aula miqueas interação 2

Download Aula miqueas interação 2

Post on 20-Feb-2017

69 views

Category:

Science

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

ENEM 2012 - aula 02

GeografiaTemas:Geografia Humana

Prof.Miqueas BritoGraduando em geografia 8UFPEInterao

Antes, eram apenas as grandes cidades que se apresentavam como o imprio da tcnica, objeto de modificaes, suspenses, acrscimos, cada vez mais sofisticadas e carregadas de artifcio. Esse mundo artificial inclui, hoje, o mundo rural.

Considerando a transformao mencionada no texto, uma consequncia socioespacial que caracteriza o atual mundo rural brasileiro :

a) a reduo do processo de concentrao de terras.b) o aumento do aproveitamento de solos menos frteis.c) a ampliao do isolamento do espao rural.d) a estagnao da fronteira agrcola do pas.e) a diminuio do nvel de emprego formal.

HumanaENEM 2010

a) a reduo do processo de concentrao de terras.b) o aumento do aproveitamento de solos menos frteis.c) a ampliao do isolamento do espao rural.d) a estagnao da fronteira agrcola do pas.e) a diminuio do nvel de emprego formal.

Resoluo

O desenvolvimento tecnolgico da agricultura permite o uso de solos menos frteis que, anteriormente, se tornariam muito difceis, seno impossveis, de uma produo agrcola razovel. Como exemplo, pode-se citar a utilizao dos solos amaznicos, cuja baixa fertilidade e comprovada e com a tecnologia tornaram-se produtivos. Tal fato tambm ocorreu com os solos laterticos do Cerrado.

A maioria das pessoas daqui era do campo. Vila Maria hoje exportadora de trabalhadores. Empresrios de Primavera do Leste, Estado de Mato Grosso, procuram obairro de Vila Maria para conseguir mo de obra. gente indo distante daqui 300, 400 quilmetros para ir trabalhar, para ganhar sete conto por dia. (Carlito, 43 anos, maranhense, entrevistado em 22/03/98).O texto retrata um fenmeno vivenciado pela agricultura brasileira nas ltimas dcadas do sculo XX, consequncia:

a) dos impactos sociais da modernizao da agricultura.b) da recomposio dos salrios do trabalhador rural.c) da exigncia de qualificao do trabalhador rural.d) da diminuio da importncia da agricultura.e) dos processos de desvalorizao de reas rurais.

HumanaENEM 2010

a) dos impactos sociais da modernizao da agricultura.b) da recomposio dos salrios do trabalhador rural.c) da exigncia de qualificao do trabalhador rural.d) da diminuio da importncia da agricultura.e) dos processos de desvalorizao de reas rurais.

Resoluo

O texto referente a questo retrata os impactos sociais que a modernizao da agricultura brasileira trouxe ao deslocar trabalhadores de alguns centros para outros em funo de trabalho, nem sempre formal. Tais impactos compreendem fatos como os enormes deslocamentos feitos pelos trabalhadores, os baixos salrios auferidos, a situao do subemprego.

Os meios de comunicao funcionam como um elo entre os diferentes segmentos de uma sociedade. Nas ltimas dcadas, acompanhamos a insero de um novo meio de comunicao que supera em muito outros j existentes, visto que pode contribuir para a democratizao da vida social e poltica da sociedade medida que possibilita a instituio de mecanismos eletrnicos para a efetiva participao poltica e disseminao de informaes. Constitui o exemplo mais expressivo desse novo conjunto de redes informacionais a

a) Internet. b) fibra tica.c) TV digital. d) telefonia mvel.e) portabilidade telefnica.

HumanaENEM 2010

Resoluo

Com a Internet, os dados podem ser transmitidos e, ao mesmo tempo, processados em tempo real. E a juno da informtica com as telecomunicaes. A disseminao de informaes se torna cada vez mais democrtica.a) Internet. b) fibra tica.c) TV digital. d) telefonia mvel.e) portabilidade telefnica.

Alem dos inmeros eletrodomsticos e bens eletrnicos, o automvel produzido pela industria fordista promoveu, a partir dos anos 50, mudanas significativas no modo de vida dos consumidores e tambm na habitao e nas cidades. Com a massificao do consumo dos bens modernos, dos eletroeletrnicos e tambm do automvel, mudaram radicalmente o modo de vida, os valores, a cultura e o conjunto do ambiente construdo. Da ocupao do solo urbano ate o interior da moradia, a transformao foi profunda.

Uma das consequncias das inovaes tecnolgicas das ultimas dcadas, que determinaram diferentes formas de uso e ocupao do espao geogrfico, e a instituio das chamadas cidades globais, que se caracterizam por

a) possurem o mesmo nvel de influencia no cenrio mundial.b) fortalecerem os laos de cidadania e solidariedade entre os membros das diversas comunidades.c) constiturem um passo importante para a diminuio das desigualdades sociais causadas pela polarizao social e pela segregao urbana.d) terem sido diretamente impactadas pelo processo de internacionalizao da economia, desencadeado a partir do final dos anos 1970.e) terem sua origem diretamente relacionadas ao processo de colonizao ocidental do sculo XIX.

HumanaENEM 2010

Resoluo

A partir da ideia de que as cidades globais concentram os principais fluxos de capital e informao, conclui se que a globalizao, que tende a intensificar esses fluxos, interfira diretamente na organizao e na dinmica dessas cidades.

a) possurem o mesmo nvel de influencia no cenrio mundial.b) fortalecerem os laos de cidadania e solidariedade entre os membros das diversas comunidades.c) constiturem um passo importante para a diminuio das desigualdades sociais causadas pela polarizao social e pela segregao urbana.d) terem sido diretamente impactadas pelo processo de internacionalizao da economia, desencadeado a partir do final dos anos 1970.e) terem sua origem diretamente relacionadas ao processo de colonizao ocidental do sculo XIX.

HumanaENEM 2009O movimento migratrio no Brasil e significativo, principalmente em funo do volume de pessoas que saem de uma regio com destino a outras regies. Um desses movimentos ficou famoso nos anos 80, quando muitos nordestinos deixaram a regio Nordeste em direo ao Sudeste do Brasil.

Segundo os dados do IBGE de 2000, este processo continuou crescente no perodo seguinte, os anos 90, com um acrscimo de 7,6% nas migraes deste mesmo fluxo.

A Pesquisa de Padro de Vida, feita pelo IBGE, em 1996, aponta que, entre os nordestinos que chegam ao Sudeste, 48,6% exercem trabalhos manuais no qualificados, 18,5% so trabalhadores manuais qualificados, enquanto 13,5%, embora no sejam trabalhadores manuais, se encontram em reas que no exigem formao profissional. O mesmo estudo indica tambm que esses migrantes possuem, em media, condio de vida e nvel educacional acima dos de seus conterrneos e abaixo dos de cidados estveis do Sudeste.Com base nas informaes contidas no texto, depreende se que:

a) o processo migratrio foi desencadeado por aes de governo para viabilizar a produo industrial no Sudeste.b) os governos estaduais do Sudeste priorizaram a qualificao da mo de obra migrante.c) o processo de migrao para o Sudeste contribui para o fenmeno conhecido como inchao urbano.d) as migraes para o sudeste desencadearam a valorizao do trabalho manual, sobretudo na dcada de 80.e) a falta de especializao dos migrantes e positiva para os empregadores, pois significa maior versatilidade profissional.

Resoluo

Em A, no houve a ao governamental para incentivar a migrao; Em B, os estados no priorizaram o preparo tcnico da Mao de obra;Em D, poderamos depreender que, ao invs da valorizao do trabalho manual, houve, na realidade, uma desvalorizao em face da maior concorrncia do contingente migratrio nordestino com a mo de obra j existente no Sudeste. E mesmo que houvesse uma valorizao, seria ela que desencadearia a migrao, e no o inverso, a migrao desencadeando a valorizao do trabalho, como enfatiza a alternativa D.Em E, a mo de obra sem especializao, ao contrario, limita a versatilidade profissional.

Com base nas informaes contidas no texto, depreende se que:

a) o processo migratrio foi desencadeado por aes de governo para viabilizar a produo industrial no Sudeste.b) os governos estaduais do Sudeste priorizaram a qualificao da mo de obra migrante.c) o processo de migrao para o Sudeste contribui para o fenmeno conhecido como inchao urbano.d) as migraes para o sudeste desencadearam a valorizao do trabalho manual, sobretudo na dcada de 80.e) a falta de especializao dos migrantes e positiva para os empregadores, pois significa maior versatilidade profissional.

HumanaENEM 2009O grfico mostra o percentual de reas ocupadas, segundo o tipo de propriedade rural no Brasil, no ano de 2006.

REA OCUPADA PELOS IMVEIS RURAIS

HumanaENEM 2009De acordo com o grfico e com referencia a distribuio das reas rurais no Brasil, conclui-se que

a) imveis improdutivos so predominantes em relao as demais formas de ocupao da terra no mbito nacional e na maioria das regies.

b) o ndice de 63,8% de imveis improdutivos demonstram que grande parte do solo brasileiro e de baixa fertilidade, imprprio para a atividade agrcola.

c) o percentual de imveis aos minifndios, o que justifica a existncia de conflitos por terra.

d) a regio Norte apresenta o segundo menor percentual de imveis produtivos, possivelmente em razo da presena de densa cobertura florestal, protegida por legislao ambiental.

e) a regio Centro-Oeste apresenta o menor percentual de rea ocupada por minifndios, o que inviabiliza polticas de reforma agrria nesta regio.

a) imveis improdutivos so predominantes em relao as demais formas de ocupao da terra no mbito nacional e na maioria das regies.

b) o ndice de 63,8% de imveis improdutivos demonstram que grande parte do solo brasileiro e de baixa fertilidade, imprprio para a atividade agrcola.

c) o percentual de imveis aos minifndios, o que justifica a existncia de conflitos por terra.

d) a regio Norte apresenta o segundo menor percentual de imveis produtivos, possivelmente em razo da presena de densa