trauma de pelve

37
TRAUMA DE PELVE ALBERT NILO DA COSTA (INTERNATO DE CIRURGIA/MEDICINA UNIFENAS-BH) HOSPITAL DE PRONTO SOCORRO JOÃO XXIII

Upload: albert-nilo

Post on 04-Jul-2015

1.405 views

Category:

Education


4 download

TRANSCRIPT

Page 1: TRAUMA DE PELVE

TRAUMA DE PELVEALBERT NILO DA COSTA

(INTERNATO DE CIRURGIA/MEDICINA UNIFENAS-BH)

HOSPITAL DE PRONTO SOCORRO JOÃO XXIII

Page 2: TRAUMA DE PELVE

TRAUMA DE PELVE

Page 3: TRAUMA DE PELVE

Representam 3 a 8% de lesões esqueléticas no paciente com trauma grave.

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.

Page 4: TRAUMA DE PELVE

Trauma de pelve sugere ação de

forças de grande intensidade.

As fraturas pélvicas associam-se a

lesões viscerais e vasculares.

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição, Elsevier 2009.

Page 5: TRAUMA DE PELVE

Doentes apresentam quatro fontes

potenciais de perda sanguínea:

1-Superfícies ósseas fraturadas

2-Plexos venosos pélvicos

3-Lesão arterial pélvica

4-Fontes extra pélvicas

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.

Page 6: TRAUMA DE PELVE

Classificação do trauma de

pelve:

Classificação YOUNG e

BURGUESS que é baseada nos

vetores de força aplicada à

pelve para esclarecer a

sequência de prioridades

diagnósticas e terapêuticas .ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.

Page 8: TRAUMA DE PELVE
Page 9: TRAUMA DE PELVE
Page 10: TRAUMA DE PELVE
Page 11: TRAUMA DE PELVE
Page 12: TRAUMA DE PELVE
Page 13: TRAUMA DE PELVE
Page 14: TRAUMA DE PELVE
Page 15: TRAUMA DE PELVE
Page 16: TRAUMA DE PELVE
Page 17: TRAUMA DE PELVE
Page 18: TRAUMA DE PELVE
Page 19: TRAUMA DE PELVE
Page 20: TRAUMA DE PELVE
Page 21: TRAUMA DE PELVE
Page 22: TRAUMA DE PELVE
Page 23: TRAUMA DE PELVE
Page 24: TRAUMA DE PELVE
Page 25: TRAUMA DE PELVE

Mecanismos do trauma

1-Compressão antero-posterior- 15 a 20%

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.

Page 26: TRAUMA DE PELVE

Mecanismos do trauma

2-Compressão lateral- 60 a 70%- (colisão

automobilística- rotação interna da hemipelve

envolvida)

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.

Page 27: TRAUMA DE PELVE

Mecanismos do trauma

3-Cisalhamento vertical -5 a 15%-( Queda de

grandes alturas)

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.

Page 28: TRAUMA DE PELVE

Mecanismos do trauma

4-Padrões complexos

ATLS Manual de Suporte Avançado de Vida no Trauma.8a edição , Elsevier 2009.

Page 29: TRAUMA DE PELVE

Diagnóstico e tratamento

Page 30: TRAUMA DE PELVE
Page 31: TRAUMA DE PELVE

Fixação pélvica:

Talas imobilizadoras

Enfaixamento da pelve por um

lençol (causar uma rotação

interna dos MMII)

Page 32: TRAUMA DE PELVE

Hemorragia

Compressão externa

Page 33: TRAUMA DE PELVE

Hemorragia

Angioembolização

Page 34: TRAUMA DE PELVE

Lesões associadas

• Reto

• Bexiga

• Uretra

• Diafragma

Page 35: TRAUMA DE PELVE

• Superfícies

ósseas

• Musculatura

• Vasos

• Líquido

intersticial

Hemorragia

Page 36: TRAUMA DE PELVE

Mortalidade

•Hemorragia

• Sepse

Global: 5 %

Complexas: 30 a 40 %

Expostas: 40 a 60 %

Page 37: TRAUMA DE PELVE

OBRIGADO!

Albert Nilo da Costa