SEMINÁRIO DESTACA O DIREITO PREVIDENCIÁRIO

Download SEMINÁRIO DESTACA O DIREITO PREVIDENCIÁRIO

Post on 09-Jan-2017

214 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Edio n 306 - Maio/2015

    E DITORIAL PRESIDENTE

    Eunice Cabral - Presidente

    Escndalos, desvio de dinheiro pblico, Petrobrs saqueada, envolvimento de grandes empresas em escndalos bilionrios e um governo sem direo.Para cobrir o rombo jogam no povo aumento nas taxas de juros, de energia eltrica, da gua, gasolina e o saldo disso gera DESEMPREGO que traz na bagagem a inadimplncia. O poder de compra do (a) trabalhador (a) diminui a cada dia. O salrio mal d pra pagar as contas; quando d!O governo precisa aprender a cortar gastos, mas de onde se pode e tem onde cortar.Porque no se ajusta a conta pblica reduzindo ministrios, cargos e taxando grandes fortunas?Por que mais fcil e cmodo tirar da populao!A CONTA DE TUDO ISSO QUEM PAGA SOMOS NS! BASTA.

    VAMOS PAGAR A CONTA MAIS UMA VEZ!

    Aposentadoria por tempo de contribui-o, aposentadoria por idade, acidente do trabalho, doena ocupacional, salrio maternidade, auxlio-doena, aposenta-doria especial, aposentadoria do defi cien-te, penso por morte, reviso de benfi cos e, principalmente, a questo do Fator Previdencirio.Estes foram os principais te-mas abordados pelos advo-gados Dr. Eduardo Henrique Feltrin do Amaral e pelo Dr. Renato Cardoso Morais, do es-critrio Salgado Junior Socie-dade de Advogados no ltimo dia 15 de maio, no Stio Escola Itamar Barbosa de Oliveira, no Seminrio com o tema: Direi-to Previdencirio.

    SEMINRIO DESTACA O DIREITO PREVIDENCIRIO

    para acesso a benefcios previden-cirios como, por exemplo, Abono Salarial, Seguro Desemprego e Au-xlio Doena e o Fator Previdenci-rio. Os palestrantes destacaram a atuao forte e combativa da Fora Sindical na Cmara dos Deputados pela no aprovao das MPs e da luta de anos do Deputado Paulinho pelo Fim do Fator Previdencirio. Segundo eles, estas medidas so danosas e causam srios prejuzos aos trabalhadores.

    Os especialistas explicaram em detalhes os tipos de aposentadoria e os benefcios que os trabalhado-res tm direito junto ao INSS.O enfoque foi para as Medidas Pro-visrias 664 e 665 que, entre outros assuntos, determinam novas regras

    Para a presidente Eunice Cabral, o prin-cipal vilo desta histria o reduzido nmero de parlamentares da classe traba-lhadora em Braslia. Quando nossa repre-sentatividade menor, muitas questes de nosso interesse acabam sendo deixadas de lado. Por isso, temos que eleger Deputados que defendam os interesses dos trabalha-dores fi nalizou.

    SEMINRIO DESTACA O DIREITO PREVIDENCIRIO

    Palestrantes do Seminrio, a presi

    dente

    Eunice Cabral e nosso convidado

    Dr. Aparecido Incio

  • 2

    Uma publicao do SINDICATO DAS COSTUREIRAS DE SO PAULO E OSASCO Sede: R. dos Bandeirantes,388 - Bom Retiro/SP - Fone: (11)3329-6300 - Fax: (11)3227-1969Subsede: R. Gal. Bittencourt,124 - Osasco/SP - Fone: (11)3682-4607 Site: www.costureirassp.org.br E-mail: sindicato@costureirassp.org.br

    Presidente: Eunice Cabral Jornalista: Amlia Cibele S. Eloy Mtb77.498/SP Jornalista Responsvel: Miriam Modesto Mtb51.582/SP Fotos: Mrio B. Silva Mtb22.798 /SP - Arquivo QS Mdia Equipe QS Mdia: Denis Santos Mtb73.013/SP Editorao Eletrnica: Keite Soares Impresso: Grfi ca do Sindicato Tiragem: 33.000 Exemplares Ed.No 306 - Maio/2015

    O 28 de Abril Dia Mundial em Memria das Vtimas de Acidentes do Trabalho um momento de refl exo dos mais importantes para os trabalhadores (as) do mundo todo e em especial do Brasil..A celebrao dessa data foi iniciativa do movimento sindical canadense e foi escolhi-da porque em 28 de abril de 1969 ocorreu no estado da Virgnia, nos Estados Unidos, um acidente em uma mina que matou 78 trabalhadores. Sindicatos de diversos

    O Dia do Trabalho, comemorado pela Fora Sindical em So Paulo, foi mar-cado por discursos reivindicatrios de crescimento econmico, garantia de emprego e renda e crticas ao go-verno. Alm do ato poltico o evento foi marcado por shows e sorteio de 19 carros. Segundo a organizao um milho de pessoas compareceu ao evento, na Praa Campo de Baga-telle, zona norte da cidade.

    ATO DA FORA SINDICAL EM SO PAULO MARCADO POR CRTICAS AO GOVERNO

    Dia Mundial em Memria das Vtimas de Acidentes do Trabalho

    Alm de sindicalistas ligados Fora Sindical, discursaram no evento o se-nador Acio Neves (PSDB-MG), o pre-saidente da Cmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o ministro

    do Trabalho, Manoel Dias, e o deputado federal Paulo Pereira da Silva o Paulinho da Fora (SDD-SP).

    pases hoje marcam esse dia com manifestaes, protestos e refl exo.Nesta data nosso Sindicato esteve presente em vrias fabricas de con-feces realizando assembleias para falar da importncia da preveno e conscientizar as empresas e traba-lhadores alm de lembrar as vtimas de acidentes e protestar por um setor e um Brasil com mais sade e segurana para os trabalhadores.

    Queremos o fim do fator previdencirio, que um cncer na vida dos trabalhado-res. Queremos uma poltica de valoriza-o dos salrios do aposentado. Queremos salrios iguais para mulheres e homens, e mais investimentos na sade e educao. Queremos derrubar as medi-das provisrias que tiram direitos, me-didas que tiram o seguro-desemprego, disse a presidente do nosso sindicato e tambm vice presidente da Fora Sindi-cal, Eunice Cabral.

  • 3

    E DITORIAL PAULINHO

    Imagens do msAlinhavandoAlinhavando

    PARTIDOS DOS TRAIDORES

    Data: 20/06/15 (sbado)Local: Stio Escola Mogi das Cruzes/SPSada: 07h00 da sede do sindicato

    Reunio de Organizao no Local de Trabalho

    Prximo Seminrio

    Data: 12/06/15 (sexta-feira)Local: Sede do Sindicato 2andar AuditrioHorrio: das 18h00 as 19h00

    Apesar de conseguir aprovar a segunda medida provisria do seu pacote de ajuste fi scal, o governo Dilma sofreu nova der-rota na quarta-feira (13) no plenrio da Cmara dos Deputados. Por 232 votos a 210, os deputados aprovaram uma alter-nativa ao chamado fator previdencirio, criado para retardar as aposentadorias de quem deixa o servio mais cedo.A medida tem que ser aprovada ainda pelo Senado e sancionada pela presidente

    CMARA APROVA MUDANA NO CLCULO DO FATOR PREVIDENCIRIO

    O 6 de maio de 2015 entrar para a histria do Brasil como o dia em que o partido que se arvorava o maior defensor dos trabalhado-res brasileiros traiu justamente aqueles que jurava defender. Nesse dia foi aprovada no Congresso Nacional a medida provisria do governo Dilma Rousseff que tirou direitos como o seguro-desemprego, o abono do PIS/Pasep e o seguro-defeso dos pescadores. Dos 64 deputados do PT, 54 traram os traba-lhadores e votaram a favor dessa medida. O placar pela aprovao daquilo que o gover-no chama de ajuste fi scal foi de 252 a 227 votos uma diferena de apenas 25 votos. Se o PT tivesse votado contra, a medida no seria aprovada.

    Foram necessrios muitos anos de luta para que o movimento sindical fi zesse o governo construir uma rede de proteo aos trabalhado-res nos momentos de difi culdade. Agora, para conseguir o seguro-desemprego pela primeira vez, o trabalhador ter que provar que teve a carteira assinada por 12 meses nos ltimos 18 meses. A medida penaliza principalmente os mais jovens. Quem acabou de entrar no mer-cado de trabalho, e perdeu o emprego, no ter direito ao benefcio. Os cerca de 2,6 milhes de trabalhadores rurais que trabalham por prazo determinado, em pocas de safra, tambm no.Para receber o abono do PIS/Pasep, que pago a quem ganha at dois salrios mnimos, o tra-balhador ter que provar pelo menos trs meses

    de registro em carteira e receber um valor proporcional ao tem-po trabalhado, e no mais um salrio mnimo integral. E os pescadores precisaro provar que exercem a atividade h no mnimo um ano e tero que mostrar nota fi scal para comprovar isso. Quantos pescadores artesa-nais emitem nota fi scal?Ou seja: o pacote de maldades da Dilma afetou justamente os mais pobres. E esse pacote, para agradar banqueiros, teve o apoio do PT. Ao mesmo tempo, o governo eleva a taxa de juros e aumenta ainda mais o lucro desses mesmos banqueiros. Seria o caso de mudar o nome de PT para PB (Partido dos Banqueiros).

    Dilma para entrar em vigor.O governo, porm, contra, e havia proposto aos deputados que esperassem uma proposta alternativa em at 180 dias.O Palcio do Planalto j havia acertado com as centrais sindicais a instalao de um frum para debater opes ao fator.

    O governo sofreu uma segunda derrota no mes-mo dia durante a votao da medida que res-tringe o acesso penso por morte e muda as regras do auxlio-doena. Deputados votaram a favor de uma emenda que retira as mudanas propostas ao auxlio-doena.Nosso representante na Cmara Federal, o deputado Paulinho da fora tem lutado inten-samente com o apoio constante do nosso sindi-cato para garantir a manuteno dos direitos dos (as) trabalhadores (as). A cada sesso na Cmara, nosso sindicato se faz presente para pressionar o governo.A corda sempre rompe na mo do trabalhador. No suportamos mais pagar a conta do gover-no. Afi rmou nossa presidente Eunice Cabral.Infelizmente a Medida Provisria (MP) 664, que tira direitos de penso por morte e auxlio do-ena, foi aprovada na Cmara dos Deputados.

    Festa Junina - O Grande Arrai!Data: 26/06/2015 - (sexta -feira)Horrio: A partir das 18h00Sede do Sindicato - Subsolo

    O governo federal, mais uma vez, derrotou a sociedade brasileira com seus ajustes fi scais que visam prejudicar os cidados para esconder os erros cometidos pela m gesto do governo Federal. Agora, vamos trabalhar com fora mxima no Senado para que essa medida no seja aprovada. No vamos desistir!

  • 4

    VEM A O 11 CAMPEONATO

    DE FUTEBOL SOCIETYSorteados das Chaves 29/05/2015 (sexta-feira)

    Sede do Sindicato as 18h00 - 2 andar Previso de incio dos jogos em 13 de junho de 2015

    S ecretaria de Esportes, Cultura e Lazer

    VEM A O 11 CAMPEONATO

    DE FUTEBOL SOCIETY

    Scio Seguro: Confi ra os (as) ganhador