serpa - festival danzaduende - 2010

Click here to load reader

Post on 06-Mar-2016

217 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

programa workshops Serpa 2010

TRANSCRIPT

  • 1Encontro Internacional de Danza Duende 2010 O Sol e a lua apaixonadosDana Oriental Duende | Gypsy Duende | Free Duende | Dana Terapia Duende | CHI Kung | Kung Fu | Aikido | Flamenco Descalzo | Tango Duende | Bio Dana | Bharata Natyam | Hip Hop Duende | entre outros

    6A11 JULHO SERPAInserido na Noites na NoraOrg:

  • 22

    O Projecto Danza Duende

    Autntico na tua arte, artista na tua vida!A Danza Duende uma prtica aplicvel a todos os aspectos da vida, que nos permite apreciar e elevar a nossa existncia, danando-a. A Danza Duende leva-nos a descobrir a arte de sermos autnticos, entrando em contacto com o potencial da nossa natureza apaixonada e livre. As formaes internacionais renem vrios pedagogos com diferentes formaes artsticas, que trabalham em sinergia para propor um programa profundo e extenso sobre as percepes e a inteligncia, e o desenvolvimento da coragem, da alegria e da generosidade.

    Objectivo Este projecto, criado por Myriam Szabo, prope mltiplas actividades, cujo objectivo transformar a nossa vida em arte, graas ao cultivo da bondade fundamental.

    A Quem se DestinaA Danza Duende uma escola que se prope desenvolver inumerveis ramos de conhecimento, a fim de promover o nascimento de uma sociedade de seres humanos apaixonados pela vida e atentos aos seus semelhantes, terra e aos aspectos poticos do mundo. As qualidades de empatia e de conhecimento intuitivo, intrnsecas na mente do ser humano, podem ser estimuladas atravs das nossas actividades quotidianas. Danar a vida diz respeito a todas elas. Ento, a Danza Duende destina-se a todos os seres. A longo prazo, esta aprendizagem permite ao indivduo

  • 3conhecer-se a si prprio, visitar as fontes das formas na sua prpria mente e aprofundar as suas capacidades intrnsecas e em todos os aspectos da sua existncia, danando a vida.A Viso da Danza Duende o nascimento de uma sociedade formada por pessoas que valorizam e respeitam o seu potencial enquanto indivduos, mas que tambm compreendem profundamente a natureza interdependente de todas as formas de vida do planeta. Pretende criar programas de formao e introduzi-los nas escolas, nas actividades de trabalho e na vida quotidiana, aspirando a curar o nosso mundo da sua tendncia de auto-destruio. Esta viso muito importante para todos e principalmente para os jovens que herdaram os grandes problemas pesados do sculo XX. A escola Danza Duende prope recursos para se vivenciar o seu prprio potencial, desenvolvendo-o realmente e transformando os modos de pensar e de agir da mente, em combinao com o movimento. O terreno onde esta viso posta em prtica por uma rede integrada por pessoas com as mais variadas origens, idades e filosofias, mas que juntas promovem vias de desenvolvimento de contedos, orientadas por trs vectores essenciais: Liberdade (percepo do espao e do tempo, aqui e agora) Rigor (unio do ritmo e da harmonia saudvel para a vida) Virtude (corao e inteligncia unidos). Esta viso possvel se os plos feminino e masculino da sociedade, sejam eles simblicos ou materiais, se ajudarem mutuamente.

  • 44

    JAZZ DUENDE, por Liliane Viegas /p.6

    SHAKTI DANCE, Despertar a Deusa, por Brbara Troiano /p.7

    BIO DANA, por Trixie /p.8

    GYPSY DUENDE, por Mnica Roncon e Carolina Fonseca /p.9

    AIKIDO, por Cristophe Depaus /p.11

    TANGO DUENDE, por Elisabeth Mullier /p.12

    BHARATA NATYAM, por Tarikavalli /p.13

    JOGO DE BASTES, por Ozan Aksoyek /p.15

    ORIENTAL DUENDE, com CROTALOS, por Alessandra Centoze /p.16

    TERAPIA DUENDE, por Liliane Viegas /p.17

    IMPROVISAES SELVAGENS

    HIP HOP DUENDE, por Joem /p.18

    CHI KUNG e DANA DA NATUREZA, por Liliane Viegas /p.18

    ORIENTAL DUENDE ENERGIA, FEMINIDADE & IMAGINAO POTICA, com Yumma Mudra /p.20

    MEDITAO E CANTOS DE MILAREPA, com Yumma Mudra /p.20

    ARTE DA MASSAGEM PARA BBES, com ngela Vega /p.21

    FLAMENGO DESCALZO, com Valerie Romanin /p.22

    KUNG FU, com Guilherme da Luz /p.23

    ORIENTAL DUENDE: CAVALGAR E TOCAR CROTALOS, com Carla Bernardo /p.24

    DERVISH SESSION /p.25

  • 5ARTE DE TOCAR CROTALOS, com Alessandra Centonze /p.24

    MEDITAO EM MOVIMENTO TANDAVA, com Laura Orsina /p.25

    IRISH DUENDE, com Mire Walsh, assistida por Le Cheile /p.26

    CANTAR, com Anwar Abudragh /p.27

    FEMININAS, com Laura Orsina e La Negra /p.28

    ORIENTAL DUENDE TUDO LENTO, com Cristina Manrique /p.29

    OS SELVAGENS

    TEATRO DUENDE: LEES E MULHERES, com Stephanie Van Vyve /p.30

    TEATRO DUENDE, com Ozan Aksoyek /p.31

    MOVIMENTOS DOS PLANETAS, com Susy Freelove /p.31

    JOGOS DE CIRCO, com Emeric Thuret e Renaud Crols /p.32

    LUNA PREADA, escultura em argila, com Luchy Lopez /p.33

    FREE DUENDE, com Leire /p.34

    FAZER AMOR COM A VIDA, por Laura Orsina & Axel Cipollini /p.35

    PERCURSSO, com Baltazar Molina e CHIMIS, com Alessandra e Leire/p.36

    YOGA SOL E LUA, com Bella Hancock /p.37

    RODEO MASCULINO FEMININO

    DANZA DUENDE (Nvel 0) com Liliane Viegas & Yumma Mudra /p.38

  • 66

    // dia 06 // 10-13h

    JAZZ DUENDE LIBERDADE, com Liliane Viegas

    Mergulhando na msica Jazz, uma descoberta do potencial criativo num ambiente solto e divertido em que o sentimento de liberdade predominar.

    Pblico-alvo: Todos, sem limite de idade. Ambos os sexos. No necessita experincia em dana.

    Liliane Viegas Bailarina profissional freelancer, professora de dana e coregrafa em Lisboa entre 1979 e 2000.Formada em Psicologia Clnica (Ispa, 2000), em Anlise Bioenergtica (APAB) e em Dana Movimento Terapia, (UAL), trabalha desde 2003 como psicoterapeuta corporal no Centro Hospitalar Psiquitrico de Lisboa assim como no consultrio privado. professora no projecto Duende

    CINETEATRO MUNICIPAL DE SERPAPALCO DUENDE

  • 7// dia 06// 10-13he 15-17h

    // dia 08// 17-19hSHAKTI DANCE : DESPERTAR DA

    DEUSA, com Brbara Troiano (Padma Lalita)

    Investigadora do mito da Me grande, Brbara trabalha com os arqutipos femininos para despertar a shakti e a Deusa que vive em cada mulher. Diz Brbara: A Dana para mim orao, gratido, celebrao, arte, yoga, integrao, shakti, Amor... a vibrao divina que anima todas as coisas.

    Barbara Troiano Antroploga, dana terapeuta, professora de Shakti Dance e de yoga. Estudou e praticou diferentes estilos de dana que depois integrou na expresso livre do movimento criativo consciente. Vive en Roma e ministra workhops de shaktidance e dana criativa em Itlia e em Espanha.http://www.barbaratroiano.blogspot.com/

    CINETEATRO MUNICIPAL DE SERPASALA SOL

  • 88

    // dia 06 // 10-13he 17-19h

    // dia 07 e 09// 10-13h

    CINETEATRO MUNICIPAL DE SERPASALA LUA

    BIODANA, por Trixie BIODANZA ensinada em situao de grupo. Com base em estudos do calendrio Maia, e atravs do poder de movimentos suaves e delicados, iremos entrar em contacto com a qualidade do dia. A prtica da BIODANZA eleva a um estado de fluidez e ajuda a confiar e a amar com todo o nosso corpo, alma e mente como um todo integrado e a revelar a nossa verdadeira natureza, a nossa essncia, que o amor. Nenhuma habilidade especial exigida.

    TrixieDepois de especializada em diferentes tipos de massagem para apoiar a sade dos outros, Trixie decidiu entrar no campo da dana para seu crescimento pessoal. Foi a que lhe foi apresentada a BIODANZA (dana da vida), uma alegre unio entre ns e os outros. Criou o seu mtodo especial de BIODANZA, com base em informaes e estudos sobre o calendrio Maia e a experincia Danza Duende.

  • 9PAVILHO MUNICIPAL CARLOS PINHOSALA SERPENTE

    GYPSY DUENDE, com Mnica Roncon e Carolina Fonseca

    O Gypsy Duende nasceu como resultado de um estudo da essncia universal das danas ciganas e duma questo: o que que e o ensino desta arte deveria veicular para preservar a sua natureza livre e selvagem. Uma dana que exige uma total entrega, danando-se integralmente com o corao e no apenas com o corpo. Esta questo levou naturalmente reflexo sobre a autenticidade da expresso e do movimento e concluso de que uma pessoa no se torna autntica, mas sim autoriza-se a ser autnticaTrata-se de um mtodo em que a forma, ou tcnica, utilizada sobretudo como instrumento e

    // dia 6 (Mnica), 7 (Carolina) 9 (Mnica)// 10-13h

  • 1010

    no como um fim em si mesmo. Um instrumento para se chegar frescura e a sinceridade do gesto, tal como as podem manifestar uma criana ou uma pessoa mais velha quando danam, cultivando simultaneamente a simplicidade, a improvisao e o sentido de humor. Trabalhamos profundamente a postura, os ritmos, a expresso, a interpretao, a rapidez e a tcnica e os acessrios (passos, sequncias, movimentos de grupo, o xaile, a saia). Investigamos como construir uma dana que nasce do desespero para finalmente explodir numa oferenda generosa de alegria graas magia do Duende. Uma viagem pelo mundo, atravs do tempo, atravs de si mesmo, unindo corpo e alma.

    Pblico-alvo: Crianas e adultos de todas as idades e de ambos os sexos.

    Carolina Fonseca Carolina Fonseca formada em Arte. Estudou Dana Contempornea a Anatomia. Praticou danas tradicionais africanas e tribais do Togo, dana clssica e popular egpcia, flamenco, Bharata-Natyam e Kung-fu. Recebeu formao em danas tradicionais taliandesas e cambodjianas, Katak, dana clssica indiana, e danas ciganas do Rajastan. Colaborou com diferentes agrupamentos musicais. Dedica-se ao ensino em Portugal, Itlia, Espanha, Irlanda, Alemanha, etc. Faz parte das companhias Salamantras e Palinka e dedica-se realizao do seu primeiro projecto como coreografa, xtase.

    Mnica Roncon Dedica-se apresentao de espectculos e workshops de Gypsy Duende no quadro do projecto Danza Duende e das companhias Plinka, Gadj e Salamantras.

  • 11

    //