PLANOS DE ENSINO Disciplinas do 1º semestre PLANO DE ...

Download PLANOS DE ENSINO Disciplinas do 1º semestre PLANO DE ...

Post on 07-Jan-2017

214 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

  • PLANOS DE ENSINO Disciplinas do 1 semestre PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA DE: 70-717 EDUCAO E TECNOLOGIAS A CARGA HORRIA: 30h N DE CRDITOS: 02 7 DEPARTAMENTO DE CINCIAS HUMANAS 1.EMENTA Articulaes entre tecnologias e educao construdas historicamente. A prtica docente e suas modificaes com o uso de tecnologias bem como pela opo por paradigmas educacionais. Tecnologias utilizadas na prtica docente e o uso destas pelo aluno. 2.OBJETIVOS Desenvolver habilidades e competncias relativas a: - uso de tecnologias na prtica docente e sua relao com o processo de ensino-aprendizagem; - reflexo sobre a prtica docente e sua funo em um mundo tecnologizado; - reflexo crtica sobre tecnologias educacionais; - planejamento de uso de recursos tecnolgicos na prtica docente. 3.CONTEDO PROGRAMTICO 3.1 Educao e tecnologias 3.1.1 Sociedade, educao e tecnologias 3.1.2 Histrico da introduo de tecnologias no campo educacional 3.2 Tecnologias educacionais e seu uso na educao (rdio; televiso; vdeo; computador; tecnologias da comunicao e informao) 3.3 Paradigmas educacionais e sua relao com as tecnologias 3.3.1 Behaviorismo 3.3.2 Construtivismo 3.3.3 Cognitivismo 3.4 Anlise de recursos tecnolgicos 3.5 A Informtica enquanto tecnologia educacional 4.METODOLOGIA Prticas pedaggicas que visem ao aprimoramento de competncias e habilidades relativas s Tecnologias de Informao e Comunicao (TIC) no processo educativo: - aulas expositivo-dialogadas, com apresentao das temticas, sua contextualizao no cenrio educacional, sua relao com a prtica docente e os paradigmas educacionais; - demonstrao de usos dos recursos tecnolgicos no processo de ensino-aprendizagem e questionamento crtico, a partir do referencial terico sugerido; - composio de aula em grupos, utilizando um tipo de recurso tecnolgico estudado; - uso de recursos multimdia nas aulas (rdio, televiso, vdeo, computador) em cada mdulo, de acordo com a discusso proposta. Todas as modalidades tero como indicador o princpio da ao-reflexo-ao, capacitando para a resoluo de situaes-problema. 5.AVALIAO A avaliao ser feita de forma contnua e ter um carter de diagnstico das dificuldades e de assessoramento de superao das mesmas, realizada atravs de: - provas; - planejamento e utilizao de recursos tecnolgicos em aula (artigo e apresentao na aula); visando aos indicadores descritos nos objetivos e capacidade de resolver problemas,

  • tomar decises, trabalhar em equipe e comunicar-se dentro da multidisciplinaridade dos diversos saberes e da diversidade cultural que compem a formao universitria.

    6.BIBLIOGRAFIA BSICA BARATO, Jarbas Novelino. Escritos sobre tecnologia educacional e educao profissional. So Paulo: SENAC, 2002. LEITE, Ligia Silva; POCHO, Claudia Lopes et al. Tecnologia educacional: descubra suas possibilidades na sala de aula. Petrpolis: Vozes, 2003. PAIS, Luiz Carlos. Educao escolar e as tecnologias da informtica. Belo Horizonte: Autntica, 2002. 7.BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. So Paulo: Paz e Terra, 2000. LITWIN, Edith. Tecnologia educacional: poltica, histrias e propostas. Porto Alegre: Artes Mdicas, 1997. OLIVEIRA, Ramon de. Informtica educativa: dos planos e discursos sala de aula. 7. ed. Campinas: Papiros, 2002. PRETTO, Nelson de Lucca. Uma escola com/sem futuro. So Paulo: Papiros, 1996. SANTOS, Vnia Maria Nunes dos. Escola, cidadania e novas tecnologias: o sensoriamento remoto no ensino. So Paulo: Paulinas, 2002. PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA DE: 80-275 LNGUA PORTUGUESA: ESTRATGIAS DE LEITURA E ESCRITA CARGA HORRIA: 60h/a N DE CRDITOS: 04 8- DEPARTAMENTO DE LINGUSTICA, LETRAS E ARTES 1.EMENTA Leitura e conhecimento. Estratgias cognitivas e metacognitivas de leitura e de escrita. Paradigmas da comunicao verbal. Variveis de ordem lingustica, textual e sociointerpretativa na compreenso leitora dos diferentes gneros textuais que circulam socialmente. Relao entre o contedo, composio, estilo, nvel lingustico e propsitos. Tcnicas de leitura e produo textual. Expresso oral e escrita. 2.OBJETIVOS Desenvolver habilidades e competncias de: - leitura em todos os nveis (compreenso, interpretao e crtica) de textos correspondentes aos gneros textuais que circulam socialmente; - prticas relativas s estratgias e tcnicas de leitura e escrita; - expresso oral e escrita; - uso da linguagem oral e escrita na dinmica das relaes interativo-comunicativas. 3.CONTEDO PROGRAMTICO 3.1 Leitura, compreenso, interpretao e crtica de textos de diferentes gneros textuais que circulam socialmente, inclusive, os que contemplam Educao Ambiental, de acordo com o Decreto 4.281, de 25 de junho de 2002 3.2 Estratgias de leitura 3.2.1 Ativao de conhecimento prvio e seleo de informaes 3.2.2 Antecipao de informaes 3.2.3 Realizao de inferncias 3.2.4 Verificao de informaes no texto 3.2.5 Articulao de ndices textuais e contextuais 3.2.6 Reduo de informao semntica: construo e generalizao de informaes 3.3 Parfrase 3.4 Tcnicas de leitura 3.4.1 Leitura antecipada

  • 3.4.2 Leitura interrompida 3.4.3 Texto lacunado 3.4.4 Mapeamento 3.4.4.1 Palavras-chave e ideias-chave 3.4.4.2 Argumentao 3.4.4.3 Defesa do ponto de vista 3.4.4.4 Sntese 3.5 Pressupostos da comunicao verbal 3.6 Estrutura textual 3.6.1 Introduo 3.6.2 Desenvolvimento 3.6.3 Concluso 3.6.4 Avaliao 3.7 Prtica da expresso verbal oral e escrita 3.8 Avaliao, segundo pressupostos da comunicao verbal 4.METODOLOGIA Prticas pedaggicas que visem ao aprimoramento de competncias e habilidades do processo comunicativo e ao uso das Tecnologias de Informao e Comunicao (TIC): - aulas expositivo-dialogadas; - prticas de leitura e anlise textual; - anlise dos aspectos especficos aos gneros textuais; - produo de textos orais e escritos; - trabalhos individuais e em grupo; - seminrios temticos e dirigidos. Todas as modalidades tero como indicador o princpio da ao-reflexo-ao, capacitando para a resoluo de situaes-problema. 5.AVALIAO A avaliao ser feita de forma contnua e ter um carter de diagnstico das dificuldades e de assessoramento de superao das mesmas, realizada atravs de: - leitura e anlise de textos, - produes de textos orais e escritos, - provas avaliativas, visando aos seguintes indicadores: - desenvolvimento das habilidades de leitura compreensiva, interpretativa e crtica para se atingir a competncia desejada no desempenho profissional; - domnio dos conhecimentos lingusticos, mtodos e tcnicas pedaggicas que permitam a transposio para os diferentes nveis de ensino; - capacidade de resolver problemas, tomar decises, trabalhar em equipe e comunicar-se dentro da multidisciplinaridade dos diversos saberes e da diversidade cultural que compem a formao universitria. 6.BIBLIOGRAFIA BSICA ALLENDE, Felipe; CONDEMARIN, Mabel. Leitura, teoria, avaliao e desenvolvimento. Porto Alegre, RS: ArtMed, 2003 e 2005. KOCH, Ingedore V.; ELIAS, V. M. Ler e compreender os sentidos do texto. So Paulo: Contexto, 2006. SOL, Isabel. Estratgias de leitura. (traduo Claudia Schilling) 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998. 7.BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR FVERO, Leonor Lopes; ANDRADE, Maria Lcia C. V. O; AQUINO, Zilda G. O. Oralidade escrita: perspectivas para o ensino de lngua materna. So Paulo: Cortez, 2012.

  • KLEIMAN, Angela. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. 7. ed. Campinas, SP: Pontes, 1992, 1999, 2000 e 2004. LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo et al . Educao ambiental: repensando o espao da cidadania. So Paulo: Cortez, 2002. MARCUSCHI, Luiz Antnio. Lingustica do texto: o que e como se faz? So Paulo: Parbola, 2012. MARTINS, Dileta Silveira. Portugus Instrumental: de acordo com as atuais normas da ABNT. 28. ed. Porto Alegre: Prodil, 1997, 2009 e 2010. PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA DE: 70-736 INTRODUO DOCNCIA CARGA HORRIA: 30h/a N DE CRDITOS: 02 7 DEPARTAMENTO DE CINCIAS HUMANAS 1.EMENTA Formao de professores e a qualificao da educao. Os saberes docentes e o ser professor. A escola enquanto espao interdisciplinar de atuao docente. 2.OBJETIVOS Desenvolver habilidades e competncias relativas a: - contato com tericos e estudiosos da formao e dos saberes docentes; - construo de fundamentos consistentes para o processo de ser professor. 3.CONTEDO 3.1 A formao do professor 3.2 Identidade docente 3.3 Os saberes docentes 3.4 O espao escolar e a profisso professor 3.5 O professor, o ensinar e o aprender 3.6 O exerccio da docncia: competncias e habilidades necessrias 4.METODOLOGIA Prticas pedaggicas que visem ao aprimoramento de competncias e habilidades relativas ao saber docente e ao uso das Tecnologias de Informao e Comunicao (TIC): - aulas expositivo-dialogadas; - estudos individuais; - trabalhos individuais e em grupo; - seminrios. Todas as modalidades tero como indicador o princpio da ao-reflexo-ao, capacitando para a resoluo de situaes-problema. 5.AVALIAO A avaliao ser feita de forma contnua e ter um carter de diagnstico das dificuldades e de assessoramento de superao das mesmas, realizada atravs de atividades que permitam o acompanhamento do desenvolvimento do aluno, que podero ser: - resenhas; - trabalhos individuais em sala de aula; - provas; visando aos indicadores descritos no objetivo e capacidade de resolver problemas, tomar decises, trabalhar em equipe e comunicar-se dentro da multidisciplinaridade dos diversos saberes e da diversidade cultural que compem a formao universitria.

  • 6.BIBLIOGRAFIA BSICA ARROYO, Miguel. Ofcio de mestre: imagens e auto-imagens. Petrpolis: Vozes, 2000. IMBERNN, F. Formao permanente do professorado: novas tendncias. So Paulo: Cortez, 2009. TARDIF, M. Saberes docentes e formao profissional. 4. ed. Petrpolis, RJ: Vozes, 2002. 7.BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR CANRIO, Rui. A escola tem futuro? Das promessas s incertezas. Porto Alegre: Artmed, 2006. FAZENDA, I. (Org). Didtica e interdisciplinaridade. 8. ed. Campinas, SP: Papirus, 1998. MARCHESI, lvaro. O bem-estar dos professores: competncias, emoes e valores. Porto Alegre: Artmed, 2008. NVOA, A. (Org). Vidas de professores. 2. ed. Portugal: Porto, 1992. PAVIANI, J. Interdisciplinaridades: conceito e distines. Caxias do Sul, RS: Educs; Porto Alegre: Edies Pyr, 2005. PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA DE: 70-737 ANTROPOLOGIA CARGA HORRIA: 30h/a N DE CRDITOS: 02 7 DEPARTAMENTO DE CINCIAS HUMANAS 1.EMENTA Estuda o ser humano, focalizando as dimenses mais importantes de seu existir no mundo: linguagem, economia, poltica, arte, religio. As principais determinaes da cultura brasileira, no contexto da civilizao tecnolgica e globalizada. A concepo de homem em determinados perodos da histria da humanidade e suas contribuies. Apogeu e crise do humanismo: o problema da existncia e a crise da subjetividade. 2.OBJETIVOS Desenvolver habilidades e competncias relativas : - anlise da importncia e da especificidade da Antropologia Filosfica e as suas possibilidades para o conhecimento do ser humano acerca de si mesmo; - compreenso da relao entre o homem consigo mesmo e com o mundo ao seu redor nos diferentes perodos histricos; - construo do conhecimento a respeito do apogeu e a crise do humanismo, tendo em vista o problema da existncia e a crise da subjetividade. 3.CONTEDO 3.1 A Antropologia Filosfica e suas possibilidades 3.1.1 A inteligibilidade humana 3.1.2 Diversos modos de inteligibilidade 3.1.3 Antropologia Filosfica e inteligibilidade 3.1.4 Inteligibilidade e cultura 3.2 O humano antigo e medieval 3.2.1 A inteligibilidade mtico-religiosa 3.2.2 A inteligibilidade do ser 3.2.3 A relatividade do humano 3.3 O humano moderno 3.3.1 A inteligibilidade moderna 3.3.2 A nova posio do humano no universo 3.3.3 Relaes humanas: a dominao 3.3.4 Antropologias cientficas insuficientes

  • 3.4 Concepes antropolgicas da contemporaneidade 3.4.1Idealismo alemo: concepo hegeliana 3.4.2 O humano entre os ps-hegelianos 3.4.3 O ser pluriversal do humano na Filosofia atual 3.5 Dimenses fundamentais do humano 3.5.1 O humano como ser de Cultura 3.5.1.1 Histria e Cultura Afro-Brasileira, Africana e Indgena 3.5.1.2 pluralismo tnico 3.5.2 O humano como ser de Linguagem 3.5.3 O humano como ser de Educao 3.5.4 O humano como ser tico 3.5.5 O humano como ser de relaes 3.6 Antropologias libertadoras 3.6.1 Da dominao da razo: Nietzsche 3.6.2 Da dominao da fora: Humanismo 4.METODOLOGIA Prticas pedaggicas que visem ao aprimoramento de competncias e habilidades no que tange ao conhecimento de si e das relaes com o mundo e ao uso das Tecnologias de Informao e Comunicao (TIC): - aulas expositivo-dialogadas; - discusses e anlises de vdeos; - trabalhos individuais e em grupo; - seminrios temticos e dirigidos. Todas as modalidades tero como indicador o princpio da ao-reflexo-ao, capacitando para a resoluo de situaes-problema. 5.AVALIAO A avaliao ser feita de forma contnua e ter um carter de diagnstico das dificuldades e de assessoramento de superao das mesmas, realizada atravs de: - provas; - resenhas; - participao; - envolvimento nas aulas - compromisso com o contedo; - produo do conhecimento; - elaborao de seminrios; visando aos indicadores descritos nos objetivos e capacidade de resolver problemas, tomar decises, trabalhar em equipe e comunicar-se dentro da multidisciplinaridade dos diversos saberes e da diversidade cultural que compem a formao universitria. 6.BIBLIOGRFICA BSICA RABUSKE, Edvino. Antropologia filosfica: um estudo sistemtico. 10. ed. Petrpolis, RJ: Vozes, 2008. ROCHA, Gilmar; PEREIRA, Sandra de Ftima. Antropologia e educao. So Paulo: Autntica, 2009. VAZ, Henrique C. de Lima. Antropologia filosfica. So Paulo: Loyola, 2009. 2 vol. 7.BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR BRASIL. Ministrio da Educao. Referencial Curricular Nacional para as escolas indgenas. Braslia, DF: MEC/SEF, 1998. LAPLANTINE, Franois. Aprender antropologia. So Paulo: Brasiliense, 2007. LVI-STRAUSS, Claude. Antropologia estrutural. So Paulo: Cosac &Naify, 2008. MONDIN, B. O homem, quem ele? Elementos de antropologia filosfica. 5. ed. So Paulo: Paulinas, 1983. NIETZSCHE, Friedrich. Humano, demasiado humano: um livro para espritos livres.

  • So Paulo: Abril Cultural, 1983. (Coleo Os Pensadores) PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA DE: 80-187 INTRODUO AOS ESTUDOS LITERRIOS I CARGA HORRIA: 60h/a N DE CRDITOS: 04 8 DEPARTAMENTO DE LINGUSTICA, LETRAS E ARTES

    1.EMENTA Conceitos e funes da literatura. Os gneros literrios. Conceituao de narrativa. Teorias da narrativa (intrnsecas e extrnsecas). Formas de narratividade. Gneros longos e gneros curtos de narrativa. Elementos estruturais da narrativa. Modalidades de anlise da narrativa. 2.OBJETIVOS Desenvolver competncias e habilidades de: - caracterizao das diferentes teorias da narrativa; - anlise dos textos literrios de prosa ficcional de acordo com os conceitos nelas adotados; - reconhecimento e aplicao das diferentes categorias e operadores de leitura do texto narrativo; - leitura e compreenso de textos tericos intrnsecos e extrnsecos sobre a teoria da narrativa; - domnio de mtodos e tcnicas pedaggicas que permitam a transposio dos conhecimentos para os diferentes nveis de ensi...