seminário de geografia da américa latina - haiti

Download Seminário de Geografia da América Latina - Haiti

If you can't read please download the document

Post on 06-Jun-2015

477 views

Category:

Education

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Seminário sobre o Haiti Turma de Geografia - 5º período Universidade Federal do Rio Grande do Norte

TRANSCRIPT

  • 1. SEMINRIO DE GEOGRAFIA DASEMINRIO DE GEOGRAFIA DA AMRICA LATINAAMRICA LATINA TEMA: HAITITEMA: HAITI Discentes: Alexsandra Andrade Geane Sabino Incio Henrique Jane Pereira Lbia Santos Maria Sirlei Talita Anachara

2. SUMRIOSUMRIO Localizao;Localizao; Recursos naturais;Recursos naturais; Geomorfologia;Geomorfologia; Geologia;Geologia; Climatologia;Climatologia; Histria;Histria; Infraestrutura;Infraestrutura; Populao;Populao; Censo;Censo; Economia;Economia; Polticas pblicas;Polticas pblicas; Comrcio exterior;Comrcio exterior; Questo ambiental;Questo ambiental; Relaes com o Brasil.Relaes com o Brasil. 3. LOCALIZAOLOCALIZAO Ilha situada na Amrica Central (mar do Caribe) rea: 27.750 km Capital: Porto Prncipe Cidades Principais: Porto Prncipe, Carrefour, Delmas. Populao: 9,7 milhes (estimativa 2011) Nome oficial: Repblica do Haiti Nacionalidade: haitiana Governo: Repblica (forma mista de governo) Diviso administrativa: 9 departamentos subdivididos em comunas e distritos. 4. Fonte: http://www.ecobrasil.org.br LOCALIZAOLOCALIZAO 5. RECURSOS NATURAISRECURSOS NATURAIS O Hait no tem recursos minerais significativos e a agricultura constitui um meio de subsistncia insuficiente para a maioria das pessoas. Mas alguns gelogos acreditam que seja uma das zonas mais ricas do mundo em hydrocarbons - leo e gs para alm do Oriente Mdio, e possivelmente com uma magnitude maior do que a da Venezuela. 6. Fonte: http://www.ecobrasil.org.br RECURSOS NATURAISRECURSOS NATURAIS 7. RELEVORELEVO O pas do Haiti possui um relevo muito acidentado e extremamente montanhoso. Apresenta duas plancies montanhosas, que fecham o Golfo de Gonaives e so separadas por vales e outras plancies. Fonte: http://www.vmapas.com 8. PONTO MAIS ALTO DO HAITIPONTO MAIS ALTO DO HAITI Fonte: http://www.vmapas.com Fonte: http://www.noticiasr7.com 9. PLACA CARIBENHAPLACA CARIBENHA O Haiti encontra-se na placa tectnica Caribenha, que possui relativamente um pequeno tamanho quando comparadas as placas Sul Amerivcana e Norte Americana. Fonte: http://www.vmapas.com 10. TERREMOTO NO HAITITERREMOTO NO HAITI Fonte: http://www.noticiasr7.com 11. TERREMOTO NO HAITITERREMOTO NO HAITI Em janeiro de 2010, o Haiti foi atingido por um terremoto de magnitude 7,0 na escala Richter, esse fenmeno provocou a morte de milhares de pessoas e destruiu boa parte do pas. Fonte: http://www.vmapas.com Fonte: http://www.noticiasr7.com 12. PALCIO PRESIDENCIALPALCIO PRESIDENCIAL Fonte: http://www.noticias.terra.com.br 13. PICO DO TREMORPICO DO TREMOR Fonte: http://www.noticias.terra.com.br 14. CLIMACLIMA O clima tropical, com temperaturas altas variando entre os 25 e 32 graus centgrados nas zonas costeiras. A temperatura mdia ao longo da costa de 27C, com pequenas variaes entre inverno e vero. Muito irregular devido ao carter montanhoso do pas, o clima caracterizado pela alternncia: Estao seca Estao chuvosa 15. CLIMACLIMA As chuvas ocorrem em abril, maio, agosto, setembro e outubro. Fonte: http://www.ecobrasil.org.br 16. CLIMACLIMA O sistema de precipitao anual varia de acordo com cada regio. Fonte: http://www.ecobrasil.org.br 17. HISTRIAHISTRIA Em 1492, Cristvo Colombo chegou ilha que os nativos chamavam de Quisquia. Na poca, ali viviam os povos Arawaks e Tanos, praticamente exterminados pelos conquistadores. Os franceses, revelia dos espanhis (que por deciso papal teriam a posse de toda a ilha), instalaram-se na poro ocidental da Hispaniola, a partir de meados do sculo XVII, e acalentavam o sonho de ocupar toda a ilha. Em 1697, a Espanha cedeu a parte oeste da ilha de So Domingos Frana. 18. HISTRIAHISTRIA Fonte: http://www.wilkipdia.com.br 19. COLNIA DE EXPLORAOCOLNIA DE EXPLORAO Fonte: http://www.wilkipdia.com.br A explorao comercial da cana-de-acar, pela Frana, no Haiti logrou alta produtividade e lucros sem precedentes na histria francesa. Em 1794, aps uma violenta revolta dos escravos que lutaram com faces, paus e ferramentas, o Haiti se tornou o primeiro pas do mundo a abolir a escravido. 20. INDEPENDNCIA DO HAITIINDEPENDNCIA DO HAITI No dia 1 de janeiro de 1804, o Haiti tornou-se a segunda colnia nas Amricas a conquistar a independncia, aps os Estados Unidos. Primeira repblica negra do mundo (fase fundacional). Perodo compreendido entre 1820 e 1915. Em 1915, o poder civil substituiu o poder militar e abriu o caminho para a primeira interveno dos Estados Unidos no pas, que durou dezenove anos. O fim da ocupao aconteceria em 1934, mas a ingerncia externa na vida poltica e econmica do pas no se encerraria com a sada das tropas norte-americanas. 21. DITADURA MILITAR DO HAITI DE PAPA DOC EDITADURA MILITAR DO HAITI DE PAPA DOC E BABY DOC (19571990)BABY DOC (19571990) Papa Doc instaurou uma ditadura linha dura no Haiti perseguindo seus inimigos e limitando a liberdade da Igreja Catlica. Controlando o pas na base da fora e desviando grande parte dos recursos para a corrupo, Papa Doc conseguiu afundar ainda mais a economia j fragilizada do Haiti. Pap Doc ficou no poder at do a sua morte em 1971, sendo substitudo por seu filho Jean-Claude Duvalier ( codinome Baby Doc ) que passou a ser o novo ditador do Haiti. Baby Doc continuou a mesma linha do pai de corrupo e perseguio, enfrentando diversas revoltas no seu governo. 22. INDEPENDNCIA DO HAITIINDEPENDNCIA DO HAITI Aps quase trinta anos de ditadura, o Haiti passou a ser administrado por governos provisrios que no conseguiram vencer as dificuldades polticas, econmicas e sociais do Estado. O pas parecia ingressar numa nova fase de sua histria, marcada pela realizao de eleies democrticas em 1990. O sufrgio, realizado em dezembro com monitoramento internacional, conferiu, com expressivos 67% dos votos, vitria ao padre catlico Jean- Bertrand Aristide, sacerdote de esquerda, que se proclamava adepto da teologia de libertao e no desfrutava da simpatia dos Estados Unidos. 23. INDEPENDNCIA DO HAITIINDEPENDNCIA DO HAITI Aristide tomou posse em fevereiro de 1991 e, poucos meses depois, em setembro do mesmo ano, seria deposto por um golpe de estado promovido por militares, com o apoio de setores importantes da elite do pas, liderados pelo General Raoul Cdras. Aristide seria reconduzido presidncia , em 1995, sempre com apoio dos Estados Unidos, dissolveu as Foras Armadas. A dinmica das lutas sociais e polticas acelerou-se no perodo 2000-2002. Os abusos do poder traduziam-se em formas inaceitveis e, aps a morte de jornalistas e de representantes dos direitos humanos que denunciavam os desmandos do governo, Aristide anunciaria o chamado sistema zero de tolerncia. 24. A VACNCIA DE PODER E A RESPOSTA DAA VACNCIA DE PODER E A RESPOSTA DA ONUONU Em novembro de 2002, o quadro social e poltico agravara-se de tal modo que ficou clara a incapacidade de o Governo exercer suas funes. As gangues armadas iniciaram a construo de barricadas em diversas ruas, impedindo a circulao de veculos. Em 29 de fevereiro de 2004 - o Presidente Aristide renunciou e partiu para o exlio. 25. A VACNCIA DE PODER E A RESPOSTA DAA VACNCIA DE PODER E A RESPOSTA DA ONUONU Em 30 de abril de 2004, o Conselho de Segurana da ONU criou a MINUSTAH (Misso das Naes Unidas para a estabilizao do Haiti), por meio da resoluo 1542, para restaurar a ordem no pas aps um perodo de crise poltica O Brasil foi apontado pela ONU como lder dessa misso com objetivos pacificadores no Haiti. Caberia ao Governo transitrio a misso de promover a reconciliao nacional, mediante o envolvimento dos segmentos da sociedade e a promoo do dilogo poltico, e restaurar a estabilidade econmica, ao comprometer-se a organizar as eleies presidenciais, legislativas e locais em 2005. 26. PERFIL DA SOCIEDADE HAITIANAPERFIL DA SOCIEDADE HAITIANA Elementos importantes, recorrentes na histria do Haiti e que permitem melhor compreender seu momento atual, so a dificuldade para a consolidao do Estado e os seus reflexos na formao da identidade nacional. O Estado haitiano conta com uma histria pontuada por sucessivos conflitos polticos e sociais, uma sociedade marcada pela revoluo e por uma estratificao complexa. Desde os anos 90, xodos sucessivos deixaram o pas em embarcaes precrias com destino Flrida. A motivao de deixar o pas em embarcaes desprovidas de segurana resulta no apenas da falta de oportunidades, tanto no acesso educao quanto ao mercado de trabalho, como tambm da crescente perda de vnculos com a comunidade nacional. 27. INFRAESTRURURA DO HAITIINFRAESTRURURA DO HAITI O Haiti ocupa as nada invejveis posies de pas mais pobre do hemisfrio ocidental e de um dos mais pobres fora da frica. Triste saldo para um pas que foi a primeira colnia de escravos a conquistar sua independncia e a segunda repblica livre no Ocidente depois dos EUA. Fonte: http://www.sempretops.com 28. DEBILIDADE DO PASDEBILIDADE DO PAS A renda per capita do pas de US$ 361 (R$ 803,49) no cmbio do dia 3 de fevereiro de 2006); dois teros da populao vive na pobreza; Metade da populao nas reas urbanas no dispe de gua potvel; apenas 28% tm acesso a saneamento bsico e outros 10% tm acesso a energia eltrica. Quase todo o emprego do pas informal; 50% dos haitianos trabalham na agricultura de subsistncia e 80% no conseguem prover as necessidades alimentares bsicas de suas famlias. 29. Fonte: http://www.mexico.cnn.com DEBILIDADE DO PASDEBILIDADE DO PAS 30. EPIDEMIA E PRECARIEDADEEPIDEMIA E PRECARIEDADE Segundo a Organizao Mundial de Sade (OMS), esta a primeira epidemia de clera a se propagar pelo Haiti em mais de cem anos. Isso significa que o pas no tem experincia no combate doena. Homem que se banha numa rua da capital Precariedade sanitria / alastramento de doenas Fonte: http://www.sempretops.com 31. INSTABILIDADE POLTICAINSTABILIDADE POLTICA Depois de registrar crescimento mdio anual de cerca de 2,3% em termos reais durante a dcada de 70, a renda per capita registrou uma queda de 2,4% em mdia por ano durante a dcada de 80 e, nos