2.1.a explosão populacional

Download 2.1.a Explosão Populacional

Post on 22-Dec-2015

6 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Histria 11

TRANSCRIPT

  • A exploso populacional do

    sculo XIX

    A exploso populacional; a expanso urbana e o novo urbanismo; migraes internas e emigrao

    Contedo no

    estruturante

  • Modelos demogrficos: Antigo e Novo

    Antigo (XVII)

    Alta taxa de mortalidade (35%o)

    Alta taxa de natalidade (40%o)

    Crises de mortalidade frequentes e devastadoras

    Baixa esperana de vida nascena (25-30 anos)

    Baixa esperana de vida aos 5 anos (40 anos)

    Alta taxa de mortalidade infantil (296%o)

    Novo (XVIII-XIX)

    Descida drstica e irreversvel da mortalidade (10%o)

    Descida mais lenta da natalidade (20%o)

    Reduo das crises de mortalidade

    Aumento da esperana de vida nascena (38 - 41 anos)

    (1913: 50 anos)

    Descida acentuada da taxa de mortalidade infantil (180%o)

  • A exploso demogrfica

    Entre 1800 e 1914, a populao mundial duplicou.

    A Europa foi quem mais se destacou (em 1800 tinha 1/5 da populao mundial;em 1900, representava j )

    A exploso demogrfica assentou numa elevada natalidade (devido descida

    da idade do casamento e diminuio do celibato) e uma diminuio da

    mortalidade

  • EXPLOSO DEMOGRFICA DO SC. XIX

    NOVO REGIME DEMOGRFICO

    Diminuio da Mortalidade Recuo da natalidade (a partir de 1870)

    Melhoria dos cuidados de higiene

    Progressos da medicina

    Desenvolvimento industrial,

    comercial e agrcola (melhoria da alimentao)

    Desenvolvimento dos transportes

    Melhoria das condies de vida

    Aumento da populao ativa

    Propaganda antinatalista

    Diminuio do sentimento

    religioso

    Isolamento da famlia nuclear

    Trabalho feminino

    Paternidade responsvel

    Estimula

    Crescimento

    econmico,

    cientfico e

    tcnico

    Desenvolvimen

    to das cidades

    Migrao

    (interna e

    externa)

    Empobrecimen

    to das camadas

    populares

  • A expanso urbana

  • A expanso urbana

  • Fatores do crescimento urbano

    Exploso demogrfica

    Aumento da populao em geral

    xodo rural

    Provocado pelas transformaes econmicas no mundo rural (alteraes do regime de propriedade e modo de produo)

    Atrao pela cidade (esperana de melhores condies de vida)

    Imigrao

    Fenmeno mundial do sc. XIX-XX

  • Problemas da expanso urbana

    Viver na cidade estava longe de ser o paraso!

    Superpopulao

    Espao e habitao

    Aumento do preo das rendas no

    centro

    Crescimento de subrbios

    Construo em altura

    Circulao

    Ausncia dos transportes

    pblicos

    Higiene e sade pblica

    Ausncia de saneamento bsico (gua,

    limpeza, esgotos)

    Proliferao de doenas

    (epidemias)

    Abastecimento

    Alimentao, gua e

    combustveis

    Surgem grandes

    mercados

    Problemas sociais e

    psicolgicos

    Promiscuidade, marginalidade,

    alcoolismo, prostituio, criminalidade

    Organizam-se os servios de segurana

    pblica, assistncia social, servio de

    bombeiros

  • Novo conceito de urbanismo

    Os problemas materiais e morais decorrentes do urbanismo

    selvagem dos primeiros tempos levaram as autoridades

    municipais a repensar as cidades.

    Surge um novo urban i smo, pensado por

    arqu i t e tos , u rban i s t a s e f i l an t ropos .

    O novo urban i smo t i nha , e s senc i a lmente , duas

    preocupaes :

    C r i a r e s p a o s p a r a a b u r g u e s i a ;

    P ro p o r c i o n a r c o n d i e s d e v i d a m a i s d i g n a s p a r a o s

    p ro l e t r i o s .

  • Novo urbanismo

    Destruio das antigas muralhas

    Avenidas largas

    Novas infraestruturas

    Abastecimento de gua

    Iluminao

    Rede de esgotos

    Espaos para o lazer

    peras

    Teatros

    Jardins pblicos

    Redes de transportes

    pblicos

    Eltricos

    metropolitanos

  • Novo conceito de urbanismo

    Exemplos de grandes trabalhos de urbanismo (XIX) obras de renovao,

    reordenamento e requalificao urbana nas vrias capitais polticas e

    grandes portos de comrcio e de chegada de imigrantes.

    Paris: urbanismo em e x t e n s o p l a n o s d o b a r o H a u s s m a n n

    Alargamento da rea urbana (novas fortificaes)

    Anexao de novos municpios

    Diferenciao : c e n t r o e b a i r r o s a d j a c e n t e s v s . s u b r b i o s

    Abertura de avenidas praas, parques arborizados (b o u l e v a r d s )

    Nova Iorque e Chicago: crescimento em a l t u r a

    C o n s t r u o d e a r r a n h a - c u s

    No entanto, estes planos urbansticos refletem a segregao social da era

    industrial (assimetrias entre o centro bem cuidado e os bairros operrios dos

    subrbios)

  • O Flatiron Building, primeiro arranha-

    cus construdo em Nova Iorque em

    1902. Foi em Chicago, na dcada de 80

    do sc. XIX, que se iniciou a construo

    de arranha-cus.

  • IMIGRAOEXPLOSO

    DEMOGRFICAXODO RURAL

    EXPLOSO

    URBANA

    PROBLEMAS

    URBANOS

    PROGRESSOS NO

    URBANISMO

    EXPANSO PARA

    BAIRROS

    ADJACENTES

    RENOVAO DOS

    CENTROS

    CRESCIMENTO

    DOS SUBRBIOS

    HABITAO

    MISRIA

    EPIDEMIAS

    DELINQUNCIA

  • Migraes internas e emigrao

    Migraes internas

    Deslocaes sazonais

    Grandes culturas que requerem mo-de-obra no permanente

    (vindimas, ceifas)

    Fluxos migratrios dos campos para as cidades (xodo rural)

    Servios domsticos (criadas de servir)

    Servios gerais e artesanais (aprendizes, moos de servir, criados)

    Emigraes

    Forte expresso da emigrao da Europa para o resto do mundo

    45MA europeus emigraram no sc. XIX (partidas em massa)

    E x p l o s o b r a n c a escala mundial

  • Que tendncia geral registou o movimento emigratrio europeu? Que fases possvel distinguir nesse

    movimento?

    Como se justificam as apreenses documentadas na imagem?

  • Que motivos e condicionalismos animaram a emigrao europeia?

  • As causas do fluxo emigratrio

    Presso populacional

    Governos e sindicatos apoiavam polticas migratrias para contornar os problemas decorrentes daexploso populacional, como o desemprego e a contestao social

    Problemas do mundo rural

    Pases desenvolvidos as transformaes na agricultura libertavam mo de obra

    Regies menos industrializadas persistiam as fomes provocadas por maus anos agrcolas

    Problemas ligados industrializao

    Industrializao muito rpida desemprego tecnolgico

    Industrializao muito lenta falta de empregos

    Revoluo dos transportes

    Viagens mais baratas, rpidas e confortveis

    Idealizao dos pases de destino

    EUA eram vistos como a terra das oportunidades, da promoo social e da tolerncia moral

    Fuga a perseguies polticas e religiosas

  • Emigrar para a Amrica (1906)

    [O lituano] Jurgis tinha ouvido falar da Amrica.

    Era, dizia-se, um pas onde um homem pode

    ganhar trs rublos por dia. E Jurgis imaginava o

    valor deste salrio quotidiano aplicado ao custo

    de vida no seu pas. Decidiu, pois, partir

    imediatamente para a Amrica, para a se casar e

    fazer fortuna.

    No se dizia que, neste pas, todos os homens

    so livres, sejam ricos ou pobres?

    No seria necessrio prestar servio militar e

    pagar a um monto de funcionrios; poderia

    fazer o que queria e considerar-se igual no

    importa a que homem. A Amrica era a terra

    prometida com que sonham os jovens

    apaixonados. Uma vez reunido o montante para a

    travessia, poder-se-ia esperar o fim das

    preocupaes.Upton Sinclair, escritor norte-americano (1878-1968), The Jungle

    Que pas ou pases forneceram os maiores contingentes de imigrantes aos EUA?

  • Emigrao portuguesa

    Em que perodo se intensificou a emigrao portuguesa?

    Qual era a terra prometida dos emigrantes portugueses?

  • Os brasileiros de torna viagem