tormenta daemon.pdf

Download Tormenta Daemon.pdf

Post on 06-Aug-2015

970 views

Category:

Documents

7 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

TORMENTA RPG SISTEMA DAEMON VERSO DE THIAGO MESTRE KWAN RODRIGUES

1

TORMENTA RPG SISTEMA DAEMON VERSO DE THIAGO MESTRE KWAN RODRIGUES

Comecei a jogar RPG quando ainda tinha 13 anos, minha primeira crnica foi de Vampiro: A Mscara, uma garota mestrava. Meu personagem era um Gangrel que terminou sendo dominado e servindo como guardacostas de uma Toreador Ancillae (no me lembro se assim que se escreve), pelo menos ele no morreu como os outros personagens. Logo depois comecei a jogar com um cara do colgio, ele narrava usando apenas um escudo que vinha com as regras do 3D&T (boa poca!!), dessa vez o cenrio era uma terra futurista ps-apocaliptca e meu personagem era um psinico especializado em telecinese (tinha que justificar A5 PdF3 e Reflexo!!), dessa vez meu personagem durou mais, porm depois de invadir uma base militar pra resgatar um amigo o mestre acabou usando da verso macabra da regra de ouro (conhecida como roubo de ouro). Nessa poca eu queria muito ler um livro e entender mais sobre esse jogo que me fascinava, pedi a ele o escudo emprestado e tirei Xerox (4 pginas a R$0,10 cada uma, foi o livro mais barato de RPG que eu tive!!!) e comecei a ler, na poca a ansiedade e o brilho das oportunidades que o RPG permitia ofuscaram minha inteligncia pro bom entendimento das regras, por mais que eu lesse ainda no conseguia digerir todos os conceitos e consolidar tudo numa viso geral do jogo. Ainda nesta poca (e durante muito tempo depois dela) eu no tinha muita grana e nem sabia onde comprar livros, e nem tinha com quem jogar (alm dos meus amigos evanglicos reclamarem dizendo que o tal jogo era da nova era), mas um dia vi numa banca de jornal o manual 3D&T, o antigo de capa vermelha, comprei e li, demorei at perceber que eram as mesmas regras que estavam nas xerox que eu tinha em casa, e ento comecei a tentar ensinar o meu irmo (que seis anos mais novo do que eu), e narrava histrias pra ele e eu (desculpa Maykon se de alguma forma eu fui injusto em alguma narrativa). Depois acabei por encontrar a primeira verso do Tormenta, aquela que veio como brinde na Drago Brasil de aniversrio. Devorei o livro em um dia e me apaixonei pelo cenrio (me perdoem os amantes de D&D e seu Forgotten Realms, mas eu no conhecia esse jogo e esse cenrio na poca em que comeava a definir minhas preferncias rpgsticas). Comecei a comprar a Drago Brasil sempre que podia (ou era falta de grana ou era falta da revista nas bancas)

e um dia saiu o suplemento Temporada de Caa, comecei a ler e adaptei o cenrio pras regras do 3D&T. Assim o tempo passou e eu ora narrava pro meu irmo e depois para alguns amigos dele, ora ficava lendo e relendo revistas e suplementos para ficar inventando e reinventando histrias (a melhor poca quando voc l e v na sua mente o que voc t lendo, a pior quando voc aprende a ler o cdigo matrix, e voc comea a ver nmeros: o mestre diz: -Vocs vem uma criatura grande, mais ou menos uns 2,5m, verde, com garras, sua pele parece ser feita de folhas. E voc com seu personagem iniciante, de 5 pontos que nunca se aventurou antes, imagina: Caraca!! Um Troll!! F4 H2 A2 R3 PdF0 e regenerao, fudeu!!! Pera eles tambm tem vulnerabilidade a fogo.) Quando mudei de colgio, conheci duas pessoas que jogavam, o Joo Paulo e o Felipe Merrela, o Joo era () f de quadrinhos e gostava de fantasia medieval, o Merrela gostava dos livros da linha trevas e ele sempre me emprestava os livros pra ler. O Joo jogava com um grupo o Tormenta da verso capa dura, de capa vermelha com regras pra 3D&T e Daemon (hoje acho que existe uma verso dele se no me engano 3.5), porm os caras tinham o livro do jogador de AD&D e usavam muitas regras desse livro. Quando aconteceu o boom D&D, o grupo do Joo Paulo (que tinha largado o Tormenta, aderido ao D&D e a partir de ento comearam a falar mal de Tormenta), precisava comprar o Livro dos Monstros e eu tinha uns trocados guardados, trocamos, eles me forneceram um monte de livros daemon (Trevas, Arkanum, Anjos, Demnios, Inquisio, Templrios, Invaso e um monte de Drago Brasil), foi a que me tornei efetivamente um f dos livros da Daemon (muito pela temtica, quanto as regras eu percebia muita coisa esquisita, mas no ligava). Com a febre D&D atingindo meus jogadores, percebi que era necessrio uma reformulao das regras do Daemon. Ora, sistemas grandes como GURPS e Storyteller tiveram suas mudanas, o D20 passou a definir, na poca, qual seria a cara dos novos jogos de RPG. Portanto, com o objetivo de suprir as necessidades e vontades do meu grupo, comecei este projeto tendo como intuito dar uma nova cara e sanar dvidas no respondidas em outros livros da daemon. Sei que os jogadores mais puristas me condenaro, mas fiz, em nome do divertimento do meu grupo...

2

TORMENTA RPG SISTEMA DAEMON VERSO DE THIAGO MESTRE KWAN RODRIGUES

Este modesto netbook dedicado a todos os jogadores de RPG, Deus, minha famlia, minha amada esposa e a todos aqueles que,semanalmente, sentaram-se ao redor de uma mesa comigo para salvar o mundo, homens fantsticos de coragem e determinao sem igual que arriscavam suas vidas para destruir viles e salvar planetas. So eles: Maykon, Douglas, Leandro, Washington, Carlos, Wagner, Felipe, Bolo, Janjo, Luis, Wagner Palmito, Binho, Dudu, Arthur, Joo Paulo, Rafael, Alex Tadeu, Rony, Paladino, Guilherme, Daniel, Aram, Vitor, Kaue e Jeferson. Cada pgina deste livro foi desenvolvida baseado em vocs. tudo por vocs camaradas!!! Esta foi a primeira dedicatria que escrevi antes mesmo de completar este netbook, porm, durante os longos dias que se transformaram em anos de desenvolvimento deste netbbok, fui agraciado com a beno de ser pai. Completei o netbook bem menos de um ms antes do nascimento do pequeno Enzo, agora enquanto escrevo essa dedicatria, ele ainda nem nasceu, hoje o netbbok tambm dedicado a ele. Sempre fui um sonhador e uma das minhas maiores utopias era a de ajudar a fazer um mundo melhor, conforme envelheci e amadureci percebi o quo impossvel era meu sonho, mas decidi fazer a minha parte, ingressei na Marinha do Brasil. Nos meus anos de militar s passei por frustraes, nem a caneta e nem a espada so mais forte do que o instinto de sobrevivncia do ser humano e vi muita gente quebrar um juramento feito perante a bandeira de sua nao apenas para engordar um pouco mais seu pagamento no final do ms. Enfim, na v tentativa de fazer um mundo melhor, chego hoje a assertiva concluso de que fracassei miseravelmente em minha misso. No poderei dar um mundo melhor ao meu filho, pelo menos no o mundo real. Portanto, Enzo, dedico a voc esse netbook, onde voc encontrar as regras para a construo de mundos fantsticos onde os maestros que orquestram o destino dos personagens podem fazer um mundo melhor. Neste mundo, nos vastos mundo de RPG, voc encontrar a utopia de seu pai realizada sob a lmina de uma espada forjada com magia e ao.

Meses antes de terminar o netbook ouvi essa msica com a letra traduzida e me identifiquei com ela, pois fao uma analogia dos bardos e suas canes como o narrador de rpg e seu grupo. A Cano dos Bardos - Na FlorestaBlind guardian

Agora vocs todos vo conhecer Os bardos e suas canes Quando as horas se passarem Eu fecharei meus olhos Em um mundo distante Ns poderemos nos encontrar novamente Mas agora oua minha cano Sobre o surgimento da noite Vamos cantar a cano dos bardos O amanh nos levar para longe Distante de casa Ningum nunca sequer saber nossos nomes Mas as canes dos bardos vo permanecer O amanh levar para longe O medo do hoje Ter ido embora Devido s nossas canes mgicas Tem apenas uma cano Restando em minha mente Contos de homens corajosos Que viveram longe daqui Agora as canes dos bardos terminaram E tempo de partir Ningum te perguntar pelo nome Daquele Que conta a histria O amanh nos levar para longe Distante de casa Ningum nunca sequer saber nossos nomes Mas as canes dos Bardos vo permanecer Amanh tudo ser conhecido E voc no est sozinho Ento no tenha medo No escuro e frio Porque as canes dos Bardos iro permanecer Elas todas iro permanecer Em meus pensamentos e em meus sonhos Esto sempre em minha mente Aquelas canes de hobbits, anes e homens e elfos Venha, feche seus olhos Voc pode v-las tambm

3

TORMENTA RPG SISTEMA DAEMON VERSO DE THIAGO MESTRE KWAN RODRIGUES

Um pouco de histria.............................................. ....................2 Dedicatria............................................................ ......................3 O que RPG......................................................... .....................5 Conceitos Bsicos.................................................. ......................7 Criao de Personagens......................................... ...................10 Atributos................................................................ ..................20 Raas.................................................................... ...................24 Profisses e Kits.................................................... ....................39 Aprimoramentos..................................................... ....................90 Percias................................................................ .....................105 Alinhamento.......................................................... ...................124 Pontos de F......................................................... .................125 Focus e Magia....................................................... ...................128 Pontos Hericos.................................................... .................124 Pontos de Sorte..................................................... ....................136 Armas e Equipamentos........................................... ....................138 Regras e Testes..................................................... ...............154 Combate................................................................ .................