morin aula 7

Download Morin aula 7

Post on 05-Jun-2015

2.971 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Os 7 saberes Edgar Morin

TRANSCRIPT

  • 1. Aula 7 Prof Ms. Audrey Danielle B. de Brito

2. Os7SaberesNecessrios Educao do Futuro 3. Gregrio de Matos O todo sem a parte no todo, A parte sem o todo no parte, Mas se a parte o faz todo, sendo parte, No se diga, que parte, sendo todo. 4. Epistemologia da Complexidade A epistemologia da complexidade um ramo da epistemologia que estuda os sistemas complexos e fenmenos emergentes associados. Foi fundada por Morin na dcada de 70. Morin v o mundo como um todo indissocivel e prope uma abordagem multidisciplinar para a construo do conhecimento. 5. Os 7 saberes: 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.As cegueiras do conhecimento: erro e iluso Princpios do conhecimento pertinente; Ensinar a condio humana; Ensinar a identidade terrena; Enfrentar as incertezas; Ensinar a compreenso; A tica do humano. 6. 1. As cegueiras do conhecimento: Erro e Iluso O desenvolvimento do conhecimento cientfico poderoso meio de deteco dos erros e de luta contra as iluses. Entretanto, os paradigmas que controlam a cincia podem desenvolver iluses, e nenhuma teoria cientfica est imune para sempre contra o erro. Alm disso o conhecimento cientfico no pode tratar sozinho dos problemas epistemolgicos, filosficos e ticos p. 19-20 7. Que saber ensinar aos educandos? Que no h conhecimento que noesteja ameaado pelo erro e pela iluso. O risco do erro pode ser em funo do efeito de percepo (viso), de rudos, de transmisso de informaes, etc. A melhor proteo contra o erro e a iluso a racionalidade que deve ser aberta por natureza, fruto de debate e autocrtica vigilante. 8. 2. Princpios do conhecimento pertinente Para que o conhecimento seja pertinente a educao deve tornar o contexto, o global, o multidimensional e o complexo O conhecimento pertinente uma idia contra a fragmentao. 9. Que saber ensinar aos educandos? Portanto, o ensino por disciplina, fragmentado edividido, impede a capacidade natural que o esprito tem de contextualizar, essa capacidade que deve ser estimulada e deve ser desenvolvida pelo ensino de ligar as partes ao todo e o todo s partes. No se pode conhecer as partes sem conhecer o todo, nem conhecer o todo sem conhecer as partes. 10. 3. Ensinar a condio humana Hominizao: O ser humano , a um sC e da dt ne d i Itempo, fsico, biolgico, psquico, cultural, social, histrico.[...] O homem somente se realiza plenamente como ser humano pela cultura e na cultura. No h cultura sem crebro humano (aparelho biolgico dotado de competncias para agir, perceber, saber, aprender), mas no h mente, isto , capacidade de conscincia e pensamento, sem cultura. p. 52 11. Arajo, 2003 12. Que saber ensinar aos educandos? Conclui-se que, a condio humanadeveria ser o objeto essencial de todo o ensino. 13. 4. Ensinar a identidade terrena A Terra nossa ptria conceito desustentabilidade (cidadania terrestre); 14. Que saber ensinar aos educandos? 1. 2. 3. 4.Aprender a ser, a viver, a dividir, a comunicar, a comungar. preciso que aprendamos no s a dominar, mas a melhorar, a compreender e a inscrever em cada um de ns: Conscincia antropolgica (diversidade cultural dos povos); Conscincia ecolgica; Conscincia cvica terrena; Conscincia espiritual da condio humana. 15. 5. Enfrentar as incertezas A cincia cartesiana construiu a idia de quetudo que cientfico pertence ao reino da certeza. A incerteza pode comandar o avano do saber e da cultura. CinciaCartesiana: Dividir cada uma das dificuldades em tantas parcelas quanto possveis e quantas necessrias fossem para melhor resolv-las. 16. Que saber ensinar aos educandos? A idia da incerteza precisa ser incorporada noensino da fsica, da qumica, histria, geografia, lnguas, filosofia... Nas escolas, ensina-se apenas a certeza, tudoaquilo que algum j provou, experimentou. preciso ensinar estratgias que permitemenfrentar os imprevistos. 17. 6. Ensinar a compreenso Estandoa educao para a compreenso ausente no ensino, no havendo preocupao em ensin-la, o individualismo ganha um espao cada vez maior, aumentando a indiferena e o egocentrismo, e assim, diminuindo cada vez mais a comunicao entre as pessoas. 18. Citao de MorinCompreender no s os outros como a si mesmo, a necessidade de se autoexaminar, de analisar a autojustificao, pois o mundo est cada vez mais devastado pela incompreenso, que o cncer do relacionamento entre os seres humanos. 19. Que saber ensinar aos educandos? preciso introduzir o ensino dacompreenso nas unidades de ensino em qualquer nvel que elas exeram. 20. 7. A tica do humano Significado da tica: no desejar para osoutros, aquilo que voc no deseja para voc. 21. Que saber ensinar aos educandos? Desenvolver a cidadania terrenaatravs da democracia 22. A CONDIO A CONDIO HUMANA HUMANAENFRENTAR AS ENFRENTAR AS INCERTEZAS INCERTEZASSEGUNDO MORIN: SEGUNDO MORIN: O QUE DEVEMOS ENSINAR O QUE DEVEMOS ENSINARA COMPREENSO A COMPREENSOA IDENTIDADE A IDENTIDADE TERRENA TERRENA 23. Concluso Morin mostra uma preocupao com oplaneta Terra como um todo. Observamos que ele considera que aeducao deve ensinar para a vida e no para que cada um aprenda um monte de contedos e no utilize isto para nada. 24. A grande pergunta que devemos fazer como educadores:Seremos capazes de civilizar a terra e fazer com que ela se torne uma verdadeira ptria? Estes so os sete saberes necessrios ao ensino. 25. Qual o pensamento de Morin? Conflito: Condio Humana: O ser humano continua esquartejado (quebra-cabea) Humanizao/Hominizao: resgatar o que humano(qualidades,caractersticas e aes) Pensamento Cientfico e Pensamento Humano (Cincias Humanas Filosofia, Histria, Literatura, Poesia, Artes) Quanto mais os problemas se tornam multidimensionais, maior a incapacidade de pensar a crise, quanto mais planetrios tornam-se os problemas, mais impensveis eles se tornam A tica a questo mais relevante. Contra a especializao/superespecializao - interdisciplinaridade 26. O que Morin almeja para a Educao Escolar? A Educao do futuro dever ser universal e centrar-se na condio humana, ou seja, o homem multidimensional: biolgico, psiquico, social e afetivo (todo) Deve-se propor estruturas interdisciplinares para trazerem lucidez e compreenso de que somos seres humanos (transversalidade) Ensino voltado para o todo interdisciplinaridade A Educao no deve voltar-se para o acumulo de saber, ela deve voltar-se para princpios organizadores que permitam ligar os saberes e lhes dar sentido O conhecimento deve ser adaptado as reais necessidades da sociedade A Educao deve promover uma inteligncia geral apta a referir-se ao complexo, ao contexto, de forma multidimensional (homem como todo) e numa concepo global. Quanto mais poderosa for a inteligncia geral, maior a sua faculdade de tratar problemas especiais.