folha regional de cianorte - edição 1248

Download Folha Regional de Cianorte - Edição 1248

Post on 23-Jul-2016

219 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Verso Impressa da Edio 1248 da Folha Regional de Cianorte com circulao na quarta-feira, 15 de julho de 2015

TRANSCRIPT

  • CIANORTE-PR - TERA-FEIRA, 15 DE JULHO DE 2015 - ED. N 1.248 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: folhadecianorte@gmail.com

    1 O JORNAL DA FAMLIA!

    Prefeitura ofere-ce treinamento sobre emisso da Nota Fiscal

    EletrnicaPG. 4

    TRIBUTOS

    Alunos do Bolsa Famlia na

    regio mantm boa frequncia

    escolarPG. 3

    BENEFCIO

    Indianpolis realiza IX

    Conferncia Municipal de

    Assistncia SocialPG. 3

    CIDADANIA

    Ano 14 - Edio n 1.248 - R$ 2,00 - Site: www.folhadecianorte.com - E-mail: folhadecianorte@gmail.com - Fone (44) 3018-2876

    Tera-feira, 15 de Julho de 2015

    SADE

    TEMPORAL

    Casos de dengue jsuperam em 11% em relao ao ano passado

    BRDE

    O governador Beto Ri-cha anunciou nesta tera--feira, no Palcio Iguau, em Curitiba, o recorde de financiamentos feitos pelo Banco Regional de Desen-volvimento do Extremo Sul (BRDE) para investimen-tos no setor do agroneg-cio paranaense, no primei-ro semestre do ano. Foram R$ 852 milhes contratados para o setor com linhas de crdito para cooperativas e produtores rurais coope-rados. So R$ 575 milhes liberados s cooperativas e mais de R$ 277 milhes para cooperados e opera-es diretas com produtores rurais. Com as operaes de janeiro a julho, incluin-do todos os setores, o banco fecha o primeiro semestre com R$ 958 milhes em fi-nanciamentos, praticamen-te a totalidade da previso de contrataes em 2015, de R$ 1 bilho. Cerca de 90% dos financiamentos fo-ram para o setor agropecu-rio, um valor expressivo. disse o governador. Pg.02

    Crditos para investimento no agronegcio somam R$ 852 mi

    So R$ 575 milhes liberados s cooperativas e mais de R$ 277 milhes para cooperados e operaes diretas com produtores rurais Rogrio Machado/SECS

    Ainda estamos na metade do ano e os casos de dengue em Cianorte j aumentaram em 11% em relao a todo 2014. E a perspectiva au-mentar ainda mais pelo grande vo-lume de chuvas e possibilidades de fazer calor em certos perodos, mes-mo no Inverno. O que propicia o de-senvolvimento da larva para o mos-quito Aedes Aegypti. PG.08

    Simepar confirma que tornadoatingiu Sudoeste do Paran

    PG. 2

    Leandro Czerniaski/Imprensa PMFB

  • CIANORTE-PR - TERA-FEIRA, 15 DE JULHO DE 2015 - ED. N 1.248 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: folhadecianorte@gmail.com

    2 O JOrnal da famlia!

    S NO PRIMEIRO SEMESTRE

    CuritibaaEN

    O Instituto Meteorol-gico Simepar confirmou que foi mesmo um torna-do que atingiu a zona rural de Francisco Beltro, nes-ta segunda-feira (13), com ventos de cerca 120 km por hora. O Simepar teve como base a anlise do radar me-teorolgico do Governo do Estado em Cascavel, que faz o monitoramento de toda a regio Oeste e Sudo-este do Estado.

    A tempestade deixou 20 pessoas feridas, destruiu 55 residncias e danificou outras 50. No municpio vizinho de Maripolis, 30 pessoas ficaram feridas e 50 desalojadas. O Sime-par havia emitido um aler-ta de tempestade na re-gio, porque estamos com um ambiente extremamen-te instvel em todo o Esta-do, disse a meteorologista Sheila Paz. Desde a sema-na passada, tem chovido muito na regio. Um gran-de volume, que j superou a mdia histrica e que, s por isso, merece ateno, disse ela. A situao se in-tensificou com a chegada de uma nova frente fria, que junto alta umidade presente em diferentes n-veis da atmosfera e as tem-peraturas mais elevadas, trouxeram esse cenrio, explicou Sheila.

    A meteorologista aler-ta que as tempestades de-vem continuar intensas nas regies Oeste e Sudo-este do Paran nesta ter-a-feira (14), com a pos-sibilidade de ventos fortes e granizo. H previso de chuvas fortes tambm nas demais regies do Paran, principalmente no Centro e no Sul, na divisa com Santa Catarina.

    Nesses setores, as chu-vas sero volumosas e so-mado ao volume de chuva registrado desde a sexta--feira, as condies so muito favorveis para ge-rar cheias de rios e inun-daes. Na metade Norte e no Leste do Estado, o sol aparece entre nuvens e as chuvas ocorrem a partir da tarde.

    FERIDOS E AFETADOS A Coordenadoria Esta-

    dual de proteo e Defe-sa Civil informa que desde a ltima sexta-feira foram registrados eventos em 37 municpios, de diversas

    regies. A entidade acom-panha de perto a situao para socorrer e dar as-sistncia s famlias. At agora, 13.374 pessoas fo-ram afetadas por chuvas de granizo, vendavais e temporais.

    O primeiro trabalho da Defesa Civil foi o socorro s pessoas e, agora, passamos para o processo de assis-tncia, que a de reparos nas residncias para que os prximos eventos no tra-gam mais prejuzos, ex-plicou o capito Eduardo Barros, da Defesa Civil. A situao est sendo avalia-da, junto com os munic-pios, para averiguarmos os prejuzos e planejar aes de apoio s famlias, dis-se o tenente Marcos Vidal, tambm da Defesa Civil.

    Todos os municpios pa-ranaenses contam com um plano de contingncia, que auxilia na preveno de de-sastres e na ao rpida da Defesa Civil em casos de desastres. Em Francisco Beltro, foi feito o contato com o Exrcito, que estava de prontido no momento do temporal, disse Barros.

    REDES SOCIAIS O capito alerta sobre

    a importncia do cuidado nas redes sociais ao divul-gar as notcias dos tempo-rais, para no causar ainda mais pnico na populao. O uso com responsabili-dade das redes sociais fundamental em momen-tos como este para que no se crie uma instabilidade maior, afirmou.

    Neste momento, no h necessidade de doao de donativos para as localida-des atingidas pelos tempo-rais, j que os municpios e o Estado tm as condies de apoiar as famlias atin-gidas. Caso seja necessrio, a Defesa Civil ir abrir uma campanha para arrecadar donativos.

    Em casos de emergn-cia, o Capito Pinheiros orienta a procurar os coor-denadores da Defesa Civil no municpio, que quem estar mais prximo para auxiliar a populao. O telefone da Defesa Civil 199 e do Corpo de Bom-beiros 193. O contato da Defesa Civil em cada mu-nicpio pode ser conferido no site da Coordenadoria Estadual www.defesa-civil.pr.gov.br no cone Coordenadorias Munici-pais, que fica no lado di-reito da pgina.

    Simepar confirma que tornado atingiu Sudoeste e alerta para mais temporais no ParanA meteorologista alerta que as tempestades devem continuar intensas nas regies Oeste e Sudoeste do Paran

    Temporal atinge bairros e comunidades do interior de Francisco Beltro

    Leandro Czerniaski/Imprensa PMFB

    CuritibaaEN

    O governador Beto Ri-cha anunciou nesta ter-a-feira (14), no Palcio Iguau, em Curitiba, o re-corde de financiamentos feitos pelo Banco Regio-nal de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) para investimentos no se-tor do agronegcio para-naense, no primeiro semes-tre do ano. Foram R$ 852 milhes contratados para o setor com linhas de crdi-to para cooperativas e pro-dutores rurais cooperados. So R$ 575 milhes libera-dos s cooperativas e mais de R$ 277 milhes para co-operados e operaes dire-tas com produtores rurais.

    Com as operaes de ja-neiro a julho, incluindo to-dos os setores, o banco fecha o primeiro semestre com R$ 958 milhes em financia-mentos, praticamente a to-talidade da previso de con-trataes em 2015, de R$ 1 bilho. Cerca de 90% dos financiamentos foram para o setor agropecurio, um valor expressivo. Uma de-monstrao do dinamismo do setor e do nosso compro-misso os produtores rurais, disse o governador.

    Durante a cerimnia, fo-ram formalizados contra-tos de financiamento com 15 cooperativas agropecu-rias: Agrria (regio central do Paran), C. Vale (Oeste), Castrolanda (Campos Ge-rais), Coamo (Centro-Oes-te), Tradio (Sudoeste), Cocamar (Noroeste), Coo-nagro (Regio Metropoli-

    Crditos do BRDE para investimentos no agronegcio somam R$ 852 milhes

    contratos assinados, que somam R$ 30 bilhes em investimentos. O diretor Administrativo do BRDE, Orlando Pessuti, destacou o momento complicado da economia nacional e dis-se que o suporte do banco tem garantido aos produ-tores rurais ampliar as re-ceitas e continuar investin-do. Ao contrrio de outros estados, aqui no Paran o cooperativismo continua investindo, porque tem o apoio do Estado, disse ele.

    A Integrada Cooperati-va Agroindustrial tem qua-tro contratos vigor com o BRDE, no valor de R$ 14,5 milhes, para construo de uma nova fbrica e de um barraco para armaze-nagem de gros. O presi-dente da Integrada, Jorge Hashimoto, agradeceu o apoio do governo estadual s cooperativas. Essas li-nhas de financiamento so muito importantes para melhorar o desenvolvimen-to local e ajudar na renda dos cooperados, disse ele. A Integrada conta atual-mente oito mil cooperados e vrias unidades localiza-das, principalmente, nas regies Norte e Noroeste.

    Para o segundo semes-tre, a meta do BRDE , com recursos prprios e por meio de repasses de recursos pro-venientes do FGTS, atuando em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimen-to Urbano e ParanaCidade, fi-nanciar obras de infraestrutu-ra, saneamento e mobilidade urbana nos municpios e em-presas concessionrias de ser-vios pblicos.

    tana de Curitiba), Copagril (Oeste), Cotriguau (Oeste), Frimesa (Oeste), Integrada (Norte), Copacol (Oeste), Primato (Oeste), Lar (Oeste) e Coasul (Sudoeste).

    SUPORTE importante que o Es-

    tado d o suporte necess-rio para que o setor consiga superar as dificuldades eco-nmicas, gerar empregos e renda, afirmou o governa-dor. O agronegcio repre-senta 60% das operaes totais do BRDE, com finan-ciamentos para projetos de investimento, principalmen-te, em armazenagem, suino-cultura, avicultura, produ-o de leite e agregao de valor produo no campo.

    Alm de crdito do BRDE, o governador ressal-tou que j autorizou diver-sas medidas para o forta-lecimento do agronegcio paranaense. Ele citou como exemplos a criao da Agn-cia de Defesa Agropecuria, a construo de casas ru-rais e a recuperao e mo-dernizao de trs mil qui-lmetros de estradas rurais co