eixo temático: práticas de ensino: novas tecnologias e ... · “as geotecnologias para o ensino...

Click here to load reader

Post on 12-Feb-2019

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Relato de Experincia:

AS GEOTECNOLOGIAS PARA O ENSINO DE CARTOGRAFIA

Eixo Temtico: Prticas de Ensino: Novas Tecnologias e Outras Geografias

Guilherme Rodrigues da Silva

e-mail: [email protected]

Jssica Marson Maria

e-mail: [email protected]

Lilian Dias Evangelista

e-mail: [email protected]

Graduandos em Licenciatura Geografia

IGCE / UNESP Rio Claro/SP

Profa. Dra. Andreia Medinilha Pancher

e-mail: [email protected]

DEPLAN/IGCE UNESP Rio Claro/SP

INTRODUO

As alteraes do mundo contemporneo, cada vez mais informacional e tecnolgico,

acarretam na necessidade de modificaes tambm no ensino, pois estas tecnologias esto se

aprimorando e ampliando as possibilidades para tornar o aprendizado em sala de aula mais

eficaz e prazeroso, tanto para o professor e, sobretudo para os alunos (PANCHER, MARIA,

2014, p.2).

A Geografia sem dvida, umas das disciplinas escolares que mais se beneficia dos

avanos tecnolgicos dentro das salas de aula, e isso possvel pelo advento das

Geotecnologias, que consiste na introduo de recursos da Cartografia Digital, do

Sensoriamento Remoto, do SIG na Cartografia, ou seja, corresponde a introduo da

informtica na Cartografia e ganhou fora a partir da dcada de 1970 (RAMOS, 2005),

oferecendo atividades que podem ser trabalhadas dentro e fora da sala de aula.

A linguagem cartogrfica vem se reafirmando desde o incio da escolaridade como um

instrumento de grande necessidade para o ensino de geografia e demais reas do

conhecimento. A elaborao, anlise e interpretao de mapas e cartas tornam-se

fundamentais para um conhecimento integrado e crtico do espao geogrfico. Assim, a

Alfabetizao Cartogrfica demonstra-se de grande importncia educacional e tambm na

formao de cidados, pois o indivduo que no consegue usar um mapa est impedido de

pensar sobre o territrio (CESRIO, COSTA, LIMA, 2007, p.2).

Deste modo, se faz necessria a efetiva Alfabetizao Cartogrfica, visto que

extremamente importante

mailto:[email protected]:[email protected]:[email protected]:[email protected]

(...) na anlise geogrfica por parte dos alunos e na construo de uma

sociedade espacial menos desigual, j que conhecer o espao de sua

vivncia pode possibilitar a modificao de desigualdades espaciais e

sociais estabelecidas pelo capitalismo. Alm disso, levar o aluno s

mais diversas formas de representao espacial e tambm no estudo

dos mapas essencial e prioritrio, ocasionando aos alunos a

penetrao cada vez mais profunda na estruturao espacial ao nvel

de sua concepo e representao (MENDES, 2011, p. 112).

Neste contexto, o projeto de extenso, buscou, atravs de oficinas pedaggicas, com o

desenvolvimento de atividades terico-prticas, contribuir para a complementao na

formao dos alunos da rede pblica de ensino, essencialmente os alunos da 8a srie da escola

E.M. Eng. Rubens Foot Guimares - Escola Agrcola, bem como preparar um completo

material de apoio aos professores da rede que ser disponibilizado no site do projeto,

denominado Geoencart. O presente projeto de extenso foi coordenado pela Profa. Dra.

Andria Medinilha Pancher e composto por alunos do curso de graduao em Geografia:

Guilherme Rodrigues da Silva, Jssica Marson Maria e Lilian Dias Evangelista. Este buscou a

aproximao com a comunidade utilizando-se os conhecimentos de Cartografia, para o

aprimoramento do ensino, incentivando os alunos desta unidade escolar no que diz respeito ao

ensino de Geografia, principalmente relacionado a Cartografia e as Geotecnologias.

Portanto, a realizao deste projeto foi motivada pela necessidade de aproximar a

universidade das escolas, promovendo uma troca mtua de conhecimentos, permitindo-se o

efetivo aprendizado em sala de aula.

Assim, ao longo do ano de 2014, o presente projeto de extenso teve como objetivo

uma (re)alfabetizao cartogrfica de alunos de geografia de ensino fundamental, devido a

necessidade de se construir um conhecimento slido e integrado dos contedos de Geografia,

principalmente porque este assunto muitas vezes trabalhado com dificuldade pelo prprio

professor da disciplina.

Para definir os contedos a serem trabalhados, levou-se em considerao a anlise do

material didtico de geografia para o ensino fundamental e mdio e do currculo de Cincias

Humanas de Geografia do Estado de So Paulo, realizada no ano de 2012 pelos alunos

bolsistas do projeto. Tal anlise serviu de base para a elaborao dos contedos de

Cartografia, bem como as atividades prticas, destacando-se a Cartografia Sistemtica

representada pela Escala, Generalizao Cartogrfica, Sistemas de Coordenadas Geogrficas e

UTM, Projees Cartogrficas, Planimetria e Altimetria, Cartografia Temtica e

Geotecnologias.

PROCEDIMENTOS METODOLGICOS

Para a efetivao das aes na E.M. Eng. Rubens Foot Guimares - Escola Agrcola,

iniciaram-se as atividades com a elaborao de um cronograma das aulas a partir da anlise do

material didtico de geografia para o ensino fundamental e do currculo de Cincias Humanas

de Geografia do Estado de So Paulo.

Primeiramente, realizou-se uma atualizao bibliogrfica, abrangendo a leitura de

textos e livros que pudessem auxiliar no ensino da Cartografia e Geotecnologias; tambm,

todos os membros deste projeto participaram, como ouvintes, da disciplina Tpicos

Especiais: Geovisualizao Temtica na Cartografia, oferecida pelo Programa de Ps-

Graduao em Geografia, ministrada pelo Prof. Dr. Jos Jess Reys Nuez, da universidade

de Hungria.

Com base na reviso bibliogrfica, na anlise dos contedos indicados pelo governo

do estado, nas experincias adquiridas nos anos anteriores da realizao deste projeto de

extenso (desde 2011), bem como nos conhecimentos adquiridos na referida disciplina,

efetuou-se a reviso das atividades tericas e prticas, com vistas a atualizar os contedos e as

estratgias de ensino, buscando-se uma efetiva aproximao com os alunos participantes e

uma aprendizagem prazerosa e eficaz.

Posteriormente, e com maior enfoque deu-se continuidade a elaborao do site, no

qual sero apresentados todos os contedos de cartografia, propostas de atividades prticas,

exerccios tericos, indicaes de referncias e de vdeos como apoio didtico, at ento

desenvolvidas pelo projeto, com vistas a auxiliar os professores da rede pblica de ensino,

alunos e demais interessados.

PREPARAO DOS CONTEDOS E DAS ATIVIDADES PRTICAS

Aps a realizao de releituras das anlises do Caderno do Professor e a identificao

dos aspectos passveis de melhora e at mesmo a seleo de novos assuntos, foi realizada uma

reviso das oficinas de aprimoramento, de modo a contribuir para uma formao com aulas

tericas e prticas, abrangendo contedos como interpretao de mapas e de imagens orbitais,

GPS, Google Earth, Google Maps, Google Fusion Table, etc.

O grupo buscou explorar as alternativas de geotecnologias disponveis, tanto para

apresentar a base terica, como para evidenciar os recursos digitais para o desenvolvimento

das atividades prticas, criando-se oportunidades para os alunos manusearem softwares de

visualizao cartogrfica e de mapeamentos temticos. Neste sentido, as atividades prticas

foram elaboradas visando a aplicao dos conhecimentos adquiridos no decorrer do curso.

Intencionou-se mostrar aos alunos da 8 srie a importncia da cartografia, no apenas

no ensino, mas tambm no dia a dia das sociedades. Para tal utilizaram-se aulas tericas e

prticas, nas quais permitiram utilizar recursos de fcil disponibilidade de acesso e,

prioritariamente, recursos free- como o caso do Google Earth e Google Maps.

Buscou-se relacionar os contedos com os eventos do cotidiano dos alunos, visando o

presente e o futuro dos mesmos e tendo em mente a grande influncia da internet na vida

desses jovens, e como as geotecnologias influenciam de forma soberana no mundo

globalizado.

Os recursos utilizados foram: o software Google Earth, o aplicativo do Google Fusion

Table, dez (10) equipamentos GPS, dez (10) bssolas analgicas e oito (8) pares de fotos

areas; estes recursos so do Departamento de Planejamento Territorial e Geoprocessamento

(DEPLAN), do Instituto de Geocincias e Cincias Exatas (IGCE), da UNESP de Rio Claro.

A Escola Agrcola Eng. Rubens Foot Guimares localiza-se na rea rural do

municpio de Rio Claro, e caracteriza-se por um ensino diferenciado e muito zelo para com os

alunos, motivos esses que nos levaram a selecionar esta unidade de ensino. Outro aspecto,

que devido situaes de localizao e/ou renda, os alunos no podem usufruir ou ter contato

com tecnologias relativamente simples como a internet. A escola no possui adequada

infraestrutura de informtica, destacando-se a precariedade no acesso internet. Diante deste

quadro, as atividades relativas ao uso de softwares foram aplicadas no DEPLAN, do, do

campus da UNESP de Rio Claro. Assim, considerando-se que neste departamento h

excelente estrutura fsica, destacando-se o laboratrio de Geoinformtica e recursos materiais,

alm de disponibilidade de nibus da universidade para a locomoo dos alunos at o referido

campus, foi possvel a realizao das atividades planejadas.

REALIZAO DO CURSO DE APRIMORAMENTO EM CARTOGRAFIA E

GEOTECNOLOGIAS

O curso foi ministrado ao longo de uma semana, de 08 a 12 de dezembro de 2014. As

trs primeiras aulas foram ministradas na UNESP, utilizando-se o Laboratrio Didtico de

Geoinfomtica no DEPLAN, e as demais aulas foram realizadas na Escola Agrcola Eng.

Rubens Foot Guimares. O transporte dos alunos da escola at UNESP foi de nibus,

disponibilizado pela universidade; nos dias em que as atividades foram realizadas na escola, a

Profa. Dra. Andria Medinilha Pancher, coordenadora do projeto, e os alunos do curso de

graduao integrantes do projeto foram at o local.

O curso foi composto predominantemente de atividades prticas, uma vez que a

inteno era aproximar os alunos dos contedos de Cartografia e de Geotecnologias de modo

dinmico, adotando-se estratgias inovadoras, a fim de despertar o interesse dos alunos na

disciplina de Geografia.

APLICAO DAS ATIVIDADES DE CARTOGRAFIA E GEOTECNOLOGIAS

No primeiro dia (08/12) as atividades iniciaram contando com 16 alunos, todos do 9

ano, mas de salas diferentes. A temtica central desta aula foi a Histria da Cartografia, a qual

foi apresentada atravs de slides e vdeos. Aps a exposio do filme, os alunos foram

questionados sobre a importncia de conhecer o histrico da cartografia. De modo geral os

alunos evidenciaram que importante conhecer o passado para melhor entendimento da

cartografia hoje (figura 1).

Figura 1: Explicao sobre a importncia da cartografia e sua histria.

Ao trmino deste assunto, foi introduzido o conceito de Escala, evidenciando a

importncia deste recurso na reduo dos elementos representados no mapa. Com base na

explicao, foi proposto aos alunos que desenhassem a escola em uma folha, e para que toda a

escola pudesse ser representada, esta teria que ser reduzida, ou seja, teriam que fazer uso da

escala. Durante o perodo estipulado para realizao do desenho, muitos e variados

comentrios foram feitos pelos alunos, destacando-se: a escola muito grande no cabe no

papel, eu no desenho muito bem, voc no vai entender nada, precisa colocar legenda?,

tenho que desenhar a escola toda mesmo?, mas no cabe nem o porco.

Intencionava-se com esta atividade, verificar qual o nvel de conhecimento

cartogrfico dos alunos, bem como se os mesmos fariam uso da escala pra representar toda a

rea da escola na folha de sulfite. Posterior a esta atividade, foi distribuda aos alunos uma

lista de exerccios de escala; no decorrer da atividade os alunos solicitavam o auxlio dos

alunos da graduao, integrantes do projeto, para a resoluo. Devido ao horrio, no foi

possvel os alunos terminarem a atividade neste dia.

O segundo dia (09/12) de atividades, com um total de 17 alunos, iniciou-se com a

retomada da lista de exerccio da aula anterior; queles que j haviam terminado foi

requisitado que ajudassem os colegas.

Aps o termino da atividade de escala, iniciou-se a apresentao do contedo de

Coordenadas Geogrficas; primeiramente, houve um dilogo com os alunos, a fim de

verificar o conhecimento destes sobre esta temtica. Inicialmente no houve nenhuma

manifestao, mas quando questionados se sabiam como um GPS funcionava, estes

comearam a responder serve pra achar as coisas, pra localizar um lugar que quer chegar.

A partir das respostas, os alunos foram questionados tambm se eles conheciam os paralelos e

os meridianos; uma aluna respondeu que so aquelas linhazinhas que tem no globo.

Com base nas respostas, o contedo foi apresentado, procurando-se fazer uma

associao com os aspectos que os alunos j haviam evidenciado. Em seguida, foram

aplicadas atividades sobre o tema. No decorrer da realizao das atividades, alguns alunos

apresentaram suas dvidas e pediram para expor a figura que ilustrava as coordenadas

geogrficas, pois estes faziam confuso entre a latitude e a longitude.

A fim de facilitar o entendimento dos alunos acerca do assunto, utilizou-se o Google

Earth; foram fornecidas aos alunos valores de coordenadas para serem inseridas no programa;

por outro lado, foram fornecidos nomes de lugares para que os alunos identificassem no

programa e anotassem suas coordenadas. Essa atividade tinha como fim exemplificar a

importncia das coordenadas, como elas podem ser usadas e mostrar que qualquer lugar da

superfcie da terra possui uma coordenada especfica. A turma demostrou muito interesse em

procurar suas casas e passear pelo globo utilizando os recursos do Google Earth (figura 2).

Figura 2: Atividade de localizao, a partir de coordenadas geogrficas, no Google Earth.

Posterior a esta atividade, iniciou-se a apresentao sobre projees cartogrficas, as

dificuldades de representar o globo em um plano, as principais representaes utilizadas pela

cartografia escolar e cientifica, suas caractersticas e usos.

No terceiro dia (10/12), com a presena de 16 alunos, inicia-se a aula com explicao

de elementos cartogrficos presentes na carta topogrfica e a interpretao e convenes. Para

tal foi utilizada uma carta digital do municpio de Rio Claro, evidenciando-se os elementos

presentes neste tipo de documento.

Depois desta apresentao, foi realizada uma atividade no aplicativo do Google Drive,

denominado Fusion Table, abordando a cartografia temtica. Explicou-se aos alunos que a

cartografia sistemtica essencial para o mapeamento temtico e foram ento exemplificados

diversos mapas temticos.

O mapeamento realizado abrangeu o municpio de Rio Claro (SP), integrando-se a

base cartogrfica ao banco de dados disponibilizados pelo IBGE, referentes ao Censo 2010. O

primeiro mapeamento Coleta de lixo foi realizado em conjunto com os alunos, seguindo o

passo a passo do tutorial preparado previamente pelo grupo do projeto, bem como auxiliando

de forma individual alguns alunos.

Concluda a elaborao deste primeiro mapa, foi solicitado que confeccionassem mais

um, podendo-se escolher o tema abastecimento de gua ou domiclios. Muitas dificuldades

surgiram nesta atividade, sendo sanadas de forma individual ao longo da confeco dos mapas

(figura 3).

Figura 3: Ao fundo - na projeo - visualiza-se o mapa elaborado em conjunto com os alunos.

No quarto dia (11/12), as atividades foram desenvolvidas na escola. Foi entregue

turma um recorte da carta topogrfica de Rio Claro, que representa a rea do distrito de Ajap

(localizao da escola). O mapa distribudo estava propositadamente incompleto, e a atividade

proposta aos alunos, foi que completassem o mesmo com as informaes necessrias: ttulo,

coordenadas, escala, fonte e legenda. Para a complementar, explicou-se aos alunos sobre

coordenadas UTM e clculo de escala, utilizando-se conceitos matemticos. Os elementos

foram representados sem maiores dificuldades.

Findando tal atividade, iniciaram-se as explicaes sobre o funcionamento e uso do

aparelho de GPS, demonstrando os recursos disponveis neste aparelho, bem como os dados

que este oferece. Alm do GPS, foi utilizado tambm bssolas analgicas. Ao trmino destas

explicaes e esclarecimentos de dvidas, iniciou-se a sada em campo a fim de coletar dados

fornecidos pelo GPS de determinados pontos do terreno da escola. Os dados observados

foram: altitude, latitude e longitude, sendo estas fornecidas em coordenadas UTM. As

coordenadas tiveram pouca variao de valor, pois o percurso foi curto, entretanto, a alterao

dos valores de altitude foram mais significativas, sobretudo porque um dos pontos

selecionados para coleta de dados localiza-se prximo ao crrego Cachoeirinha.

Aproveitando-se esta alterao na altitude, explicou-se sobre tal diferena de forma a

esclarecer algumas dvidas existentes (figura 4).

Figura 4: Apresentao das funes do aparelho GPS aos alunos para a atividade em campo.

No quinto dia (12/12) as atividades tambm ocorreram na Escola Agrcola. Neste dia

as atividades desenvolvidas visaram verificar os conhecimentos que de fato foram adquiridos

pelos alunos e apresentar-lhes fotografias areas e o uso do estereoscpio. Para verificar o

entendimento dos alunos do contedo ministrado ao longo da semana, foi solicitado que estes

fizessem um novo croqui da escola, utilizando os conceitos cartogrficos aprendidos.

Aps esta atividade, explicou-se sobre fotografias areas e os alunos puderam

visualizar pares de fotos areas com o uso do estereoscpio, para visualizao da imagem em

3D; tal atividade despertou grande interesse dos alunos.

ANLISE DAS ATIVIDADES

1 Croqui: nesta atividade os alunos confeccionaram um croqui da escola. Analisando-

se os resultados, observaram-se dificuldades quanto a viso superior e reduo (escala) do

local. Tais dificuldades foram verificadas pela existncia de grande detalhamento, na maioria

dos trabalhos, e representao de vista lateral de muitos elementos (figura 5).

Figura 5: Exemplo de um croqui que apresenta grande detalhamento da rea da escola.

Escala: esta atividade consistiu na resoluo de 10 questes, as quais em sua maioria

exigiam conhecimentos prvios das operaes matemticas, em especial a regra de trs. As

maiores dificuldades observadas foram com relao a conceitos de matemtica e a associao

do nvel de detalhamento para cada tipo de escala. Inferiu-se que esta informao necessita de

maior contato com o contedo, o que no foi possvel devido ao tempo limitado das aulas.

Coordenadas Geogrficas: foram desenvolvidas duas atividades acerca deste contedo;

a primeira foi uma lista de exerccios, sendo a maior dificuldade observada na associao das

linhas de latitude e longitude com suas devidas posies no globo. O mesmo ocorreu com

as orientaes Norte, Sul, Leste e Oeste, mas ao analisar esses ltimos exerccios a maioria

acertou, salvaguardando alguns casos que esqueceram as orientaes quando escritas as

coordenadas geogrficas.

A segunda atividade desenvolvida foi localizao de cidades no Google Earth a

partir de coordenadas geogrficas fornecidas aos alunos; notou-se um amplo interesse nesta

atividade e um bom desempenho de toda a turma. Alm disso, foi observada grande

curiosidade e facilidade dos alunos em procurarem suas casas e locais que lhes eram comuns.

Projees Cartogrficas: esta atividade consistia numa lista de exerccios acerca do

contedo. Notou-se uma grande dificuldade quanto aos conceitos e caractersticas de cada

uma das projees. Apesar do auxlio e novas explicaes, o ndice de erros nesta atividade

foi muito grande, demostrando a necessidade de se trabalhar de forma mais eficaz, com outra

didtica talvez, nos prximos anos.

Fusion Table: a atividade consistiu na elaborao de mapas temticos a partir do

aplicativo do Google, o Fusion Table, cujo objetivo foi reforar o conhecimento sobre as

convenes cartogrficas, bem como apresentar de forma prtica a cartografia temtica,

utilizando-se um recurso on line gratuito para a confeco de mapas temticos. As

dificuldades apresentadas foram com relao ao uso do programa, como era esperado, e a

definio das cores para representao dos dados. Mesmo com essas dificuldades a atividade

foi realizada com interesse e os alunos tiveram acesso a um software disponvel para

elaborao de mapa temtico, conhecendo-se sua funcionalidade e finalidade.

O objetivo desta aula consistiu na elaborao de mapas temticos relacionados a

Coleta de Lixo, Abastecimento de gua e Domiclios do municpio de Rio Claro (SP),

utilizando o aplicativo Fusion Table.

Para a realizao desta atividade, foi necessrio criar para cada aluno uma conta de

acesso ao Google Drive (e-mail vinculado ao Gmail), alm da insero dos dados e do mapa

base, o qual deve estar no formato KML, material este disponvel no site do IBGE.

O material utilizado foi a base grfica (mapa da cidade e permetro urbano) e base de

dados (numrica) do Censo de 2010, por setores censitrios. Estes dados esto organizados

por setores e variveis. E para a elaborao dos mapas desta atividade foram utilizadas

algumas variveis, para COLETA DE LIXO (V035, V036 e V037), ABASTECIMENTO DE

GUA (V013, V014 e V015), SANEAMENTO BSICO (V017 e V018) e DOMICLIOS

(V001).

As figuras 6 e 7 demonstram alguns exemplos de mapas de Abastecimento de Agua

confeccionados pelos alunos.

Figura 6: Mapa de abastecimento de gua de Rio Claro, elaborado por um aluno.

Nota: As reas sem preenchimento no tiveram os dados disponibilizados pelo IBGE, Censo de 2010.

Figura 7: Mapa de abastecimento de gua de Rio Claro, elaborado por um aluno

Nota: As reas sem preenchimento no tiveram os dados disponibilizados pelo IBGE, Censo de 2010.

Na definio da cor, o aluno mencionou que seria azul devido a temtica do mapa ser

gua. A figura 8 evidencia um mapa de domiclios; no entanto o aluno no inseriu a legenda.

Figura 8: Mapa de domiclios de Rio Claro, elaborado por um aluno, porm sem legenda.

Nota: As reas sem preenchimento no tiveram os dados disponibilizados pelo IBGE, Censo de 2010.

Mapa de Ajap: esta atividade teve o intuito de verificar os conhecimentos adquiridos

ao longo do curso, na qual os alunos deveriam completar o mapa com elementos bsicos

necessrios nas representaes cartogrficas. A turma participou ativamente, preenchendo as

informaes que faltavam no mapa e onde os elementos deveriam ser colocados na folha

(figuras 9 e 10).

Figura 9: Atividade desenvolvida por um aluno, demonstrando complementao adequada dos

elementos cartogrficos.

Figura 20: Atividade desenvolvida por aluno, h a complementao dos elementos cartogrficos, com

equvoco na localizao adequada da escala.

2 Croqui: esta atividade tambm tinha por objetivo analisar os conhecimentos

cartogrficos adquiridos, a partir de uma comparao deste material com o 1 Croqui

elaborado. Notou-se uma ampla mudana, com maior generalizao dos elementos e presena

de elementos cartogrficos como ttulo, fonte e legenda (figuras 11 a 13). Deste modo,

conclumos que houve contribuio do projeto no conhecimento dos alunos, pois estes

participaram ativamente na complementao do material cartogrfico.

Figura 31: Exemplo do 2 croqui elaborado pelos alunos.

Figura 42: atividade desenvolvida por uma aluna. Nota-se a representao de uma rea maior da

escola, bem como a generalizao e uso de legenda no croqui.

Figura 53: Atividade desenvolvida por uma aluna. Verifica-se a representao de uma rea maior da

escola, bem como o uso de legenda, generalizao e demais elementos cartogrficos.

Fotos areas: esta atividade consistiu na visualizao de um par de fotos areas com o

uso de estereoscpio de bolso, permitindo aos alunos contato com este material que no

conheciam. Durante a atividade foi percebido grande interesse dos alunos pelo instrumento,

pois este permite visualizar pares de fotos areas em 3D. Os alunos perceberam que as fotos

tinham partes iguais e questionaram o grupo sobre este aspecto. Alm disso, foi mostrado

como as fotografias devem ser posicionadas para a obteno da viso 3D. Os alunos

demonstraram muita curiosidade nesta atividade.

RESPOSTAS AO QUESTIONRIO

A partir da aplicao de um questionrio, buscou-se um feedback das atividades

desenvolvidas, bem como a importncia destas para seu aprendizado. Com base nas respostas

nota-se que este curso possibilitou uma ampliao nos conhecimentos cartogrficos, bem

como permitiu contato com ferramentas das geotecnologias que comumente no so utilizadas

em sala de aula, alm de colaborar com a maior afinidade dos alunos com a geografia.

As ferramentas utilizadas, segundo comentrios no decorrer das aulas, foram mais

interessantes do que as atividades escritas, o que tambm pode ser observado a partir de

algumas respostas ao questionrio como: diminuir as atividades escritas, ter mais

dinmica, o que mais gostei no curso foi a tecnologia e o modo como os professores nos

ensinaram, gostei de ter procurado coisas no Google.

Os resultados demonstraram que h necessidade de complementar a formao dos

alunos para o ensino da Geografia com o auxlio das Geotecnologias. Desta forma, percebeu-

se que a adoo de atividades dinmicas, permitiram atingir os resultados esperados ao se

analisar o conhecimento por estes alunos adquiridos, apesar de o curso ter um nmero

reduzido de aluno nas ultimas aulas. Tal analise se baseia no resultado das atividades

desenvolvidas ao longo da semana e na participao dos alunos nas aulas, notando-se uma

evoluo de conhecimento geogrfico ao longo do curso ministrado.

CONCLUSO

O dia a dia em sala de aula pode, muitas vezes, torna-se repetitivo e desta forma

comprometer a dinmica escolar e o processo de aprendizagem dos alunos. Portanto preciso

uma busca constante, por parte do professor e demais membros que participam da rotina

escolar, de estratgias para dinamizar o ensino-aprendizagem e estimular alunos e professores

a participarem mais ativamente no processo educacional.

Desta forma, acredita-se que as oficinas pedaggicas podem representar uma

mudana, pois correspondem a um espao em que os ideais de transformao e dilogo so

realidades em permanente construo. E a partir destas oficinas pode-se observar uma

construo do conhecimento mais efetiva por parte dos alunos, e para tal imprescindvel que

professores dominem os contedos, neste caso o de Cartografia, para assim serem capazes de

desenvolverem contedos e prticas complementares queles contedos bsicos propostos

pela rede pblica, alm de dinamizarem suas aulas tornando-as mais prazerosas e estimulantes

para seus alunos.

Dinmica esta que pode ser ampliada pelo uso de tecnologia nas aulas, pois os jovens

vivem inseridos neste contexto, o qual lhes desperta grande interesse. Assim, a cartografia e o

sensoriamento remoto vm sendo includos cada vez mais no dia-a-dia, demandando

constante atualizao de conhecimentos e adequao nos materiais didticos.

Este trabalho no visou somente apresentar os recursos de geotecnologia, mas tambm

mostrar a contribuio dessa tecnologia para a construo do conhecimento e compreenso da

realidade, possibilitando aos alunos exercerem a cidadania e poderem intervir na realidade.

Estas geotecnologias despertam a curiosidade destes jovens e, se utilizadas de forma

adequada, podem facilitar o ensino de Geografia e tornar o aprendizado efetivo. Assim, as

escolas e os professores devem estar preparados para receberem os jovens desta gerao e se

adequarem melhor forma de ensino, coerente com o mundo contemporneo. Esta

experincia de ensino e aprendizagem em que educadores e educandos construram juntos os

conhecimentos geogrficos possibilitou a aproximao com a sociedade, levando o

conhecimento desenvolvido alm os muros da universidade.

REFERENCIAS

COSTA, A. A.; LIMA, J. A. E.; CESARIO, L. P. A cartografia no ensino: anlise preliminar dos contedos

abordados na 5 srie do ensino fundamental das redes municipal e estadual de ensino da cidade de Gois (GO).

In: X EREGEO SIMPSIO REGIONAL DE GEOGRAFIA, 2007, Goinia. Disponvel em:

MENDES, J. C. Alfabetizao cartogrfica no ensino de geografia: uma perspectiva socioconstrutivista. In:

COLQUIO DE CARTOGRAFIA PARA CRIANAS E ESCOLARES, 7, 2011. Vitria. Anais... Vitria,

2011. p. 108-118. Disponvel em:

OLIVEIRA, C. Curso de cartografia moderna. 2.ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1993.

PANCHER, A. M.; MARIA, J. M. Ensino de cartografia: aprimoramento na formao de alunos da rede pblica

de ensino. In: XXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE CARTOGRAFIA, 2014, Gramado. Anais... Gramado,

2014. Disponvel em: .

RAMOS, C. da S. Visualizao cartogrfica e cartografia multimdia: conceitos e tecnologias. So Paulo, Unesp,

2005.