rochas sedimentares classificação quimiogénicas

Download Rochas sedimentares  classificação quimiogénicas

Post on 01-Nov-2014

9.392 views

Category:

Education

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. Grutas de Mira de Aire Foto de www.migueleloi.no.sapo.pt ROCHAS SEDIMENTARES Classificao - Quimiognicas Isabel Lopes 2012
  • 2. CLASSIFICAO 2 IL 2012
  • 3. IL 2012ROCHAS QUIMIOGNICAS 3
  • 4. IL 2012ROCHAS QUIMIOGNICASFornecem dados relativos s condies do ambiente dedeposio. Pode ocorrer em lagos (zonas ridas de intensaevaporao); A maioria forma-se fundamentalmente nas baciasocenicas. 4
  • 5. IL 2012ROCHAS QUIMIOGNICASFormadas pela litificao de materiais resultantes daprecipitao de substncias em soluo: por evaporao da gua (evaporitos); por variao das propriedades da gua (ex.: composio, presso ou temperatura). Rochas salinas: Gesso (gipsito) e Sal-gema Clcrios p. 75 5
  • 6. IL 2012CALCRIOS DE PRECIPITAO 1. C; B; C. 2. As guas podem transportar hidrogenocarbonato de clcio em soluo. Em determinadas condies, por exemplo, devido a variaes de temperatura, o hidrogenocarbonato pode precipitar sob a forma de carbonato de clcio. A sua deposio e cimentao formam calcrio 6
  • 7. IL 2012 PAISAGEMEquao de dissoluo do CO2 na gua : CO2 + H2O H2CO3 H2CO3 H+ + HCO3 -Equao de dissoluo da calcite (CaCO3) : CaCO3 + H2O + CO2 Ca2+ + 2 HCO3 - 7
  • 8. PAISAGEM 8 IL 2012
  • 9. CARSIFICAO Acontece quando esto reunidas algumas condies: Presena de rochas solveis (aquela que, aps sofrer meteorizao qumica produz poucos resduos insolveis) . Asprincipais rochas carsificveis so as rochas carbonatadas que ao sofrerem corroso qumica se dissociam em ies Ca++ ou Mg++ e CO3-, que se podem combinar em bicarbonatos ou permanecer dissolvidos na gua na forma inica. 9 IL 2012
  • 10. CAMPOS DE LAPIAZ Rendilhado de sulcos e cavidades, devido modelao da rocha constituda por carbonato de clcio (calcrios) pela circulao de guas acidificadas pelo CO2. 10 IL 2012
  • 11. CARSIFICAO 11 IL 2012
  • 12. DOLINAS So depresses fechadas de formato aproximadamente circular, formadas pela dissoluo da rocha no terreno abaixo dela ou por desmoronamento do teto de cavernas. Se o solo for suficientemente impermevel, podem manter-se parcialmente inundadas, originando pequenos lagos. Adaptado de: http://www.territorioscuola.com/wikipedia/pt.wikipedia.php?title=Karst 12 IL 2012
  • 13. FORMAO DE GRUTASAs guas que circulam transportam hidrogenocarbonato: Precipitao no cho da gruta - Travertino Calcrio de precipitao 13 IL 2012
  • 14. TRAVERTINO Huanglong Patrimnio mundial da Unesco, encontra-se na provncia de Sichuan, na China. Nesta formosa rea h montanhas cobertas por neve, florestas primitivas, vales, lagoas e piscinas naturais espetaculares 14 IL 2012
  • 15. TRAVERTINO Estas piscinas naturais so formadas por travertino (rocha calcria composta por outras substncias). Formado milhares de anos pelas guas derretidas da neve, juntamente com as guas superficiais, que formaram uma corrente por debaixo das rochas, e dissolvendo as substncias das rochas calcrias, foram carregadas pelas guas, espalhando-se por toda parte. Calcrio de precipitao 15 IL 2012
  • 16. GRUTAS Calcrios de precipitao 16 IL 2012
  • 17. GRUTAS: ESTALACTITES E ESTALAGMITES Calcrio de precipitao 17 IL 2012
  • 18. ROCHAS SALINAS - EVAPORITOSPrecipitao de sais dissolvidos, devido evaporao da gua que os contm em soluo. Compostos mais insolveis precipitam primeiro Locais de ocorrncia: guas marinhas retidas em lagunas com ligaes espordicas ao mar; lagos salgados em reas ridas. 18 IL 2012
  • 19. CALCITE A formao da calcite associa-se formao de gua e dixido de carbono, de acordo com a seguinte expresso: Ca2+ + 2HCO3- CaCO3 + H2O + CO2 A diminuio* do teor de CO2 nas guas determina que o equilbrio qumico se desloque no sentido da sua reposio e assim, ocorre a precipitao de calcite*pode dever-se ao aumento da temperatura da gua, diminuio da presso atmosfrica, agitao dasguas, ou aumento fotossntese, etc. 19 IL 2012
  • 20. CALCITE 20 IL 2012
  • 21. GESSO E HALITE Aps a formao dos cristais carbonatados (calcite), a composio da massa de gua inicial alterada, levando cristalizao sequencial de outros minerais: 1 gesso CaSO42H2O (sulfato de clcio hidratado) Posteriormente Halite (na forma de sal-gema NaCl) 21 IL 2012
  • 22. GESSO E HALITE 22 IL 2012
  • 23. DOMAS SALINOS OU DIAPIROS Sal-gema pouco denso e muito plstico Pode ascender atravs de zonas dbeis da crosta formao de massas de sal - ascenso na astenosfera e/ou na litosfera, por haver diferena de densidade entre si e as rochas encaixantes. 23 IL 2012
  • 24. IL 2012 EVAPORITOS MINAS SALGEMA EM RIO MAIOR As salinas de Rio Maior localizam-se a 3 km de Rio Maior, em Marinhas do Sal, (rea protegida do Parque Natural das Serras dAire e Candeeiros), a 99 metros de altitude. So as nicas salinas de interior em explorao em Portugal e so consideradas Patrimnio Cultural Portugus. Adaptado de Santos, C., Cardeira, C. M. J.; Feteiro, A. J. A.; Louro, D. C.; Moreira, A. R. C.; Neto, J. C. A.; Santos, I. L., consultado a 3 de maro de 2012 em: http://mesozoico.wordpress.com/2009/05/25/as-salinas-de-rio-m