixam esquecer as bases: preciso saber fazer jogos, colocar a mo na massa, se sujar em arte e cdigo. Os tutoriais representam a paixo silenciosa que nos faz atravessar as noites testando coisas, criando solues e novos problemas. Criando jogos.

    com esse sentido que entregamos a vocs o primeiro livro impresso dos tutoriais do SBGames. Um rebento modesto, mas um rebento e, sobretudo, uma vitria.

    T vivo, t a. Use-o sem moderao.

    Dos chairs dos tutorias SBGames 2012

    Marsal Branco, Silvano Malfatti e Marcus Vinicius Lamar

  • Sumrio

    A evoluo das tcnicas de inteligncia Artificial .............................10Bruno Duarte CorreaThiago Dias Pastor

    Gameficao - Uma Anlise das tcnicas de engajamento Atualmente Utilizadas ..........................................................................23

    Alexandre SenaDennis Kerr Coelho

    introduo ao desenvolvimento de Games com GWt e HtML5 .......35Ely Fernando do Prado

    introduo ao Unity ..............................................................................53Jay Clei Garcia dos Santos

    Organizando os Mapas de iluminao dos Assets de Arte para os Motores de Jogos: Consideraes Metodolgicas para o Caso da produo Voltada ao Motor de Jogos UdK ..........................................84

    Lus Carlos PetryEliseu de Souza Lopes FilhoMaigon Nacib PontuschkaFelipe Dacal FragosoGabriel Cavalcanti MarquesWinna Hita Iturriaga Zansavio

    Point Based Graphics e Aplicaes em Jogos .....................................103Luciano Silva

  • 10Jogos Eletrnicos na Prtica Livro de Tutoriais do SBGames 2012

    A evoluo das tcnicasde inteligncia Artificial

    Bruno Duarte Correa1

    Thiago Dias Pastor2

    Abstract

    Since the dawn of the digital games there is a desire to replicate situations that make us somehow part of a context and closer to reality. The importance of artificial intelligence is at the convergence of this longing in simulating increasingly challenging realities. The techniques of artificial intelligence for games in general are part of a trend that argues that the role of IA is to simulate the behavior near human and not like other environments eg optimization objectives, seek to achieve levels of decision making and speed of reasoning very above an ordinary human being. Artificial intelligence in games is beginning to maximize the fun emulating a smart player just right, neither too smart nor too dumb demonstrating weaknesses purposeful. The purpose of this article is to demonstrate some techniques used in some classic and current games showing their uses and problems.

    1 introduo

    Desde os primrdios dos jogos digitais existe a vontade de replicar situaes que nos faam de certa forma fazer parte de um contexto.Quanto mais prximo da realidade

    1 Department of Computer and Digital Systems Engineering, Escola Politcnica da Universidade de So Paulo, Brazil.2 Department of Computer and Digital Systems Engineering, Escola Politcnica da Universidade de So Paulo, Brazil.

  • 11Jogos Eletrnicos na Prtica Livro de Tutoriais do SBGames 2012

    melhor tal experincia. A importncia da inteligncia artificial est na convergncia desse anseio em simular realidades cada vez mais desafiadoras. As tcnicas para jogos em geral fazem parte de uma vertente que defende o papel da IA como o de simular um comportamento prximo do humano, no como em outros ambientes com objetivos por exemplo de otimizao buscam atingir nveis de deciso e velocidade de raciocnio muito acima de um ser humano comum. A inteligncia artificial em jogos tem por princpio maximizar a diverso emulando um jogador inteligentes na medida certa, demonstrando fraquezas propositais. A proposta desse artigo demonstrar algumas tcnicas clssicas e algumas utilizadas nos jogos atuais mostrando os seus usos e problemas com o intuito de desmistificar a IA de alguns jogos e, como em um PostMortem, estimular o uso de tais tcnicas.

    2 Histrico

    No princpio, a inteligncia artificial nos jogos tinha o papel de alimentar mquinas caa nquel com o objetivo de manter o jogador por horas e horas entretido e gastando dinheiro. Jogos como Pong e Pac-Man utilizavam listas pr determinadas de aes e algumas poucas tomadas de deciso aleatrias na tentativa de tornar os jogos um pouco mais interessantes. Com o tempo, jogos comearam a utilizar tcnicas um pouco mais avanadas, mas ainda assim incipientes. Entretanto na dcada de 80 e 90 houve uma grande reviravolta com jogos preocupando-se com o papel da inteligncia artificial em ttulos como Age of Empires II e Warcraft II. Em 1998 a Valve revoluciona com HalfLife e um incrvel avano nos jogos em primeira pessoa. Em 2000 jogos como The Sims, totalmente focados na experincia do jogador com a...

Recommended

View more >