folha regional de cianorte - edição 968

Download Folha Regional de Cianorte - Edição 968

Post on 16-Mar-2016

220 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Versão Impressa da Edição 968 da Folha Regional de Cianorte com circulação na quinta-feira, 20 de maio de 2014

TRANSCRIPT

  • CIANORTE-PR - TERA-FEIRA, 20 DE MAIO DE 2014 - ED. N 968 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: folhadecianorte@gmail.com

    1 O JOrnal da famlia!

    Ano 13 - Edio 968 - R$ 2,00 - Site: www.folharegionaldecianorte.com - E-mail: folhadecianorte@gmail.com - Fone (44) 3018-2876

    Tera-feira, 20 Maio de 2014

    Cianorte alcana nvel epidmico de dengue

    SADE

    Apesar de todos os es-foros do Governo Muni-cipal, que tem empenhado seus recursos humanos e de infraestrutura, para a erra-dicao do Aedes aegypti, o transmissor da dengue, a Capital do Vesturio alcan-

    ou o nvel epidmico. Com 262 casos confirmados da doena, sendo 258 autc-tones e quatro importados, Cianorte integra a lista de cidades paranaenses com ndices preocupantes. Para eliminar os mosquitos, o

    Governo do Estado enviou dois veculos com nebuli-zadores para a aplicao do inseticida a Ultra Bai-xo Volume (UBV), conhe-cido como fumac e que eficiente na erradicao do Aedes aegypti. PG. 4

    Mobilizaes alertam para violncia contra crianas

    Escola recebe recurso para cobertura de quadra esportiva

    Participantesde racha podem pegar at 10 anos de priso

    Uma srie de aes rea-lizadas em Cianorte e nos municpios da regio tive-ram o objetivo de atrair a ateno e conscientizar toda a comunidade con-tra crimes de violncia crianas e adolescentes atravs da campanha Viva Infncia. PG. 3

    Cianorte acaba de rece-ber do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Edu-cao FNDE, o valor de R$ 49 mil para a cobertura de uma quadra escolar. A obra, no valor total de R$ 244,9 mil, contou com o apoio do deputado federal Zeca Dirceu. PG. 4

    Foi sancionada nes-ta semana a Lei Federal que torna mais rigorosa a pena para motoristas que forem flagrados par-ticipando de racha ou re-alizando ultrapassagens perigosas. No Paran, em 2013, foram emitidos 136 autos de infrao. PG. 2

    ATIVIDADES INVESTIMENTO TRNSITO

    Deficientes tm mais oportunidade de trabalho

    A Secretaria de Esta-do do Trabalho, Emprego e Economia Solidria pre-para para 29 de maio uma grande ao para incluir pessoas com deficincia no mercado de trabalho em todo o Paran. Alm da Agncia do Trabalha-dor de Curitiba, os 19 es-critrios regionais da se-cretaria estaro engajados na campanha de forma ex-clusiva a atender pesso-as com deficincia e, tam-

    bm, reabilitados. Tambm participam o

    Instituto Nacional de Se-guro Social (INSS), o Mi-nistrio do Trabalho, atra-vs da Superintendncia Regional, a Secretaria de Estado da Famlia e Desen-volvimento Social, a Se-cretaria da Justia, Cida-dania e Direitos Humanos, a Secretaria da Educao e Conselho Estadual dos Di-reitos da Pessoa com Defi-cincia. PG. 2

    Alm da Agncia do Trabalhador de Curitiba, os 19 escritrios regionais da secretaria estaro engajados na campanha

    Ao visa incluir no mercado de trabalho o maior nmero possvel de pessoas com deficincia e reabilitados.

    Divulgao/SENAI

    CAFE ganha o primeiro ttulo da temporada 2014

    FUTSAL FEMININO

    O CAFE Futsal confir-mou o favoritismo e foi campeo da Copa Paran de Futsal Feminino 2014. O time cianortense ven-ceu o Telmaco Borba por 6 a 3 na manh do ltimo domingo (18), no Gin-sio de Esportes Tancredo

    Neves , em Cianorte, e re-cebeu a taa do primeiro lugar. Os gols foram mar-cados por Jane (2), Simo-ne (2), Elen (1) e Andreia (1). O CAFE/Cianorte fez uma campanha invicta na competio vencendo os cinco jogos. PG. 8

    Ass

    esso

    ria/P

    MC

  • CIANORTE-PR - TERA-FEIRA, 20 DE MAIO DE 2014 - ED. N 968 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: folhadecianorte@gmail.com

    2 O JOrnal da famlia!

    CIDADANIA

    MXIMA DEFINIO

    TRNSITO

    CuritibaagnCia Estadual

    A Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidria prepara para 29 de maio uma gran-de ao para incluir pessoas com deficincia no mercado de trabalho em todo o Pa-ran. Alm da Agncia do Trabalhador de Curitiba, os 19 escritrios regionais da secretaria estaro engaja-dos na campanha de forma exclusiva a atender pessoas com deficincia e, tambm, reabilitados.

    Tambm participam o Instituto Nacional de Segu-

    ro Social (INSS), o Minist-rio do Trabalho, atravs da Superintendncia Regio-nal, a Secretaria de Estado da Famlia e Desenvolvi-mento Social, a Secretaria da Justia, Cidadania e Di-reitos Humanos, a Secreta-ria da Educao e Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficincia.

    A ideia original do Dia D surgiu em 2012, no Mato Grosso e, em 2013, foi promovida na Bahia. Com o sucesso alcanado, o Ministrio do Trabalho desafiou os parceiros a pro-mover o Dia D Dia Na-cional da Contratao da

    Pessoa com Deficincia.Por determinao do

    governador Beto Richa e do secretrio Amin Han-nouche, a Secretaria do Trabalho do Paran e os escritrios regionais vo de-senvolver a ao no Paran, visando incluir no mercado de trabalho o maior nmero possvel de pessoas com de-ficincia e reabilitados.

    um desafio da qual fazemos questo de parti-cipar. O Governo do Estado no tem medido esforos para criar empregos. Ento, nada mais justo que pessoas que hoje se sentem exclu-das tenham essa oportuni-

    dade de voltar ao mercado de trabalho com dignida-de, disse o secretrio.

    Segundo Hannouche, importante ressaltar a par-ticipao do INSS, j que alm da pessoa com defici-ncia, o programa visa tam-bm atender o beneficirio reabilitado, pessoa que te-nha cumprido o Programa de Reabilitao Profissio-nal pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

    A incluso das pessoas com deficincia j reali-zada em vrias unidades do Sistema Nacional do Em-prego (Sine). Entretanto, apesar do trabalho junto s

    empresas, ainda se obser-va uma grande resistncia e preconceito em empre-gar essa mo de obra. Por isso, o INSS estar presen-te para sanar qualquer du-vida a respeito do Benefcio de Prestao Continuada (BPC), completou Amin.

    O Ministrio do Traba-lho, por meio da Superin-tendncia Regional, lem-bra que a Lei Federal n 8.213/91 obriga as empre-sas com mais de 100 fun-cionrios a inclurem pes-soas com deficincia ou beneficirio reabilitado no seu quadro de efetivos e que vem atuando para que

    essa contratao se d da melhor maneira possvel.

    Segundo Rafael Aur-lio dos Santos, gerente da Agncia do Trabalhador de Curitiba, existem hoje no sistema cerca de 300 vagas para pessoas com deficin-cia e reabilitados, mas no Dia D a marca deve su-perar 500 vagas. Estamos falando somente de Curiti-ba. Hoje so 300 vagas e estamos trabalhando jun-to a outras empresas para que se somem a esta par-ceria para, assim, superar-mos a marca de 500 vagas para o dia 29, o Dia D, ex-plicou Rafael.

    CuritibaagnCia Estadual

    Alunos menos consu-mistas e mais responsveis com a aplicao do prprio dinheiro, e tambm dos re-cursos pblicos, o objetivo das oficinas de Educao Fi-nanceira e Fiscal com Cida-dania, na Vila da Cidadania, em Piraquara, na Regio Metropolitana de Curitiba.

    O espao mantido pela Secretaria de Estado da Educao atende com au-las diversificadas 1.800 alu-nos com idade entre 11 e 17 anos, de escolas estaduais de Curitiba e regio das re-as de abrangncia das Uni-dades Paran Seguro (UPS).

    A educao financeira integrada s demais ativida-des desenvolvidas na Vila da Cidadania, como horticultu-ra, artesanato e msica.

    Uma moeda prpria cir-

    SETS realiza ao para incluir pessoas com deficincia no mercado

    assEssoria dEtran-pr

    Foi sancionada nesta semana a Lei Federal que torna mais rigorosa a pena para motoristas que forem flagrados participando de racha ou realizando ultra-passagens perigosas. No Paran, em 2013, foram emitidos 136 autos de in-frao por estes motivos.

    Os nmeros so do De-partamento de Trnsito do Estado (Detran) e incluem motoristas enquadrados nos artigos do Cdigo de Trnsito Brasileiro que tra-tam de racha e manobras perigosas em vias pblicas e, tambm, de ultrapassa-gens perigosas.

    O diretor-geral do De-tran, Marcos Traad, expli-ca que uma das principais mudanas o aumento da pena no caso de acidente com morte, causada em ra-cha, que varia entre cinco e 10 anos de priso. A multa para este tipo de infrao tambm sofreu reajuste e passou de R$ 576 para R$

    1.915. A alterao mais importante deve ser em re-lao s ultrapassagens pe-rigosas. Com a aprovao da nova lei, ultrapassagens na contramo em curvas, faixas contnuas, faixas de pedestre, acostamentos, pontes, tneis e intersees tero multa com valor au-mentado em cinco vezes, chegando a R$ 1.000, ex-plica o diretor-geral do De-tran, Marcos Traad.

    RACHAS A pena no caso de cor-

    ridas de rua com vtimas pode chegar a seis anos de priso. J a simples prtica do racha, mesmo sem feri-dos, passou a ter pena de trs anos de deteno. Nas situaes em que um vecu-lo fora outro a uma ultra-passagem perigosa, a mul-ta passa de R$ 191 para R$ 1.915,40. Em caso de rein-cidncia, o valor pode do-brar e o condutor-infrator pode ter suspenso o direito de dirigir. (Fonte: Assesso-ria do Detran-PR)

    Alm da Agncia do Trabalhador de Curitiba, os 19 escritrios regionais da secretaria estaro engajados na campanha

    Pena para quem participa de racha pode chegar a 10

    anos de priso

    No Paran, em 2013, foram emitidos 136 autos de infrao por prtica de rachas ou ultrapassagens perigosas

    Imagem Ilustrativa

    Educao financeira forma alunos mais conscientes

    Governo lana novo mapa rodovirio elaborado com imagens de satlite

    cula por l. Cada aluno que chega recebe uma quanti-dade de dinheiro fictcio, que deve ser administrada durante trs meses, pero-do de durao dos cursos. Com o dinheiro em mos, os alunos precisam simu-lar situaes do cotidiano, como compras em super-mercados, lojas e outros comrcios. At um banco foi montado na Vila para os alunos praticarem em-

    prstimos e aplicaes fi-nanceiras.