CIÊNCIAS – 2011 Planos e metas Profª Juliane - 9º Anos E.F Química (1º semestre) Física (2º semestre)

Download CIÊNCIAS – 2011 Planos e metas Profª Juliane - 9º Anos E.F Química (1º semestre) Física (2º semestre)

Post on 22-Apr-2015

103 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • CINCIAS 2011 Planos e metas Prof Juliane - 9 Anos E.F Qumica (1 semestre) Fsica (2 semestre)
  • Slide 2
  • Primeiro passo Apresentaes Quanto as aulas: Quanto as aulas: * Power point (disponibilizado sempre no site do colgio); * Dilogos (aulas sempre com exposies e questionamentos); * Atividades diversificadas (sempre que possvel de acordo com a grade); * Atividades extras para auxiliar no aprendizado.
  • Slide 3
  • Segundo passo responsabilidades Quanto as atividades: * Devem ser entregues no prazo (h uma tolerncia com desconto de valor); * As tarefas ajudam a compor os 2 pontos que sero somados na mdia; * As atividades extras contam 8 pontos em cada bimestre; * Os resumos e revises do site devero ser impressos com antecedncia;
  • Slide 4
  • Terceiro passo Informaes Importantes Os resumos e revises so roteiros de estudo, ou seja, as apostilas de teoria e atividade devem ser usadas sempre; Os resumos e revises so roteiros de estudo, ou seja, as apostilas de teoria e atividade devem ser usadas sempre; Durante as aulas todos devem realizar anotaes de dvidas, ou ainda, para salientar pontos importantes; Durante as aulas todos devem realizar anotaes de dvidas, ou ainda, para salientar pontos importantes; Todos os dias aps as aulas de cincias o contedo dever ser revisado. Todos os dias aps as aulas de cincias o contedo dever ser revisado. O contedo extenso e exige muita ateno, estudo e dedicao. O contedo extenso e exige muita ateno, estudo e dedicao.
  • Slide 5
  • Slide 6
  • As cincias fsicas e qumicas Toda a cincia formada por trs vertentes: a sequncia dos fatos que a constituem; as idias que evocam esses fatos; as palavras que os exprimem... Toda a cincia formada por trs vertentes: a sequncia dos fatos que a constituem; as idias que evocam esses fatos; as palavras que os exprimem... Lavoisier, 1789
  • Slide 7
  • Teoria do gato e da manteiga Dos fenmenos da natureza: 1) Pela observao cotidiana sabemos que: um gato que for lanado de uma janela ou outro lugar elevado cair de p, com as patas para baixo. Estvel sobre suas patas. 2) Tambm foi observado e constatado por Murphy, que ao soltar da mesa em direo ao cho um pedao de po com manteiga, ele vai cair com o lado da manteiga para baixo. Murphy Proposio: Amarrar um pedao de po com manteiga, com o lado da manteiga para cima, nas costas de um gato. Que acontecera? 1) Cair o gato sobre suas patas? 2) A manteiga lambuzara o cho?
  • Slide 8
  • Mas claro... Isso uma brincadeira, no tente fazer isso em casa com o pobre gatinho... Essa pegadinha s para estimular o pensamento!!!!!! E tambm, para brincar com a mecnica quntica...
  • Slide 9
  • A curiosidade, a inteligncia e a criatividade humana proporcionaram grandes avanos cientficos no decorrer da Histria da Cincia. As cincias fsicas e qumicas
  • Slide 10
  • Descoberta do fogo 500000 a.C. Descoberta da roda sumrios - 3500 a.C. Imprensa Sec. XI - China Sec. XII Inveno da lente - Florena 1540 - Pistola 1609 Jornal Alemanha
  • Slide 11
  • 1804 Locomotiva vapor 1826 Fotografia1827 Fsforo 1881 Comercializao da energia eltrica 1876 Telefone (Graham Bell) 1901 Inveno do rdio 1885 Primeiro veculo a gasolina
  • Slide 12
  • 1926 Inveno da televiso 1928 Descoberta da Penicilina - Fleming 1937 Desenvolvimento do Nylon 1913 1 Linha de montagem 1945 Desenvolvimento do primeiro computador 1949 Televiso a cores
  • Slide 13
  • 1953 Watson e Crick descoberta do DNA 1959 Microchip inventado 1967 Primeiro transplante de corao 1972 Primeiros passos da internet 1973 1 jogo de vdeo 1983 Surgem os primeiros celulares
  • Slide 14
  • Como o homem chegou a tudo isso? Atravs de erros e acertos, tentativas, idias e sonhos. Leonardo Da Vinci j desenvolvia esboos de uma mquina voadora... Mas tudo se concretizou no apenas pelos sonhos, mas pelas aes. Atravs de processos rigorosos como o mtodo cientfico.