PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA - ?· PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA Razão, consciência e emancipação…

Download PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA - ?· PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA Razão, consciência e emancipação…

Post on 09-Dec-2018

218 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA

Razo, conscincia e emancipao subsdios crticos para anlise, elaborao e avaliao de polticas pblicas.

Cmpus de Marlia

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

Mestrado e Doutorado

Jose Geraldo Alberto Bertoncini Poker

Aprovado "ad referendum" do Conselho do Programa, em 28/01/2013. - Aprovado "ad referendum" do Conselho do Programa em 28/01/2013.

Disciplina:

Docente:

Nvel:

Parecer:

6N Crditos :Data Aprovao: Data Desativao:

Carga Horria Total: Carga Horria Terica: Carga Horria Prtica: Carga Horria Terica/Prtical: Carga Horria Seminrio: Carga Horria Laboratrio:

90 48 42 0 0 0

28/01/2013

Programa: CINCIAS SOCIAIS

Contedo: - A natureza humana e a epistemologia do Estado proposto pela teoria do contrato em T. Hobbes.- O individualismo moral, o contrato e a sociedade ideal de J.J. Rousseau e de I. Kant.- A crtica racionalidade e perspectiva de desenvolvimento na sociedade ocidental para Max Weber.- As possibilidades da Teoria da Ao Comunicativa proposta por J. Habermas na elaborao de um novo conceito de sociabilidade, convivncia e Estado democrtico.- A educao, a justia, o direito, a democracia nas sociedades multiculturais emergentes: a atuao das Organizaes No Governamentais e dos movimentos sociais, sob o enfoquedos conceitos de incluso e reconhecimento.- As teorias da subjetividade frente aos desafios objetivos do presente: com qual delas chegaremos ao futuro?

Sociedade ocidental, contratualismo, racionalidade, concepes de justia, modernidade, polticas pblicas, democracia, teoria da ao comunicativa, concepes de incluso ereconhecimento, emancipao, subjetividade e objetividade na vida cotidiana.

Ementa:

ADORNO, T. Educao aps Auschwitz. In: Educao e emancipao. 2 ed. Rio de Janeiro : Paz e Terra, 2000.ANGOULVENT, A.-L. Hobbes e a moral poltica. Campinas: Papirus, 1996.BECK, U. A reinveno da poltica: rumo a uma teoria da modernizao reflexiva. In: GIDDENS, A.; BECK, U. e LASH, S. Modernizao reflexiva poltica, tradio e esttica na ordemsocial moderna. So Paulo : Editora da UNESP, 1997. Dussel, E. Filosofia da Libertao crtica ideologia da excluso. So Paulo : Paulus, 1995.GIDDENS, A. O Estado-nao e a violncia. So Paulo : Edusp, 2001. Cap. 1: Estado, Sociedade e histria moderna; cap. 8: Classe, soberania e cidadania e Cap. 11: Modernidade,totalitarismo e teoria crtica________ A vida em uma sociedade ps-tradicional. In: GIDDENS, A.; BECK, U. e LASH, S. Modernizao reflexiva poltica, tradio e esttica na ordem social moderna. So Paulo :Editora da UNESP, 1997.KANT, I. A fundamentao da metafsica dos costumes. So Paulo : Nova Cultural, 1991. (Coleo Os Pensadores)._______ O que o iluminismo? In: Kant, I. A paz perptua e outros opsculos. Lisboa : Edies 70. s.d._______ Idia de uma histria universal do ponto de vista cosmopolita. In: Kant, I. A paz perptua e outros opsculos. Lisboa : Edies 70. s.d.HABERMAS, J. Conscincia moral e agir comunicativo. Rio de Janeiro : Tempo Brasileiro, 1989. Cap. 3: Notas programticas para a fundamentao de uma tica do

Bibliografia:

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA

Razo, conscincia e emancipao subsdios crticos para anlise, elaborao e avaliao de polticas pblicas.

Cmpus de Marlia

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

Mestrado e Doutorado

Jose Geraldo Alberto Bertoncini Poker

Aprovado "ad referendum" do Conselho do Programa, em 28/01/2013. - Aprovado "ad referendum" do Conselho do Programa em 28/01/2013.

Disciplina:

Docente:

Nvel:

Parecer:

discurso.________ Conscincia moral e agir comunicativo. Rio de Janeiro : Tempo Brasileiro, 1989. Cap. 4: Conscincia Moral e agir comunicativo.________ Lutas pelo reconhecimento no Estado Constitucional Democrtico. In: TAYLOR C. (org.) Multiculturalismo. Lisboa : Instituto Piaget. 2000.HEGEL, G.W.F. Princpios da Filosofia do Direito. 2 ed. So Paulo : Icone, 2005.HONNETH, A. A luta por reconhecimento a gramtica moral dos conflitos sociais. So Paulo : Editora 34, 2003.LASH, S. A reflexividade e seus duplos. In: GIDDENS, A.; BECK, U. e LASH, S. Modernizao reflexiva poltica, tradio e esttica na ordem social moderna. So Paulo : Editora daUNESP, 1997.ROUSSEAU, J-J. Do contrato social (princpios do direito poltico). So Paulo : Nova Cultural, 1990. (Coleo Os Pensadores).SCHLUCHTER, W. The rise of western rationalism: Max Webers developmental history. London: University of California Press, 1981.TAYLOR, C. A poltica de reconhecimento. In: TAYLOR C. (org.) Multiculturalismo. Lisboa : Instituto Piaget. 2000.________ As fontes do self. A construo da identidade moderna. So Paulo : Loyola, 1994.

Objetivo geral:Por meio da criao de um espao de reflexo, pretende-se que os participantes venham a construir uma concepo crtica acerca dos pressupostos que norteiam a elaborao eavaliao de polticas pblicas, que centram na generalizao do uso da racionalidade os pr-requisitos para a emancipao individual e construo de sociedades livres e justas.

Objetivo especfico:Ao final da disciplina, pretende-ser que os participantes possam identificar os limites e as possibilidades presentes nas promessas do paradigma da modernidade, sobretudo no que serefere ao recurso racionalidade cientfica para construo de modelos de sociedades ideais e utopias acerca de sua concretizao, e ao mesmo tempo questionar as certezas derivadasda crena na potencialidade histrica da razo em identificar problemas e estabelecer alteraes na poltica, na sociedade e na vida cotidiana

Objetivos:

A aprendizagem ser avaliada mediante dois procedimentos:- avaliao da qualidade da apresentao de textos e livros pelos alunos;- avaliao da qualidade do paper requisitado aos alunos no final da disciplina.

Critrios:

Recommended

View more >