edicao 158

of 8 /8
www.gazetadaaclimacao.com.br Ano IV Nº 158 SP, de 02 a 08/02/2012 F.: 2843-1741 3422-5730 3208-1533 www.gazetadaaclimacao.com.br CIRCULAÇÃO: ACLIMAÇÃO, V. MARIANA, ANA ROSA E PARAÍSO Quando Marta Suplicy (PT) assumiu a prefeitura de São Paulo em 2001 uma de suas primeiras ações foi criar Subprefeituras em substituição às antigas Administrações Regionais (ARs). Símbolos de ineficiência da gestão pública, as antigas ARs, nas administrações dos prefeitos Paulo Maluf e Celso Pita, foram alvos de sérias denúncias de corrupção, destacando-se o caso da máfia dos fiscais. Com a implantação das Subprefeituras, a prefeita Marta Suplicy pretendia coibir este mal, além de modernizar e agilizar a carcomida máquina pú- blica. O processo de transição durou um ano e em 2002 as Subprefeituras surgiram, com muito mais autonomia administrativa e mais equipadas. Uma das inovações da época foi a implantação das Praças de Atendimento. Dez anos depois, no último ano da administração do prefeito Gilberto Kassab, as Subprefeituras, na prática, voltaram à condição anterior, realizando apenas funções básicas de zeladoria, como a de tapar buracos nas ruas e podar árvores. O processo de “des- monte” começou em 2005, quando José Serra (PSDB) sucedeu a rival petista. As coordenadorias de Educação, Saúde e Assistência Social existentes nestas unidades foram extintas e suas atribuições foram reabsorvidas pelas respectivas secretarias. O sucessor de Serra e, também seu afilhado político, Gilberto Kassab deu continuidade à “re- centralização”. As Sub- prefeituras perderam as funções de pavimentação e recapeamento, e agora, no início deste ano deixaram também de limpar as bocas- de-lobo. Com a nova siste- mática de limpeza pública, uma super-empresa agora é a única responsável por este serviço em toda a capital. Mas curiosamente, de maneira inversamente pro- porcional, o número de funcionários nas 31 Subpre- feituras aumentou: de 2.000, em 2005, aumentou para 8.344, no ano passado. Mas o aumento não foi apenas numérico. O prefeito Kassab, no final do ano passado, deu um aumento salarial de 193% a todos os subprefei- tos que, aliás, são quase to- dos oficiais reformados da Polícia Militar – um outra “inovação” da atual admi- nistração. Atualmente na oposição, o PT, naturalmente não poupa críticas ao prefeito por causa deste “retrocesso”. Alguns vereadores até suspeitam que esta estratégia de Kassab, de colocar ex-PMs no comando das Subprefeituras, tem como propósito agradar uma corporação que pode se transformar um valioso aliado seu em 2014, quando ele poderá tentar se eleger governador do Estado. NOSSA SUBPREFEITURA O bairro da Aclimação está incrustado no distrito Liberdade que por sua vez está sob responsabilidade da Subprefeitura Sé. Além da Liberdade a Subprefei- tura Sé tem que zelar mais outros sete distritos: Bela Vista, Bom Retiro, Repú- blica, Santa Cecília e Sé. A área total dos oito distritos somados é de 26,56 km², com uma população de 431.106 habitantes (isto sem considerar a população flutuante). O subprefeito da região é Nevoral Alves Bucheroni, oficial da reserva da PM e filiado ao PSD, o novo partido criado pelo pre- feito Kassab. A SUBPREFEITURA fica na rua Álvares Penteado, 49 – Centro (estação Sé do metrô – linha 1 Azul). Tel. 3397-1200. A ANTP (Associação Na- cional dos Transportes Pú- blicos) divulgou no último dia 31 a pesquisa anual sobre a avaliação dos paulistanos sobre o transporte coletivo na cidade. O relatório de 2011 mostra a pior avaliação do setor desde que este tipo de pesquisa começou a ser feito a partir de 2005. 41% afirmaram que o transporte é ruim, contra apenas 18% que afirmaram que é bom. No caso dos ônibus municipais apenas 40% dos entrevistados consideram excelente ou bom os serviços, contra 60% dos que consideram ruim ou péssimo. Em relação a 2010 houve uma inversão nestes índices: naquele o nível de aprovação era de 60%. Os trens tiveram uma avaliação positiva de 48%. Houve neste quesito uma ligeira queda: em 2010 era de 50%. No Metrô, por sua vez, caiu de 84% para 74% o número de usuários que considera o serviço exce- lente ou bom. O índice de ruim ou péssimo subiu de 5% para 10%. Em relação à viagem, os entrevistados apontaram os seguintes problemas do transporte público: 69% dos usuários avaliam que problemas como superlotação (57%) e demora, tempo de espera ou atraso dos meios de transporte (23%) atrapalham o serviço. Subprefeituras completam 10 anos esvaziadas TRANSPORTES Aumenta a insatisfação

Upload: marcelo-euclydes

Post on 11-Mar-2016

226 views

Category:

Documents


0 download

DESCRIPTION

edicao_158

TRANSCRIPT

Page 1: edicao 158

www.gazetadaaclimacao.com.br

Ano IV Nº 158SP, de 02 a 08/02/2012 F.: 2843-1741 3422-5730 3208-1533 www.gazetadaaclimacao.com.br CIRCULAÇÃO: ACLIMAÇÃO, V. MARIANA, ANA ROSA E PARAÍSO

Quando Marta Suplicy (PT) assumiu a prefeitura de São Paulo em 2001 uma de suas primeiras ações foi criar Subprefeituras em substituição às antigas Administrações Regionais (ARs).

Símbolos de ineficiência da gestão pública, as antigas ARs, nas administrações dos prefeitos Paulo Maluf e Celso Pita, foram alvos de sérias denúncias de corrupção, destacando-se o caso da máfia dos fiscais.

Com a implantação das Subprefeituras, a prefeita Marta Suplicy pretendia coibir este mal, além de modernizar e agilizar a carcomida máquina pú-blica. O processo de transição durou um ano e em 2002 as Subprefeituras surgiram, com muito mais autonomia administrativa e mais equipadas. Uma das inovações da época foi a implantação das Praças de Atendimento.

Dez anos depois, no último ano da administração do prefeito Gilberto Kassab, as Subprefeituras, na prática, voltaram à condição anterior, realizando apenas funções básicas de zeladoria, como a de tapar buracos nas ruas e podar árvores.

O processo de “des-monte” começou já em 2005, quando José Serra (PSDB) sucedeu a rival petista. As coordenadorias de Educação, Saúde e Assistência Social existentes nestas unidades foram extintas e suas atribuições foram reabsorvidas pelas respectivas secretarias.

O sucessor de Serra e, também seu afilhado político, Gilberto Kassab deu continuidade à “re-centralização”. As Sub-prefeituras perderam as funções de pavimentação e recapeamento, e agora, no início deste ano deixaram também de limpar as bocas-de-lobo. Com a nova siste-

mática de limpeza pública, uma super-empresa agora é a única responsável por este serviço em toda a capital.

Mas curiosamente, de maneira inversamente pro-porcional, o número de funcionários nas 31 Subpre-feituras aumentou: de 2.000, em 2005, aumentou para 8.344, no ano passado. Mas o aumento não foi apenas numérico. O prefeito Kassab, no final do ano passado, deu um aumento salarial de 193% a todos os subprefei-tos que, aliás, são quase to-dos oficiais reformados da Polícia Militar – um outra “inovação” da atual admi-nistração.

Atualmente na oposição, o PT, naturalmente não poupa críticas ao prefeito por causa deste “retrocesso”. Alguns vereadores até suspeitam que esta estratégia de Kassab, de colocar ex-PMs no comando das Subprefeituras, tem como propósito agradar uma corporação que pode

se transformar um valioso aliado seu em 2014, quando ele poderá tentar se eleger governador do Estado.

NOSSA SUBPREFEITURAO bairro da Aclimação

está incrustado no distrito Liberdade que por sua vez está sob responsabilidade da Subprefeitura Sé. Além da Liberdade a Subprefei-tura Sé tem que zelar mais outros sete distritos: Bela Vista, Bom Retiro, Repú-blica, Santa Cecília e Sé. A área total dos oito distritos somados é de 26,56 km², com uma população de 431.106 habitantes (isto sem considerar a população flutuante). O subprefeito da região é Nevoral Alves Bucheroni, oficial da reserva da PM e filiado ao PSD, o novo partido criado pelo pre-feito Kassab.A SUBPREFEITURA SÉ fica na rua Álvares Penteado, 49 – Centro (estação Sé do metrô – linha 1 Azul). Tel. 3397-1200.

A ANTP (Associação Na-cional dos Transportes Pú-blicos) divulgou no último dia 31 a pesquisa anual sobre a avaliação dos paulistanos sobre o transporte coletivo na cidade.

O relatório de 2011 mostra a pior avaliação do setor desde que este tipo de pesquisa começou a ser feito a partir de 2005. 41% afirmaram que o transporte é ruim, contra apenas 18% que afirmaram que é bom.

No caso dos ônibus municipais apenas 40% dos entrevistados consideram excelente ou bom os serviços, contra 60% dos que consideram ruim ou péssimo. Em relação a 2010 houve uma inversão nestes índices: naquele o nível de

aprovação era de 60%.Os trens tiveram uma

avaliação positiva de 48%. Houve neste quesito uma ligeira queda: em 2010 era de 50%.

No Metrô, por sua vez, caiu de 84% para 74% o número de usuários que considera o serviço exce-lente ou bom. O índice de ruim ou péssimo subiu de 5% para 10%.

Em relação à viagem, os entrevistados apontaram os seguintes problemas do transporte público: 69% dos usuários avaliam que problemas como superlotação (57%) e demora, tempo de espera ou atraso dos meios de transporte (23%) atrapalham o serviço.

Subprefeituras completam 10 anos esvaziadas

�TRANSPORTES

Aumenta a insatisfação

Page 2: edicao 158

SP - de 02 a 08/02/2012

2

Rica em belezas naturais, Iguape está localiza no litoral sul paulista, a 203 quilômetros da capital. É conhecida como a “Princesa do Litoral” e apresenta em seu interior uma grande diversidade de vegetação rodeada por rios, morros, manguezais, praias e cacho-eiras.

Os turistas encontram em Iguape, além da parte natural, grandes atrativos culturais, históricos e religiosos. A cidade foi fundada em 1538 e abriga um dos maiores centros históricos e arquitetônicos preservados do Estado de São Paulo. São 64 imóveis em estilo colonial português, entre eles casarões e igrejas.

Quem visita o Museu de Arte Sacra de Iguape encontra um belo acervo constituído por aproximada-mente 150 peças dos séculos 17, 18 e 19. O local foi inaugurado em 1979 e está instalado na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Ho-mens Pretos, construída no século 17.

Um dos pontos turísticos que mais atrai olhares é a Basílica do Bom Senhor de Iguape que foi construída por escravos em pedra, argamassa e óleo de baleia, entre os séculos 18 e 19. No

seu belo interior, encontram-se imagens de santos, en-tre elas a de Nossa Senhora das Neves, a padroeira do município.

Já o Museu Histórico e Arqueológico está localizado no Centro Histórico da cidade, no local onde funcionou a primeira Casa de Fundição de Ouro do Brasil. A construção é de 1635 e em seu interior os visitantes encontram expostos painéis gráficos e fotográficos, objetos e docu-mentos sobre a escravatura e os ciclos do Ouro e do Arroz.

Na parte natural, os turis-

tas se deparam com a Praia de Leste, formada a partir do assoreamento do Rio Ribeira de Iguape. O local é singular com uma extensa vegetação de restinga em freqüente transformação. A Barra do Ribeira é uma boa opção para a pesca, praticar surf, caiaque ou simplesmente curtir um passeio de barco. O local é também a porta de entrada para a Estação Ecológica de Juréia-Itatins.

Iguape tem também uma grande tradição na música, dança, artesanato e na culinária. Os maiores exemplos dessas atividades

estão na Marujada, na Reiada ou Folia de Reis e no Fandango. O artesanato, marca da cultura iguapense, possui fortes influências do negro, do índio e do europeu. Produzem-se as cerâmicas decorativas utilitárias, mais conhecidas por panelas pretas, além das cestarias, feitas principalmente de cipós e fibras, e o entalhe em madeira, em especial na caixeta, uma espécie de ma-deira fina e decorativa.

Os visitantes podem ainda aproveitar para saborear a culinária típica caiçara com pratos a base de farinha de mandioca e frutos do mar. Entre os destaques estão a paçoca de carne-seca, moqueca de manjuba, caldeirada de peixe salgado com pirão, cuscuz de arroz, sequilho e cocada preta.

Secretário da Cultura é hostilizado

PARA ANUNCIARNA GAZETA

DAACLIMAÇÃO

LIGUE:2843-17413422-5730

Ingredientes1/2 xícara (chá) de óleo1 cebola picada1/2 pimentão vermelho1 lata de seleta de legumes1 vidro de palmito1/2 xícara (chá) de azeitonas verdes picadas1 lata de sardinha grande com óleo1 lata de molho de tomate pronto, a mesma medida de água1 xícara (chá) de salsa e cebolinhasal e pimenta a gosto1/2 kg de farinha de milho

decoração a gostoModo de FazerEm uma panela aqueça o óleo ou azeite e refogue a cebola. Junte o pimentão, a seleta de legumes, o palmito, as azeitonas, a sardinha com óleo, o molho de tomate, sal e pimenta. Cozinhe por 13 a 15 minutos. Junte a salsa, a cebolinha e a farinha de milho. Misture. Desligue.Coloque a massa em um refratário de vidro untado com óleo. Aperte com auxílio de uma colher. Desenforme. Decore a gosto.

Cuscuz de Sardinha

O Museu de Arte Con-temporânea da Universidade de São Paulo (MAC) inaugurou no último dia 28 a sua nova sede: trata-se do antigo prédio do Detran (Departamento de Trânsito do Estado), localizado na região do Parque do Ibirapuera. O prédio, de autoria do arquiteto Oscar Niemeyer, foi ocupado por este departamento até 2009.

A inauguração do novo MAC foi parcial já que apenas o piso térreo estará por enquanto aberto à visitação. Neste espaço começou no mesmo a exposição “O Tridimensional no Acervo do MAC: Uma Antologia”, que reúne 18 esculturas produzidas entre 1947 e 1997.

O diretor do MAC, Tadeu Chiarelli, garante que até o final do ano todo o prédio será ocupado.Até então, o museu se dividia em duas sedes: um espaço no terceiro andar do prédio da Bienal, que fica dentro do Parque do Ibirapuera, e um edifício no campus da Universidade de São Paulo (USP), no Butantã.

A reforma, que teve um custo de R$ 76 milhões, foi bancada pelo governo do Estado, mas a administração do prédio e do acervo ficará sob responsabilidade direta da USP.

O MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂ-NEA fica na av. Pedro Álvares Cabral, 1.301 – Vila Mariana. Aberto de 3ª a domingo, das 10h às 18h. Entrada franca.

CIDADE

MAC é reaberto noantigo prédio do Detran

A secretário da Cultura do Estado, Andrea Matarazzo, foi a autoridade mais impor-tante na inauguração da nova sede do MAC. O governador Alckmin e o prefeito Kassab tiveram outros compromissos nas suas respectivas agendas.

Talvez por isso, Matarazzo tenha sido

o alvo preferencial de algumas pessoas que protestavam contra a ação violenta da Polícia Militar na reintegração de posse de um terreno no bairro de Pinheirinho, na cidade de São José dos Campos, ocorrida na semana passada. O secretário chegou a bater boca com uma das manifestantes.

O governador Geraldo Alckmin vistoriou no último dia 26 as obras da Nova Luz, onde serão instaladas a nova sede do Centro Paula Souza, a futura Etec Nova Luz e o Centro de Capacitação de Professores.

Iniciada em dezem-bro de 2009, a obra, que vai ocupar a área total da quadra 90, no quadrilátero das ruas Aurora, Timbiras, Andradas e general Couto de Magalhães, tem previsão de término no segundo semestre deste ano. O valor do investimento do Estado é de R$ 73.494.952,71. A nova sede do Centro Paula Souza terá um bloco com cinco pavimentos destinados à área administrativa, subsolo,

andar térreo e mezanino.Prevista para começar

suas atividades no próximo semestre, inicialmente com os cursos técnicos de Cozinha, Eventos e Serviços de Restaurante e Bar, a futura Etec Nova Luz vai abrigar, entre outros ambientes, 19 salas de aula, cozinha de demonstração, diver-sos laboratórios, como o de bar e cafeteria, enologia, confeitaria e panificação e informática. Já o Centro de Capacitação de Professores, localizado ao lado da Etec, foi projetado para atender cerca de 300 docentes em dia de atividade. No prédio ficará a biblioteca da Etec e também a parte administra-tiva da unidade.

EDUCAÇÃO / COMPLEXO NOVA LUZ

Pronto no 2º semestre

TURISMO

Iguape guarda traços da cultura caiçara

O Centro Comunitário de Assistência Social da Legião da Boa Vontade (LBV) em São Paulo já abriu inscrições para curso gratuito de Informática. A iniciativa faz parte do programa Capacitação e Inclusão Produtiva, desenvolvido pela Instituição em várias cidades do país.

O curso é destinado a pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade ou risco social e não estejam trabalhando. O interessado deve ser maior de 14 anos e estar cursando pelo menos o 7º ano ou, se não estiver estudando, ter concluído o 8º ano do ensino fundamental, equivalente à antiga 7ª série do primeiro grau. O objetivo é preparar o jovem ou adulto para o concorrido mercado de trabalho, que cada vez mais exige dos candidatos conhecimentos nessa área.

Com quatro turmas de 20 alunos cada e aulas de segunda a quinta-feira, o curso ocorre em dois períodos: pela manhã, das 8h30 às 10h30 e das 10h30 às 12h30; e à tarde, das 13h30 às 15h30 e das

15h30 às 17h30. Nele, o aluno aprende as principais ferramentas e programas, como editores de texto e planilha eletrônica, além de técnicas de digitação.

Pode ser realizada apenas uma inscrição por pessoa seguindo a ordem de chegada. É necessário apresentar o documento de identidade (RG) — original e cópia —, o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e um comprovante de residência. Menores de 18 anos devem estar acompanhados dos pais ou do responsável.

O CENTRO COMUNITÁRIO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DA LBV fica na av. Rudge, 908 - Bom Retiro. Mais informações pelo tel. 3225-4530 ou pelo site: www.lbv.org.br.

LBVCurso grátis de Word e Excel

Page 3: edicao 158

SP - de 02 a 08/02/2012

3

PARA ANUNCIAR: 3208-1533 / 3422-5730

Educação Infantil Marcenaria

Elétrica Tapeçaria

Informática

Pet Shop

Ass. Técnica

Construção

Serralheria

EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS POR CELULAR & TABLETJá está disponível no endereço http://nfe.prefeitura.sp.gov.br/mobile o download do aplicativo para emissão de notas fiscais eletrônicas a partir de smartphones e tablets. O programa permite que qualquer prestador de serviço, pessoa jurídica ou física, emita a nota fiscal pelo serviço prestado.

Alice Queiroz Godinho Silva - CNPJ: 13.773.796/0001-67Tel.: 3422-5730 / 2843-1741 / 3208-1533 www.gazetadaaclimacao.com.brE-mail: [email protected] Tiragem: 20 mil exemplares Responsável: Marcelo Euclydes MTb 64480 Impressão: Folha Gráfica

Os artigos assinados não expressam necessariamente as posições deste jornal, sendo de responsabilidade de seus autores.

Cerca de 1,5 mil pes-soas participaram no último dia 28 de uma assem-bléia que reuniu mais de 100 movimentos sociais participantes do Fórum Social Temático (FST) 2012. Em carta, os ativistas citaram a construção de uma agenda e de ações comuns contra o capitalismo, o patriarcado, o racismo e todo tipo de discriminação e exploração.

INTERESSES EM COMUM DESTACADOS

A coordenadora dos movimentos sociais, Rosane Bertotti, explicou que o documento lista elementos em comum em meio à diversidade registrada na assembleia. Entre os destaques, temas como a democratização da comu-nicação, a violência contra as mulheres, o desenvol-vimento sustentável e solidário, a reforma agrária, a agricultura familiar, o tra-

balho decente, a luta pela educação e pela saúde.

“Rejeitamos toda e qualquer forma de explo-ração e discriminação, seja ela no mundo do tra-balho, sexista ou racial. Rejeitamos também toda forma de criminalização dos movimentos sociais e a forma como o capitalismo se reinventa na proposta de uma economia verde, achando que apenas pintar de verde um espaço vai mudar a realidade. Entendemos que, para mudar a realidade, não é só pintar de verde, é garantir direitos, liberdade de organização, democracia, proteção social”, disse.

Para o presidente da União Nacional dos Es-tudantes (UNE), Daniel Iliescu, o FST constituiu um espaço importante para reunir ativistas de várias partes do mundo que, em 2011, deram lições de

cidadania e consciência na luta pelo acesso à educação e pelo direito a uma educação de qualidade.

“O FST funciona como uma orquestra que consegue juntar diferentes opiniões de inúmeros paí-ses numa perspectiva de superar as desigualdades sociais e os desequilíbrios que hoje a gente enfrenta no mundo”, ressaltou. En-tre as reivindicações do movimento estudantil bra-sileiro estão a destinação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB)) para a educação, a vinculação de, pelo menos, 50% da arrecadação com a exploração do pré-sal para investimentos em educação e a valorização do professor.

O secretário-geral da Central Única dos Traba-lhadores (CUT), Quintino Severo, avaliou que os debates do FST ficaram dentro do esperado. “Nós, do movimento sindical, viemos para o fórum para fazer o debate junto com as outras mobilizações dos movimentos sociais, para potencializar a nossa intervenção, as nossas propostas durante a realiza-ção da Rio+20.”

A ideia, segundo ele, é fazer com que a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) não seja apenas um espaço de debate para ambientalistas, mas que inclua nas discussões fórmulas para melhorar as condições de trabalho no mundo. “Não basta apenas produzir de forma sustentável, é pre-ciso desconcentrar renda, respeito aos direitos dos trabalhadores, aos direitos sociais e, acima de tudo, ao cidadão.”

Já o presidente da União de Negros pela Igualdade (Unegro), Edson França, disse que a expectativa do movimento negro em relação ao FST foi superada, já que foi possível elaborar um documento com as reivindicações de todos os movimentos sociais.

“A questão racial a-parece na carta porque o racismo é uma dimensão importante da opressão. Os movimentos sociais, a cada tempo que vai se passando, por meio do diálogo, vêm tomando entendimento e se sensibilizando a respeito disso”, explicou.

�FÓRUM SOCIAL

Movimentos sociais fazem balanço e preparam mobilizações para Rio+20

A entrada em vigor da lei que proíbe a distribuição de sacolas plásticas nos su-permercados no feriado do aniversário da cidade de São Paulo em 25 de ja-neiro passado revelou uma outra face da medida. Para surpresa geral, a situação encontrada nos caixas dos supermercados foi bastante diferente das propagandas do governo do Estado de que a proibição vai contribuir para preservar o meio ambi-ente.

Para surpresa geral o propalado fim das sacoli-nhas não está tão próximo. É verdade que alguns estabelecimentos comerciais estão oferecendo gratuita-mente caixas de papelão, mas em outros a única alternativa ao alcance dos consumidores é adquirir sacolas biodegradáveis que custam cerca de R$ 0,20, de-pendendo do supermercado.

Pode parecer pouco esse valor, mas que tipo de preocupação governamental com o meio ambiente é essa que transfere o problema para os clientes. Ou melhor, para o bolso dos consumi-dores. Assim é fácil. Vale lembrar que a iniciativa é resultado de uma parceria entre a Associação Paulista dos Supermercados (Apas) e o governo do Estado de São Paulo.

Por que os donos dos su-permercados não concedem desconto a quem deixar de usar as sacolas tradicionais? Afinal o custo das sacoli-nhas não estavam embutidos no valor dos produtos?

Ambientalistas dizem que a medida é uma forma

de conscientizar a popu-lação sobre como tratar e direcionar corretamente o lixo doméstico. Eles, porém, se esquecem de afirmar que ao longo dos anos os sacos plásticos ajudaram a conservar alimentos em melhores condições e ajudaram na saúde pública. Se esquecem de mencionar que com a proibição milhares de empregos da indústria química serão eliminados.

Está evidente que a proibição atende aos empresários interessados na economia de seus próprios negócios. Ela foi aprovada por interesses econômicos dos supermercados e não ambiental ou social. O setor de fabricação das sacolas calcula que a economia para as redes que aderirem será de aproximadamente R$ 500 milhões/ano, longe de beneficiar os clientes.

Diante da polêmica não seria melhor o governo gastar recursos em campanhas de conscientização do uso correto das sacolas, da coleta seletiva de detritos e de lixo. Pelo andar da carruagem ficou claro que os supermercados estão sendo beneficiados pela medida sob o pretexto de uma causa nobre que é sus-tentabilidade do planeta e a própria sobrevivência da humanidade.

RICARDO L. CARMOPresidente do Sindicato dos Jornalei-ros de São Paulo, Líder comunitário do Cambuci e Região

�OPINIÃO

Proibição das sacolinhas engorda os caixas dos supermercados

�SPCAT vira tema de reportagem de televisão da China

A rede de televisão estatal chinesa China Central Televisão America Latina (CCTV), que está realizando crônicas sobre a Nova Luz, incluiu a unidade do Centro de Apoio ao Trabalho (CAT), instalada no local, para compor suas reportagens. A rede CCTV opera na China com 39 canais, tendo 700 milhões de espectadores, atuando em 140 países.

Para o jornalista Li Xang-yang, responsável pelas crônicas da Nova Luz, a i-niciativa promove benefício para os munícipes que se concentram nessa região. “Os serviços oferecidos pelo CAT irão ajudar diversas pes-soas que não tiveram outras oportunidades ao longo da vida”. Li Xangyang também comenta sua admiração pelo projeto. “Encantei-me com o que eu vi, achei o CAT diferenciado”.

Instalada na região da Luz desde o dia 24, a Tenda do Trabalhador já realizou vários atendimen-tos, oferecendo serviços, como emissão de Carteira de Trabalho, habilitação ao seguro-desemprego, inscrição para vagas de emprego e para cursos oferecidos pela Semdet. Para ser atendido, o cidadão deve ter em mãos RG, CPF, número do PIS e, caso tenha, Carteira de Traba-lho.

Page 4: edicao 158

SP - de 02 a 08/02/2012

4

Prescrição indiscrimi-nada e uso excessivo podem ser algumas das explicações para o alto consumo de ansiolíticos, remédios usados para controlar ansie-dade e tensão.

A avaliação é do psiquiatra Dartiu Xavier da Silveira, coordenador do Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Dados divulgados no último dia 20 pela Agên-cia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mostram que os ansiolíticos foram os medicamentos com receita controlada mais consumidos no país entre 2007 e 2010. O princípio ativo clonazepam, base do remédio Rivotril, lidera o ranking, com cerca de 10 milhões de caixas vendidas somente em 2010.

Segundo o psiquiatra, os ansiolíticos têm sido indicados por profissio-nais de diversas áreas. “Sabemos que médicos de várias especialidades prescrevem esses remé-

dios, sem necessariamente ser psiquiatras. Não há restrição, mas é como se eu [psiquiatra] passasse a receitar antibiótico. Não sou a pessoa mais adequada”, diz Silveira.

O psiquiatra citou pesquisa feita em 2011 pela Unifesp, segundo a qual os ansiolíticos, conhecidos como calmantes, correspondem a 35% dos

medicamentos psiquiátricos prescritos nos hospitais gerais da cidade de São Paulo.

Este não é, porém, o único fator que pode explicar o boom dos calmantes no Brasil, ressalta Silveira. O uso descontrolado tam-bém está entre os fatores. É cada vez mais comum recorrer aos tranquilizantes para enfrentar o estresse

e as dificuldades da vida cotidiana. O pior é esse tipo de remédio provoca dependência. “As pessoas tendem a buscar uma pílula mágica para lidar com os problemas”, diz o médico.

De acordo com Silveira, das 600 consultas mensais feitas pelo Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes da Unifesp, 50 são de pessoas viciadas em calmantes. A princípio, a maioria usa o remédio com indicação médica. Depois, passa a querer doses maiores e acaba partindo para a compra ilegal.

Para Dartiu Silveira, o melhor monitoramento do consumo dos ansiolíticos no país reflete também os números elevados. Atual-mente, o Sistema Nacional de Gerenciamento de Pro-dutos Controlados (SNGPC) da Anvisa têm cadastradas 41.032 farmácias e drogarias, equivalente a 58,2% do total dos estabelecimentos autorizados pela agência reguladora a vender medica-mentos controlados.

NOVO DÍGITO NOS CELULARESA partir do dia 29 de julho todos os números dos telefones

celulares da Grande São Paulo ganharão um novo dígito: o 9, que será acrescido antes dos oito dígitos já existentes.

�SAÚDE

Psiquiatra alerta para prescrição indiscriminada de calmantes

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, esteve na última segunda, dia 30, aqui em São Paulo, visitando as obras do futuro estádio do Corinthians. Ele esteve acompanhado pelo prefeito Gilberto Kassab e pelo pre-sidente licenciado do clube, Andrés Sanchez.

Localizado em Itaquera, na zona leste, e por isso apelidado de “Itaquerão”, o estádio sediará o jogo de abertura da Copa de 2014, que acontecerá aqui no Brasil.

As obras se iniciaram em

30 de maio de 2011 e já tem 2.720 estacas colocadas, o que corresponde a 85% do total. Desde o dia 16 de ja-neiro, os 1.171 operários da obra têm se dividido em três turnos para garantir a celeridade da construção. O primeiro tem início às 7h30 e o último só termina às 5h30, ou seja, a constru-ção fica paralisada menos de duas horas por dia. Já foram instalados mais de 500 blocos de concreto, 61 pilares, além de 64 vigas de concreto.

“Essa é a primeira visita que realizo aqui e vejo que este estádio não é apenas uma conquista para o esporte, mas para o Brasil porque sediará a abertura do maior evento do planeta. Creio que o cronograma é absolutamente compatível e é um presente para a região mais populosa de São Paulo, que aspira um projeto de desenvolvimento que a Prefeitura e Governo do Estado mantêm”, afirmou o ministro.

Paralelo à construção do estádio, a prefeitura pretende criar o Pólo Institucional de Itaquera. Trata-se de um pro-jeto urbanístico, lançado em 2008, que envolve parceria com diversos órgãos, cujo objetivo principal é criar um centro de formação e capacitação profissional para a população da região. Dentre as iniciativas pre-vistas estão a construção de um Centro de Convenções e Eventos em conjunto com a SPTuris, o Núcleo do Parque Tecnológico da Zona Leste por meio da Secretaria do Desenvol-vimento Econômico e do Trabalho (SEMDET), e diversas intervenções na infraestrutura viária e de transportes.

�ESPORTE

Ministro visita obras do Itaquerão

Fábio Arantes / Secom

�PIRATARIAComitê de Combate realiza balanço

Os representantes dos organismos governamentais e organizações que integram o Comitê de Combate à Pirataria, Contrabando e Sonegação, do Gabinete de Segurança, se reuniram na segunda-feira na sede da Prefeitura de São Paulo, para apresentar o balanço das operações realizadas na Cidade e tratar das prioridades das ações em 2012. No encontro, o secretário do Gabinete de Segurança fez um relato das operações de combate à pirataria, contrabando e sonegação fiscal que estão em andamento em São Paulo, como no Shopping Galeria Family, onde mais de 60 mil produ-tos já foram apreendidos. O estabelecimento já está lacrado pela Prefeitura por irregularidades e pelo comércio irregular e ilegal.

O secretário ressaltou ainda a importante parti-cipação da comunidade, que denuncia, através dos telefones 153 da Guarda Civil Metropolitana e 190 da Polícia Militar.

Page 5: edicao 158

SP - de 02 a 08/02/2012

5

Negócios Imobiliários

BANHEIRO PARA CROSSDESSERO cartunista Laerte, que se veste de mulher, irá acionar a Justiça para ter o direito de usar o banheiro feminino em estabelecimentos e locais públicos.

IMÓVEIS / ALUGA-SE

CLASSIFICADOSEMPREGO

INFORMÁTICATARÔ

AULAS DE COMPUTAÇÃOPara melhor idade a domicílio.

Professor EmersonR$ 30,00 a horaF.: 9509-0190

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTILADMITE

PROFESSOR RECREACIONISTA PARA TRABALHAR NO PERÍODO DA MANHÃ

ENTRAR EM CONTATO3476-2890 DAS 9H ÀS 19H

D.LOO CABELO & IMAGEMPRECISA

Manicure e DepiladoraTratar c/ Luiz ou Daniela

R. JOAQUIM TÁVORA, 1040 - V. MARIANAF.: 2373-6746 / 2337-2402

Catharina Empório e CaféEm fase de expansão precisa de

BALCONISTA(com experiência)

Apresentar currículo naAv. Lins de Vasconcelos, 1749

TRINDADE IMOBILIÁRIA E ADVOCACIAPRECISA COM URGÊNCIA

DE CORRETORES DE IMÓVEISEntrar em contato através do e-mail ou telefone.

F.: 5083-0724 / 9768-6749Rua Domingos de Moraes, 770 - sl a10

[email protected]

VILA MONUMENTO R$ 1.200,00

SOBRADO 2 DTS GAR PRONTO P/ MORAR REF. 949/5

3272-0033

TAPEÇARIA SATURNOADMITE

TAPECEIRO PARA TRABALHAR NA REGIÃO DA ACLIMAÇÃO. TRATAR C/ FRANCISCO.

RUA SATURNO, 230 - ACLIMAÇÃOF.: 3271-5254

IMÓVEIS

ALUGA-SEQUARTO P/ MOÇAS

Mobiliado c/ piscina, churr., Internet. R$ 350,00

+ luz, água e gás.F.: 8103-4361 / 7099-2770

3271-0713 / 7140-7488e-mail: [email protected]

ALUGA-SE - APTO LIBERDADE3ds c/ arms ((1 suite), sala 2 ambs, banh soc,

coz c/ arms, AS, qwc empreg, 2 vagas prédio c/ S Festas, S Jogos, S Ginástica, quadra, etc,

Aluguel = R$ 2200,00 + cond R$ 550,00 + iptu R$ 115,00

Tratar: 2914-5044

Em cerimônia realizada na Câmara Municipal de São Paulo na última segunda-feira, dia 30, foram empossados os integrantes eleitos e os indicados pela Prefeitura do Conselho Municipal dos Povos Indígenas. O Conselho foi instituído a partir da Lei nº 15.248/09, de autoria da vereadora Juliana Cardoso (PT). Ele foi aprovado em julho de 2010 e depois sancionado pelo executivo. O Conselho tem como uma das principais atribuições avaliar as políticas públicas que promovam a melho-ria da qualidade de vida dos povos indígenas, procu-rando assegurar seus direitos a uma existência digna e à preservação de sua cultura.

O evento contou com a participação de representantes

�DIREITOS HUMANOS

Conselho dos Povos Indígenas toma posse

Veradora Juliana Cardoso (PT) é autora da lei sobre Conselho Indígena

Gut

e G

arbe

lotto

/CM

SP

de diversas etnias indígenas da cidade, do secretário de Participação e Parceria, Uebe Rezek, pasta à qual coube organizar a eleição do ano passado, através da Coordenação de Assuntos da População Negra, além de organismos e estudiosos.

Em seu pronunciamento, a vereadora Juliana Cardoso destacou que a lei pretende proporcionar autonomia e independência nas ações do conselho. “É uma garantia de espaço político de parti-cipação dos povos indígenas nas ações do poder público”, comentou a vereadora, que tem descendência indígena.

Na lei, a composição do conselho tem caráter paritário, com os eleitos entre os povos indígenas e representantes do poder público. As intervenções

durante a solenidade de posse consideraram a medida um a-vanço, mas o processo eleitoral recebeu ressalvas por causa da limitada representatividade de nove etnias no Conselho, número considerado baixo por estudiosos.

São Paulo tem 38 etniasDe acordo com o Instituto

Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a cidade possui 10 mil indígenas, que se concentram em Parelheiros na zona sul e no Jaraguá, zona oeste. A maior aldeia paulistana de indígenas é a tenonde porá com 1000 habitantes.

“No Brasil existem 243 etnias. Somente na cidade de São Paulo são 38 etnias, com povos de outros estados, mas era possível a participação de pelo menos 20 povos”, decla-

rou em maio do ano passado o professor Marcos Aguiar, autor do Projeto Índios na Cidade.

Na época, o mandato da vereadora Juliana Cardoso encaminhou ofício à Secretaria de Participação e Parceria solicitando ampli-ação da representatividade, incluindo etnias de áreas urbanas e como também da Defensoria Pública, mas essas recomendações não foram acatadas pela Secretaria de Participação e Parceria.

Foram empossados onze representantes, dentre titulares e suplentes das mais diversas secretárias municipais. Tam-bém foram eleitos os seguin-tes representantes titulares dos indígenas e respectivas etnias: Arlindo Tupã Veríssimo, Maria dos Santos e Joel

Augusto Martin (Guarani); Diana da Conceição Pereira Barbosa (Pankararu); Avani Florentino de Oliveira (Fulni-Ô); Gilson de Sousa Ferreira (Kariri-Xacô); e Renato Ângelo Pereira (Pankararé).

A presidente eleita do órgão Maria dos Santos, da Aldeia Guarani do Jaraguá,

prometeu cobranças. “Com os votos que recebi vou lutar por conquistas na educação, saúde e habitação para nossas comunidades e cobrar melhorias das autoridades”, disse. “Também vou cobrar respeito da população não indígena com os povos indígenas. O Brasil foi e é nosso”.

Page 6: edicao 158

SP - de 02 a 08/02/2012

6

Imóveis

IMÓVEIS

PNEU JAPONÊSO grupo Sumitomo Rubber, fabricante das marcas de pneus Dunlop e

Falken, construirá uma planta industrial na região metropolitana de Curitiba, Paraná. Será a primeira fábrica do Grupo fora do continente asiático.

Page 7: edicao 158

SP - de 02 a 08/02/2012

7PRECONCEITOO diretor regional do CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional), Milton de Souza Leite pediu demissão no último dia 27. Ele disse que moradores de um conjunto habitacional não tinham educação por serem “ex-favelados”.

IMÓVEIS

Page 8: edicao 158

SP - de 02 a 08/02/2012

8

ÁRIESDE 21/03 A 20/04

TOURODE 21/04 A 20/05

GÊMEOSDE 21/05 A 20/06

CÂNCERDE 21/06 A 21/07

LEÃODE 22/07 A 22/08

VIRGEMDE 23/08 A 22/09

LIBRADE 23/09 A 22/10

ESCORPIÃODE 23/10 A 21/11

SAGITÁRIODE 22/11 A 21/12

CAPRICÓRNIODE 22/12 A 20/01

AQUÁRIODE 21/01 A 19/02

PEIXESDE 20/02 A 20/03

HISTÓRIA DA CETAté este domingo, dia 5, estará acontecendo na Biblioteca Mário de Andrade (Sala de Convivência), uma

exposição sobre os 35 anos da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), com mais de 20 painéis. Horário: das 8h30 às 20h30. Rua da Consolação, 94 – Centro (estação Anhangabaú do metrô – linha 3 Vermelha).

Anuncie na

Gazeta da

Aclimação

LIGUE2843-17413422-5730

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Solução

www.coquetel.com.br © Revistas COQUETEL 2012

BANCO 6

APRP

DIVISORIAMANIFESTOPNLDO

TESRO

CAPILAEMBREAGEM

OCNORTLI

RAS

AALECABHEADROII

SPOTBORNCARROSSEL

URLISOBAIPELPODTAMBORETE

FARAOEDEN

Eddie (?)Halen,

ídolo daguitarra

Darabrigopolítico

O "P", nasigla IPTU

Essacoisa

Profissio-nal do

transportecoletivo

PabloNeruda,poeta

chileno

Animalexótico

da famíliada girafa

LosAngeles(sigla)

Pedal au-sente nocarro au-tomático

Distúrbiodo sono

Funda-mento dojogo de

basquete

Ave corre-dora doscerrados

Lima (?) Bard, pro-

jetou oMasp

Interjei-ção dealegria

"Lar" deAdão e

Eva (Bíb.)

A árvorenacional

Reparti-ção de

armários

"(?) Co-munista",tratado de

Marx eEngels

GuerrilhairlandesaZeloso;

cuidadosoTáxi, eminglês

Observação(abrev.)

Cerveja in-glesa aver-melhadaTatear

Talentos(?)

Gabriel,músico

Parte daestante

Mentordos

atentadosde 11 desetembro

Meio de comuni-cação como os

jornais, as revistas e os periódicos

Cobalto(símbolo)Cabeça,

em inglês

Endereçoda web

Brinquedo de parques

infantis

Peça de i-luminaçãode shows

CarcomeTítulo de

Senna em1991 (F1)

Nascido,em inglêsCapital daNoruega

A 7ª notamusicalTipo decheque

Soberanodo EgitoAntigo

Assentodo réu no

julgamento

I P E

3/cab — url — van. 4/born — head — spot. 5/ocapi — peter. 9/tamborete.

MPBNeste sábado, dia 4, às 13h30, a cantora e compositora Mariane Mattoso se apresentará no Sesc Vila Mariana (Praça de Eventos). Na programação faixas de seu primeiro CD Sinestesia. O Sesc Vila Mariana fica na rua Pelotas, 141. Tel. 5080-3000.

SAMBA, BAIÃO, FREVO & CHORONeste domingo, dia 05, às 13h30, a cantora Daniella Alcarpre se apresentará no Sesc Vila Mariana (Praça de Eventos). Na programação faixas de seu primeiro disco solo, Qué que cê qué?, e tam-bém canções de seu próximo disco que será

lançado neste ano. O Sesc Vila Mariana fica na rua Pelotas, 141. Tel. 5080-3000.

CONVERSA DE BOTEQUIMNa próxima terça, dia 07, às 19h, a banda Conversa de Botequim se apresentará na Galeria Olido (Vitrine da Dança). Na programação clássi-cos de samba, choro e bossa-nova. A Galeria Olido fica na av. São João, 473 (estação São Bento do metrô – linha 1 Azul). Tels. 3331-8399 e 3397-0171.

LUIZ GONZAGA & DOMINGUINHOSNa próxima quarta, dia 08, às 20h, o acordeonista

Thadeu Romano se apresentará no Galeria Olido (Vitrine da Dança). Na programação clássi-cos de Luiz Gonzaga e Dominguinhos. A Galeria Olido fica na av. São João, 473 (Metrô São Bento – li-nha 1 Azul). Tels. 3331-8399 e 3397-0171.

SAMBA ROCKNa próxima quinta, dia 09, às 20h, a cantora Célia Nascimento se apresentará na Galeria Olido (Vitrine da Dança). Na programação grandes clássicos de Tim Maia, Jorge Ben Jor, Sandra de Sá, Marku Ribas, entre outros. A Galeria Olido fica na av. São João, 473 (estação São Bento do metrô – linha 1 Azul). Tels. 3331-8399 e 3397-0171.

Seu otimismo estará em alta e você terá certeza absoluta que seus projetos e sonhos se realizarão. Aproveite a fase.

Seu coração está pedindo um amor. Início de uma fase de mudanças sentimentais. Deixe acontecer.

Não desvie de seu caminho e de seus objetivos, o sucesso chega batendo em sua porta. Não tenha receio, deixe-o entrar.

Desengavete projetos. Mo-mento propício para o início de algo relacionado a artede modo geral. Ótima saúde.

Ótima fase para repensar sua vida, seus atos e eleiminar o que não está sendo útil. Anime-se. Energia renovada é sempre bom.

Ouça mais vezes a voz do seu coração. Ele tem razões que a própria razão desconhece. Confie nele. Recarregue energias.

Seu mundo é ligado a arte, beleza, brilho , novidades. Siga sempre sua intuição mesmo que não tenha lógica.não veja uma lógica.

Você enxerga longe. Muitas vezes enxerga além do que a situação mostra. Siga firme nos propósitos.

Boa época para você iniciar parcerias, fazer novas ami-zades, quem sabe até se acertar no amor se for só. Arrisque.

Com tantas novidades che-gando, você poderá se sentir perdido. Pare e reflita caso a caso e converse com um amigo a respeito.

Felicidade é algo que se conquista. Não aguarde cair do céu. Mantenha ao seu redor pessoas de bom astral e energia positiva.

Recarregue as energias para superar os aborrecimentos. Se o amor for verdadeiro, vá em frente e invista.

Nos dias 9, 10, 11 e 12 de fevereiro, sempre às 19h, será encenado na Caixa Cultural o projeto de dança “Repertório de Criação dos Coreógrafos Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira”. Durante os quatro dias da mostra, serão apresentados os espetáculos “Como?”, “Clandestino”, “Baseado em Fatos Reais”, “O Animal Mais Forte do Mundo” e “O Nome Cientifico da Formiga”.

O espetáculo “Como?” é um documentário em cena, criado em 2005. Nele, a dupla de coreógrafos demonstra seus processos de criação e pesquisa, partindo da dança que o Balé Popular do Recife iniciou, na década de 1970, e que será apresentada por meio de depoimentos de seus fundadores e de suas criações.

“Clandestino” é a terceira etapa do trabalho da dupla, que estreou em 2006 e que, segundo a crítica do Jornal O Estado de São Paulo, transforma movimentos de ritmos regionais em uma

nova linguagem, de caráter universal e contemporâneo. Já “Baseado em Fatos Reais” levanta a questão da memória do presente, pois não é possível voltar no tempo.

Para “O Animal Mais Forte do Mundo”, foram reunidas 1.800 fotos dos processos de criação que resultaram nas obras anteriores do repertório da dupla. O espetáculo buscou aprofundar o processo, com as fotografias focando na exploração dos volumes para os movimentos e, nelas, aprofunda-se a pes-quisa sobre iluminação cenográfica para dança. Por fim, “O Nome Científico da Formiga” pretende ser uma obra de metalinguagem, que expõe a sua pesquisa de movimentos e fala dela mesma e dos processos de pesquisa que adota. A CAIXA CULTURAL fica Praça da Sé, 111 – Centro (estação Sé do metrô – linha 1 Azul). Os ingressos gratuitos devem ser retirados com uma hora de antecedência. Mais informações no site www.dancacontemporanea.com.br / www.anaeangelo.com.

DANÇA

Dupla de coreógrafos mostra suas pesquisas

PROGRAMAÇÃO

PROGRAMAÇÃO

DIA 09 (QUINTA)“Como?” e “Clandestino”DIA 10 (SEXTA)“Baseado em Fatos Reais”DIA 11 (SÁBADO)“O Animal Mais Forte do Mundo”DIA 12 (DOMINGO)“O Nome Científico da Formiga” e bate-papo com o publico

SEXTA (DIA 03)19H00CORAÇÃO SELVAGEMSinopse: Homicida, em liberdade condicional, parte, com a namorada, para uma viagem surreal a Califórnia.21H30O FIM DE UM LONGO DIASinopse: Na Inglaterra da década de 1950 garoto pobre tenta escapar da realidade escutando as músicas que a sua mãe canta.

SÁBADO (DIA 04)16H15 REGAINSinopse: Pequena cidade do interior na França tenta sair do marasmo

quando surgem dois indigentes que mudará os rumos do local.18H30A GUERRA SECRETASinopse: Ex-chefe da Inteligência norte-americana três casos em que esteve envolvido na Europa. Com Henry Fonda.21H00TIRO DE MISERICÓRDIASinopse: Após uma decepção amorosa, uma jovem aristocrata se envolve com os bolcheviques após a Revolução de 1917.

DOMINGO (DIA 05)16H00RUA DA PAZ / ZERO DE CONDUTA

Sinopse: Jovens estudantes de um internato, cansados da repressão educacional, resolvem armar uma rebelião. Antes será exibido um curta de Charles Chaplin.18H30TERRA PROMETIDASinopse: Na Polônia do início do século XX três amigos, um polonês, um judeu e um alemão, se unem para abrir uma pequena fábrica de tecidos. 21H00GAROTAS DO FUTURO Sinopse: Duas garotas se reencontram mais de dez anos de-pois e recordam e compartilham suas as alegrias e frustrações vivenciadas.

Verão em São Paulo é sinônimo de muita chuva e diversão de qualidade na Cinemateca Brasileira, que continua exibindo a sua tra-dicional mostra Verão de Clássicos, com obras de grandes diretores da sétima arte.

Neste final de semana um dos destaques é o filme

Coração Selvagem, de David Linch e Terra Prometida, de Andrzej Wajda.A CINEMATECA BRASILEIRA fica no Largo Senador Raul Cardoso, 207 (Metrô Vila Mariana). Taxa de manutenção: R$ 8,00 (inteira) / R$ 4,00 (meia-entrada). Estudantes do Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas têm direito à entrada gratuita mediante a apresentação da carteirinha. Informações 3512-6111 (ramal 215).

CINEMA

Continua o Verão de Clássicos

PAULISTÃO 20125ª RODADA

SÁBADO - 04/0217h00 Mirassol x Botafogo-SP

19h30 Comercial-SP x Mogi Mirim

19h30 Portuguesa x Ituano

19h30 Paulista x Catanduvense

DOMINGO - 05/0217h00 Santos x Palmeiras

17h00 Corinthians x Bragantino

17h00 XV de Piracicaba x Oeste

19h30 Ponte Preta x São Paulo

19h30 São Caetano x Guarani

19h30 Linense x Guaratinguetá

O MIS, em parceria com a Sony Brazil, apresenta até o dia 12 de fevereiro, o World Photo São Paulo 2012. O e-vento, dedicado a fotógrafos de diversas áreas e níveis de profissionalização, conta com os workshops: Student City Projects e City Projects, além da exposição Sony World Photography Awards.

A mostra, que combina fotografias impressas e novas mídas, integra as obras vencedoras da Professional Competition e da Open Competition,

prêmios organizados a-nualmente pela World Photography Organisation (WPO), além das imagens vencedoras do workshop Student City Projects. A exposição reúne imagens de fotógrafos contemporâneos provenientes dos quatro cantos do mundo.

WORKSHOPSCom o objetivo de es-

timular a reflexão sobre a fotografia de maneira participativa, o evento contará com workshops pararelos ministrados por

Steve Pyke, renomado fotógrafo da publicação norte-americana The New Yorker.

VISITAS EDUCATIVAS

O Núcleo Educativo do MIS oferece ao público visitas às cinco exposições em cartaz no MIS (15h e 18h).

O Museu da Imagem e do Som fica na Avenida Europa, 158, Jardim Europa. Horário: terças a sextas, das 12h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 11h às 21h. R$ 4,00 (50% de desconto para estudantes)

FOTOGRAFIA

World Photo São Paulo 2012