v.w.setzer – dado, informação, conhecimento e competência13/8/151 gerenciamento de...

of 61 /61
V.W.Setzer – Dado, informação, conhecimento e competência 13/8/15 1 GERENCIAMENTO DE COMPETÊNCIAS: CONCEITOS E SISTEMAS Valdemar W. Setzer Dept. de Ciência da Computação Universidade de São Paulo www.ime.usp.br/~vwsetzer google: “valdemar setzer” (Ver no site esta apresentação e o artigo correspondente, “Dado, informação, conhecimento e competência”)

Author: leonardo-mota-guterres

Post on 07-Apr-2016

230 views

Category:

Documents


1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • GERENCIAMENTO DE COMPETNCIAS:CONCEITOS E SISTEMASValdemar W. SetzerDept. de Cincia da ComputaoUniversidade de So Paulowww.ime.usp.br/~vwsetzergoogle: valdemar setzer(Ver no site esta apresentao e o artigo correspondente,Dado, informao, conhecimento e competncia)

  • TPICOS 1. Introduo 2. Conceitos (dado, informao, conhecimento e competncia) 3. Matrizes de competncias 4. Usos de um sistema de competncias 5. Exemplo de um sistema 6. Centros de competncia questes sociais 7. Concluses

  • 1. Introduo In 1999, a PROMON Eng. (faturamento ento de cerca de US$ 1 bi) queria formar um Centro de Competncia em Tecnologia da Informao

  • 1. Introduo (cont.) O grande problema foiO que significa ser competente em T. I.?O que significa ser competente?P.ex., o que significa ser competente em ingls?Para responder essa questo necessrio saber o que significa conhecimentoMas conhecimento tem a ver com informaoO que informao?Qual a diferena entre informao e dados?

  • 1. Introduo (cont.) Esses conceitos tornam possvel construir um sistema para avaliar e armazenar competncias e para selecionar profissionais de acordo com competncias desejadasVamos ver um exemplo de um sistema desenvolvido em 2001 para a PRODESP (ento com 1.000 profissionais de TI)Consideraes sobre a implementao e avaliao de competnciasCentros de Competncia problemas sociais

  • TPICOS 1. Introduo 2. Conceitos (dado, informao, conhecimento e competncia) 3. Matrizes de competncias 4. Usos de sistemas de competncias 5. Exemplo de um sistema 6. Centros de competncia 7. Concluses

  • 2. Conceitos dado DADOUma sequncia de smbolos quantificados ou quantificveisEx.: textos, fotos, som gravado, animao um objeto matemticoPuramente sintticoPode ser inserido em um computador e processado por ele.Tudo que representado em um computador um dado

  • 2. Conceitos informao INFORMAOUma abstrao informal na mente de uma pessoa, representando algo significativo para ela, isto , algo que ela compreendeE.g. Paris uma cidade fascinanteNa literatura, tambm associada a mensagensAteno: o que transmitido nas mensagens so dados e no informao!O recipiente recebe-os como dados e, se os compreende, transforma-os em informao

  • 2. Conceitos informao (cont.) Contra-exemplo: Para quem no entende russo, esses so dados, e no informao! Depois de compreendidos, viram informao

  • 2. Conceitos informao (cont.)Informao no pode ser armazenada em um computador e processada por ele!O que processado a sua representao como dadosEx.: fascinante (de Paris) deve ser quantificado, p. ex. 0 a 4

  • 2. Conceitos informao (cont.)Informao pode ser obtida sem dados Ex.: sentir se est quente ou frio Ex.: sentir dorDados podem ser incorporados por uma pessoa como informao na medida em que so compreendidosCompreenso, significado, sentido no podem ser definidos formalmenteSo associaes mentais entre o que percebido e um ou mais conceitos, ou entre conceitosO pensamento um rgo de percepo de conceitosVer A Filosofia da Liberdade, de Rudolf Steiner

  • 2. Conceitos informao (cont.)Informao contm semnticaSemntica no pode ser formalizada impossvel introduzir semntica em um computadorPois uma mquina sinttica!Funciona seguindo deterministicamente regras fixasProblema com o Quarto Chinsde John Searle (que mostrou que computadores jamais pensaro como o ser humano, pois este usa semntica): ele no diz o que semntica

  • 2. Conceitos informao (cont.)Claude Shannon no desenvolveu uma Teoria da Informao, mas uma Teoria de Dados!T.I., Tecnologia da Informao, uma denominao errada!Devia ser Tecnologia de DadosInformtica tambm est erradaDevia ser Dadtica

  • 2. Conceitos conhecimento CONHECIMENTOUma abstrao pessoal, interior, de algo que foi vivenciado por algumEx.: uma pessoa que visitou Paris tem algum conhecimento dessa cidadeNo pode ser descritaA informao pode, por meio de dadosFica na regio puramente subjetiva de seres humanos e de animais

  • 2. Conceitos conhecimento (cont.)Crianas podem ter conhecimento, mas no informao, pois no associam conceitos; o mesmo com animaisConhecimento no pode ser armazenado em um computador!Bancos de conhecimento so, de fato, bancos de dados!

  • 2. Conceitos conhecimento (cont.)Conhecimento sempre prticoPode existir informao puramente terica, sem conhecimento Ex.: ler um guia de viagem sobre ParisPortanto, pode-se considerarInformao = conhecimento tericoConhecimento = conhecimento prticoDado sintaxeInformao semnticaConhecimento pragmtica

  • 2. Conceitos competncia COMPETNCIACapacidade de executar alguma tarefa socialmente til no mundo realDado sintaxeInformao semnticaConhecimento pragmticaCompetncia atividade fsicaExemplos:Dar palestrasUm matemtico (criar e transmitir novos conceitos, dar aulas etc.)

  • 2. Conceitos (cont.)Psicologicamente:

  • 2. Conceitos (cont.)Conhecimento em reas intelectuaisNo nossa caracterizao, um matemtico ou historiador no teriam conhecimento!Isso no um problema para reas tcnicas Sada (no aceita por todos):Vivncia do mundo platnico das ideiasHistoriadores captam a memria universal naquele mundo

  • TPICOS 1. Introduo 2. Conceitos 3. Matrizes de competncia 4. Usos de sistemas de competncias 5. Exemplo de um sistema 6. Centros de competncia 7. Concluses

  • 3. Matrizes de competnciaEx.: competncia em INGLSCompreenso da lngua escritaCompreenso da lngua faladaFalarEscreverFazer traduo escritaTraduo simultnea...HABILIDADESREA DE CONHECIMENTO

  • 3. Matrizes de competncia (cont.)Portanto, COMPETNCIA refere-se a umaHABILIDADEexercida sobre uma REA DE CONHECIMENTO

  • 3. Matrizes de competncia (cont.)Isso leva a uma representaomatricial, a MATRIZ DE COMPETNCIASLinhas: reas de conhecimentoColunas: habilidadesEm cada clula insere-se um GRAU DE COMPETNCIA

  • 3. Matrizes de competncia (cont.)

  • 3. Matrizes de competncia (cont.) O conceito de matrizes de competncia leva construo deSISTEMAS DE COMPETNCIA

  • TPICOS 1. Introduo 2. Conceitos 3. Matrizes de competncia 4. Usos de sistemas de competncias 5. Exemplo de um sistema 6. Centros de competncia 7. Concluses

  • 4. Usos de sistemas de competnciaDisseminao de conhecimento (Saber quem competente em que, conhece ou tem informao sobre qual rea) Parte do gerenciamento de conhecimento!Seleo de profissionais para Equipes de projetoPreenchimento de cargos vagos na empresaDar entrevistasProjetos e atividades sociaisAtividades cientficas (seminrios) e artsticasRecepo de visitantes especializadosTestemunhas em processos judiciaisRelatrios jurdicos...

  • 4. Usos de sistemas de competncia (cont.)Contagem de quantos profissionais tm certas competnciasLevantamento de reas fracas na empresaAvaliao da experincia e especializao da empresaRepresentao de competncias centrais (core competencies) requeridas pela empresa

  • 4. Usos de sistemas de competncia (cont.) Apoio ao dept. de recursos humanos em programas de treinamentoPlanejamento de cursosSeleo de participantes para atividades de treinamentoBase para promoesSistematizao e manuteno de currculosAtualizao automtica Preencher com algum treinamento (se integrado com o banco de dados de treinamento)

  • TPICOS 1. Introduo 2. Conceitos 3. Matrizes de competncia 4. Usos de sistemas de competncias 5. Exemplo de um sistema6. Centros de competncia 7. Concluses

  • 5. Exemplo de um sistemaDesenvolvido para a PRODESP (ento com 1.000 profissionais de TI)Testado com cerca de 50 profissionaisImplementado em Delphi com OracleQualquer nmero de matrizesDois nveis de reas de conhecimentoQualquer nmero de habilidades por matriz, em dois nveisQualquer nmero de graus de competncias por matriz

  • 5. Exemplo de um sistema (cont.)5 matrizes de competncia:Competncias tcnicas em TISistemas produzidos pela PRODESP (centenas)Competncias administrativasFormaoLnguas estrangeiras

  • 5. Exemplo de um sistema (cont.)Graus de competncia (variam com a matriz)Competncias em TI e administrativasConhecimento terico (informao) Estudo pessoal, cursos sem exerccios prticos Conhecimento prtico (conhecimento)Conhecimento terico mais exerccios prticos ou acompanhados de algum projeto sem produo efetivaCompetncia bsicaAt 2 anos de produo efetivaCompetncia avanada Mais de 2 anos de produo efetiva

  • 5. Exemplo de um sistema (cont.)Graus de competncia (cont.)Competncias em sistemas desenvolvidosPequena participao (at 2 anos) Participao mdia (2-5 anos)Participao longa (mais do que 5 anos)Lnguas estrangeirasCom dificuldade (necessita de ajuda constante)Bom domnio (necessita de ajuda espordica)Muito bom domnio (fluente)

  • 5. Exemplo de um sistema (cont.) Graus de formaoEnsino mdio (incompleto, completo)Tcnico (incompleto, completo)Graduao (incompleta, completa)Ps-graduao, especializaoMestradoDoutorado

  • 5. Exemplo (cont.) matriz de TI

  • 5. Exemplo (cont.) matriz de sistemas

  • 5. Exemplo (cont.) matriz administrativa

  • 5. Exemplo (cont.) lnguas estrangeiras

  • 5. Exemplo (cont.) formao

  • 5. Exemplo (cont.) atribuio de competncias

  • 5. Exemplo (cont.) atribuio de competncias (cont.)

  • 5. Exemplo (cont.) cadastramento de um professional

  • 5. Exemplo (cont.) currculo de competncias

  • 5. Exemplo (cont.) seleo de profissionais

  • 5. Exemplo (cont.) resultados de seleo

  • 5. Exemplo (cont.) contagem de profissionais

  • 5. Exemplo (cont.) segurana de acesso4 nveis (tipos de usurios):Geral (qualquer pessoa no cadastrada)Pode selecionar profissionaisPode cadastrar-se (d uma senha)

    Individual (j cadastrado)Pode selecionar profissionaisPode ler e alterar seu cadastro e competncias

  • 5. Exemplo (cont.) segurana de acessoSupervisorPode selecionar profissionaisPode ler e alterar seu cadastro e competnciasPode ler competncias de outras pessoas

    Administrador do sistemaAcesso total P. ex. introduzir novas matrizes, reas de conhecimento, alterar dados e matrizes das pessoas etc.)

  • 5. Exemplo (cont.) SyscomaSistema para InternetImplementado em 2014 como TCC por Joo Marco Maciel da SilvaUsou Ruby on Rails

  • 5. Exemplo (cont.) SyscomaExibio da matriz de um profissional

  • 5. Exemplo (cont.) SyscomaSeleo de profissionais

  • TPICOS 1. Introduo 2. Conceitos 3. Matrizes de competncia 4. Usos de sistemas de competncias 5. Exemplo de um sistema 6. Centros de competncia 7. Concluses

  • 6. Centros de competncia questes sociaisUm centro de competncia (CC) de uma empresa agrupa profissionais de uma certa especialidadeEx.: CC em gerenciamento de projetos, CC em engenharia civil, CC em engenharia hidrulica, CC em TI etc.Para cada projeto, formam-se equipes requisitando profissionais de vrios CCs

  • 6. Centros de competncia questes sociaisVantagensOtimizao da alocao de recursos humanosMaior flexibilidadeInterao com colegas de mesma especialidadeDesvantagensDiminuio da integrao social no h mais contatos longos dentro de um departamento Falta de identidade pessoal com um centro de negcios

  • TPICOS 1. Introduo 2. Conceitos 3. Matrizes de competncia 4. Usos de sistemas de competncias 5. Exemplo de um sistema 6. Centros de competncia 7. Concluses

  • 7. ConclusesCaracterizaes de informao, conhecimento e competncia funcionaram muito bem em entrevistas para avaliao de competncias em 2 grandes empresasProfissionais ficaram agradecidos pela sistematizao de seus currculos de competnciasComputador seleciona possveis candidatos para cargos e equipesDeve ser seguido por avaliao subjetivaseno profissionais so tratados como dados (coisas)

  • 7. Concluses (cont.)Problemas na atribuio de competncias com o nosso mtodoUniformizao dos critrios entre profissionaisNa PROMON: somente um entrevistador, s para TINo vivel com centenas de profissionaisNa PRODESP: autoavaliao seguida de uniformizao por gerentesNo leva em conta a qualidade de um projeto desenvolvido por um profissionalIsso teria que ser avaliado por gerentesProblemas sociaisNo foi feita uma matriz comportamental (liderana, trabalho em equipe, comunicao etc.)Tambm deveria ser preenchida pelos gerentes

  • 7. Concluses (cont.)Aplicao principal:

    Gerenciamento de conhecimentoDisseminao de conhecimento pessoal:quem sabe o que

    Ver referncias bibliogrficas no artigoDado, informao, conhecimento e compentncia

  • TPICOS 1. Introduo 2. Conceitos 3. Matrizes de competncia 4. Usos de sistemas de competncias 5. Exemplo de um sistema 6. Centros de competncia 7. Concluses

  • GERENCIAMENTO DE COMPETNCIAS:CONCEITOS E SISTEMASValdemar W. SetzerDept. de Cincia da ComputaoUniversidade de So Paulowww.ime.usp.br/~vwsetzergoogle: valdemar setzer(Ver no site esta apresentao e o artigo correspondente)