sistema tigre de produ§£o interven†ƒo ergon”mica disciplina:...

Download Sistema Tigre de Produ§£o INTERVEN‡ƒO ERGON”MICA Disciplina: INTRODU‡ƒO A ERGONOMIA Professor: Dr. Eugenio Merino Aluno: Flvio Belli

Post on 22-Apr-2015

104 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Sistema Tigre de Produo INTERVENO ERGONMICA Disciplina: INTRODUO A ERGONOMIA Professor: Dr. Eugenio Merino Aluno: Flvio Belli
  • Slide 2
  • Sistema Tigre de Produo Introduo. Objetivos. Metodologia. Fundamentao. Diagnstico da Interveno Ergonmica. Analise melhoria Ergonmica. Concluso.
  • Slide 3
  • Sistema Tigre de Produo Execuo do Plano Piloto Verificao dos Resultados Introduo Objetivos Metodologia Fundamentao Expanso do Modelo Padronizao AP DC
  • Slide 4
  • Sistema Tigre de Produo Introduo A evoluo da espcie humana feita por ciclo, na indstria no diferente, por isso surgiu movimentos com foco em reduzir os desperdcios e as atividades que no agregam, ou seja, a filosofia lean, j a ergonomia contribui atravs das intervenes ergonmicas nos postos de trabalhos, reduzindo os custos com absentesmos e melhorando a qualidade de vida do ser humano e como consequncia promove o aumento da produtividade (KUHLANG, 2011; IIDA, 2005).
  • Slide 5
  • Sistema Tigre de Produo Objetivos Este trabalho tem como objetivo promover a melhoria em uma bancada de teste de estanqueidade por meio da interveno ergonmica, com foco em demonstrar as contribuies que a interveno ergonmica pode trazer para o setor metalrgico da cidade de Joinville.
  • Slide 6
  • Sistema Tigre de Produo Metodologia A metodologia da pesquisa se caracteriza como de natureza bsica em relao ao tema abordado. Quanto aos seus procedimentos tcnicos, enquadra-se como um estudo de caso. Coleta nas bases ISI, SCOPUS E GOOGLE ACADMICO. Filtro inicial 1520 artigos, segunda amostra 45 artigos e aps a leitura restaram 15 artigos.
  • Slide 7
  • Sistema Tigre de Produo Fundamentao Quanto a sua aplicao, conceitualmente a ergonomia classifica- se (VIDAL, 2002): Ergonomia de Produto - Se ocupa da investigao do projeto, dos objetos e utenslios dos quais homens se utilizam para realizar o seu trabalho; Ergonomia de Produo De carter mais amplo investiga as condies nas quais o trabalho humano realizado (definio chave para o entendimento do conceito de Anlise Ergonmica).
  • Slide 8
  • Sistema Tigre de Produo Fundamentao O foco da interveno ergonmica (VIDAL, 2002): Ergonomia de Concepo - Ocorre quando a contribuio se faz na fase inicial do projeto do produto, do processo ou do ambiente. Ergonomia de Correo - Ocorre quando a contribuio se faz em situaes reais, j existentes, para solucionar desde problemas fsicos aos psicolgicos das pessoas;
  • Slide 9
  • Sistema Tigre de Produo Fundamentao O foco da interveno ergonmica (VIDAL, 2002): Ergonomia de Conscientizao - Ocorre da necessidade de atuao proativa dos prprios trabalhadores, como agentes de mudana e de melhoria da qualidade de vida no trabalho, por meio da conscientizao dos operrios, por exemplo, cursos, treinamentos e recomendaes tcnicas, ensinando-os a reconhecer fatores de risco e usar a mquina de forma segura e confortvel.
  • Slide 10
  • Sistema Tigre de Produo Diagnstico da interveno ergonmica Verificao dos Resultados Diagnstico Proposta de Modelo Plano Piloto Expanso do Modelo Padronizao AP DC
  • Slide 11
  • Sistema Tigre de Produo Apresentao do produto. o Componentes do Registro Borboleta: Borboleta 1 pea; Corpo de registro 1 pea; Anis de vedao 3 peas; Esfera com haste 1 pea. o Descrio da atividade: Montar o registro em 1 pessoa; Tempo da atividade 35 segundos Fazer o teste de estanqueidade 3 pessoas, colar cdigo de barra e embalar; Tempo da atividade 50 segundos. 85seg de contedo de trabalho dividido em 4 pessoas
  • Slide 12
  • Sistema Tigre de Produo Apresentao do posto de trabalho.
  • Slide 13
  • Sistema Tigre de Produo Apresentao do posto de trabalho. A populao de amostra:15 funcionrios que trabalham em cinco bancadas de teste estanqueidade em trs turnos de trabalho, totalizando 24 horas. A escolha desta rea foi estratgica, pois a empresa estava com 4 funcionrios afastado por problema de LER, e isto estava gerando um custo mensal de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), por isso, a urgncia da interveno ergonmica. Outro detalhe importante do processo estudado, esta relacionada ao fato de que 100% de registros produzidos precisam ser testados na bancada de testes de estanqueidade para garantir a qualidade.
  • Slide 14
  • Sistema Tigre de Produo Diagnstico da Interveno Ergonmica. As tarefas que exigiam esforos, dentre elas se destacam: Girar o volante do registro para testar o torque; Montar os gabaritos de vedao para testar o vazamento; Desmontar os gabaritos de vedao; Colar etiqueta do cdigo de barra nas peas aprovadas; Embalar as peas aprovadas.
  • Slide 15
  • Sistema Tigre de Produo Diagnstico da Interveno Ergonmica.
  • Slide 16
  • Sistema Tigre de Produo Execuo do Plano Piloto Verificao dos Resultados Avaliao das alternativas Diagnstico Proposta de Modelo Plano Piloto Expanso do Modelo Padronizao AP DC
  • Slide 17
  • Sistema Tigre de Produo Analise da melhoria Ergonmica 3P
  • Slide 18
  • Sistema Tigre de Produo Analise da melhoria Ergonmica 3P
  • Slide 19
  • Sistema Tigre de Produo Apresentao do posto de trabalho
  • Slide 20
  • Sistema Tigre de Produo Apresentao do posto de trabalho
  • Slide 21
  • Sistema Tigre de Produo Apresentao do posto de trabalho
  • Slide 22
  • Sistema Tigre de Produo Execuo do Plano Piloto Verificao dos Resultados Pontos Crticos Diagnstico Proposta de Modelo Plano Piloto Resultados obtidos Concluso AP DC
  • Slide 23
  • Sistema Tigre de Produo Apresentao do produto. o Componentes do Registro Borboleta: Borboleta 1 pea; Corpo de registro 1 pea; Anis de vedao 3 peas; Esfera com haste 1 pea. o Descrio da atividade: Montar o registro em 1 pessoa; Tempo da atividade 32 segundos Fazer o teste de estanqueidade 1 pessoas, colar cdigo de barra e embalar; Tempo da atividade 10 segundos. 42seg de contedo de trabalho Reduo de 43seg = 100% 42seg de contedo de trabalho Reduo de 43seg = 100%
  • Slide 24
  • Sistema Tigre de Produo Apresentao dos resultados. Aumento da produtividade 100 %; 500 mil anual. Investimento 100 mil; Retorno do investimento. 20 meses, base custo com LER. Afastamento por LER Zerado; Atividades manuais eliminadas
  • Slide 25
  • Sistema Tigre de Produo Concluso. Diferente do que a maioria dos empresrios pensa, a interveno ergonmica no incorre somente em custos, pois a impresso que o nico beneficiado nestes trabalhos o funcionrio, quando na verdade quem sai ganhando a empresa. Isto tambm foi comprovado neste estudo e os resultados que o mtodo 3P proporcionou foram reduo dos problemas de LER que era o foco do trabalho, porm, alm disso, aumentou a produtividade em 100% e facilitou o rodzio dos operadores, pois agora no necessita mais de especialistas para esta operao que foi automatizada e isso facilitou o controle das atividades que geram impactos ergonmicos
  • Slide 26
  • Sistema Tigre de Produo Referncias. ASSUNO, A. A. Sistema Msculo - Esqueltico: Leses por Esforos Repetitivos (LER). In: MENDES, R. (Org.). Patologia do Trabalho. Rio de Janeiro : Editora Atheneu, 1995. p. 173-212. BATTINI, D.; FACCIO, M.; PERSONA, A.; SGARBOSSA, F. New methodological framework to improve productivity and ergonomics in assembly system design. International Journal of Industrial Ergonomics. v. 41, Issue 1, p. 30 42, 2011. BORNIA, Antnio C. Anlise Gerencial de Custos: aplicao em empresas modernas. 3 ed. So Paulo: Atlas, 2010. CAMPOS, Telmo Ribeiro; SILVA, Sergio Luis. Mtodo para participao da produo no desenvolvimento enxuto de produto. GEPROS. Gesto da Produo, Operaes e Sistemas-ISSN 1984-2430, n. 1, p. 61, 2012. DELLEMAN, N. J.; DUL,J. Sewing machine operation:workstation adjustment, working posture, and workers perceptions. International Journal of Industrial Ergonomics. v. 30, Issue 6, p. 341 353, 2002. DUL, J.; NEUMANN, W. P. Ergonomics contributions to company stratigies. Applied Ergonomics. v. 4, Issue 4, p. 745 752, 2009
  • Slide 27
  • Sistema Tigre de Produo Referncias. ELIZABETH, C.; CASSANDRA, E. A comparative analysis of integrating lean concepts into supply chain management in manufacturing and service industries. International Journal of Lean Six Sigma, v. 2, n. 1, p. 5-22, 2011. IIDA, Itiro. Ergonomia: projeto e produo. 2 ed. So Paulo: Blucher, 2005. KUHLANG, P. Methodical approach to increase productivity and reduce lead time in assembly and production-logistic processes. Journal of Manufacturing Science and Technology. v. 4, Issue 1, p. 24-32, 2011. MCATAMNEY, L.; CORLETT, E.N. Rula: a servey method for the investigation of work- related upper limb disorders. Applied Ergonomics, v.24, n.2, p.91-9, 1993. MEIRA, Leanderson F. Capacidade para o trabalho, fatores de risco para as doenas cardiovasculares e condies laborativas de trabalhadores de uma indstria metal-mecnica de Curitiba. Dissertao (Mestrado) - Universidade Federal do Paran. - Curitiba, 2004. MIRANDA, C. R.; DIAS, C. R. LER Leses por Esforos Repetitivos, uma Proposta de Ao Preventiva. CIPA (Caderno Informativo de Preveno de Acidentes) LER a Principal Doena Ocupacional. v.20, n236, jul, p. 32-49, 1999.
  • Slide 28
  • Sistema Tigre de Produo Referncias. MINISTRIO DO TRABALHO. Manual de aplicao da norma regulamentadora n 17. 2 ed. Braslia: MIE, SIT, 2002. OTTO, Alena. In