Apresentação do ?· Planta subsolo Planta baixa 1°pavimento / térreo ... funcionalidade organizada…

Download Apresentação do ?· Planta subsolo Planta baixa 1°pavimento / térreo ... funcionalidade organizada…

Post on 07-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>SMALL HOUSE</p><p>Sejima e Nishizawa</p><p>Andressa Rodrigues Melo 11411ARQ028</p><p>Ariane Xavier Duarte 11411ARQ023</p><p>Guilherme Duarte Cunha 11411ARQ001</p><p>Larissa Costa Silva 11411ARQ026</p><p>1999-2000</p></li><li><p>Trabalhando juntos a mais de 15 anos, vencedores do Prmio Pritzker de Arquitetura 2010 e</p><p>fundadores do grupo SANAA, Kazuyo Sejima e Ruye Nishizawa carregam a viso de um edifcio como</p><p>um todo perfeito, onde a presena fsica retira e constitui um fundo sensual para as pessoas, objetos,</p><p>atividades e paisagens. Eles exploram, como poucos, a propriedade fenomenal do espao contnuo, da</p><p>luz, da transparncia e da materialidade para criar uma sntese sutil.</p><p>Com uma arquitetura simples mas muito apreciada e com qualidades essenciais, Sejima e</p><p>Nishizawa defendem que a relao do edifcio com o seu contexto de total importncia. Eles tm</p><p>chamado os edifcios pblicos de montanhas na paisagem, acreditando que eles jamais devem perder</p><p>a conexo natural e significativa com o seu entorno.</p><p>Kazuyo Sejima e Ruye Nishizawa</p></li><li><p>Entorno</p><p>O projeto est implantado no fim da alameda 2, localizada nodistrito de Aoyama, em Tquio, Japo, com fachada voltada para apequena via.</p><p>Circuncidada de construes de maior porte, Small Houseinsere-se ao ambiente construdo com seu tamanho modesto pormcom forma projectual contrastante.</p></li><li><p>Implantao</p><p>A edificao se encontra na parte anterior dolote, com um pequeno estacionamento em frente acasa. Prxima as edificaes de seu entorno , SmallHouse possui um nico acesso feito a partir de umaescada .</p></li><li><p>Topografia</p><p>A topografia natural do terreno nopossui declividade significativa configurandoo terreno como plano, porem seu relevo modificado criando uma pequena depressopara o melhor aproveitamento e construodo espao interno.</p></li><li><p>Orientao solarA fachada Leste recebe pouco ndice de insolao, se</p><p>mantendo sombreada durante toda a manh , devido aproximidade e tamanhos similares das edificaes do entorno.Desta forma foi pensado como soluo que fachada Oeste semantenha toda vedada com vidros translcidos , para que sejaabsorvido maior quantidade de insolao ajudando noaquecimento e iluminao natural da casa.</p></li><li><p>A circulao da casa evidenciado pelo eixo verticalizadoda escada helicoidal, posicionada na parte central da casa, aqual alm de ter funo de circulao esta tambm matemuma relao com o panorama visual exterior. Quanto aosacessos a Small House possui apenas o acesso de entradaprincipal com presena de uma escada localizada na fechadasul.</p><p>Circulao e acessos</p><p>Circulao (escada helicoidal)</p><p>Acesso principal</p></li><li><p>Planta subsolo</p><p>Planta baixa 1 pavimento / trreo</p><p>Planta baixa 2 pavimentoPlanta baixa 3 pavimento</p></li><li><p>Setorizao/Zoneamento</p><p>A Small House foi projetada de forma que cada pavimento fosse organizado de acordo com suafuncionalidade organizada em quatro reas distintas: um quarto principal; um quarto de hspedes que nofuturo pode-se tornar um dormitrio infantil localizado na rea de convvio; uma rea de estar, cozinha ebanheiro com um terrao semi-privativo.</p><p>Banheiros</p><p>Terrao</p><p>Cozinha/sala de jantar </p><p>rea de convvio</p><p>Dormitrio</p><p>Setorizao Zoneamento</p><p>Semi-privativo</p><p>Privado</p><p>Servio</p><p>social</p></li><li><p>Planta 1 pavimento / trreo </p><p>Planta 2 pavimentoPlanta 3 pavimento</p><p>Planta subsolo</p><p>Banheiros</p><p>Terrao</p><p>rea de convvio</p><p>Dormitrio</p><p>Cozinha/sala de jantar </p></li><li><p>Sejima organiza os espaos por pisos, os quais sodispostos verticalmente, todos conectados pela principal viade circulao (escada helicoidal), propondo neutralidade dosespaos que permite uma interao entre eles, ao eliminar oselementos estruturais tais como colunas, a arquiteta geraespaos abertos e cria uma diversidade de relaes, atravsde elementos visuais e conceitual que relaciona os espaos.</p><p>Organizao espacial</p></li><li><p>Percebe-se que as zonas privadas e semi-privadas estolocalizadas nas extremidades, pelo fato que essas so cmodosque necessitam de maior privacidade, j a zona de servio e socialesto posicionados entre estes, por elas no necessitarem tantodessa particularidade.</p><p>A rea de convvio, onde possui a parede envidraada nafachada Oeste permite que aproveite da iluminao natural almdo visual exterior.</p><p>Sobre a rea de servio observamos que organizada deforma que a altura do p direito maior em relao aos demaispavimentos alm de possuir mais quantidade aberturas o quepossibilita maior aerao.</p><p>Na planta do ltimo pavimento a varanda semi-privativa localizada na fachada Oeste, que aproveita do mesmo princpio darea de convvio (iluminao natural/visual exterior).</p></li><li><p>Geometria da forma</p><p>A residncia est localizada em um pequenoterreno com recuo apenas na fachada sul da casa, oqual utilizado eventualmente como uma garagem.Geometricamente pode-se dizer que a casa temforma retangular com orientao vertical, quanto asimetria observa-se que essa esta presenteconsideravelmente.</p></li><li><p>A volumetria da Small House evidencia uma arquitetura baseada no mover edemonstra isto estabelecendo uma relao com o corpo humano, tanto na forma como nosistema.</p><p>Por exemplo, a relao entre as fachadas sul (inclinada) e norte, demonstram comoseria a forma de um corpo humano em movimento. E a escada funciona como o principalelemento de estrutura da residncia onde ocorre movimento e comunicao, sendocomparada com uma coluna vertebral.</p><p>Volumetria</p></li><li><p>As fachadas possuem formas distintas, graas s necessidades de espaos diferentes para cada pavimento, ouseja, acabam embrulhando esses andares e demonstrando o formato estrutural da residncia. E os materiaisutilizados em cada vista esto ligados s questes de conforto ambiental, e interao entre o exterior e interior daresidncia.</p><p>Alm disso, as formas tambm demonstram a esttica modernista, atravs de painis simples e uniformes devidro.</p><p>Fachadas</p><p>Fachada Sudeste Fachada Noroeste Fachada Nordeste Fachada Sudoeste </p></li><li><p>Materiais</p><p>VidroAo</p><p>GalvanizadoConcreto</p><p>A Small House constituda basicamente de trs materiais, sendo estes: Vidro: na fachada oeste, norte e sul; Concreto: empregado nas lajes; E o ao galvanizado: para o revestimento da casa, A caixa ao redor da escada, alm de servir de apoio para os vidros das fachadas. </p></li><li><p>Lgica estruturalA Small House constituda por quatro lajes, cada uma sobreposta sobre a outra. Estas so sustentadas</p><p>principalmente por quatro pilares, que tambm realizam e fazem parte estruturao da escada.Nas fachadas, vidros e lajes so apoiados em outros pilares de ao, mas o que os diferencia do anterior que</p><p>estes so mais finos e inclinados.Todo o esquema da casa foi pensado para propiciar iluminao, flexibilidade e interao, baseando-se na religio</p><p>do xintosmo que a religio predominante no Japo.</p><p>Pilares de sustentao</p><p>Lajes</p><p>Pilares de apoio</p></li><li><p>Cobertura</p><p>Claraboia</p><p>Apesar da projeto da casa seguir um padro</p><p>diferente de residncia comum, a cobertura do mesmo</p><p> feita de forma simples, com uma laje</p><p>impermeabilizada possuindo, provavelmente, um</p><p>pequeno desnvel para o escoamento das guas</p><p>pluviais.</p></li><li><p>Elementos de adequao climticos</p><p>Small House possui sua fachada Oeste</p><p>toda envidraada, com exceo do ltimo</p><p>pavimento que contm uma tela de malha</p><p>de ao. Essa fachada em vidro permite uma</p><p>iluminao e aquecimento da casa durante a</p><p>maior parte do dia, fazendo economia com</p><p>energia e com aquecimento eltrico interno.</p><p>No ltimo pavimento onde est</p><p>localizado um banheiro, h uma claraboia no</p><p>mesmo rumo da banheira, possibilitando</p><p>uma iluminao interna e uma maior</p><p>privacidade para quem faz uso da banheira,</p><p>descartando neste local a presena de</p><p>janelas na parede.</p><p>Sejima aborda a iluminao</p><p>condicionada por distorcer o topo da</p><p>Small House para dentro no lado sul da</p><p>construo para permitir iluminao</p><p>natural em uma paisagem densa e</p><p>escura.</p></li><li><p>Sistema de Aberturas</p><p>As aberturas se localizam em maior nmero no pavimento dos quartos e no da cozinha, sendo os lugares de maior uso da residncia.</p><p>Cada fachada da casa est revestida de forma diferente da outra, como correspondendo a visual conexo com a paisagem.</p><p>As esquadrias fixas so maioria pela maior presena de fachadas em vidro. Sejima utiliza extensas fachadas de vidro transparente e</p><p>fachadas de malha semitransparentes para convidar o ambiente exterior, numa conversa com o ambiente interior.</p><p>No ltimo pavimento h uma tela de proteo, na rea do deck possibilitando uma ventilao do local</p><p>Visualizao do banheiro para oDeck com a tela de proteo</p><p>Fachada Sudeste Fachada Noroeste Fachada Nordeste Fachada Sudoeste </p></li><li><p>Sistema de Aberturas</p><p>No projeto de Small House o quarto no subsolo foi pensado para dar</p><p>maior privacidade para os moradores da casa, mas o pavimento do quarto</p><p>no est totalmente abaixo do solo, possuindo uma pequena parte acima</p><p>do nvel do mesmo. Com uma fachada em vidro, essa elevao do</p><p>pavimento do quarto possibilita entrada de luz e calor para o mesmo e</p><p>tambm propicia ao mesmo tempo privacidade.</p><p>Nvel do Solo</p><p>Quarto</p></li><li><p>Referncias Ao Galvanizado. . Acesso em: 05/11/2014.</p><p> Casas: kazuyo sejima + Ryue Nishizawa, SNNA/esposicin comisario Agustn Prez Rubio ; editor, Sam Chermayerff, Agustn Prez</p><p>Rubio.Tomoko Sakamoto; traduccin Aitor Araz. Sonia Berjer.</p><p> Prmio Pritzker. Disponvel em: .</p><p>Acesso em: 27/10/2014.</p><p> SEJIMA, Kazuyo; NISHIZAWA, Ryue. El corquis. Madri. El Croquis Editorial, 2000. 342 p.</p><p> VROOM, Nadine, Small House Kazuyo Sejima. 2012. Disponvel em: &lt; http://nadinevroom.files.wordpress.com/2012/12/final-case-</p><p>study_small-house_nadine-vroom.pdf&gt;. Acesso em: 27/10/2014</p><p> . Acesso em: 26/10/2014</p><p> . Acesso em: 29/10/2014</p><p> http://arch-grafika.ru/el-croquis/121_122_SMALL.pdf acessado em: 29/10/2014</p><p> . Acesso em: 31/10/2014</p><p> . Acesso em: 26/10/2014 </p><p> . Acesso em: 26/10/2014 </p><p> . Acesso em: 26/10/2014 </p><p> . Acesso em: 26/10/2014 </p></li></ul>

Recommended

View more >