Jc 73 net

Download Jc 73  net

Post on 16-Jan-2015

2.589 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. 1 w w w. p o r t a l s e r. n e t Jornal de Ideias da Filosofia com Crianas, Adolescentes e Jovens Ano XXI - N. 73 3 Trimestre - 2013 Florianpolis/SC www.portalser.net </li></ul><p> 2. 2 3 w w w. p o r t a l s e r. n e tw w w. e d i t o r a s o p h o s . c o m . b r curo participar. Thaise Roth curtiu em www.facebook.com/centrofilos Achei muito boa a entrevista com Celso Antunes. No s boa, mas enriquecedora. um educa- dor que pratica o que prega, sem- pre esteve se atualizando, um homem que acompanha o tempo. Parabns pela entrevista. O Jor- nal Corujinha mostra-se sempre formador de opinio e frente de uma linha de reflexo emancipat- ria. Alberto Thomal althomal@portalser.net Votei num Projeto para receber o Trofu Amigos da Filosofia 4 edi- o. Vamos torcer para que sejam escolhidos os melhores, aqueles que retratem concretamente um filosofar que transforma a escola, a famlia e a sociedade. Precisa- mos de muito mais amigos da fi- losofia, para que possamos ver o mundo mais humano, com pessoas pensantes e equilibradas. Prof. Neuza curtiu em www.facebook.com/centrofilos o de pensar e fazer pensar. Apresentamos, enquanto Centro e Editora, nossa histria, que constantemente construda (25 anos) em cada escola, em cada aula e nos projetos realizados. Iniciamos a caminhada para o jubileu que acontece em 2014. um tempo importante para ampliar reflexes e aprofundar con- vices, mostrar caminhos para uma educao cada vez mais re- flexiva e filosfica. Tempo de olhar para a histria construda e perceber que o Centro de Filosofia e a Editora Sophos so prota- gonistas de um caminho no qual alunos, professores e escolas so mais reflexivos. No papel de protagonistas, no deixamos de chamar reflexes importantes de grandes educadores e formadores de opinio. Co- nosco em suas reflexes, est o prof. Dr. Antonio Joaquim Severi- no (entrevista pg.3), intelectual orgnico e formador de opinio que, assim como os outros entrevistados, defende uma educao reflexiva com e pela filosofia em todos os segmentos. Vocs alunos, professores, pais e cidados que querem partici- par, que acreditam e defendem uma Escola Reflexiva e dialgica, esto convocados a construir suas histrias. Venham construir conosco a sua e a nossa histria jubilar, por meio de um filosofar vivo, sendo protagonistas. Expediente O Corujinha um Jornal de Ideias do Pro- grama filosfico-pedaggico Educar para o Pensar: Filosofia com Crianas, Adoles- centes e Jovens. Todas as matrias, ideias e opinies aqui expressas so de respon- sabilidade das pessoas que contriburam para este informativo. Querendo reproduzir partes, favor citar a fonte. Endereo do S.E.R. para correspondncia: Rua Cristovo Nunes Pires, 161 CEP 88.010-120 Centro - Florianpolis/SC (48) 3025-2909 / 3222-8826 secretaria@portalser.net www.portalser.net Projeto grfico e diagramao: A. Cezar Boamorte cezar@portalser.net Reviso: Rodrigo Brasil Editorial Convocados a construir a histria Repetir com convico os ideais que norteiam as aes, os objetivos que buscamos alcanar e mostrar o que acontece com e pela Filosofia em todos os segmentos escolares so partes cons- tantes da nossa construo histrica. Em cada edio novas fren- tes, novas notcias e aes de escolas e alunos reflexivos por todo Pas. As pginas do Corujinha (73 edies em 21 anos) encontram- -se recheadas de aes, onde crianas, adolescentes e jovens mos- tram ser construtores da sua histria, protagonistas com sentido (causa e efeito) para as aes e reflexes desencadeadas em sala de aula, na escola ou na comunidade. Nesta edio isso tambm forte, com muitas matrias mostrando o protagonismo com e pela Filosofia. O Prmio Trofu Amigos da Filosofia (sucesso com 35 excelentes projetos inscritos) mostra justamente aes de protagonistas. Fazemos uma Filosofia Viva, uma Filosofia em que os envolvidos so convocados a construir suas histrias, estando frente e sendo autores, no apenas coadjuvantes. A Filosofia est pulsante em todos os nveis escolares, e con- tribuindo para que crianas, adolescentes e jovens percebam que so protagonistas de suas histrias, num mundo novo que precisa ser construdo. O desafio colocado no tempo que vivemos, como educadores, pais e responsveis, junto aos alunos e nossos filhos, Espao para registros e participaes: Amei ler todo o Corujinha onli- ne. Nada mais atual do que falar em Protagonismo Juvenil e Filo- sofia. As reflexes que emergem das manifestaes, protagonizadas pela juventude brasileira, origina- das em rede, e que discutem e tra- zem luz das reflexes a realidade de nosso Pas, sua poltica e so- ciedade, no podem jamais passar despercebidas pelos Educadores brasileiros, que devem levar para a sala de aula e interagir com es- ses atores que esto assentados nas cadeiras escolares, mas que esto teclando, pesquisando, interagin- do, compartilhando, comunican- do, informando e formando seus pares a partir das redes sociais. Fundamental levar essas questes aos Jovens e mostrar-lhes que eles podem e devem ser atores princi- pais em aes Polticas e Sociais. O Jornal Corujinha tem esse pa- pel, levar aos nossos Educadores esse enfoque filosfico, fazendo- -nos refletir o verdadeiro papel na sensibilizao da infncia e juven- tude frente aos desafios impostos na atualidade. Parabns aos ideali- zadores, continuem trilhando esse caminho na desalienao de nossos professores junto aos nos- sos alunos. Prof. Danny L. Costa danielejuliancosta@ig.com.br Parabns pelo evento Trofu Amigos da Filosofia. No momen- to, apesar de estar ministrando aula de filosofia, ainda no conse- gui colocar no colgio uma CUL- TURA FILOSFICA. Primeiro necessrio ensinar a direo e as pedagogas a filosofarem, para en- to perceberem o que fisolofar. A princpio dizem que filosofia ler um texto e dar palpite pessoal sobre ele. Prof. Reginaldo Polesi rpolesi@gmail.com Li, gostei e recomendei o Jornal de Ideias - Corujinha. Achei mui- to interessante o tema do ltimo jornal - Filosofia, Educao, Sen- sibilidade. Muito significativa a entrevista com o professor Cel- so Antunes relacionando o tema como trip da ao reflexiva, bem como o jornal abordando um pouco sobre os filsofos e os ami- gos dos filsofos, os alunos que esto filosofando em escolas pelo Pas. Mara M. S. Silveira msoaressilveira@hotmail.com Registro meus sinceros agrade- cimentos ao Nufep-DF por opor- tunizar a exposio das Corujas Itinerantes no Colgio Madre Car- men Salls, foi um sucesso. Agra- deo o apoio e a parceria e tambm s professoras que coordenaram a oficina de sucata na confeco das corujas. Obrigada! Anisail Alves Obrigada pelo convite para tro- carmos informaes e reflexes. Comecei meu doutorado na USP e tenho muitos ensaios desde a poca do mestrado que gostaria de compartilhar, no entanto todos os meus textos abordam literatu- ra, no especificamente educao. Entrei no blog Dia D... e li o texto desta semana. sempre bom am- pliar nossa rea de conhecimento. Suzana B. Costa Galan member@linkedin.com H 25 anos vocs lutam por um ideal. Construram muitas coi- sas, espero estar viva para poder ver mais escolas que usem vocs como referencial. Parabns pelo magnfico trabalho. Sempre que vocs esto em minha cidade pro- Entrevista Prof. Dr. Silvio Wonsovicz Presidente do Centro de Filosofia e Editora Sophos Reflexo e ao com e pelo filosofar Corujinha: Queremos conhec-lo mais: Sou Professor Titular aposentado de Filosofia da Educao na Faculdade de Educao da USP. Em 1964, terminei Filosofia na Univer- sidade Catlica de Louvain, na Blgica. Em 1972, fiz o doutorado na PUC/SP pesquisando sobre o personalismo de Emmamuel Mounier. Tenho inmeras publicaes, destacando: Metodologia do trabalho cientfico (Cortez, 1975); Educao, ideologia e contra-ideologia (EPU, 1986); A filosofia no Brasil (ANPOF, 1990); Filosofia (Cortez, 1999); Filosofia da Educao (FTD, 1998); A Filosofia contempornea no Brasil: conhecimento, poltica e educao (Vozes, 1999); Educao, sujeito e histria (Olho dgua, 2002); Como ler textos filosficos (Paulus, 2008); Filosofia na formao universitria (Arte Livros, 2010); Ensinar e aprender com pesquisa no ensino mdio (Cortez, 2011); e vrios artigos sobre temas de filosofia da educao. Atualmente, meus estudos e pesquisas caminham em torno da Filosofia e Filosofia da Educao, com destaque para as questes relaciona- das com a epistemologia da educao e as temticas relacionadas educao brasileira, o pensamento filosfico e sua expresso na cultura latino-americana e brasileira. Corujinha: Qual a paixo que sempre o motiva para ser Educa- dor? Desde muito jovem, tinha uma clara sensao de que as coisas podiam e deviam ser melhora- das, em todas as dimenses da existncia. E logo me dei con- ta de que o conhecimento era a ferramenta para fecundar as mudanas. Muito antes de me esclarecer pelos estudos, eu j sentia isso, razo pela qual sempre avaliei a importncia do aprender cada vez mais. Por isso mesmo, a escola foi para mim uma experincia muito gratificante e tudo o que se re- laciona com a educao sempre me entusiasmou muito... Desde a escola primria, que cursei num Grupo Escolar Estadual, no interior de Minas Gerais, at a renomada Universidade eu- ropeia, onde fiz minha gradua- o. Ento quando passei para a frente da classe, transforman- do-me em professor, essa pai- xo s fez aumentar... Corujinha: O senhor v os pro- fessores hoje como pensadores dentro de uma prxis pedaggica (ao-reflexo-transformao)? Vejo sim, embora no haja como generalizar, como em qualquer outra profisso, atri- buindo-lhe caractersticas uni- versais. Os professores so pro- fissionais humanos como todos os demais. E, sem dvida, a perda da capacidade de pensar para mudar um dos problemas mais graves que a educao en- frenta, na medida em que isso a faz perder toda fecundidade formativa. Ademais, o modo de vida no mundo contempor- neo colabora intensamente para essa perda da autonomia do su- jeito. Mas, essa dura realidade no tem impedido que muitos professores atuem como au- tnticos educadores, mediante uma prxis pedaggica compe- tente, criativa e crtica e, consequentemente, emancipadora. Corujinha: Crianas, Ado- lescentes e Jovens que- rem ser protagonistas do conhecimento. Como entender o conhecimen- to que est sendo traba- lhado nas escolas? Minha percepo de que nem sempre trabalhamos de modo adequado o conheci- mento; por sinal, mui- tas vezes ocorre uma confuso entre conhe- cimento e informao. Acabamos lidando s com informaes, achando que estamos lidando com o conhe- cimento. Acabamos por privi- legiar o produto em detrimento do processo. O mais importante e fundamental o processo do conhecer e no o seu resultado, que se estratifica em contedos informativos. Por isso, a peda- gogia devia investir numa com- preenso e numa prtica didti- ca em que o conhecimento seja vivenciado como uma constru- o do saber. Corujinha: A apropriao de conhe- cimentos filosficos por crianas e jovens em escolas do nosso pas muda a perspectiva do conheci- mento e aprendizagem em sala de aula? Sem dvida, a que se encon- tra a contribuio fundamental do exerccio da reflexo filos- fica, na medida em que a filo- sofia uma forma de cultivo de nossa sensibilidade intelectual, mediante a qual ns pensamos nossa existncia, buscando-lhe um sentido norteador. Essa a necessidade fundamental para os seres humanos: dar-se conta da razo de ser de sua existn- cia histrica.Aisso s podemos chegar pela atuao de nossa subjetividade. E to logo co- meamos a pensar, precisamos tambm nos iniciar prtica da reflexo filosfica, sempre levando em conta a condio especfica de maturao em que nos encontramos em cada faixa etria de nosso existir. Ademais, a filosofia nos ajuda- r a equacionarmos, com maior clareza, o sentido e o papel do prprio conhecimento. Corujinha: Um incentivo para os alunos (da Ed. Infantil ao EM) que, em todo Pas, tm em suas escolas oportunidades de aprender a filo- sofar, a pensar por si mesmos, a construir Comunidades de Apren- dizagem Investigativa. sob essa perspectiva que vejo a necessidade e a relevncia da mediao curricular da filoso- fia nos estgios da educao bsica. Entendo que a criao das Comunidades de Aprendi- zagem Investigativa vem ao en- contro do modo de se entender o conhecimento como proces- so de construo dos contedos que se quer conhecer. Entendo que a construo do conheci- mento a marca fundamental da aprendizagem significativa. Quanto mais cedo se iniciar a educao para um pensar mais qualitativo, tanto mais xito pedaggico de se esperar. S assim podemos estimular e de- senvolver nossas habilidades de pensamento, chegando a uma prtica que no tecnici- ze o conhecimento, nem mes- mo em sua verso cientfica. De tal modo que, a longo prazo, nos demos conta de que o rigor exigido pelo mtodo sistemti- co e objetivo no deve compro- meter a criatividade e a crtica imprescindveis na formao de um sujeito dotado de auto- nomia no pensar e no agir. Corujinha: Como educador, inte- lectual orgnico e sempre compro- metido com a Formao de educa- dores, deixe uma mensagem aos leitores e participantes do Centro de Filosofia Educao para o Pen- sar, que se prepara para os 25 anos de existncia. ... preciso que nos lembremos todos de que, em Filosofia, mais do que em qualquer ou- tra rea de formao, precisamos praticar uma imensa pacincia his- trica. Certamente no veremos o resultado de nosso investimento, pois trabalhamos em vista de um futuro distante... Minha mensagem a vocs, co- legas professores e professo- ras de Filosofia, retoma o que tenho insistido quando trato da presena da Filosofia como componente curricular do en- sino bsico: preciso que nos lembremos todos de que, em Filosofia, mais do que em qual- quer outra rea de formao, precisamos praticar uma imen- sa pacincia histrica. Certa- mente no veremos o resultado de nosso investimento, pois trabalhamos em vista de um fu- turo distante. No caso da edu- cao filosfica, ns cuidamos da semeadura, sem que venha- mos a participar da colheita. O impacto sensvel de nossa ao pedaggica vir s a longo prazo. Mas estamos lanando sementes, tentando adubar o terreno com a esperana e a aposta de que ele seja fecundo. LEIA em www.portalser.net - Conversa com Educadores essa e outras entrevistas. Prof. Dr. Antonio Joaquim Severino 3. 4 5 w w w. p o r t a l s e r. n e tw w w. e d i t o r a s o p h o s . c o m . b r 25 anos - Filosofia Viva Comemoraes 25 Anos As comemoraes dos 25 anos do Centro de Filosofia foram oficialmente abertas em 18 de julho. Muitas programaes e aes junto aos alunos, professores e escolas pelo Pas. Projeto Escrevendo a histria a vrias mos [3. parte 2001 a 2006] O Centro de Filosofia Educao para o pensar composto por pessoas que tm sua histria e que construram juntos a histria dessa estrutura que est chegando aos 25 anos. Quando est realmente viva, a memria no contempla a histria, mas convida a faz-la. [Eduardo Galeano] Assim es- crevemos a histria do Centro de Filosofia e Editora Sophos. Segue mais um perodo da nossa histria, repleta de atividades e reflexes: 2001 Realizao do 1 Congresso Nacional de Educao para o Pensar e Ed. Sexual Flor...</p>