vôlei de praia: configurações sociais de um esporte .universidade de brasÍlia instituto de...

Download Vôlei de praia: configurações sociais de um esporte .universidade de brasÍlia instituto de ciÊncias

Post on 19-Aug-2018

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA

    INSTITUTO DE CINCIAS SOCIAIS

    DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA

    VLEI DE PRAIA: CONFIGURAES SOCIAIS DE UM

    ESPORTE-ESPETCULO DE ALTO RENDIMENTO NO BRASIL

    Autora: Marlia Maciel Costa

    Braslia, 2005

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA

    INSTITUTO DE CINCIAS SOCIAIS

    DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA

    VLEI DE PRAIA: CONFIGURAES SOCIAIS DE UM

    ESPORTE-ESPETCULO DE ALTO RENDIMENTO NO BRASIL

    Autora: Marlia Maciel Costa

    Tese apresentada ao Departamento de Sociologia

    da Universidade de Braslia/UnB como parte dos

    requisitos para a obteno do ttulo de Doutor em

    Sociologia.

    Braslia, dezembro de 2005

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA

    INSTITUTO DE CINCIAS SOCIAIS

    DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA

    PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM SOCIOLOGIA/ SOCIOLOGIA DO

    ESPORTE

    TESE DE DOUTORADO

    VLEI DE PRAIA: CONFIGURAES SOCIAIS DE UM

    ESPORTE-ESPETCULO DE ALTO RENDIMENTO NO BRASIL

    Autora: Marlia Maciel Costa

    Orientador: Dr. Lcio Brito Castelo Branco

    Banca:

    Professor Doutor Sadi Dal Roso (UnB)

    Professora Doutora Lourdes Maria

    Bandeira (UnB)

    Professor Doutor Aldo Antonio de

    Azevedo (UnB)

    Professor Doutor Luiz Otvio Teles

    Assumpo (UCB)

    Professora Doutora (1 suplente) Maria

    Salete Kern Machado (UnB)

    Professor Doutor (2 suplente) Antnio

    Flvio Testa (Senado/UnB)

  • SUMRIO

    Resumo......................................................................................................................................IV

    Abstract......................................................................................................................................VI

    Resum....................................................................................................................................VIII

    INTRODUO...........................................................................................................................1

    CONTEXTUALIZAO .........................................................................................................11

    CAPTULO 1

    CONSIDERAES HISTRICAS DO VLEI DE PRAIA BRASILEIRO..........................22

    Experincias anteriores institucionalizao do vlei de praia no Brasil.................................25

    CAPTULO 2

    O II HOLLYWOOD VOLLEY E A ATUAO DA CONFEDERAO BRASILEIRA

    DE VOLEIBOL.........................................................................................................................32

    CAPTULO 3

    CRIAO DO DEPARTAMENTO DE VLEI DE PRAIA DENTRO DA ESTRUTURA

    ORGANIZACIONAL DA CBV E A ATUAO JUNTO AOS AGENTES DO CAMPO ...36

    3.1 Criao do departamento e garantia de m onoplio administrativo .................................37

    3.1.1 A relao da CBV c om os principais agentes do campo esportivo vlei de praia ...46

    3.2 Presena marcante do Brasil no processo decisrio dos rgos internacionais ..............64

    3.3 A administrao esportiva do Vlei de Praia brasileiro e os novos paradigmas do esporte

    moderno.................................................................................................................................67

    3.4 O papel da pesquisa um trabalho de base s ocial...........................................................71

    3.5 A divulgao contbil: a ferramenta que garante patrocinadores....................................73

    3.6 Condies de treinamento a fbrica .............................................................................74

    3.7 Categoria de base p reocupao para se manter no pdio .............................................75

    CAPTULO 4

    A CRIAO DO CIRCUITO MUNDIAL DE VLEI DE PRAIA E A ATUAO DO

    BRASIL.....................................................................................................................................79

    156

  • CAPTULO 5

    A CRIAO DO CIRCUITO NACIONAL DE DUPLAS DE VLEI DE PRAIA ...............84

    5.1 A entrada do Banco do Brasil no patrocnio da modalidade: as questes conjunturais ..85

    5.2 A estrutura de funcionamento do Circuito Nacional .......................................................91

    5.3 Circunstncias sociais favorveis ao surgimento do patrocnio para a modalidade vlei

    de praia ..................................................................................................................................95

    5.4 Outros eventos oficiais ..................................................................................................104

    5.4.1 O Rei da Praia e a Rainha da Praia.........................................................................105

    5.4.2 Copa Samsung Volley 4x4 .....................................................................................106

    CAPTULO 6

    O PAPEL DO BRASIL NA INCLUSO DO VLEI DE PRAIA COMO ESPORTE

    OLMPICO..............................................................................................................................107

    CAPTULO 7

    PROCEDIMENTOS METODOLGICOS ............................................................................111

    7.1 Discusso dos dados levantados e das entrevistas realizadas........................................115

    7.1.1 A instalao de um departamento de vlei de praia ...............................................123

    7.1.2 Forte diviso de funes sob uma coordenao nica............................................126

    7.1.3 O financiamento da modalidade via patrocnio......................................................127

    7.1.4 O modelo do sistema de duplas ..............................................................................128

    7.1.5 Manual de funcionamento para a modalidade........................................................129

    REFLEXES FINAIS.............................................................................................................141

    REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS ....................................................................................143

    LISTA DE ANEXOS ..............................................................................................................155

    157

  • O desporto , de fato, uma das maiores

    invenes sociais que os seres humanos

    realizaram sem o planejar.

    Norbert Elias

    O professor se liga eternidade;

    ele nunca sabe onde cessa sua influncia.

    Maria Montessori

  • II

    AGRADECIMENTOS

    Muitas pessoas me ajudaram na preparao deste trabalho. Tive a felicidade de contar

    com meus familiares no decorrer de toda a pesquisa. Agradeo a meus pais, que sempre me

    passaram um apreo maior pelos estudos, o que me instigaram busca pelo conhecimento. A

    meu marido, que, alm de um leitor atento aos meus escritos, muito me poupou dos afazeres

    domsticos, me permitindo dedicao maior s pesquisas; alm do que, como grande

    estrategista e engenheiro administrador que , me auxiliou a montar planos de ao que

    pudessem otimizar as investidas em prol dos objetivos traados. A meus filhos e a meus

    irmos, pelos muitos gestos de incentivo durante a elaborao deste trabalho.

    Ao meu orientador, pela colaborao e orientao pontual no decorrer da pesquisa,

    com suas leituras crticas que me levaram a construir e reconstruir as idias apresentadas, de

    modo a me auxiliar a desenvolver uma postura crtica mais refinada diante dos dados

    pesquisados. Neste trabalho de caractersticas terica e emprica, o desafio da originalidade e

    as dificuldades inerentes a este processo foi uma preocupao constante, tanto durante a coleta

    de dados quanto durante as incurses ligadas ao mundo das idias. Assim, foram-me muito

    proveitosas as discusses diretas com ele, a leitura de seus artigos e os diversos materiais

    sugeridos para consulta. Sua experincia me alertou para a importncia da preciso dos

    conceitos e da importncia de peneirar os dados mais significativos para a pesquisa.

    Aos professores do Departamento de Sociologia e, em especial, aos professores

    membros da banca examinadora, pela prontido em transmitir suas experincias e

    conhecimentos. Na oportunidade da defesa do projeto de qualificao, tive o privilgio de

    contar com sugestes valiosas, sendo grata aos membros da banca, ao professor Sadi e ao

    professor Aldo, por vrios comentrios instrutivos e por suas boas sugestes as quais inseri no

    presente trabalho. Refiro-me s sugestes bibliogrficas e s colocaes relacionadas aos

    rumos metodolgicos a serem adotados, me colocando de forma mais direta diante do objeto e

    ampliando o espectro de possibilidades que a sociologia oferece ao estudar as especificidades

    de um fenmeno relevante.

    A todos aqueles que de uma forma ou de outra contriburam para o fornecimento das

    informaes imprescindveis concluso do trabalho, entre os quais incluo atletas, dirigentes e

  • III

    funcionrios de vrios rgos que forneceram informaes valiosas para a pesquisa. Em

    particular, CBV, meu especial agradecimento pela disponibilizao de documentos e dados

    nicos, que potencializaram minha chance de trilhar o caminho da originalidade. biblioteca

    do COB pela presteza no atendimento. Homens compromissados, portando agendas lotadas,

    no deixaram de me atender e colocar disposio do trabalho suas vastas experincias

    ligadas ao fenmeno social estudado, como Guilherme Marques, Fernando Tovar, Carlos

    Arthur Nuzman, Ary Graa, Jos