todorov, tzvetan. a conquista da américa - a questão do outro

Click here to load reader

Post on 02-Jun-2018

229 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    1/136

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    2/136

    A Conquista da AmricaA Questo do Outro

    Tzvetan Todorov

    Martins Fontes

    2 edio

    Traduo de BEATR! "ERRO#E MO

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    3/136

    $ndice

    % &esco'rir

    A desco'erta da Amrica ( )Co*om'o +ermeneuta ( ( ,-Co*om'o e os .ndios ( /,

    % Conquistar

    As raz0es da vit1ria ( )

    Montezuma e Os si3nos ( -4Cortez e os si3nos ( ,,-

    % Amar

    Com5reender6 tomar e destruir ( ,4,3ua*dade ou desi3ua*dade ( ,-4Escravismo6 co*onia*ismo e comunicao ( 27)

    8% Con+ecer

    Ti5o*o3ia das re*a0es com outrem ( 22)&ur9n6 ou a mestia3em das cu*turas ( 2/4A o'ra de :a+a3;n ( 2-

    E5.*o3o

    A 5ro-

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    4/136

    &esco'rir

    A descoberta da Amrica

    Quero

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    5/136

    es5erar6 se?am 5ro?etadas so're os seres recentemente desco'ertos ima3ens e ideias re*acionadas aoutras 5o5u*a0es distantes %

    O encontro nunca mais atin3ir9 ta* intensidade6 se que esta a 5a*avra adequada% O scu*o K8veria 5er5etrar(se o maior 3enoc.dio da +ist1ria da +umanidade% Mas no unicamente 5or ser umencontro etremo6 e eem5*ar6 que a desco'erta da Amrica essencia* 5ara n1s6 +o?e% A*m deste

    va*or 5aradi3m9tico6 e*a 5ossui outro6 de causa*idade direta% A +ist1ria do 3*o'o 6 c*aro6 26 ano em que Co*om'o atravessa o oceano At*@ntico% :omos todosdescendentes diretos de Co*om'o6 ne*e que comea nossa 3enea*o3ia ( se que a 5a*avra comeotem um sentido% &esde ,/>2 es tamos6 como disse =as Casas6 Dneste tem5o to novo e a nen+umoutro i3ua*D HNistoria de *as .ndias6 ,6 ,I% A 5artir desta data6 o mundo est9

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    6/136

    E6 num re*at1rio 5osterior HRe*at1rio 5ara AntGnio de Torres6 )7%,%,/>/I6 e*e se re

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    7/136

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    8/136

    via3em6 e*e reve*a em seu di9rio que es5era encontrar ouro6 e Dem quantidade su

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    9/136

    do6 e*e su'mete tudo a um idea* eterior e a'so*uto Ha re*i3io cristI6 e todas as coisas terrestres no5assam de meios em vista da rea*izao deste idea*%

    Mas6 5or outro *ado6 e*e 5arece encontrar na desco'erta da natureza6 atividade J qua* e*e se ada5tame*+or6 um 5razer que de outu'ro de ,/>2% E a ), de dezem'ro de ,/>2 DE*e diz ainda que no teria dese?ado 5artir antes de ter visto toda aque*a terra quese estende em direo a *este e t(*a 5ercorrido toda 5or sua costa%D Basta mencionar a eistncia deuma nova i*+a 5ara que e*e se?a tomado da vontade de visit9(*a% #o di9rio da terceira via3em6encontram(se estas istoria, 1, 1'?).que ele mais queria, pelo que di, era descobrir mais" (ibid., 1, 14?).

    #outra ocasio6 e*e se 5er3unta

    "$uanto lucro daqui se pode tirar, no escrevo, 7erto , %enhores Dr;ncipes, que onde h tais terras deve havertambm uma in/inidade de coisas lucrativas. :as no me detenho em nenhum porto, porque quero ver todas as outrasterras que puder, para relatlo a Aossas !lteas" ("irio", 20.11.1492)

    . Os *ucros que a*i DdeveD +aver tm a5enas um interesse secund9rio 5ara Co*om'o% O que conta soas DterrasD e sua desco'erta% Esta6 na verdade6 5arece estar su'ordinada a um o'?etivo6 que o re*atode via3em% &ir(se(ia que Co*om'o istoria, 1, 1'8).

    Trs ar3umentos vm a5oiar a convico de Co*om'o a a'[email protected] de 93ua doce6 a autoridade dos*ivros santos e a o5inio de outros +omens encontrados% c*aro que estes trs ar3umentos nodevem ser 5ostos no mesmo 5*ano6 mas reve*am a eistncia de trs es

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    10/136

    D.ndios cani'aisD% Anteriormente6 na mesma via3em6 e*e re*atava suas entrevistas assim DE*eHCo*om'oI diz ter certeza de que uma i*+a6 5ois o que diziam os .ndiosD6 e =as Casas comenta

    "Darece, pois, que ele no os compreendia" (>istoria, 1, 1'B).

    Quanto a &eus%%%E

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    11/136

    pouco, por uma inclina5o tomada de muito longe" (ibid.)%

    "odemos o'servar aqui como as crenas de Co*om'o in

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    12/136

    "Ai muitas rvores di/erentes das nossas, e vrias delas tinham ramos de tipos di/erentes saindo de um mesmo tronco um ramo era de um tipo, e o outro de outro J to estranhos por sua diversidade que era certamente a coisa maismaravilhosa do mundo. Dor eemplo, um ramo tinha /olhas como as da cana e outras como as do lentisco, e assimnuma s# rvore havia /olhas de cinco ou seis tipos e todas di/erentes" (1?.1*.1492).

    &urante a terceira via3em6 e*e

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    13/136

    5or rea*idadeI% "or eem5*o6 durante toda a 5rimeira travessia HCo*om'o *eva mais de um ms 5arair das Can9rias a Puanani6 a 5rimeira i*+ado Cari'e que encontraI6 e*e 5rocura ind.cios de terra% E6evidentemente6 encontra tais ind.cios6 *o3o6 uma semana a51s sua 5artida

    "7ome5amos a ver numerosos tu/os de ervas muito verdes que pare ciam, segundo o !lmirante, terse desligado daterra h pouco tempo" (10.9.1492).

    "o lado do norte apareceu uma grande obscuridade, o que signi/ica que ela cobre a terra" (18.9.1492).

    ">ouve algumas ondas sem vento, o que sinal evidente de proimidade da terra" (19.9.1492).

    "Aieram nau capitInia dois albatroes, e depois outro< o que /oi um sinal de estar pr#imo da terra" (2*.9.1492).

    "Airam uma baleia, sinal de que estavam perto da terra, pois elas andam sempre perto da costa" (21.9.1492).

    Todos os dias Co*om'o v DsinaisD e6 no entanto6 sa'emos +o?e que os sinais mentiam Hou que no+avia sinaisI6 ?9 que a terra s1

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    14/136

    &urante a terceira via3em6 e*e vai mais 5ara o su*"!;, as gentes so etremamente negras. + quando dai naveguei em dire5o ao cidente, ocalor era etremo" (J7artaaos eis", '1.8.1498).

    Mas o ca*or 'em(vindo

    o calor que, di o !lmirante, eles suportaram nesse lugar, ele deduiu que, nessas Hndias e por onde iam, deviahaver muito ouro" ("irio", 2*.11.1492).

    =as Casas istoria, 1, 44).

    A 5rocura da *oca*izao da terra

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    15/136

    "G disse que para a eecu5o do empreendimento das Hndias, a rao, a matemtica e o mapamQndi no me /oram denenhuma utilidade. ratavase apenas da realia5o do que Fsa;as havia predito" ("Dre/cio" ao =ivro das pro/ecias,1B*1)%

    &o mesmo modo6 Co*om'o desco're Hna terceira via3emI o continente americano 5ro5riamentedito 5orque 5rocura6 de maneira 'em ordenada6 aqui*o que c+amamos de Amrica do :u*6 comoreve*am suas anota0es no *ivro de "ierre dAi**V 5or raz0es de simetria6 deve +aver quatrocontinentes no 3*o'o dois ao norte e dois ao su* ou6 vistos no sentido contr9rio6 dois a *este e dois aoeste% A Euro5a e a alguns que so, como os galos, en/eitados das

    mais lindas cores do [email protected] auis, amarelos, vermelhos e de todas as cores. utros so matiados de mil maneiras esuas cores so to belas que no h quem no /ique maravilhado e etasiado em v3los. > tambm baleias"(1?.1*.1492).

    "!qui e por toda ilha, as rvores so verdes e as ervas tambm, como no m3s de abril, na !ndaluia. canto dospassarinhos tal que pareceria que &amais o homem dese&aria partir daqui. s bandos de papagaios escondem o sol.Dssaros e passarinhos so de tantas espcies, e to di/erentes dos nossos, que uma maravilha" (21.1*.1492).At ovento a*i Dso5ra muito carin+osamenteD H2/%,7%,/>2I6

    Dara descrever sua admira5o cia naturea, 7olombo no pode evitar os superlativos, verde dasrvores to intenso que deia de ser verde, "!s rvores eram ali to vi5osas que suas /olhasdeiavam de ser verdes e /icavam escuras de tanto verde&ar" (1?.12,1492),

    "Aeio da terra um per/ume, to bom e to suave, das /lores ou das rvores, que era a coisa mais doce do mundo"(19.1*. 142), "+le di ainda que aquela ilha a mais bela que os olhos &amais viram" (28.1*.1492),

    "+le disse que nunca tinha visto coisa mais bela do que aquele vale no meio do qual corre o rio" (1B.12.1492),

    "O certo que a belea destas ilhas, com seus montes e suas serras, suas guas e seus vales regados por rios caudalosos, um espetculo tal que nenhuma outra terra sob o sol pode parecer melhor ou mais magn;/ica" ("elat#rio para!ntMnio de orres", '*.1.1494).

    Co*om'o tem conscincia do que estes su5er*ativos 5odem ter de inveross.mi* e6 consequentemente6de 5ouco convincente mas reso*ve correr o risco6 ?9 que era im5oss.ve* 5roceder de outro modo%

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    16/136

    DE*e

  • 8/10/2019 TODOROV, Tzvetan. a Conquista Da Amrica - A Questo Do Outro

    17/136

    [email protected] o evangeliador e o coloniador< e tinha rao. ! mesma aten5o para com o nome, que beira o /etichismo,mani/estase nos cuidados de que cerca sua assinatura< pois ele no assina, como qualquer um, seu nome, mas umasigla particularmente elaborada to elaborada, alis, que ainda no se pode penetrar seu segredo. + no se contentaem utilila, impondoa tambm a seus