pastores e diconos

Download Pastores e Diconos

Post on 15-Aug-2015

252 views

Category:

Spiritual

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. ESCOLA BBLICA DOMINICAL PASTORES E DICONOS Data:26/07/2015 Lio: 04 Trim: 03
  2. 2. PASTORES E DICONOS Texto ureo "Convm, pois, que o bispo seja irrepreensvel, marido de uma mulher, vigilante, sbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar." (1 Tm 3.2) Verdade Prtica Os pastores e os diconos so lderes, escolhidos por Deus, atravs do ministrio, para cuidarem do servio cristo na igreja local.
  3. 3. LEITURA BBLICA EM CLASSE 1 - Esta uma palavra fiel: Se algum deseja o episcopado, excelente obra deseja. 2 - Convm, pois, que o bispo seja irrepreensvel, marido de uma mulher, vigilante, sbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; 3 - no dado ao vinho, no espancador, no cobioso de torpe ganncia, mas moderado, no contencioso, no avarento; 4 - que governe bem a sua prpria casa, tendo seus filhos em sujeio, com toda a modstia 8 - Da mesma sorte os diconos sejam honestos, no de lngua dobre, no dados a muito vinho, no cobiosos de torpe ganncia, 9 - guardando o mistrio da f em uma pura conscincia. 10 - E tambm estes sejam primeiro provados, depois sirvam, se forem irrepreensveis. 11 - Da mesma sorte as mulheres sejam honestas, no maldizentes, sbrias e fiis em tudo. 12 - Os diconos sejam maridos de uma mulher e governem bem seus filhos e suas prprias casas. 13 - Porque os que servirem bem como diconos adquiriro para si uma boa
  4. 4. OBJETIVOS GERAL Promover a conscientizao de que o pastorado e a diaconia so ministrios dados por Deus. ESPECFICO 1. Tratar a respeito do episcopado. 2. Apresentar as qualificaes e atribuies de um lder. 3. Refletir a respeito do diaconato. 4. Conscientizar-se de que o servio a razo de ser do ministrio.
  5. 5. INTERAO A palavra grega usada para bispo no captulo trs de 1 Timteo episkopos. Esta mesma palavra utilizada como sinnimo de presbtero e ancio. Paulo mostra que aqueles que desejam o episcopado, excelente obra desejam. Porm, logo a seguir ele apresenta as qualificaes morais e espirituais que este ministrio exige Estas qualificaes no so obtidas nos seminrios ou nos bancos das universidades, mas so resultados de um carter transformado e regenerado pelo Senhor Jesus. O lder algum que influencia as pessoas, por isso, precisa ser exemplo. necessrio que ele tenha uma vida ilibada e esteja
  6. 6. TIPOS DE LIDERANA Liderana autocrtica Na liderana autocrtica, o lder centraliza totalmente a autoridade e as decises e os subordinados no tm nenhuma liberdade de escolha. A liderana autocrtica enfatiza somente o lder. O lder autocrtico : Dominador; Emite ordens e espera obedincia plena e cega dos subordinados; Lder temido pelo grupo, que s trabalha quando ele est presente.
  7. 7. Liderana liberal Neste modelo de liderana, o lder permite total liberdade para a tomada de decises individuais ou em grupo, participando delas apenas quando solicitado. A liderana liberal enfatiza somente o grupo. O comportamento do lder evasivo e sem firmeza. Os grupos submetidos liderana liberal no se saram bem quanto quantidade nem quanto qualidade do trabalho. E ainda apresentaram: Fortes sinais de individualismo; Desagregao; Insatisfao; Agressividade TIPOS DE LIDERANA
  8. 8. Liderana democrtica Na liderana democrtica, o lder: Interage bem com a equipe e com os indivduos; Encoraja a participao das pessoas; Preocupa-se igualmente com o trabalho e com o grupo. O lder atua como um facilitador para orientar o grupo, ajudando-o na definio dos problemas e nas solues, coordenando atividades e sugerindo ideias. Os grupos submetidos liderana democrtica apresentaram boa quantidade e melhor qualidade de trabalho, acompanhadas de um clima de satisfao, integrao, responsabilidade e comprometimento das pessoas. TIPOS DE LIDERANA
  9. 9. Jesus, o verdadeiro lder. O verdadeiro lder: Jo 13.1 Jesus, o lder amoroso; Jo 13.12-17 Jesus, o lder servo; Jo 8.46 Jesus, o lder ntegro; Mt 23.13-36 Jesus, o lder corajoso; Jo 2.13-22 Jesus, o lder zeloso; Mt 26.39 Jesus, o lder fiel; Lc 9.18-22 Jesus, o lder focado em sua misso Mt 10.1 Jesus, o lider que fez discpulos TIPOS DE LIDERANA
  10. 10. Paulo d inicio ao captulo trs da Primeira Epstola de Timteo, falando a respeito do trabalho pastoral. Ser pastor no uma profisso Ser pastor no um ministrio Funo primordial cuidar das ovelhas do Senhor Nenhum pastor consegue cuidar do rebanho sozinho So necessrios ajudantes, por isso, neste mesmo captulo, o apstolo Paulo fala a respeito do diaconato Funes de extrema importncia para o crescimento do Reino de Deus. INTRODUO
  11. 11. I - QUEM DESEJA O EPISCOPADO 1. "Excelente obra deseja. Almejar o episcopado, ou seja, o pastorado aspirar uma obra excelente 1Tm3:1. Porem funo pastoral no uma profisso ou um meio para ascender social e economicamente. 2. A chamada. Paulo afirma que foi chamado pelo Senhor desde o ventre de sua me (Gl 1.15) 3. O preparo. Deus chama, o Esprito Santo capacita porm, o preparo cabe aos seus servos. (2Tm2:15) Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que no tem de que se envergon que maneja bem a palavra da verdade.
  12. 12. PONTO CENTRAL Deus vocaciona e separa homens para o diaconato e para o ministrio pastoral. Almejar o episcopado aspirar uma obra excelente. SNTESE DO TPICO I
  13. 13. II - QUALIFICAES E ATRIBUIES DOS PASTORES E DICONOS (3.1-13) 1. Atribuies dos pastores (v. 1-7) Os que almejam o pastorado necessitam conhecer as atribuies e qualificaes que tal atividade exige. O lder e a igreja de um modo geral precisam ver no aspirante algumas caractersticas. 2. Qualificaes espirituais e ministeriais. Paulo apresenta uma lista de 15 qualificaes 3. Qualificaes familiares. Precisa governar bem toda a sua famlia, seus filhos precisam ser crentes e darem bom testemunho (3.4) 4. Qualificaes morais. Ser honesto, sincero, verdadeiro (3.2); hospitaleiro, ou acolhedor, sabendo tratar bem as pessoas (3.2); no dado ao vinho, no usurio de bebidas alcolicas (3.3); no espancador, ou seja no violento, agressivo (3.3; Gl 5.22); no cobioso nem ganancioso (3.3); ser sbrio (3.2), simples, moderado (3.3); no contencioso (3.2; 2 Tm 2.24); no avarento (3.3; 6.10). 5. Infelizmente, h igrejas que desprezam esses aspectos na hora de
  14. 14. SNTESE DO TPICO II A Palavra de Deus mostra as qualificaes que os que almejam o diaconato e o pastorado precisam ter.
  15. 15. II - CONHEA MAIS Quinze qualificaes 1. Irrepreensvel: inteiramente fiel sua esposa; 2. Esposo de uma s mulher; inteiramente fiel sua mulher; 3. Temperante: sbrio, solcito e modesto; 4. Domnio prprio: discipulado, moderado; 5. Respeitvel: modesto, honrado, bem-comportado; 6. Hospitaleiro: que recebe bem os visitantes; 7. Apto para ensinar; capacitado a explicar e aplicar os ensinamentos;
  16. 16. II - CONHEA MAIS Quinze qualificaes (continuao) 8. No dado embriaguez; no dado ao vinho; 9. No violento; no dado hostilidade, ao antagonismo; 10. Gentil: bondoso, razovel, de boa famlia; 11. No contencioso: no combativo, inimigo de contendas; 12. No avarento: preocupado com as pessoas, no com as finanas; 13. Bom governante de sua famlia: administra a vida familiar; 14. No seja um recm-convertido: maduro e humilde; 15. Reputao imaculada: admitido pelos de fora"
  17. 17. III - O DIACONATO (8-13) 1. Os diconos. Palavra dicono significa "aquele que serve". So chamados para servir Igreja do Senhor. Papel muito importante no crescimento da Igreja 2. Chamado para servir. Precisam ter o desejo de servir a Deus e aos irmos. Hoje muitos querem ser servidos, mas poucos seguem o exemplo de Jesus e querem servir. 3. Qualificaes. Necessitam ser honestos, no de lngua dobre. Que no tenha nenhum tipo de vcio. Que governem bem sua famlia 4. O ministrio cristo algo muito srio.
  18. 18. SNTESE DO TPICO III Cabe ao dicono servir a Igreja do Senhor. Assim como os pastores, aqueles que almejam o diaconato precisam ter o desejo de servir a Deus e aos irmos.
  19. 19. III - CONHEA MAIS 1. *O dicono "Sua forma verbal (diakonein) significa 'servir', particularmente 'servir s mesas'. Tem a conotao de um servio muito pessoal, intimamente ligado ao servir por amor. Os gregos, no dignificavam este servio; O desenvolvimento prprio era a meta de uma pessoa ao invs de humilhao. O judasmo conserva uma viso diferente sobre o servio. Isso est exemplificado no segundo mandamento. Foi isso que o nosso Senhor ensinou quando lavou os ps dos seus discpulos" (Dicionrio Bblico Wycliffe, CPAD, p. 552).
  20. 20. IV - SERVIO - RAZO DE SER DO MINISTRIO 1. O exemplo do Mestre. Jesus despojou-se temporariamente de sua glria plena. (Jo 17:14). Ele assumiu a forma de servo, mais que isso, a forma de escravo (Fp 2.6-). Jesus lavou os ps dos discpulos para lhes ensinar uma importante lio. 2. O exemplo de Paulo. Aps seu encontro com Jesus sua vida foi utilizada em prol da Igreja. Ele no mediu esforos para servir No teve medo de se opor aos falsos mestres que estavam tentando seduzir os crentes Ele jamais usou de fraudulncia. Hoje h muitos falsos obreiros que se aproveitam dos fiis e da Igreja
  21. 21. IV - SERVIO - RAZO DE SER DO MINISTRIO 3. O exemplo de Timteo. Sua me Eunice e sua av Loide eram crentes Cuidou da Igreja com zelo e no teve medo de se opor aos falsos mestres O lder de uma Igreja precisa ser corajoso e plenamente comprometido com Jesus Cristo. Ele tambm demonstrou no buscar a glria para si. Infelizmente, h lderes que so movidos a elogios, ou mesmo por lisonjas.
  22. 22. SNTESE DO TPICO IV A razo de ser do ministrio pastoral e do diaconato o servio a Deus.
  23. 23. CONCLUSO Os pastores e diconos so obreiros, institudos pelo Senhor, para auxiliar os servos de Deus. No importa a funo que voc exera na Igreja de Cristo, seja voc um pastor ou um dicono, o importante que "todos sejam um" para a glria de Deus (Jo 17.21), sabendo que para Ele