sistema esquelÉtico

Download SISTEMA ESQUELÉTICO

Post on 23-Oct-2015

16 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    UNIDADE 2

    - SISTEMA ESQUELTICO -

    ROTEIRO DE AULA PRTICA

    ATENO:

    Este roteiro um auxlio para seu estudo em

    aulas prticas e tericas. Ele de modo algum

    uma lista de assuntos que possam ser cobrados

    em provas tericas ou prticas. Desta forma, o

    aluno no deve limitar seu estudo a este roteiro

    ou aos assuntos nele tratados. indispensvel

    consulta bibliografia recomendada e a

    frequncia s aulas.

    2.1- Definio e Funes

    Conjunto de ossos articulados que

    formam uma armao chamada de

    esqueleto, permitindo ao homem manter-

    se ereto e realizar feitos extraordinrios

    de beleza artstica, esforo atltico e

    resistncia fsica.

    O sistema esqueltico, entre outras,

    apresenta cinco funes bsicas:

    - Suporte = suporta os tecidos

    circunjacentes

    - Proteo = protege os rgos vitais e

    outros tecidos moles do corpo

    - Movimentao = auxilia nos movimentos

    do corpo

    - Hematopoiese = produz as clulas do

    sangue na medula vermelha do osso.

    - Reserva de sais = fornece uma rea de

    armazenamento para sais minerais

    2.2- Classificao dos Ossos

    - Ossos longos: so ossos que possuem

    uma haste chamada de difise e duas

    extremidades chamadas de epfises. A

    difise formada por tecido compacto,

    enquanto as epfises por um tecido

    esponjoso coberto por uma fina camada

    de compacto. Temos como exemplos o

    fmur, o mero, o rdio, a ulna, etc.

    - Ossos curtos: so ossos que possuem

    uma fina camada de tecido compacto

    revestindo o tecido esponjoso. Temos

    como exemplos os ossos crpicos e os

    trsicos.

    - Ossos chatos ou planos: so encontrados em locais onde exista a

    necessidade de proteo. So

    constitudos de duas camadas de

    compacto sobre uma de esponjoso. Temos

    como exemplos os ossos do crnio e face

    alm das costelas, esterno e escpula.

    - Ossos irregulares: ossos de forma

    peculiar e diferente, possuindo uma

    constituio semelhante aos curtos e

    planos. Temos como exemplos as

    vrtebras e os ossculos da orelha e

    alguns ossos do crnio como a mandbula.

    - Ossos sesamides: pequenos e

    arredondados encontrados em tendes e

    prximos s articulaes, como a patela.

    - Ossos pneumticos: possuem seios que

    so cavidades preenchidas de ar. Temos

    com exemplo o frontal, a maxila, o

    etmide e o esfenide. Alguns autores

    consideram o temporal.

    2.3- Diviso do Esqueleto

    Existem 206 ossos no esqueleto

    divididos numa parte axial e numa parte

    apendicular. O esqueleto axial

    compreende o crnio incluindo os ossos da

    face, hiide, costelas, esterno e

    vrtebras, enquanto o esqueleto

    apendicular consiste dos membros

    superiores e inferiores com as

    respectivas cinturas escapular e plvica.

    2.4- Caractersticas da Superfcie dos

    Ossos (Acidentes sseos)

    So alteraes existentes na

    superfcie ssea de forma a permitir a

    realizao de alguma funo, como

    exemplo a passagem de vasos sanguneos

    ou mesmo a insero para msculos.

    Principais termos utilizados em

    osteologia:

    - Processo: qualquer proeminncia ssea

    marcante.

  • 2

    - Forame: orifcio que serve de passagem

    para vasos, nervos e ligamentos.

    - Espinha: projeo delgada e pontiaguda.

    - Cndilo: proeminncia arredondada no

    ponto de articulao.

    - Trocnter: processo grande para a

    insero de um msculo.

    - Trclea: processo em forma de polia.

    - Tubrculo: processo pequeno e

    arredondado.

    - Tuberosidade: processo grande e

    arredondado.

    - Crista: borda estreita do osso.

    - Linha: borda ssea menos proeminente

    que a crista.

    - Cabea: alargamento terminal.

    - Fossa: depresso ou cavidade no

    interior ou na superfcie do osso.

    - Fissura: fenda estreita entre dois

    ossos.

    - Meato ou canal: passagem longa e

    tubular.

    - Seio ou antro: uma cavidade no osso.

    - Sulco: uma ranhura ou sulco.

    2.5-Substncia ssea Compacta e

    Esponjosa

    - COMPACTA: constitui a parte externa

    dos ossos apresenta lamnulas fortemente

    unidas; duro e denso.

    - ESPONJOSA: constitui a parte interna

    dos ossos apresenta lamnulas mais

    irregulares; presena de espaos ou

    lacunas; presena de medula ssea.

    2.6- Peristeo

    - Camada de tecido conjuntivo que

    reveste a superfcie externa dos ossos

    com exceo dos pontos articulares

    - Possui um papel importante nos

    processos de remodelamento e reparo

    sseo.

    - A nutrio dos ossos feita por

    artrias do peristeo que penetram nos

    ossos

    I- OSSOS DO CRNIO

    Ossos do neurocrnio

    Frontal (1); Parietais (2);

    Occipital (1); Temporais (2);

    Esfenide (1); Etmide (1);

    Ossculos Auditivos (6); Ossos

    Suturais.

    Ossos do viscerocrnio

    Mandbula (1); Vmer (1); Maxilas

    ou Maxilares (2); Zigomticos (2);

    Nasais (2); Lacrimais (2); Conchas

    nasais inferiores (2); Palatinos

    (2).

    CALOTA CRANIANA

  • 3

  • 4

    II-COLUNA VERTEBRAL

    - Definir seus Segmentos:

    Cervicais (7)

    Torcicas (12)

    Lombares (5)

    Sacrais (5)

    Coccgeas (4)

    - Identificar os aspectos gerais de uma

    Vrtebra Tpica:

    Corpo: na poro anterior,

    espessa e discide.

    Processos Transversos

    Processo Espinhoso

    Forame Vertebral

    - Identificar as diferenas entre as Vrtebras

    Tpicas:

    - Cervicais (7)

    o Processo espinhoso bfido entre C2 e C6;

    o Forames transversos (Todas inclusive as

    atpicas)

    o Corpo pequeno

    - Torcicas (12)

    o Processo espinhoso e alongado em algumas

    vezes verticalizado;

    - Lombares (5)

    o Processo espinhoso quadrangular e

    volumoso;

    o Corpo vertebral grande

    - Identificar as Vrtebras Atpicas:

    -Atlas (C1)

    Ausncia de Corpo e Processo

    Espinhoso

    - xis (C2)

    Presena do Processo Odontide

    (Dente do xis)

    - Proeminente (C7)

  • 5

    - Vrtebras Sacrais (5) e Coccgeas (4)

    III-ESTERNO

    - Identificar:

    Manbrio

    Corpo

    Processo xifide

    IV-COSTELAS

    - Identificar no esqueleto as costelas Verdadeiras,

    Falsas e Flutuantes;

    - Questionar esta classificao;

    - Identificar numa costela tpica:

    o Extremidade vertebral ou posterior

    o Extremidade anterior ou esternal

  • 6

    V- MEMBRO SUPERIOR

    IDENTIFICAR OS OSSOS DO ESQUELETO

    APENDICULAR SUPERIOR:

    Clavcula (2)

    Osso longo e delgado localizado na base do

    pescoo, anteriormente primeira costela. Os

    dois teros mediais esto encurvados para

    frente, enquanto que o tero lateral est

    curvado para trs.

    A extremidade medial articula-se com o

    manbrio do esterno, enquanto a extremidade

    lateral com o acrmio da escpula. A

    articulao entre a clavcula e o esterno a

    nica articulao entre o membro superior e o

    trax.

    Escpula (2)

    - Osso achatado ou plano, triangular e

    grande na poro dorsal do trax, entre a

    segunda e a stima costelas.

  • 7

    mero (2)

    - Osso longo do brao.

    Ulna (2)

    - Osso longo e medial do antebrao, no se

    articulando distalmente com os ossos

    crpicos.

    Rdio (2)

    - Osso longo e lateral do antebrao.

    Carpos (Oito em cada punho)

    - Ossos do punho tambm chamados de

    ossos crpicos classificados como ossos

    curtos, situados em duas fileiras cada uma

    com quatro ossos.

    - Identificar:

    - Fileira proximal = pisiforme,

    piramidal, semilunar e escafide

    - Fileira distal = hamato,

    capitato, trapezide e trapzio

    Metacarpos (Cinco em cada mo)

    - Ossos da palma da mo, longos, tambm

    chamados de ossos metacrpicos;

    Falanges (14 em cada mo)

    - Ossos longos dos dedos da mo.

    - Cada dedo possui trs falanges: uma

    distal, uma mdia e uma proximal, exceto o

    polegar que possui apenas duas.

  • 8

    VI- MEMBRO INFERIOR

    IDENTIFICAR OS OSSOS DO ESQUELETO

    APENDICULAR INFERIOR:

    Ossos do quadril (2)

    - Suportam o tronco e fornecem ligao

    com os membros inferiores. So chamados

    tambm de ossos plvicos ou ossos do

    quadril. So formados pela fuso de trs

    ossos: o lio, o squio e a pbis.

    Fmur (2)

    - Osso longo da coxa.

    - Identificar:

    Cabea arredondada no

    acetbulo formando a

    articulao coxo-

    femoral (proximal)

    Colo (proximal)

    Trocnter maior e

    trocnter menor

    (proximal)

    Patela (2)

    - Forma o capuz do joelho classificado

    como osso sesamide.

    - Base e pice

  • 9

    Tbia (2)

    - Osso longo e mais medial, sendo o maior

    dos dois ossos que formam a perna.

    Fbula (2)

    - Osso mais delgado do corpo,

    lateralmente tbia. Sua extremidade

    superior no alcana a articulao

    com o joelho, articulando somente

    com a tbia.

    Tarsos (Sete em cada p)

    - Tambm chamados de ossos

    trsicos ou ossos do calcanhar.

    - Consistem em um grupo de sete

    pequenos ossos:

    Calcneo

    Tlus

    Navicular

    Cubide

    Cuneiforme medial

    Cuneifo