MOREIRA Apostila Dramaturgia Audiovisual MOREIRA

Download MOREIRA Apostila Dramaturgia Audiovisual MOREIRA

Post on 27-Jun-2015

483 views

Category:

Documents

63 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>DRAMATURGIA AUDIOVISUAL</p> <p>PROF. ROBERTO MOREIRA</p> <p>2009</p> <p>2.</p> <p>PLANEJAMENTO DO CURSO1 aula - 19.08: 2 aula - 26.08: Apresentao do curso O processo criativo</p> <p>Tarefa: Ler texto de Mihaly Csikszentmihalyi 3 aula - 02.09: Tarefas: (1) (2) 4 aula - 09.09: Argumento a partir de uma locao Trabalho em grupo: cena com locao A profisso de roterista O uso dramtico do espao</p> <p>Tarefa: Ler texto de Gore Vidal 5 aula - 16.09: Tarefas: (1) (2) 3 Argumentos com objeto Trabalho em grupo: cena com objeto O uso dramtico dos objetos</p> <p>6 aula - 23.09: A forma curta Tarefa: Ler texto de Edgar Allan Poe 7 aula - 30.09: Tarefa: (1) (2) Socine - 07.10: 3 argumentos baseados numa pessoa conhecida Trabalho em grupo: cena de apresentao de personagem No h aula A forma curta Apresentao de personagens</p> <p>8 aula - 14.10:</p> <p>Tarefa: Ler texto de Ricardo Piglia</p> <p>3.</p> <p>9 aula - 21.10: O uso dramtico do dilogo Tarefa: (1) (2) 10 aula - 28.10: Cena sem rubrica Trabalho em grupo: cena com personagens discutindo A estrutura da cena 1</p> <p>Tarefa: Ler texto de Robert McKee. 11 aula - 04.10: Argumento dos jobs Tarefa: 3 argumentos de job 12 aula - 11.10: A estrutura da cena 2 Tarefas: (1) (2) 13 aula - 18.10: 3 argumentos de jobs revistos Trabalho em grupo: dividir uma cena em beats Direo de atores</p> <p>Tarefa: ler texto de Judith Weston 14 aula - 25.10: Direo e processo de produo Tarefa: Entregar 1 verso do roteiro do job 15 aula - 02.12: Discusso dos roteiros dos jobs 16 aula - 09.12: Direo e processo de produo Tarefa: entregar trabalho final: Reviso do roteiro do job</p> <p>4.</p> <p>TAREFASArgumento a partir de uma locaoEscolha um lugar que te parea interessante. Uma boa locao capaz de gerar timas histrias. V a esse lugar e o observe durante algumas horas. Quais so as suas caractersticas fsicas? O que acontece a cada hora? Quem passa por ele? O que as pessoas fazem nele? Porque ele chamou sua ateno? 1 Parte: Faa uma descrio objetiva desse local com no mximo um pargrafo. 2 Parte: Imagine uma cena do que poderia acontecer nesse lugar e a descreva em um pargrafo.</p> <p>Cena com uso dramtico de uma locaoEste um trabalho em grupo. Trata-se de encontrar um bom exemplo de cena onde a locao tem funo dramtica. No se trata de escolher um espao interessante ou pitoresco. Mas sim de um espao que interfere no sentido da ao.</p> <p>3 Argumentos com objetoEscolha um desses 3 objetos: um guarda-chuva, um copo ou um relgio. Escreva trs argumentos a partir do objeto escolhido. muito til fazer uma lista longa de usos diferentes que voc pode imaginar para o objeto para depois criar 3 situaes.</p> <p>Cena com uso dramtico de um objetoEste um trabalho em grupo. Trata-se de encontrar um bom exemplo de cena onde um objeto tem funo dramtica. No se trata de escolher um objeto interessante ou pitoresco. Mas sim de um objeto que interfere no sentido da ao.</p> <p>3 argumentos com personagens baseados em pessoa que voc conheceDescrever os dados externos de uma pessoa. Como ela est vestida? Qual a sua aparncia fsica? Como o seu rosto? Ela possui alguma marca caracterstica? Qual a impresso que esse</p> <p>5.</p> <p>rosto te transmite? Entrevistar esta pessoa e pesquisar seus conflitos e dificuldades mais intimas. Se voc sente dificuldade em expor um conhecido, mude o sexo ou a idade. Camufle um pouco a situao. 1 Parte: Faa uma descrio objetiva dessa pessoa com no mximo um pargrafo. 2 Parte: Imagine trs cenas que poderiam acontecer com seu personagem e descreva cada uma em um pargrafo.</p> <p>Cena de apresentao de personagemEste um trabalho em grupo. Trata-se de encontrar um bom exemplo de cena em que um personagem apresentado. Existem vrias estratgias de exposio, o nico critrio aqui escolher uma cena no corriqueira.</p> <p>Cena sem rubricaEscrever um cena sem nenhuma rubrica, ou seja, sem descries do local ou dos personagens. Devem ser no mximo duas pginas entre duas pessoas discutindo. Mesmo o nome deve ser apenas X e Y. Use o Celtx para garantir o formato correto.</p> <p>Cena de discussoEste um trabalho em grupo. Trata-se de encontrar um bom exemplo de cena em que acontece uma discusso.</p> <p>3 argumentos para JobVoc precisa escrever uma cena de 3 minutos obedecendo os seguintes parmetros: uma locao no mximo 3 personagens sem animais sem crianas</p> <p>6.</p> <p> sem noturnas sem armas sem efeitos especiais ambientada no presente Lembre-se que o corredor uma locao e a sala de aula outra. Um argumento uma descrio sucinta, explicando a idia e os principais pontos da histria que voc quer contar.</p> <p>3 argumentos de jobs revistosO que possvel melhorar nos seus argumentos luz da discusso em sala de aula? Ser que seria bom descartar um deles e buscar uma nova idia? Procure antecipar os problemas e qualidades de cada argumento.</p> <p>Dividir uma cena em beatsEscolher uma cena e dividi-la em beats, assinalando a mudana de objetivo de cada personagem momento a momento.</p> <p>Roteiro do JobUse o formato padro de roteiros com, no mximo, 3 pginas.</p> <p>Reviso do roteiro do JobComo voc pode melhorar a cena que escreveu? Os personagens esto bem apresentados? Onde a ao no ficou clara? Como voc pode desenhar melhor a curva dramtica? E o fim? Est satisfatrio? Dica: Um problema comum nos jobs uma progresso dramtica falha. Em trs minutos muito difcil criar vrios climas diferentes. O resultado acaba sendo simplesmente desconexo. mais produtivo se ater a uma idia e ir progredindo no seu desenvolvimento. Para isso importante assinalar os beats e conferir se escalam de modo coerente. Tambm muito bom criar algum suspense, mistrio ou uma boa surpresa. Observao importante: Cada pgina a mais de roteiro vai subtrair 0,5 pontos da nota final.</p> <p>7.</p> <p>MODELOS DE TEXTOComo escrever um Projeto?Estes comentrios no so normativos. Existem inmeros modos de apresentar seu trabalho. No h regras. Repito: no h regras. Por isso, essas notas so bem informais e uma lista de comentrios meio desordenados. Em ltima instncia, o que "vende" um projeto sua sinceridade e criatividade. Seu leitor precisa sentir que o texto foi escrito com garra e livre de clichs. Mas tambm verdade que muitas vezes um projeto se ressente de falhas que poderiam ser facilmente evitados. Estes so apenas alguns dos problemas que vi meus alunos repetirem incessantemente. Escrever projetos uma sina que acompanha toda a carreira de roteiristas, diretores ou produtores. No h como fugir. Sem um bom projeto fica quase impossvel levantar o financiamento de um filme ou srie de tv. O problema como definir um bom projeto. Um aspecto importante ir introduzindo aos poucos cada informao. Voc j tem uma imagem mental muito clara de cada personagem e de toda a sua histria, mas o seu leitor no. Ele no tem como adivinhar o filme que est na sua cabea. Um comentrio geral ter cuidado ao usar a primeira pessoa. O uso do eu obscurece a argumentao do texto. O importante como voc prova e demonstra ao leitor seu ponto de vista. Uma linguagem distanciada, na terceira pessoa, mais funcional. Por outro lado, muito mais fcil escrever usando a primeira pessoa. Por isso absolutamente normal comear escrevendo com o eu, principalmente se for um texto criativo, e depois revisar e passar tudo para a terceira pessoa. As vezes tambm legal escrever a justificativa na primeira pessoa, principalmente se voc tiver uma viso bem pessoal, nica do seu filme. Sobretudo, no confunda seu projeto com suas intenes. Muitos concursos incluem o item Justificativa e parecem indicar que uma boa inteno basta. No verdade. Seu projeto ser julgado</p> <p>8.</p> <p>sobretudo pela qualidade do produto final que consegue sugerir ao leitor, seja ele um filme, um programa de tv ou um videogame. Por exemplo, no documentrio ou no vdeo-experimental, parece que as boas intenes bastam, afinal muito difcil descrever o resultado de um processo imprevisvel. Mas a que o bom projeto se impe, justamente pela sua capacidade de sugerir um amlgama indito de sons e imagens. E revisar e reescrever sempre. Seja obssessivo e perfeccionista. Isso s vai melhorar o seu projeto. Se voc no ganhou dessa vez, oua as crticas e reveja seu texto. O projeto uma pea de comunicao, no o filme da sua vida. As partes de um projeto variam muito e voc pode combinar de vrias maneiras os formatos de documentos descritos. As vezes, o formato definido por um concurso, as vezes pela demanda de um produtor, ou ento pela sua necessidade interna como escritor. Duas questes relativas formatao que so gerais. Procure usar sempre a letra Courrier 12. um padro seguido em todos os roteiros e peas de apresentao de um projeto. Nunca usar o verso das folhas, porque falseia o tamanho do projeto e dificulta a leitura. Esses formatos tambm so ferramentas de trabalho do roteirista. Dificilmente um roteirista profissional comea a escrever o roteiro diretamente. A ordem mais usual comear por um argumento, passar pela escaleta para chegar ao roteiro. Alguns gostam de ter uma frase que resume o filme pendurada sobre o computador... Enfim, no h regras.</p> <p>Sinopse0 que a sua histria? cinco linhas bem objetivas que introduzem o leitor na premissa do filme. Um exerccio muito bom resumir toda a histria em trs frases que descrevem o estado inicial, a complicao e a resoluo.</p> <p>Logline o resumo do filme em uma frase. muito difcil de escrever e tramendamente estratgico para vender o projeto. Sempre que voc for apresentar seu projeto oralmente a primeira questo vai ser:</p> <p>9.</p> <p>O que o seu filme? E sua resposta tem que estar na ponta da lngua, sem hesitao. A estrutura de uma boa logline indica quem o protagonista, qual o seu objetivo, qual a fora que o impede de realizar seu desejo e termina com um gancho. importante despertar a curiosidade do seu interlocutor ou leitor para o filme ou programa. Uma boa discusso da logline pode ser encontrada em http://twoadverbs.web.aplus.net/ loglinearticle.htm Exemplos: After a twister transports a lonely Kansas farm girl to a magical land, she sets out on a dangerous journey to find a wizard with the power to send her home. (O Mgico de Oz) A psychologist struggles to cure a troubled boy who is haunted by a bizarre affliction he sees dead people. (O Sexto Sentido)</p> <p>TaglineSo as frases que acompanham o material promocional do filme. Por exemplo, em Cidade de Deus: If you run they'll catch you.If you stay they'll eat you. Fight and you'll never survive..... Run and you'll never escape.</p> <p>Sinopse CurtaA sinopse curta aquele texto consta do guia de filmes do jornal. A vai a que usamos em Contra Todos. Contra Todos uma histria de mentira, traio e vingana em uma famlia de classe mdia baixa na periferia de So Paulo. Quatro personagens tentam desesperadamente mudar de vida, mas no conseguem escapar de seu destino.</p> <p>10.</p> <p>Sinopse LongaMuitas vezes so solicitadas sinopses de uma pgina em editais. Na aridez de um bairro da periferia de So Paulo vivem Teodoro, sua filha adolescente, Soninha, e sua segunda mulher, Cludia. Mas o dia-a-dia dessa famlia classe mdia baixa est assentado sobre mentiras. Por trs da fachada de homem religioso, Teodoro ganha a vida como matador, bate na revoltada Soninha e tem uma relao extraconjugal com Terezinha, sua companheira de culto. Vaidosa e insatisfeita no casamento, Cludia vive um caso com Jlio, filho do aougueiro da vizinhana. Em torno do grupo, orbita Waldomiro, amigo e scio de Teodoro e objeto do desejo de Soninha. A ao desencadeada pelo assassinato de Jlio. Culpando o marido, Cludia destri a casa e foge. Num hotel do Centro, conhece o porteiro Lindoval, com quem comea um namoro. Exausto, Teodoro decide deixar sua vida em So Paulo, casar-se com Terezinha e mandar Soninha para a casa da av. Mas nada sai como planejado. Quando Lindoval espancado por carecas at quase a morte, Cludia suspeita do exmarido. Na mesma noite, Terezinha recebe em casa uma fita de vdeo em que Teodoro transa com Cludia. O matador atribui a idia da fita a Cludia. O engano duplo prepara o desfecho chocante da histria, entrecortado por vrias revelaes e por uma surpresa final.</p> <p>Apresentao um filme de baixo oramento? uma superproduo? vai ser filmado em digital? tem apelo de pblico? uma mini-srie? so episdios autnomos? qual a durao? um curta? fico ou documentrio? O que o projeto e quais os seus trunfos.</p> <p>JustificativaPorque esse filme to importante? o que ele significa para voc? porque voc resolveu dedicar anos da sua vida a esse projeto? porque ele pode ser importante para a sociedade brasileira? Enfim, porque esse filme deve ser feito?</p> <p>11.</p> <p> importante falar do seu filme. No faa digresses sobre o cinema brasileiro ou sobre como seu filme se insere, ou se diferencia, do gnero de que faz parte. Sobretudo no use nenhuma palavra empolada como diegese. Seu filme no um trabalho acadmico. No use a palavra inteno. Voc no est dizendo o que pretende fazer, mas sim o que far. O texto deve ser positivo. Intenes sempre so vagas.</p> <p>Descrio do mundoSe o seu mundo tiver algo especial vale a pena dar um pouco de referncias. Por exemplo, se a ao se passar em numa manso assombrada, preciso explicar a histria e circunstncias daquela casa. Tudo em no mais de 10 linhas.</p> <p>Storyboard, fotos ou desenhosNo caso de animaes ou video-games os materiais visuais so obrigatrios. Trata-se de criar do zero um mundo novo e importante que voc mostre que est a altura do desafio, alm de facilitar muito imaginar como ser esse mundo e seus personagens. No caso de filmes e sries de tv depende. A tradio no meio apresentar textos muito despojados e considerado um mrito da escrita sua capacidade de sugerir o visual do filme. No entanto, muitas vezes quem vai ler um projeto no um profissional. Pode ser um gerente de marketing. Tambm verdade que para o jri de uma comisso de seleo as vezes uma beno um projeto com imagens em meio leitura de centenas de projetos sem nenhum charme.</p> <p>BiografiasCinco linhas por personagem descrevendo o fsico, mas tambm a personalidade e as relaes com os outros personagens. Muitas vezes um argumento precedido por uma curta biografia. No caso do roteiro melhor incluir a descrio no corpo do roteiro.</p> <p>12.</p> <p>Em sries de televiso e telenovelas so obrigatrias essas listas pelo nmero de personagens</p> <p>Gnese do personagemOs atores muitas vezes escrevem a gnese do seu personagem, uma biografia detalhada que inclui aspectos ignorados pelo roteiro, mas que muitas vezes motivam as aes que precisam representar. Para um ator fundamental construir uma vida continua do personagem para se localizar em histrias das quais participam de modo muito fragmentado. Mas conhecer a histria do personagem tambm pode ser muito til para o escritor. Questes simples e produtivas, como De onde o personagem veio antes dessa cena? O que faz depois? precisam ser respondidas com clareza. A pesquisa tambm pode tomar um vis psicanaltico, geralmente imaginando a infncia da personagem, ou histrico e social, delineando as determinaes de classe que orientam comportamentos e aes. preciso notar que os personagens no so seres humanos e sim dispositivos narrativos. Parece bvio, mas m...</p>