anvisa - construcao

Download ANVISA - Construcao

Post on 12-Jul-2015

117 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

BSarquitetura&design

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA Referente: Unidade de Oncologia do Hospital Municipal Dr. Mario Gatti Assunto: Local: REFORMA / AMPLIAO Av. Faria Lima n 340

rea de Construo: Existente: A Reformar: 980,00m 980,00 m

DO OBJETIVO O presente memorial tem como finalidade apresentar as instrues tcnicas que devero ser consideradas na execuo da reforma e da ampliao. 1. INFORMAES TCNICAS A fiscalizao da obra ficar a cargo da Coordenadoria de Ambincia e obras do Hospital Municipal Dr. Mario Gatti (COA-HMMG), que indicar na ordem de servio, o tcnico responsvel pelo acompanhamento da obra. O andamento da obra e todas as ocorrncias devero ser registrados no Dirio de Obras. A elaborao e a manuteno do Dirio de Obras so de responsabilidade da contratada. Nele, devero ser anotadas diariamente, pelo engenheiro responsvel, informaes sobre o andamento da obra, tais como: nmero de funcionrios, equipamentos, condies de1Unidade de Oncologia do HMMG Reforma / Ampliao.

Rua Dom Luiz Antonio de Souza 325 Jd. Proena Campinas Fone: 19 3236 2053

BSarquitetura&design

trabalho, condies meteorolgicas, servios executados, registro de ocorrncias e outros fatos relacionados, bem como, comunicados a Fiscalizao sobre a situao da obra em relao ao cronograma proposto. Ser de responsabilidade de a fiscalizao verificar em todas as visitas, todas as informaes contidas no Dirio de Obras e solicitar providncias no que couber. Toda mo de obra empregada dever ser especializada, ou receber treinamento adequado de forma a obter resultados de acabamento de 1 qualidade em todas as etapas da construo. A obra ser executada de acordo com os Projetos Executivos de Arquitetura, Clculo Estrutural, Instalaes Hidrulicas e Eltricas, Ar Condicionado, Gases Medicinais, Preveno e Combate Incndios e Memorial Descritivo. Em caso de dvida, antes da execuo do servio, o autor de projeto dever ser consultado, para prestar esclarecimento que devero ser registrados no Dirio de Obra. A contratada dever a juzo da Fiscalizao, demolir por conta prpria os servios de partes de obra executado em desacordo com os projetos e especificaes tcnicas, bem como os que apresentarem vcios ou defeitos de execuo, refazendo-os dentro da boa tcnica exigida, sem nus para o Hospital Municipal Mario Gatti.. Todo o material empregado na obra dever ser submetido aprovao da CAO antes de ser utilizado, devendo estes possuir certificado da qualidade da INMETRO. Antes de iniciar a obra, dever ser realizada uma reunio entre a contratada e a fiscalizao para esclarecimento que se fazem necessrio sobre aspectos de execuo de obra, conforme orientaes estabelecidas em projetos.

2Unidade de Oncologia do HMMG Reforma / Ampliao.

Rua Dom Luiz Antonio de Souza 325 Jd. Proena Campinas Fone: 19 3236 2053

BSarquitetura&design

Todas as etapas da obra devero ocorrer normalmente sem que a unidade de sade venha a interromper totalmente sua prestao de servios. Todas as fases devem ser programadas em conjunto com a coordenao da unidade e a fiscalizao. A proponente vencedora dever incluir em seu oramento-proposta todos os servios, materiais mesmo quando no especificada em projeto, mas necessrios para o perfeito acabamento, funcionamento e estabilidade da edificao.

2. -PROJETOS Os Projetos Executivos para o total desenvolvimento das obras fazem parte da pasta tcnica entregue pelo HMMG na ocasio das licitaes. Fazem parte da pasta tcnica os seguintes projetos: - Projeto de Arquitetura: plantas, cortes, cobertura, layout para equipamentos e mobilirio, detalhes construtivos para apoio ao projeto executivo e memorial descritivo da obra. - Projeto de Clculo Estrutural:- Forma e armao das fundaes, pilares, vigas para a rea da reforma e estrutura para paredes e lajes das reas das salas de Braquiterapia e do envelopamento em concreto de alta densidade para a sala existente do Acelerador Linear. - Projeto de Instalaes Hidrulicas e Sanitrias: - Instalaes Hidrulicas: planta baixa geral e rede externa, planta baixa do pavimento e rede interna, esquema isomtrico, esquema isomtrico geral da rede, cortes e detalhes.

3Unidade de Oncologia do HMMG Reforma / Ampliao.

Rua Dom Luiz Antonio de Souza 325 Jd. Proena Campinas Fone: 19 3236 2053

BSarquitetura&design

- Instalaes de esgoto: planta baixa geral e rede externa, planta baixa do pavimento e rede interna. Cortes e detalhes da rede por compartimento. - Projeto de Instalaes Eltricas: - Fora, Iluminao, Lgica (informtica) e Telefonia, Som e Segurana para as reas reformadas e ampliadas. Obs.1: Poder ser necessria aprovao do projeto junto a CPFL, conforme exigir a legislao, e nesse caso a aprovao do projeto ser de responsabilidade da Contratada. Obs.2: O sistema interno de sonorizao existente encontra-se em boas condies de operao e dever ser preservado durante o perodo da reforma. - Projeto de Instalao de Ar Condicionado: - Projeto com a locao de rede de Ar Condicionado para atender os consultrios, sala de recuperao (SPLIT) e sala do Acelerador Linear (com controle de umidade). Os projetos, materiais e equipamentos indicados respeitaro as normas abaixo mencionadas, ou outras internacionalmente reconhecidas e aceitas para casos especficos. NBR-6401 - Associao Brasileira de Normas Tcnicas - ABNT - Instalaes centrais de ar condicionado. ASHRAE - American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers Handbooks: Fundamentals, Systems, HVAC Applications - Fonte de dados de referncia para sistemas de ar condicionado, ventilao, aquecimento e refrigerao.

4Unidade de Oncologia do HMMG Reforma / Ampliao.

Rua Dom Luiz Antonio de Souza 325 Jd. Proena Campinas Fone: 19 3236 2053

BSarquitetura&design

SMACNA - Sheet Metal and Air Conditioning Contractors' National Association Dimensionamento, construo de redes de dutos de ar. AMCA - Air Movement and Control Association - Ventiladores. NBR-5410 - Associao Brasileira de Normas Tcnicas - ABNT - Instalaes eltricas de baixa tenso - Procedimento. NBR-7008 - Associao Brasileira de Normas Tcnicas - ABNT - Chapa de ao zincadas pelo processo de imerso a quente. Outras normas podero ser aplicadas em funo de necessidades especficas, fazendo prevalecer sempre que possvel, as normas da ABNT, utilizando-se normas internacionais, salvo melhor juzo, no caso de inexistncia da nacional. - Projeto de instalaes e Proteo Contra Incndios Ser elaborada de acordo com Decreto Estadual 46.076 / 2001, com plantas baixas e cortes indicando os conjuntos de Hidrantes e Extintores, Sinalizao, Rotas de Fuga, iluminao de Emergncia e Sada de Emergncia. -Projeto de Instalaes de Gases Medicinais e Ar Comprimido: - Planta baixa com indicaes da rede de distribuio de gases medicinais (oxignio e ar comprimido) derivadas de uma base onde sero acondicionados os torpedos. Planta baixa com projeto da rede de distribuio de ar comprimido, abastecido por um compressor para atender dois pontos de acionamento das portas especiais das salas de Braquiterapia e Acelerador Linear. 3- SERVIOS PRELIMINARES:5Unidade de Oncologia do HMMG Reforma / Ampliao.

Rua Dom Luiz Antonio de Souza 325 Jd. Proena Campinas Fone: 19 3236 2053

BSarquitetura&design

3.1 Instalaes do Canteiro de Obras: O canteiro a ser implantado dever conter um container metlico removvel somente para estoque de ferramental. As reas para sanitrios para funcionrios da obra, ser fornecida pelo HMMG que dispe de locais para acomodao das equipes de servio. 3.2 Colocaes de Placa de Obra: Devero ser instaladas duas placas, uma com dimenses mnimas de 1,50 x 3,00m, conforme modelo do Ministrio da Sade e outra com dimenses de 5,00 x 2,50m, conforme modelo a ser fornecido pela CAO. 3.3 Demolies e Retiradas: Os materiais como esquadrias metlicas (portas e janelas), esquadrias de madeira, ferragens das portas, louas e metais sanitrios, bancadas de granito, bancadas de ao inox, telhas de fibrocimento e outros, devero ser retirados cuidadosamente para no ser danificados e devem ser transportados para a rea determinada pela fiscalizao. A equipe de manuteno do HMMG fiscalizar a retirada das luminrias das salas que sero reformadas, louas sanitrias, metais sanitrios, e parte da esquadria metlica (vitros) que sero recolocadas aps as obras de reforma. Informamos que todo material retirado em boas condies ser reaproveitado. A fiscalizao assumir a guarda deste material. O destino do entulho resultante das demolies da construo civil dever ser encaminhado URM- Unidade Recicladora de Materiais, localizada na Estrada Mo Branca. Os servios de demolio e retiradas esto indicados em projeto arquitetnico.6Unidade de Oncologia do HMMG Reforma / Ampliao.

Rua Dom Luiz Antonio de Souza 325 Jd. Proena Campinas Fone: 19 3236 2053

BSarquitetura&design

3.4 Locao da Obra: Aps os servios de limpeza do local, a obra dever ser locada de acordo com o Projeto de Arquitetura. A concluso desse servio dever ser comunicada pela contratada Fiscalizao que anotar a sua aprovao no Dirio de Obras. A ocorrncia de erro na locao da obra implicar para a contratada na obrigao de proceder por sua conta e nos prazos estipulados, as modificaes, demolies e reposies que se tornarem necessrias, a juzo da fiscalizao. Aps locao contratada proceder aferio das dimenses dos alinhamentos, dos ngulos e de quaisquer outras indicaes constantes do projeto com as reais condies encontradas no local.

4. INFRA-ESTRUTURA As fundaes a serem executadas devero obedecer s normas tcnicas vigentes. Qualquer ocorrncia na obra que comprovadamente impossibilite a execuo das fundaes dever ser imediatamente comunicada fiscalizao. Para perfeita verificao do comportamento das fundaes, a fiscalizao poder exigir provas de carga sob a responsabilidade da empreiteira.4.1

Ferros e Arranques

Todos os ferros e arranques de pilares devero ficar ancorados na vig