sinais de rumo - instituto chico xavier · chico xavier espíritos diversos . 2

of 44 /44
SINAIS DE RUMO Chico Xavier Espíritos Diversos

Author: lecong

Post on 02-Dec-2018

215 views

Category:

Documents


0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • SINAIS DE RUMO

    Chico Xavier Espritos Diversos

  • 2

    NDICE

    A resposta ...................................................................................................... 03 Assunto em ns ............................................................................................. 04 Boas obras ..................................................................................................... 05 Carto de companheiro ................................................................................. 06 Concluso simples ......................................................................................... 07 Conscincia .................................................................................................... 08 Contas ............................................................................................................ 09 Contratempo .................................................................................................. 11 Cooperadores ................................................................................................. 12 Devoluo ...................................................................................................... 13 Doao diferente ............................................................................................ 14 Entender e auxiliar ......................................................................................... 15 Escolhas ......................................................................................................... 16 Escute ............................................................................................................ 17 Espera e confia .............................................................................................. 18 Estrada adiante ............................................................................................... 19 Hei de vencer ................................................................................................. 20 Informao ..................................................................................................... 21 Lar e me ....................................................................................................... 22 Medicao ...................................................................................................... 24 Mensagem de amigo ...................................................................................... 25 Muitos te esperam .......................................................................................... 26 Na viagem da Terra ........................................................................................ 27 Nos momentos difceis .................................................................................. 28 Ofertas ........................................................................................................... 29 Pgina de alerta .............................................................................................. 30 Pequeninos ..................................................................................................... 31 Podes crer ...................................................................................................... 33 Prova e fora .................................................................................................. 34 Quando puderes ............................................................................................. 35 Quem ama ...................................................................................................... 36 Riqueza de luz ............................................................................................... 37 Sempre feliz ................................................................................................... 38 Ser feliz .......................................................................................................... 39 Serve e no temas .......................................................................................... 40 Temas variados .............................................................................................. 41 Trabalho nosso ............................................................................................... 43 Toque de f ..................................................................................................... 44

  • 3

    A RESPOSTA Emmanuel

    O homem desesperado alcanou, um dia, a presena do Cristo e clamou: - Senhor, que fazer para sair do labirinto da Terra? Tudo sombra... Maldade e

    indiferena, angstia e aflio dominam as criaturas que, a meu ver, se debatem num mar de trevas... Senhor, onde o caminho que me assegure a libertao?

    Jesus afagou o infeliz e respondeu, generosamente: - Filho, ningum te impede de acender a prpria luz.

  • 4

    ASSUNTO EM NS Emmanuel

    No sofras porque outros lhe tragam desiluses. Aqueles que, porventura, nos perseguem, so ainda quais ns mesmos: acertam e erram. Sentimo-nos felizes quando somos compreendidos e desculpados. Aprendamos a entender e a tolerar igualmente. Se esperamos pelos outros para sermos auxiliados na soluo de nossos problemas,

    natural que os outros esperem tambm por ns.

  • 5

    BOAS OBRAS Andr Luiz

    Se voc dispe de tempo e da vocao de auxiliar para contribuir nas boas obras com

    seu esforo pessoal, o seu trabalho ser sempre bem vindo, especialmente porque lhe expressa o amor no propsito de servir.

    Caso se veja na impossibilidade de comparecer pessoalmente em semelhantes empreendimentos, o seu concurso amoedado, de qualquer dimenso, uma beno de sua generosidade, atraindo novas bnos em seu benefcio.

    Na hiptese de maiores dificuldades para que venha a exercer a cooperao a que nos referimos, a oferta de alguma utilidade mesmo usada, no apoio aos que faceiam necessidades primordiais desatendidas, constituem um sinal luminoso de sua bondade para com as tarefas em andamento.

    Reconhecendo que ainda isso no representa medida ao seu alcance, voc talvez desfrute o ensejo de falar, encorajando os companheiros que trabalham, ou fornecendo indicaes que lhes amenizem a boa luta.

    Observando que essa colaborao na se lhe faa possvel, certamente poder voc orar pelos irmos que se empenham s laboriosas realizaes da beneficncia.

    Entretanto, se voc, de todo, no consegue efetuar nada disso, no aponte os defeitos dos obreiros que se acham na construo.

    O do bem, de vez que se so eles criaturas reprovveis, qual voc supe, estaro fazendo o melhor que podem, no reajuste deles prprios, com a permisso e com o amparo de Deus.

  • 6

    CARTO DE COMPANHEIRO Casemiro Cunha

    Por mais luta, por mais dor,

    Ergamos a nossa voz: Se Deus nos guarda em amor,

    Quem surgir contra ns?

    Na f que nos revigora, Se o trabalho nos conduz, Toda esperana de agora,

    Amanh ser mais luz.

  • 7

    CONCLUSO SIMPLES Andr Luiz

    Todos nos reconhecemos filhos de Deus. Nessa condio, habitualmente, quase todos ns, no mundo, solicitamos Divina

    Providncia nos fornea tudo aquilo de que necessitamos. Efetivamente, o Todo-Misericordioso nos concede, por meios mltiplos, todos os

    recursos bsicos sustentao da vida, atravs da Natureza. Todo Pai, no entanto, forma o carter e a personalidade dos filhos, atravs da disciplina

    e do estudo, do trabalho e da experincia. Na Terra, assim, permanecem por nossa conta os cuidados com o solo, os irmos-

    problemas, os filhos por educar e certas dificuldades a suprimir. Muito comum, porm, no Plano Fsico, quase todas as criaturas reclamarem a presena

    de Deus, quando esse ou aquele problema aparea. Queremos que o Pai Supremo nos tome lugar nos momentos de crise. Exigimos que o Criador nos solucione as questes do relacionamento recproco. Rogamos ao Eterno Doador de Todas as Bnos nos conserte esses ou aqueles

    familiares doentes ou desorientados. Recordemos, no entanto, que somos filhos de Deus e Deus que tudo pode realizar,

    reserva alguma parcela de servio e responsabilidade para cada um de ns, a fim de que aprendamos a fazer pelos outros o que Ele faz constantemente por ns.

  • 8

    CONSCINCIA Emmanuel

    O homem que havia dilapidado a vida de outro homem fugiu correo da justia,

    transportando-se para longe. Assentou moradia em outra regio, mudou de nome, entregou-se a novos

    empreendimentos e buscou novas relaes, mas, em pouco tempo, se reconheceu enfermo e abatido.

    Somente depois de longos tratamentos e dores inexplicvel que compreendeu que estava preso em si mesmo.

  • 9

    CONTAS Parente que te apavora Em lutas que no esperas, conta em juros de mora Que trazemos de todas outras eras...

    Cornlio Pires

    Sabemos quanto isso custa, Mas devemos ponderar: Enquanto a conta for justa, A soluo pagar.

    Cornlio Pires

    Sem provas, de quando em quando, No curso da disciplina, Ningum confere o que aprende, Nem senhoreia o que ensina.

    Jos Nava

    Quem trata do que no deve, Por mais elevado esteja, Acaba sem pressentir Fazendo o que no deseja.

    Ulisses Bezerra

    Desgovernada afeio - Incndio arrasando a vida. Amor que vira paixo Derrama dio em seguida.

    Rodolfo Tefilo

    Saudade luz doce e fria, Espinho em forma de flor. Um retrato da alegria Emoldurando de dor.

    Lvio Barreto

    Ignorncia e descrena - Estranha dupla infeliz... Uma no sabe o pensa, Outra no sabe o que diz.

    Antnio Sales

  • 10Navio no ancoradouro, Barco firme a descansar... Mas no foi para esse fim Que ele nasceu para o mar.

    lvaro Martins

    A tentao me busca, Chorou, soluou, tremeu... Ouvi, concordei, cedi... Quem geme agora sou eu.

    Xavier de Castro

    Lio da sabedoria Quem ningum aplica em vo A verdadeira humildade No conhece humilhao.

    Luiz S

    Bendito o trabalhador, Entre espinhos e brejais, Que responde praga e ao vento Plantando e servindo mais!...

    Antnio de Castro Se voc dispe de tempo e da vocao de auxiliar para contribuir nas boas obras com o

    seu esforo pessoal, o seu trabalho ser sempre bem-vindo, especialmente porque lhe expressa o amor no propsito de servir.

    Andr Luiz No fomos situados frente dos semelhantes, a fim de aperfeio-los e sim para

    aperfeioar a ns mesmos. Os outros, por mais errados estejam, rogam simpatia, no censura. Compreendemos o prximo, a fim de que o prximo nos venha a compreender.

    Emmanuel

  • 11

    CONTRATEMPO

    Maria Dolores Resguarda a serenidade

    Nos mais difceis problemas. No te rebeles, nem temas, Atende ao prprio dever.

    Deus no nos d contratempo Ou mgoas de alma ferida Que nos procurem a vida Sem justa razo de ser.

    Um simples erro em caminho,

    A conversa inesperada, Uma barreira na estrada Que nos impea seguir,

    Uma doena ligeira, So, na essncia, a chave certa Com que o Senhor nos liberta

    De muita dor no porvir.

    Em qualquer dificuldade, Que surja ou te bata porta, Na sombra que desconforta Ou anuvia os passos teus,

    Escora-te pacincia,

    Que o contratempo, ao teu lado, socorro antecipado

    Chegando do amor de Deus.

  • 12

    COOPERADORES Emmanuel

    Cooperao? No nos esqueamos de que ningum realiza algo sem algum. Valorize os companheiros. Os amigos assemelham-se s rvores benfeitoras: produzem auxlio e proteo. No entanto, qual acontece com as rvores, precisam de amparo e colaborao para isso.

  • 13

    DEVOLUO Emmanuel

    Queres felicidade. Felicidade, porm, uma construo a fazer. O alicerce est em ti mesmo. Recorda: ters sempre o que deres de ti. O retorno de lei. Ainda mesmo que em migalha, distribui a esperana e a alegria. Mesmo sofrendo, oferece um sorriso aos outros. Tanto quanto puderes, faze os outros felizes. Pouco a pouco, ters centuplicadamente aquilo que semeias. No te esqueas: felicidade devoluo.

  • 14

    DOAO DIFERENTE Meimei

    Tantos rogam socorro!... E o corao se te enternece. So doentes largados noite, companheiros em penria aguardando auxlio, pequeninos

    sem lar e irmos em prova que te estendem as mos, algo esperando de tua bondade ou de tua bolsa!...

    Todos so dignos do apoio que se te faa possvel. Entretanto, nas trilhas do cotidiano, outros necessitados vo surgindo, a reclamarem

    uma das mais preciosas doaes que a criatura capaz de oferecer. So aqueles que te agridem a vida: os que te dilapidam os interesses; os que te

    experimentam com a magia da tentao; os que te estragam o relacionamento familiar; os que te menosprezam os sentimentos; os que te espancam com as farpas invisveis do sarcasmo; os que se apoderam do destaque para que te omitas obrigatoriamente na sombra; os que descarregam seus prprios fardos sobre as responsabilidades que transportas nos ombros; os que te agravam as dificuldades e aqueles outros que em vo te consomem as possibilidades de trabalho, anulando-te o tempo.

    Diante desses irmos que tantas vezes te emaranham no cipoal da inquietao vazia, no desesperes, nem desanimes,

    Oferece-lhes a tua doao de pacincia e deixa-os no recanto de incompreenso a que se acolhem.

    Entrega-os a Deus e segue o teu prprio caminho. So doentes do esprito que s a Divina Providncia conseguir curar na clnica do

    tempo. E preciso reconhecer que os doentes da alma no sabem o que fazem.

  • 15

    ENTENDER E AUXILIAR Emmanuel

    As vtimas da incompreenso! Acham-se em toda parte. Hoje, so aqueles espritos que recalcitram contra a verdade. Ontem, fomos ns, quando nos comprazamos com idntico desajuste. No percas tempo com palavras estreis. Aceita os outros tais quais so e coloca-os em tua lista de bnos. No fomos situados frente dos semelhantes, a fim de aperfeio-los e sim para

    aperfeioar a ns mesmos. Os outros, por mais errados estejam, rogam simpatia, no censura. Compreendemos o prximo, a fim de que o prximo nos venha a compreender.

  • 16

    ESCOLHAS Meimei

    possvel te admires das alteraes que, por vezes, te desafiam o entendimento nas

    criaturas amadas. Aqui determinada jovem ter sido prerparada, com vistas a encargos artsticos, pelo

    carinho domstico, no entanto, ter preferido os servios de culinria, to dignos de considerao quanto musica.

    Alm, certo rapaz, a quem se ofertou condies positivas para o destaque na cincia, se aconchegou, de inesperado, aos labores do campo.

    Assim ocorre na vida sentimental. Se tens o nimo defrontado por essa espcie de surpresa, enuncia com bondade o teu

    diverso ponto de vista. Entretando, ainda mesmo nos casos em que a escolha dos entes queridos se incline para estradas claramente inferiores, compadece-te e no violentes a confiana daqueles que a Divina Providncia te confiou.

    No estraalhes o n afetivo nessa ou naquela alma que te desfruta a convivncia, porque a Sabedoria da Vida saber como e quando desat-lo.

    Nem todos te possuem a compreenso amadurecida, tanto quanto nem todos vieram ao mundo para a liderana espiritual ou para o amanho do solo.

    Aceita os outros, tais quais so, sem o propsito de modific-los, a menos que se encontrem na condio da criana que se ergue por argila de Deus em tuas mos.

    Cada criatura caminha na direo das experincias de que se reconhece necessitada. Ampara-os, sem exigncia, para que os teus sentimentos no se tisnem com a dor ou

    com a revolta, por vezes, imanifestas de quantos se arrastam sob as correntes invisveis dessa ou daquela imposio.

    Ama somente, agindo e servindo para o bem, porque todo corao que verdadeiramente ama, pelas leis do destino, alcanar a colheita do amor que semeia, em plenitude de unio e de alegria sem fim.

  • 17

    ESCUTE Andr Luiz

    Fracasso? No acredite em derrotas. Lembre-se de que, pela bno de Deus, voc est agora em seu melhor tempo o

    tempo de Hoje, no qual voc pode sorrir e recomear imensos.

  • 18

    ESPERA E CONFIA Meimei

    Eis a dupla singular

    - Escora que nos descansa: Servir sem desanimar,

    Nunca perder a esperana.

    Se sofres, serve e confia, No te queixes, nem te irrites.

    Espere. A bno de Deus proteo sem limites.

  • 19

    ESTRADA ADIANTE Casimiro Cunha

    Serve e prossegue. No temas.

    A lei maior servir. Quem luta em muitos problemas,

    No tem meios de cair.

    Pedra, ofensa, prova, cruz? Esquece-te no perdo.

    Quanto mais amor, mais luz, Mais Jesus no corao.

  • 20

    HEI DE VENCER Mcio Teixeira

    Hei de Vencer aspira a planta pequenina, E obedecendo a Lei que a protege e levanta,

    Na terra que a sustenta e ante o Sol que ilumina, Faz-se rvore em flor, abenoada e santa.

    Hei de Vencer exclama o homem forte na vida E se o homem, servindo, estende o amor e a paz,

    Encontra a Luz Celeste a guiar-lhe a subida E escuta a voz de Deus que lhe diz: Vencers!

  • 21

    INFORMAO Casimiro Cunha

    Muitos amigos perguntam Com desencanto invulgar:

    - Por que vocs, de outro mundo, Falam tanto em trabalhar?

    Eis a resposta: na vida

    Quem no serve, no se apura E fica por muito tempo

    Dormindo na sepultura.

  • 22

    LAR E ME Ser me nos temas do amor Ter tudo quanto preciso... Trazer um mundo de dor Nas luzes de um paraso...

    Marcelo Gama

    Maternidade veleiro De jbilos a contento, Navegando o dia inteiro No rio do sofrimento.

    Ulisses Bezerra

    Mezinha, como louvar-te? Tenho em prece o peito mudo... O que eu fale nada expressa, Tua lgrima diz tudo.

    Meimei

    Dentre as palavras pequenas Diz o lar que Deus encerra Em trs letrinhas apenas O reino maior da Terra

    Targlia Barreto

    Me uma estrela, no todo, Que, s vezes, de du em du Desce mais baixo que o lodo, Cumprindo votos do Cu.

    Jos Albano

    Me morta? como esquec-la? O amor remove empecilhos. Me que morre, faz-se estrela Na caminhada dos filhos.

    Celeste Jaguaribe

    Mundos eleitos transponho. De repente, eis-me a lembrar Minha me, meu lar, meu sonho, Com vontade de chorar!...

    Da Costa e Silva

  • 23Corao de me, no fundo Tem signo de sofrer, Deus o criou neste mundo, Para amar at morrer...

    Julinda Alvim

    Ser me ser luz nos caminhos Do mais nobre aos mais plebeus. Toda me tem seu destino Guardado no amor de Deus.

    Ormando Candelria

    Doce lar!... Hoje no sei Onde a saudade mais forte, Se no antigo lar da Terra, Se no lar, alm da morte.

    Juvenal Galeno

    Ao filho que a navalhara, Disse a me, morrendo ao cho: Deus te abenoe para sempre, Filho do meu corao!...

    Chiquito de Moraes

  • 24

    MEDICAO Andr Luiz

    Aceite-se, tal que , buscando melhorar-se. Suporte com pacincia as provas do caminho. Se voc caiu, erga-se logo para seguir adiante. Se j conhece o que seja tentao, j sabe claramente como evit-la. Deixe de criar motivaes a sofrimentos de que no tem necessidade. Abstenha-se de relaes que lhe prejudiquem a paz. No tente sanar amarguras da alma com medicaes que lhe criem exagerada

    dependncia. Cultive fortaleza de nimo e acolha a realidade, tal como se apresenta. Faa todo bem que puder, auxiliando a todos, mesmo quando no possa estar com

    todos. Trabalhe sempre, confiando em Deus. No diga que isso bvio ou que voc j sabe tudo isso, porque os planos do bem

    devem ser infinitamente repetidos e a construo mais simples sempre a mais difcil de se fazer.

  • 25

    MENSAGEM DE AMIGO Casimiro Cunha

    Toda criana na Terra

    sempre uma vida em flor Que se dirige ao futuro, Necessitando de amor.

    Se quiserdes vida nova, Acendei a prpria luz,

    Dando criana o caminho Da elevao com Jesus.

  • 26

    MUITOS TE ESPERAM Emmanuel

    Sofres e choras? No desanimes e segue adiante. Encontrars frente aqueles que atravessam dificuldades maiores A tua dor ser talvez a luz da experincia para clarear as veredas dos que jazem nas

    trevas e o teu sorriso ser uma bno de esperana para aqueles outros que at hoje ainda no tiveram qualquer migalha de alegria para viver.

  • 27

    NA VIAGEM DA TERRA Meimei

    O Plano Fsico comparvel a um mar de inquietaes e problemas, coalhado de

    embarcaes, conduzindo passageiros diversos. Do transatlntico de alto nvel piroga mais simples, quase todos eles enfrentam um

    oceano repleto de perigos; rochedos de incompreenso exigem cautela e entendimento; icebergs de indiferena provocam o naufrgio de muitos; ondas avassaladoras de dio espalham desequilbrio em mltiplas direes; a ventania da discrdia assopra a delinqncia, conturbando-lhes o clima espiritual; de quando a quando, surgem irmos que enlouqueceram, transformando-se em piratas da violncia e seres ocultos, nas profundezas das guas, rondam as naves no cotidiano, aguardando presas fceis.

    Se consegues mentalizar o quadro que apresentamos, sabes igualmente que a sinalizao de Jesus continua funcionando corretamente, na garantia de todos os viajadores que lhe buscam as instrues na laboriosa travessia.

    por isso, corao fraterno, que te pedimos, por amor ao Celeste Amigo: onde estiveres e como estejas, como penses e como creias nos poderes do bem, auxilia aos companheiros do mundo e s para eles uma beno de paz nas ilhas da esperana.

  • 28

    NOS MOMENTOS DIFCEIS Emmanuel

    Se te calas, Deus se expressa em teu favor pelas ocorrncias da vida. Se te humilhas, Deus te exalta. Se suportas com pacincia, Deus te garante. Se perdoas, Deus te compensa. Se aceitas a prova, Deus te liberta. Se abenoas sempre, Deus te auxilia. Se prossegues servindo, Deus te protege. Se esqueces todo mal, Deus te instala no bem. Se te sacrificas, Deus te promove. Se te entregas a Deus, Deus te resguardar.

  • 29

    OFERTA Emmanuel

    Se te propes realmente a cooperar com Jesus na sublimao da Terra, faze a Ele esta

    valiosa oferta de corao: Perdoa a quem te ofende para que o mundo no aumente os problemas a resolver.

  • 30

    PGINA DE ALERTA Cornlio Pires

    Na luta que te devora, Aceita a vida qual ;

    Deus nos situa na prova Por treinamento de f.

    Trabalha, serve, auxilia,

    No deixes o tempo em vo, O teu Esprito-Guia

    Nem sempre est de planto.

  • 31

    PEQUENINOS Deus situou no lar o bero doce e puro E colocou no bero a divina esperana Em que o homem, plasmando o corao da criana Edifica na Terra o seu prprio futuro.

    Amaral Ornellas A alma infantil argila de amor para a construo do Reino de Deus.

    Anlia Franco A criancinha perdida, Sozinha, desamparada, flor cada na estrada, Sob desespero e aflio... Oh! vs que atendeis na vida estrela da caridade, Recolhei-a, com bondade, Ao templo do corao.

    Joo de Deus No clima infantil principia o clima dos homens.

    Batura No olvideis que a criana, No caminho, vida afora, Vai devolver-te, mais tarde O que lhe deres agora.

    Casimiro Cunha A existncia terrestre um dia laborioso. O homem o lavrador que colhe segundo a plantao. A criana o amanhecer.

    Meimei Criana linda semente, Raio de luz a sorrir. nesse pingo de gente Que Deus te entrega o porvir.

    Belmiro Braga Os malfeitores confessos, so, em verdade, a caricatura dos sentimentos infelizes com que a sociedade relegou a criana ao supremo abandono.

    Bezerra

  • 32 Pequeninos, pequeninos, Aves do cu, procurando Um ninho ditoso e brando, Em que o po se faa luz!... Neles brilham dons divinos Que devemos cultivar Para a grandeza do lar E exaltao de Jesus.

    Irene S. Pinto Amparando a criana, auxilia igualmente o Corao da mulher. Jesus, o Governador do

    Mundo, embora a excelsitude celeste, no prescindiu dos braos maternais, para erguer-se entre os homens.

    Emmanuel

  • 33

    PODES CRER Cornlio Pires

    Se algum te ensombra na inveja,

    Causando-te inquietao, Coloca esse algum depressa

    No teu quadro de orao.

    Depois, no fales no assunto Que te fere ou desacata,

    Inveja matou Caim E a fofoca tambm mata.

  • 34

    PROVA E FORA Emmanuel

    Se a provao te visita, no esmoreas. Problema condio para crescimento. Reflete na semente a esforar-se para vencer o solo que a constrange. A rvore protetora fala sem palavras quantas vezes agentou a fria do vento, a fim de

    sobreviver. Dor uma proposta do Cu para que te promovas. Confia e atravessa a dificuldade. O Senhor da Vida que te sustentou ontem, sustentar-te- tambm hoje. Mobiliza a prpria f e caminha adiante. Liga-te a Deus e segue. Pensa no prodgio da luz e reconhecers que a fora vem de dentro.

  • 35

    QUANDO PUDERES Emmanuel

    Quando conseguires ver a doena de quem odeia;

    a ambio dos que se desmandam pela posse; a febre dos que enlouquecem de paixo;

    a angstia dos desesperados que renegam a prpria f; e a mgoa de quantos se desequilibram nos hbitos infelizes,

    no te sentirs com disposio de condenar a ningum.

  • 36

    QUEM AMA Emmanuel

    "Quem ama, onde estiver,

    Serve sem perguntar.

    Trabalha o quanto pode Na construo do bem.

    Encontra, em qualquer parte,

    Companheiros e irmos.

    No se isola, convive. No reprova, perdoa.

    Aprende a se omitir,

    Dando valor aos outros,

    Quem ama reina sempre, Porque reina com Deus."

  • 37

    RIQUEZA DE LUZ Cornlio Pires

    O po que repartes hoje;

    A roupa ainda mesmo usada Que ofertas de corao; A frase amiga na estrada

    De quem passa em luta e prova; O amparo da compreenso No qual a paz se renova; O olvido de toda ofensa Que recebes, porventura;

    O blsamo de consolo Com que afastas a amargura; O silncio em que resguardas O erro ou a falha de algum;

    A plantao de alegria Que espalhas fazendo o bem;

    A pacincia bendita Nas horas de inquietao

    Aceitando sem revolta Os entrares tais quais so, Mnimos gestos de amor

    Um dia sero trofus, Ampliando-te a riqueza Que depositas nos Cus.

  • 38

    SEMPRE FELIZ Andr Luiz

    Procure compreender as dificuldades do prximo. No conserve ressentimentos. Desculpe ofensas, sejam quais sejam, colocando os assuntos desagradveis no

    esquecimento. Trabalhe quanto puder, tornando-se til quanto possvel. Mobilize o tempo de que disponha no servio aos Semelhantes. Adote a simplicidade por clima de Paz. Continue aprendendo sempre. Esquea voc mesmo, criando alegria para os outros. Viva em Paz com a prpria conscincia e deixe que os Companheiros vivam a

    existncia deles prprios. Cultive a pacincia sem ansiedade e, procedendo com os Semelhantes, como estima que

    com voc procedam, estar sempre no caminho da verdadeira Felicidade.

  • 39

    SER FELIZ Casemiro Cunha

    Se voc que ser feliz

    Fuja a todo assunto vo Que no clareie a cabea,

    Nem ajude ao corao.

    Em tudo o que suceder Procure a margem do bem, Levante, ajude, esclarea,

    No pense mal de ningum.

    Ampare aos irmos em prova, De mo aberta e alma s;

    Necessitado de hoje o benfeitor de amanh.

    Guarde a paz de conscincia

    Atendendo Lei Divina; A flor da felicidade

    No vive sem disciplina.

    Conserva a luz que te apoia, Sobre a f que te bendiz,

    E sirva sem perguntar Se voc que ser feliz.

  • 40

    SERVE E NO TEMAS Emmanuel

    Cr no bem e no temas, Prossegue e no recues.

    Surgiro maus caminhos; Deus saber guiar-te

    Pedras talvez te firam; Deus te garante a cura.

    Tempestades viro; Deus ser-te- refgio.

    Ante ofensas provveis, Deus te far defesa.

    Se amigos te deixaram, Deus estar contigo.

    Haja o que houver na estrada, Deus te resguardar.

  • 41

    TEMAS VARIADOS Sem provas, de quando em quando, No curso da disciplina, Ningum confere o que aprende, Nem senhoreia o que ensina.

    Jos Nava

    Quem trata do que no deve, Por mais elevado esteja, Acaba sem pressentir Fazendo o que no deseja.

    Ulisses Bezerra

    Desgovernada afeio Incndio arrasando a vida. Amor que vira paixo Derrama dio em seguida.

    Rodolfo Tefilo

    Saudade luz doce e fria, Espinho em forma de flor. Um retrato da alegria Emoldurado de dor.

    Lvio Barreto

    Ignorncia e descrena Estranha dupla infeliz... Uma no sabe o que pensa, Outra no sabe o que diz.

    Antnio Sales

    Navio no ancoradouro, Barco firme a descansar... Mas no foi para esse fim Que ele nasceu para o mar.

    lvaro Martins

    A tentao me buscou, Chorou, soluou, tremeu... Ouvi, concordei, cedi... Quem geme agora sou eu.

    Xavier de Castro

  • 42 Lio de sabedoria Que ningum aplica em vo: A verdadeira humildade No conhece humilhao.

    Luiz S

    Bendito o trabalhador, Entre espinhos e brejais, Que responde praga e ao vento Plantando e servindo mais!...

    Antnio de Castro

  • 43

    TRABALHO NOSSO Emmanuel

    No te aflijas sobre a destinao do mundo. A Eterna Sabedoria conhece o que deve ocorrer vida planetria. Agora nosso tempo. Hoje o dia em que nos compete fazer o que deva ser feito. As criaturas que te pedem apoio, o lar que sustentas, as obrigaes que assumiste, a

    causa que enobreces so, em si, o quadro dos desgnios superiores a que precisas atender. Entesoura a cultura que desejas. Antes de tudo, porm, atende aos deveres que se te

    fazem essenciais.

  • 44

    TOQUE DE F Emmanuel

    Hospedaste conflitos do pensamento sem perceber e, por isso, te afliges. Entretanto, asserena-te e espera. Muitas das inquietaes que te pungem o esprito no passam de nuvens formadas por

    tua prpria imaginao. A pessoa que te parece suspeita, qual se te fosse um adversrio prestes a ferir-te, talvez

    esteja em tua rea de ao, buscando auxiliar-te. O desencanto experimentado ter sido provavelmente o meio de que se valeu a

    Sabedoria Divina para livrar-te de tribulaes futuras, cujo peso no suportarias de p. Acontea o que acontecer, guarda-te em paz, oferecendo aos outros o melhor de ti, a

    fim de que os outros te ofertem o melhor de que disponham. Ainda que fardos de sofrimento se te amontoem na vida, permanece firme em tua f e

    em teu caminho, porquanto nenhuma tempestade, por mais arrasadora, te pode arrancar a proteo de Deus.