ccna 2 conceitos básicos de roteadores e roteamento ...lsi.usp.br/~acacio/ccna_cap05mod02.pdf ·...

of 28/28
1 Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Página Capítulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

Post on 12-Jul-2018

226 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Captulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS

    CCNA 2 Conceitos Bsicos de Roteadores e Roteamento

  • 2Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Objetivos do Captulo

    Descrever a seqncia e a importncia dainicializao do IOS nos roteadores Cisco;

    Conhecer o sistema de arquivos utilizado pela Ciscoe as ferramentas para gerenci-lo.

  • 3Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Seqncia de Incializao

    As rotinas de inicializao devem:

    Testar o hardware do roteador;

    Encontrar e carregar o software Cisco IOS;

    Localizar e aplicar as instrues de configurao,inclusive as que determinam as funes dosprotocolos e os endereos das interfaces.

  • 4Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Os diferentes valores deregistros de configuraopermitem a localizao daimagem do IOS. Estesencontram-se salvos na NVRAM.

    Quando os comandos deinicializao do sistema noforem encontrados na NVRAM, oIOS obtido da Flash.

    Se a memria Flash estivervazia, o IOS obtido por meio deum servidor TFTP.

    Se o IOS no estiver disponvelno servidor TFTP, obtm-se umIOS limitado a partir da ROM.

    Localizando o IOS

  • 5Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    O uso de comandos boot system serve para especificar aseqncia que ser utilizada para carregar o software Cisco IOS:

    Router(config)#boot system flash {nome da imagem}:para que a imagem do sistema seja carregada a partir daMemria Flash;

    Router(config)#boot system tftp {nome da imagem} {ipdo servidor tftp}: para que a imagem possa ser carregada apartir de um servidor tftp, caso a memria flash estejacorrompida;

    Router(config)#boot system rom: para que a imagempossa ser carregada a partir da ROM (IOS bsico).

    Comando Boot System

  • 6Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Comando Boot System

  • 7Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Configuration Register

    A ordem em que oroteador procurainformaes de bootstrapdepende da definio docampo de inicializao(boot-field) doconfiguration register.

    O configuration register um registrador de 16 bitsarmazenado na NVRAM.Os ltimos quatro bits doconfiguration registerformam o campo deinicializao (boot field).

    Utilize o comando showversion no modo execprivilegiado, para verificaro valor atual do boot field. Boot field = 2

  • 8Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Pode-se alterar o campo boot field do configuration fazendo oseguinte:

    Router(config)#config-register {0xnnn0}: usa o modoROM monitor (inicializar manualmente usando boot);

    Router(config)#config-register {0xnnn1}: para inicializarusando a imagem da Flash ou a partir do IOS da ROM(dependente da plataforma);

    Router(config)#config-register {0xnnn2 a 0xnnnF}: paraconfigurar o sistema para que use a sequncia configuradacom os comandos boot system.

    Configuration Register

  • 9Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Soluo de Problemas

    No caso do roteador no ser inicializado corretamente, vrias coisaspodem estar erradas:

    Instruo boot system ausente ou incorreta no arquivo deconfigurao: a seqncia de instrues boot system pode servisualizada com o comando show running-config. Caso aseqncia esteja incorreta exclua-a com a verso no docomando;

    Valor incorreto do configuration register: o valor no registro deconfigurao e a imagem a ser utilizada na inicializao podem servisualizados com o comando show version. Caso esteja incorretocorrija com o comando global config-register;

    Imagem flash corrompida: nesse caso necessrio carregar umanova imagem;

    Falha de hardware: nesse caso entre em contato com aassistncia tcnica.

    Inicializao para quebra de senha: Atividade de e-Lab: Soluode Problemas na Carga (Boot) do IOS (5.1.5)

  • 10Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Os dois tipos de softwarenecessrios para operaodos equipamentos so osistema operacional e aconfigurao.

    O sistema operacionalusado em quase todos osdispositivos, o CiscoInternetwork OperatingSystem (IOS) e armazenado na memriaFlash, sendo que em muitasarquiteturas de roteadores, oIOS copiado e executadona memria de acessoaleatrio (RAM).

    Viso Geral do Sistema de Arquivos

  • 11Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    O software usado por umroteador ou switch chamado dearquivo de configurao ouconfig.

    A configurao contm asinstrues que definem como odispositivo ir rotear ou comutar.

    Uma cpia dos arquivos deconfigurao armazenada naNVRAM, para uso comoconfigurao durante ainicializao. Esta configurao conhecida como "startup config.

    Uma cpia armazenada naRAM na inicializao para operar oroteador, sendo conhecida comorunning-config.

    Viso Geral do Sistema de Arquivos

  • 12Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    O IFS (Cisco IOS File System) um sistema quefornece uma interface nica para realizar todo ogerenciamento do sistema de arquivos usado porum roteador.

    Isto inclui os sistemas de arquivos da memriaflash, os sistemas de arquivos de rede (TFTP,Remote Copy Protocol (RCP), e FTP) e agravao e leitura dos dados (por exemplo,NVRAM, a running configuration, ROM).

    Viso Geral do Sistema de Arquivos

  • 13Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Nomenclatura do IOS

    Para identificar as diferentes verses, a Cisco temuma conveno de atribuio de nomes para arquivosdo IOS, especificados de acordo com a figura abaixo:

    A primeira parte do nome do arquivo Cisco IOSidentifica a plataforma de hardware para a qual aimagem foi criada.

  • 14Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Nomenclatura do IOS

    A segunda parte do nome do arquivo IOS identificaos vrios recursos ou funcionalidades contidos nessearquivo.

    Como exemplos de categorias que incorporamconjuntos de recursos temos:

    Bsico: Um conjunto de recursos bsicos paraa plataforma de hardware;

    Plus: Um conjunto de recursos bsicosacrescido de recursos adicionais;

    Criptografia: A adio de recursos decriptografia de dados de 56 bits, s verses bsicaou plus. Os designadores de criptografia sok8/k9.

  • 15Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Nomenclatura do IOS

    A terceira parte do nome do arquivo indica o seuformato. Ela especifica se o IOS est armazenado namemria flash em formato compactado e se ele relocvel.

    A quarta parte do nome do arquivo identifica a versodo IOS (release).

  • 16Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Em um roteador ou switch Cisco, a running-configest na RAM e a startup-config est na NVRAM.

    Caso a configurao seja perdida, deve haver umacpia de backup dessa configurao em um servidorTFTP.

    Para armazenar a configurao ativa em um servidorTFTP, deve-se:

    Gerenciamento de Arquivos com TFTP

  • 17Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Gerenciamento de Arquivos com TFTP

    A cpia do arquivo de configurao pode sercarregada de um servidor TFTP para restaurar aconfigurao do roteador, para isso deve-se:

  • 18Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Outra forma de criar um backup da configurao capturar o resultado do comando show running-config.

    Isso pode ser feito a partir do HyperTerminal.

    Ao concluir a captura, o arquivo de configuraodever ser editado para a retirada do texto extra. Oarquivo pode ser editado usando-se o Notepad.

    Ao final de cada seo relativa configurao decada interface, adiciona-se o comando no shutdown.

    Gerenciamento com Copiar e Colar

  • 19Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Para capturar a configurao deve-se:

    Selecionar Transfer;

    Selecionar Capture Text;

    Especificar o nome do arquivo de texto para onde ser efetuada a captura da configurao;

    Selecionar Start para comear a captura do texto;

    Gerenciamento com Copiar e Colar

  • 20Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Gerenciamento com Copiar e Colar

    Exibir a configurao na tela,com o comando show running-config;

    Pressionar a barra de espao quando o prompt "- More -" aparecer;

    Selecionar Transfer;

    Aps toda a configurao serexibida, interrompe-se acaptura, da seguinte forma:

    Selecionar Capture Text;

    Selecionar Stop.

  • 21Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    O backup limpo da configurao pode ser copiadono roteador:

    Entre no modo configurao global do roteador;

    Clique em Transfer > Send Text File;

    Selecione o nome do arquivo onde ser salvo obackup da configurao;

    As linhas do arquivo sero inseridas no roteadorcomo se estivessem sendo digitadas;

    Observe se h erros.

    Aps inserir a configurao, pressione a tecla Ctrl-Z para sair do modo de configurao global.

    Restaure a configurao a ser utilizada nainicializao (startup configuration) com o comandocopy running-config startup-config.

    Gerenciamento com Copiar e Colar

  • 22Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Para restaurar ouatualizar o IOS apartir do servidor,use o comando copytftp flash.

    Gerenciamento de Imagens com TFTP

    Quando um roteador for adquirido, dever ser feito o backupdo IOS.

    O backup do IOS pode ser iniciado no modo EXEC privilegiado,com o comando copy flash tftp.

    O roteador solicitar que o usurio insira o endereo IP doservidor TFTP e especifique o nome do arquivo de destino.

  • 23Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Se a imagem do IOS na memria flash tiver sido apagada oucorrompida, o IOS pode ser restaurado usando o modo ROMmonitor.

    Em muitas das arquiteturas de hardware Cisco, o modoROMmon identificado a partir do prompt rommon 1 >.

    A memria flash deve ser examinada com o comando dir flash.

    rommon 1 > dir flash:

    File size Checksum File name

    5571584 bytes (0x550400) 0x0455 c2600-i-mz.122-28.bin

    Se for localizada uma imagem que parea ser vlida, deve-setentar a inicializao com o uso dessa imagem. Isso feito com ocomando boot flash:.

    rommon 2 > boot flash:c2600-i-mz.122-28.bin

    Gerenciando Imagens no ROM Monitor

  • Use o comando show version para verificar o registro deconfigurao e garantir que a configurao esteja de acordo coma seqncia de inicializao.

    Se o valor do configuration register estiver correto, use ocomando show startup-config para ver se h um comando bootsystem instruindo o roteador a usar o IOS do ROM monitor.

    Se o roteador no for inicializado corretamente usando aimagem ou se no houver uma imagem disponvel do IOS, oarquivo IOS pode ser recuperado com o uso do Xmodem pararestaurar a imagem atravs da console, ou a imagem pode sertransferida com o uso do TFTP no modo ROMmon.

    24Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Gerenciando Imagens no ROM Monitor

  • 25Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Para restaurar o IOS atravsda console, o PC local precisater uma cpia do arquivo IOS eum programa de emulao determinal.

    O roteador exibir um promptpara que no seja iniciada atransferncia e apresentar umamensagem de advertncia. Essamensagem informar que abootflash ser apagada esolicitar que se confirme oprosseguimento. Quando oprocesso prosseguir, o roteadorexibir um prompt para o incioda transferncia.

    No disponvel em todas asverses de Roteadores!!!

    Gerenciando Imagens com Xmodem

  • 26Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    O IOS tambm poder ser restaurado em uma sesso do TFTP.Isso feito definido-se variveis de ambiente e, em seguida,usando-se o comando tftpdnld.

    As variveis de ambiente fornecem uma configurao mnimapara permitir o TFTP do IOS.

    Para definir uma varivel de ambiente ROMmon, digitado onome da varivel, seguido do sinal de igual (=) e o valor relativo varivel (VARIABLE_NAME=valor).

    Variveis de Ambiente

  • 27Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    As variveis mnimas necessrias para usar otftpdnld so:

    IP_ADDRESS: o endereo IP na interface LAN;

    IP_SUBNET_MASK: a mscara de sub-rede paraa interface LAN;

    DEFAULT_GATEWAY: o gateway padro para ainterface LAN;

    TFTP_SERVER: o endereo IP do servidor TFTP;

    TFTP_FILE: o nome do arquivo IOS no servidor;

    Definidas as variveis para o download do IOS, ocomando tftpdnld inserido sem argumentos. OROMmon ecoar as variveis e, em seguida, serexibido um prompt de confirmao, com umaadvertncia de que isso apagar a memria flash.

    Variveis de Ambiente

  • 28Associao dos Instrutores NetAcademy - agosto 2006 - Pgina

    Os comandos que podemser usados para verificar osistema de arquivos doroteador:

    Show version: exibe aimagem atual, a origemda imagem, o tamanhoda memria flash e ocampo boot field;

    Show flash: exibe aimagem atual e o total dememria flash disponvel.

    Verificao do Sistema de Arquivos