elsa pacheco

Download Elsa Pacheco

Post on 15-Apr-2016

270 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Trabalho de Elsa Pacheco

TRANSCRIPT

  • Elsa Pacheco

    Alterao das Acessibilidades e Dinmicas Territoriais na Regio Norte: expectativas, intervenes e resultantes

    Faculdade de Letras da Universidade do Porto GEDES

    2001

  • Tese apresentada Faculdade de Letras da Universidade do Porto, em 20 de Julho de 2001, para a obteno do Grau de Doutor em Geografia

  • Agradecimentos

    para o Prof. Doutor Jos Manuel Viegas que dirijo, em primeiro lugar, os meus agradecimentos. A pacincia e persistncia com que, de forma incansvel, conduziu a

    orientao cientfica deste trabalho, pautou-se, ao longo destes anos, na valorizao do

    meu conhecimento sobre as mais diversificadas questes que versam a mobilidade e os

    transportes. Fica a certeza de que jamais conseguirei retribuir tal ajuda, amizade e nimo.

    Agradeo tambm ao Prof. Doutor Jos Alberto Rio Fernandes, na qualidade de

    co-orientador, a quem coube a tarefa de fazer a crtica e os comentrios cientficos no

    mbito da Geografia. Nesse sentido, balizou de forma atenta os diferentes ritmos do

    desenvolvimento do trabalho, nomeadamente os deslizes que fui tendo, com alguma

    frequncia, para abordagens prprias da Engenharia.

    Os colegas e amigos Helder e Mrio, ora atravs da crtica e do debate de ideias,

    ora pelo apoio nos momentos menos bons, constituram um suporte fundamental e

    imprescindvel neste percurso.

    Registo a ajuda, as palavras de apoio e a amizade da Prof Doutora Rosa Fernanda, Presidente do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da

    Universidade do Porto, tal como do Joo, do Lus Paulo e da Teresa, que ocupam lugar

    especial entre todos os que me acompanharam, no s pela abertura em discutir

    assuntos relacionados com o trabalho que aqui se apresenta, como tambm em

    contextos de simples amizade.

    Porque o interesse sobre as questes de mobilidade e transportes foi despertado no

    Curso de Mestrado, ao Prof. Doutor Jos Manuel Pereira de Oliveira que agradeo a

    curiosidade e o entusiasmo que me conseguiu transmitir sobre aquelas matrias.

  • Reconheo-o ainda hoje, em evocaes que me conduzem tambm s minhas sombras o Mrio e o Miguel Bandeira - amigos sempre prximos com quem sabia,

    e sei, que posso contar.

    Teria concerteza de escrever longas pginas se quisesse agradecer a todos os que

    me acompanharam, entre eles, o Alberto, a Laura e o Marco, nos quais encontrei o

    aconchego e a leveza de grandes amigos, ou ainda a Dona Maria de Jesus e o Dr. Joo

    Emanuel Leite, pelos motivos mais diversos. Todos sabem o(s) porqu(s).

    Assinale-se ainda o apoio que me foi dispensado por diversas instituies,

    nomeadamente as Cmaras Municipais, o Instituto Nacional de Estatstica, o Jornal de

    Notcias e a Junta Autnoma das Estradas do Porto e Bragana, entre outras, que sero

    referenciadas ao longo deste trabalho, nelas agradecendo aos vrios funcionrios que,

    por vezes indo alm dos seus deveres como profissionais, se mostraram disponveis para

    ceder a informao to pertinente ao desenvolvimento deste trabalho. Destaco, porm, a

    TIS, Transportes, Inovao e Sistemas e nela particularmente o Pedro Santos, gegrafo

    e amigo, que funcionou como uma espcie de enciclopdia tcnica, porque a ele

    recorri vrias vezes para esclarecer dvidas de tratamento de dados.

    Finalmente, porque o sucesso ou o insucesso se mede por tudo quanto tivemos de

    abrir mo, dos meus pais, Maria Ins e Jos Manuel; dos meus irmos, Ita, Paulo,

    Joana e Rico; do meu cunhado, Flvio; da minha sobrinha, Beatriz e do av Artur, que

    guardo para sempre a compreenso, o apoio e o carinho que nunca deixaram de me dar.

    Entre eles, mais nova e ao mais velho, fica aqui a justificao para a minha ausncia e a pouca ateno que lhes dei nos ltimos tempos.

  • Beatriz e ao av Artur.

  • Alterao das Acessibilidade e Dinmicas Territoriais na Regio Norte: expectativas, intervenes e resultantes

    i

    PLANO

    PARTE 1 INFRA-ESTRUTURAS RODOVIRIAS E TERRITRIO

    1. Introduo: territrio, transportes e comunicaes

    2. As abordagens aos transportes e ao territrio 2.1 Os transportes nas formulaes da economia espacial 2.2 Circulao e transportes: as abordagens em Geografia

    2.3 As novas questes sobre transportes e territrio no final do sculo XX 2.4 O contributo da Geografia na resposta aos novos desafios

    PARTE 2 OS EFEITOS DAS NOVAS ACESSIBILIDADES RODOVIRIAS NA REGIO NORTE: NOVAS E/OU VELHAS DINMICAS TERRITORAIS

    3. Evoluo e planeamento da rede de transportes terrestres em Portugal: os desgnios da interveno

    3.1 A rede de estradas antes da motorizao

    3.2 A consolidao de uma rede de transportes terrestres para o automvel

    4. Aspectos sobre as dinmicas demogrficas e econmicas na Regio Norte de 1980 a 1998

    4.1 Populao e qualidade de vida 4.2 Populao activa, mobilidade e estrutura empresarial

    5. A alterao desigual das condies de acessibilidade 5.1 O tratamento das alteraes das acessibilidades concelhias 5.2 Ganhos e/ou perdas de acessibilidade concelhia 5.3 Dicotomias territoriais: eixos e interstcios

  • Alterao das Acessibilidade e Dinmicas Territoriais na Regio Norte: expectativas, intervenes e resultantes

    ii

    6. Sobre o papel das novas acessibilidades rodovirias nos processos de (re)localizao e (re)ordenamento do territrio: estudo de casos na Regio Norte

    6.1 Aspectos de metodologia na seleco dos casos de estudo 6.2 Alterao das condies de acessibilidade e dinmicas territoriais em 10 concelhos da Regio Norte

    6.3 Induo da (re)localizao e/ou consolidao de tendncias

    7. Da gerao de expectativas s resultantes 7.1 Mecanismos associados veiculao de mensagens pela comunicao social

    7.2 Expectativas e resultantes geradas pela alterao da rede rodoviria na Regio Norte

    7.3 A gerao de expectativas e suas resultantes: propaganda do Estado e resposta pela comunicao social

    PARTE 3 CONCLUSO

    8. Processos territoriais associados alterao das condies de acessibilidade rodoviria

    Bibliografia

    Anexo ndices

  • Alterao das Acessibilidades e Dinmicas Territoriais na Regio Norte: expectativas, intervenes e resultantes

    1

    PARTE 1 INFRA-ESTRUTURAS RODOVIRIAS E TERRITRIO

  • PACHECO, Elsa - Alterao das acessibilidades e dinmicas territoriais na Regio Norte: expectativas, intervenes e resultantes. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, GEDES, 2004. - Dissertao de Doutoramento apresentada Faculdade de Letras da Universidade do Porto para a obteno de grau de Doutor em Geografia __________________________________________________________________________________________________________

    1. INTRODUO: TERRITRIO, TRANSPORTES E COMUNICAES

    Os esforos encetados no sentido de reduzir o efeito das distncias fazem parte da

    evoluo das sociedades. Das deslocaes feitas a p, mais tarde com a ajuda dos

    animais, ligao atravs da rede virtual (Internet Interconnected Networks), longa

    a histria dos transportes e das comunicaes.

    Constituindo apenas uma parcela destes processos, porque se referem

    transferncia de pessoas e mercadorias, aos transportes e sua evoluo associa-se

    tambm a ideia de superar distncias, mas neste caso com uma traduo territorial, pelo

    menos at agora, de observao mais fcil se comparada com outros meios de

    comunicao. Os avanos tcnicos neste mbito, motivados por questes que se

    repartem entre a sobrevivncia e a solidariedade, passando, entre outras, por questes de

    poder, de ordem militar, econmicas ou sociais, juntaram-se a outros elementos

    territoriais para resultar na sucessiva (re)valorizao diferenciada dos espaos.

    Comandada pela necessidade/procura de transportes tanto por parte das

    actividades de produo e comrcio como pelas de consumo, a evoluo dos sistemas

    de transportes tem-se pautado por respostas que parecem privilegiar as reas de maior

    densidade de ocupao. Populao e respectivas actividades distribuem-se no territrio

    disputando localizaes mais prximas dos recursos e/ou actividades que precisam e/ou

    desejam, num quadro geogrfico cuja densificao , portanto, resultado da competio

    pelos usos do solo, competio essa qual parece no ser alheia a valorizao

    decorrente das condies de acessibilidade, como causa-efeito do desenvolvimento.

    Constituindo uma forma particular de uso do solo, os sistemas de transportes

    apresentam-se no territrio com caractersticas diversificadas e, em particular nas reas

    de maior densidade de ocupao, podem at sugerir alguma contradio:1 sendo uma

    1 [Les] logiques qui commandent aux investissements de transport et l'amnagement de l'espace sont la fois complmentaires et contradictoires: complmentaires car le dveloppement conomique appelle les transports sans lesquels il se heurte des blocages; contradictoires car lmlioration des conditions de

  • PACHECO, Elsa - Alterao das acessibilidades e dinmicas territoriais na Regio Norte: expectativas, intervenes e resultantes. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, GEDES, 2004. - Dissertao de Doutoramento apresentada Faculdade de Letras da Universidade do Porto para a obteno de grau de Doutor em Geografia __________________________________________________________________________________________________________

    actividade econmica (porque envolve, entre outros processos, a produo, o consumo e

    o emprego) subsidiria de todas as outras desenvolvidas pela populao, evolui a par

    das restantes de forma encadeada. Ora assim sendo, pode estar-se perante um c