tcc puc-pr _ergonomia 2 isense | pfe puc-pr bra_ergonomics 2 isense

Download TCC PUC-PR _Ergonomia 2 iSense |  PFE PUC-PR BRA_Ergonomics 2 iSense

Post on 29-Mar-2016

225 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

APENDICE PARTE 2 - APPENDIX PART 2 http://issuu.com/rogermafra/docs/fh_tcc_i?mode=window&backgroundColor=%23222222 http://issuu.com/rogermafra/docs/micro_isense?mode=window&backgroundColor=%23222222

TRANSCRIPT

  • Com todas informaes relevantes coletadas, foi utilizado como princpio de forma os

    produtos desenvolvidos pela Braun. A proposta do projeto fazer uma releitura dos produtos da

    empresa que so famosos pela sua sofisticao, minimalismo e design e ao mesmo

    tempo atingem o pblico-alvo e aos requisitos de projeto.

    modernidade,

    15 DESENVOLVIMENTO DO PROJETO

  • Uma das variveis analisada est relacionada a abertura da porta. Foram estudadas diferentes

    formas de abertura a fim de melhorar o acesso ao espao interno, porm existe o critrio que a porta

    dever abrir de forma rpida e eficiente, pois se o processo demorasse muito isso poderia criar algum

    trauma ao usurio. Estas foram as variveis estudadas:

    Um dos principais problemas de a porta abrir para cima que ela limita o campo visual do

    usurio e no favorece pessoas de menor percentil para fechar a tampa em locais onde o micro-ondas

    embora esteja dentro da Zona de Alcane Mais Confortvel a tampa excede o limite tolervel. Outra

    constatao que a porta poderia bater em mveis areos ou em puxadores sendo que mesmo

    limitando o ngulo da porta diminuiria ainda mais o campo visual para pessoas de maior percentil,

    fazendo com que o usurio tenha que realizar o movimento de agachar podendo lesionar membros

    inferiores e desvio de postura

    16 Aspectos Ergonmicos | Acessibilidade

    ABERTURA PARA CIMAZONA DE CONFORTO

    ZONA MXIMA

    ZONA CRTICA

    ZONA SEM ALCANCE

  • Esta a outra configurao da porta abrindo para baixo conforme, figura abaixo:

    A porta com abertura para baixo dificulta o acesso as pessoas portadoras de necessidades

    especiais se a altura da bancada no estiver apropriada ao seu uso, e desfavorece as pessoas de

    menor percentil, alm de crianas que podem apoiar-se na tampa ocorrendo o risco de o produto cair

    em cima dela. Outro problema apresentado o usurio pode querer apoiar algum alimento em cima

    da tampa exigindo algum reforo na tampa para evitar que provoque algum tipo de trauma.A tambm

    o problema de Gestalt (aspecto cognitivo) onde o usurio reconhece a forma de abrir para baixo como

    sendo a forma de um forno eltrico ou forno de fogo a gs.

    16 Aspectos Ergonmicos | Acessibilidade

    ABERTURA PARA BAIXOZONA DE CONFORTO

    ZONA MXIMA

    ZONA CRTICA

    ZONA SEM ALCANCE

  • Foi ainda analisada outras formas de abertura como a porta bipartida; embora parecesse uma

    proposta plausvel apenas foi constatada seus problemas atravs de mock-up.

    A porta bipartida para funcionar adequadamente teria que abrir as duas tampas do forno

    simultaneamente por meios mecnicos, mas foi identificado que a tampa poderia gerar algum trauma

    ao usurio uma vez que ela demoraria mais tempo para abrir do que no formato padro utilizado.

    Outra questo relevante o reforo na tampa superior para evitar que ela caia para no gerar nenhum

    trauma ao membros superiores dos usurios, outra desvantagem o acesso em locais altos para as

    pessoas de menor percentil, no permitindo o acesso rpido e adequado ao produto. A tampa inferior

    apresenta outro problema com relao ao mobilirio que dependendo das circunstncias poder

    bater cada vez que for aberto e a interface que ficar prejudicada com a tampa fora do alcance visual.

    16 Aspectos Ergonmicos | Acessibilidade

    ABERTURA BIPARTIDAZONA DE CONFORTO

    ZONA MXIMA

    ZONA CRTICA

    ZONA SEM ALCANCE

  • Outras formas de abertura possveis.

    A porta bipartida para funcionar adequadamente teria que abrir as duas tampas do forno

    simultaneamente por meios mecnicos, mas foi identificado que a tampa poderia gerar algum trauma

    ao usurio uma vez que ela demoraria mais tempo para abrir do que no formato padro utilizado.

    Outra questo relevante o reforo na tampa superior para evitar que ela caia para no gerar nenhum

    trauma ao membros superiores dos usurios, outra desvantagem o acesso em locais altos para as

    pessoas de menor percentil, no permitindo o acesso rpido e adequado ao produto. A tampa inferior

    apresenta outro problema com relao ao mobilirio que dependendo das circunstncias poder

    bater cada vez que for aberto e a interface que ficar prejudicada com a tampa fora do alcance visual.

    16 Aspectos Ergonmicos | Acessibilidade

    ABERTURA DESLIZANTEZONA DE CONFORTO

    ZONA MXIMA

    ZONA CRTICA

    ZONA SEM ALCANCE

  • Outras observaes com o modelo de abertura deslizante.

    Se a porta abrir no modo pivotante e deslizar para lateral do aparelho pode ser que haja maior

    rea para zona de trabalho, porm este mecanismo pode fazer com que a porta trave dificultando a

    acessibilidade do usurio reduzindo ainda mais a rea de circulao e causando possveis traumas.

    Existe tambm a possibilidade de o usurio ao retirar algo quente do forno micro-ondas acabar

    esbarrando na porta lateral, pois ficar projetada parte para fora, ocasionando acidentes e tambm a

    possvel queda do produto da bancada. A ltima anlise foi que se a tampa fosse apenas deslizante

    ou na horizontal ou na vertical existiriam barreiras naturais que impossibilitaria a utilizao do produto

    16 Aspectos Ergonmicos | Acessibilidade

    ABERTURA DESLIZANTE

  • Outras formas de abertura possveis.

    A porta omnidirecional, ou abertura para todas as direes, apenas presa por um eixo

    pivotante traria uma srie de implicaes e traumas ao usurio. O primeiro que o eixo teria que

    suportar o peso da porta para que ela no se movimenta-se em hiptese alguma para no causar

    nenhum tipo de trauma aos membros superiores; a segunda implicao que a porta abrindo para

    todas as direes haver algum tipo de trauma acidental por no estar posicionada em uma posio

    segura para o prprio usurio; terceiro: sendo assim mesmo que no haja cantos vivos nas bordas da

    tampa poder causar eventuais traumas em especial na altura dos olhos onde trata-se do trauma mais

    grave. E por ltimo: quatro - Existe a possibilidade da porta ser quebrada com movimento brusco.

    16 Aspectos Ergonmicos | Acessibilidade

    ABERTURA OMNIDIRECIONALZONA DE CONFORTO

    ZONA MXIMA

    ZONA CRTICA

    ZONA SEM ALCANCE

  • Dentre os estudos analisados verificou-se que a melhor disposio e acessibilidade ainda a

    porta disposta na lateral. Como altura de alcance maior que os fornos de foges sua disposio para

    baixa existe implicaes que podem gerar traumas constantes no atendendo os princpios

    ergonmicos mnimos de projeto, j as demais disposies comprovaram que no existe possibilidade

    num futuro prximo de sua utilizao, apenas reforam que para este tipo de produto no so os

    meios mais indicados:

    A porta lateral favorece em vrios aspectos ergonmicos: Ela mantm a acessibilidade da

    porta sem gerar qualquer tipo de prejuzo ao usurio, podendo facilmente acessar sem qualquer tipo

    de implicao ou restrio, embora a sua nica desvantagem que quando o produto encontra-se

    levemente fora de nvel a porta tem a tendncia de cerrar-se sozinha provocando traumas nos

    membros superiores. Outro aspecto cognitivo que embora haja descontentamento por parte de

    alguns usurios sugerindo que a porta tivesse a possibilidade de alterao tanto para esquerda quanto

    para a direita como geladeiras e refrigeradores, isso torna-se irrelevante para este tipo de produto,

    pois embora barreiras naturais como uma parede no diminuem sua acessibilidade.

    16 Aspectos Ergonmicos | Acessibilidade

    ABERTURA LATERALZONA DE CONFORTO

    ZONA MXIMA

    ZONA CRTICA

    ZONA SEM ALCANCE

  • O mobilirio da cozinha tem relao direta com o produto: O forno micro-ondas; segundo as

    recomendaes de Panero (2005) deve-se manter o produto dentro da Zona de Conforto, pois

    elementos acima ou abaixo desta rea exige certo grau de esforo. Abaixo o usurio ter que se

    ajoelhar-se e abaixar. Embora tudo fique no ao alcance fsico do usurio na Zona de Conforto este

    esforo quase inexistente.

    Embora o mobilirio no seja objetivo deste projeto, deve-se utilizar como parmetro de

    recomendaes ao usurio, uma vez que ele no tem obrigao de saber esta informaes. Outro

    aspecto que o mobilirio em geral existe uma variao de alturas que ficam dentro dos limites

    aceitveis na Zona de Conforto. Outro dado antropomtrico muito importante desprezado na cozinha,

    a altura dos olhos, o mobilirio areo deve respeitar um limite para que no prejudique ou obstrua

    a visualizao do usurio ao forno micro-ondas, principalmente onde mveis areos projetam-se a

    frente da linha da bancada.

    17 Aspectos Ergonmicos | Mobilirio

    MVEIS

    ZONA DE CONFORTO

  • A abertura da porta possui um dispositivo mecnico de segurana para evitar que o micro-

    ondas seja ligado como a porta aberta. Porm este mecanismo gera um tipo de trauma sonoro, pois o

    rudo caracterstico de abrir e fechar a porta incomoda os usurios e por isso foi pensado numa forma

    que este rudo caracterstico fosse eliminado. Embora o rudo seja uma forma de alerta ao usurio que

    o produto est fechado corretamente, sabe-se que ele acaba sendo irrelevante porque a interface do

    micro-ondas no opera sem que o mesmo esteja na posio correta, servindo j como informao.

    A proposta utilizar dispositivo semelhante ao push-to-open (empurrar-para-puxar) como

    mecanismo de abertura, pois seu mecanismo de simples construo e pode ser alterado para

    passagem de corrente eltrica como forma de dispositivo de segurana. Isso evitar rudos tanto na

    parte d