mauricio cunha.pdf

Download Mauricio Cunha.pdf

Post on 10-Jan-2017

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE COMUNICAO

    MESTRADO EM COMUNICAO E CULTURA CONTEMPORNEAS

    MAURCIO CUNHA DIAS DOS SANTOS

    COMUNICAO E GOVERNO ELETRNICO

    Anlise da Interface grfica nos sites governamentais dos estados brasileiros

    Dissertao apresentada ao Curso de Mestrado do Programa de Ps-Graduao em Comunicao e Cultura Contemporneas da Faculdade de Comunicao da Universidade Federal da Bahia, como requisito parcial obteno do grau de mestre.

    Orientador: Prof. Dr. Andr Lemos

    SALVADOR

    2006

  • DEDICATRIA

    Aos avs Humberto e Claudionor, que deixaram meu corao mais saudoso nesse perodo, e esto compartilhando essa vitria l do cu.

    Aos meus pais Alberto e Carmen, que sempre acreditaram que

    educao a maior herana que um filho pode receber.

  • AGRADECIMENTOS

    A Deus, sempre.

    Aos inmeros professores que me ajudaram sempre, dentre eles, especialmente Cleomar Rocha.

    Aos amigos e colegas que,

    de forma direta ou indireta me auxiliaram nessa caminhada, especialmente Jlio Valentim.

    Ao professor Andr Lemos ,

    Pelo excelente trabalho que exerce frente ao grupo de pesquisa de Cibercidades da FACOM/UFBA.

  • Basicamente, os usurios visitam seu website pelo contedo.

    O resto apenas pano de fundo. O design existe para permitir que as

    Pessoas acessem o contedo. anlogo pessoa que vai a uma pea de teatro:

    na sada, voc quer que se discuta a excelncia da pea e no do figurino.

    Jakob Nielsen (Projetando Websites Design Web Usability, 2000)

  • RESUMO A inteno desta dissertao avaliar as interfaces grficas dos portais governamentais dos estados brasileiros, com vistas a construir uma matriz para inspeo de usabilidade desse aparato. Entendemos interface grfica como o conjunto de elementos tcnicos que permitem a interao entre usurio e um sistema computacional e, conseqentemente, como um item fundamental para o estabelecimento da comunicao. Para tanto, optamos por realizar uma inspeo de usabilidade (cf. NIELSEN, 2000) e utilizar o mtodo heurstico (cf. ROCHA e BARANAUSKA, 2003), que julgamos mais adequado a nosso objeto. As interfaces grficas de 26 portais governamentais brasileiros e do Distrito Federal foram testadas em trs diferentes etapas, de maio de 2004 a maio de 2005, observando os itens acessibilidade, otimizao, navegabilidade, tratamento de erros e legibilidade. O resultado do trabalho a proposta da Matriz para Inspeo da Interface de Websites da Administrao Pblica Estadual Brasil Verso Beta 7.0, que consideramos adequada para verificao da usabilidade dos portais governamentais. A necessidade do estudo das interfaces grficas decisiva, em nossa perspectiva, para garantir a ampliao do processo de incluso digital que no depende apenas da disponibilidade de suporte fsico ou de uma interao facilitada com o usurio. Palavras-chave: Interface grfica, design, usabilidade, mtodo heurstico, incluso digital.

  • LISTA DE TABELAS

    TAB.01: PESOS E SOMATRIA DOS QUESITOS DA MATRIZ ................ 78

    TAB.02: MELHORES E PIORES NO QUESITO ACESSIBILIDADE .......... 88 TAB.O3: MELHORES E PIORES NO QUESITO OTIMIZAO.................. 90 TAB.04: MELHORES E PIORES NO QUESITO NAVEGABILIDADE.......... 92 TAB.05: MELHORES E PIORES NO QUESITO TRATAMENTODE ERROS

    ....................................................................................................................... 94

    TAB.06: MELHORES E PIORES NO QUESITO LEGIBILIDADE................. 96 TAB.07: MELHORES MDIAS POR REGIO............................................. 97 TAB.08: MELHORES MDIAS GERAIS INDIVIDUAIS...............................100

  • LISTA DE ABREVIATURAS

    E-GOV: e-government ou governo eletrnico GUI: Graphic User Interface

    IBGE: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica IBOPE: Instituto Brasileiro de Opinio Pblica e Estatstica IHC: Interao Humano-Computador MAC: Macintosh MCT: Ministrio da Cincia e Tecnologia

    SOCINFO: Sociedade da Informao no Brasil TICs: Tecnologia da Informao e Comunicao W3C: Web Content Acessbility Guildelines

  • SUMRIO INTRODUO .............................................................................................. 01

    1. GOVERNOS ELETRNICOS NA ERA DAINFORMAO ..................... 06 1.1 ORIGENS DA SOCIEDADE DA INFORMAO ............................ 09

    1.2 GOVERNABILIDADE ELETRNICA .............................................. 21

    2. INTERFACE E INTERATIVIDADE ........................................................... 30

    2.1 A INTERFACE GRFICA ............................................................... 32

    2.2 INTERATIVIDADE: CARACTERSTICA CENTRAL ....................... 38

    2.3 ENTRADA PARA O CIBERESPAO ............................................. 47

    3. HORIZONTE METODOLGICO .............................................................. 50

    3.1 MATRIZ DE ANLISE .................................................................... 56

    3.1.1 Estrutura de Avaliao ....................................................... 59 3.1.1.1 Acessibilidade ............................................................ 60

    3.1.1.2 Otimizao ................................................................. 64

    3.1.1.3 Navegabilidade .......................................................... 66

    3.1.1.4 Tratamento de Erros .................................................. 72

    3.1.1.5 Legibilidade ............................................................... 73

    3.1.2 Quantificao de Avaliao ............................................... 77 4. RESULTADOS DA ANLISE ................................................................... 83

    4.1 QUESITO ACESSIBILIDADE ........................................................ 88

    4.2 QUESITO OTMIZAO ................................................................ 88

    4.3 QUESITO NAVEGABILIDADE ...................................................... 90

    4.4 QUESITO TRATAMENTO DE ERROS ......................................... 93

    4.5 QUESITO LEGIBILIDADE ............................................................. 95

    4.6 OBSERVAO DOS DADOS........................................................ 96

    5. CONCLUSO ......................................................................................... 103 6. REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS ....................................................... 113

  • 7. GLOSSRIO ........................................................................................... 117

    8. APNDICES ........................................................................................... 120 8.1 APNDICE 01: MATRIZ PARA INSPEO DE WEBSITES DA

    ADMINSTRAO PBLICA ESTADUAL BRASIL VERSO

    BETA 7.0 ............................................................................................ 121

    8.2 APNDICE 02: ROTEIRO PARA AVALIAO DE INTERFACES

    DE WEBSITES DA ADMINISTRAO PBLICA LOCAL BRASIL -

    VERSO BETA 6.0 .............................................................................127 8.3 APNDICE 03: RESULTADOS DA AVALIAO DO QUESITO

    ACESSIBILIDADE .............................................................................. 134 8.4 APNDICE 04: RESULTADOS DA AVALIAO DO QUESITO

    OTIMIZAO ..................................................................................... 135 8.5 APNDICE 05: RESULTADOS DA AVALIAO DO QUESITO

    NAVEGABILIDADE ............................................................................ 136 8.6 APNDICE 06: RESULTADOS DA AVALIAO DO QUESITO

    TRATAMENTO DE ERROS ...............................................................137 8.7 APNDICE 07: RESULTADOS DA AVALIAO DO QUESITO

    LEGIBILIDADE .................................................................................. 138 8.8 APNDICE 08: RESULTADOS DA AVALIAO DA INSPEO

    QUESTIONRIOS INDIVIDUAIS POR ESTADO............................. 139

    9.ANEXOS ..................................................................................................... 307

    9.1 ROTEIRO PARA AVALIAO DE INTERFACES DE WEBSITES DA

    ADMINSITRAO PBLICA LOCAL BRASIL VERSO BETA

    5.0.......................................................................................................... 308

    9.2 SMBOLO DE ACESSO WEB .................................................... 315

  • INTRODUO

    Entendemos por interface grfica o conjunto de elementos visuais

    organizados na tela do computador responsveis pela interlocuo usurio/sistema.

    Para que tal interlocuo ocorra, necessrio que sejam disponibilizadas

    ferramentas que permitam ao usurio realizar as tarefas desejadas e atingir seus

    objetivos de forma fcil e precisa, ao que denominamos usabilidade. Usabilidade ,

    portanto, o termo utilizado para representar caractersticas positivas e funcionais de

    uma interface. Positivas no sentido de viabilizar a realizao de tarefas pretendidas

    pelo usurio sem constrangimentos; e funcionais, no sentido de que as ferramentas

    interativas disponibilizadas funcionem adequadamente com o objetivo para o qual

    foram projetadas. O oferecimento de uma interface grfica adequada, ou seja, com

    usabilidade, como o prprio termo deixa a entender, refereindo-se habilidade para

    usar, condio fundamental para que um website possa realizar seus objetivos

    com eficincia e eficcia.

    Com o surgimento das novas Tecnologias da Informao e da Comunicao

    (TICs), e a sua rpida expanso, aliadas ao barateamento da tecnologia e a

    apropriao dessas inovaes tecno