Rochas Magmáticas Ígneas

Download Rochas Magmáticas Ígneas

Post on 03-Dec-2015

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Esse trabalho irar explicar o que rocha magmaticas e seus exemplos

TRANSCRIPT

Rochas Magmticas gneas AsRochas gneas,rochas magmticasourochas eruptivas(derivado dolatimignis, que significa fogo) so um dos trs principais tipos derocha(sendo que as outras so asrochas sedimentarese asrochas metamrficas). A formao das rochas gneas vm do resultado da consolidao devida ao resfriamento domagmaderretido ou parcialmente derretido.Elas podem ser formadas com ou sem acristalizao, ou abaixo da superfcie como rochasintrusivas(plutnicas) ou prximo superfcie, sendo rochas extrusivas (vulcnicas). O magma pode ser obtido a partir do derretimento parcial de rochas pr-existentes nomantoou nacrostaterrestre. Normalmente, o derretimento provocado por um ou mais dos trs processos: o aumento datemperatura, diminuio dapressoou uma mudana na composio. J foram descritos mais de 700 tipos de rochas gneas, sendo que a maioria delas formada sob a superfcie da crosta daTerracom diversas propriedades, em funo de sua composio e do modo de como foram formadas.O processo de solidificao complexo e nele podem distinguir-se a faseortomagmtica, a fasepegmattica-pneumatolticae a fase hidrotermal. Estas rochas so compostas defeldspato(59,5%),quartzo(12%),piroxnioseanfibolitos(16,8%),micas(3,8%) emineraisacessrios (7%). Ocupam cerca de 25% da superfcie terrestre e 90% dovolumeterrestre, devido aoprocesso de gnese.As rochas gneas podem, de maneira geral, ser classificadas sob dois critrios: texturais e mineralgicos. O critrio textural especialmente til na identificao do ambiente onde a rocha se cristalizou, enquanto o mineralgico baseado na proporo entre seus minerais principais.A classificao da maior parte das rochas gneas, segundo o critrio mineralgico, feito com base nodiagrama QAPF, usado para rochas com menos de 90% de minerais mficos.Rochas gneas intrusivasAs rochas gneas intrusivas (conhecidas tambm como plutnicas ou abissais) so formadas a partir do arrefecimento domagmano interior dacrosta, nas partes profundas da litosfera, sem contato com a superfcie. Elas s apareceram superfcie depois de removido o materialsedimentaroumetamrficoque a recobria. Em geral, o resfriamento lento e ocorre acristalizaode todos os seus minerais, apresentando ento uma textura holocristalina, ou seja, apresenta grande nmero de cristais observveis vista desarmada. Normalmente as rochas plutnicas ou intrusivas apresentam uma estrutura macia. A sua estrutura mais corrente granular, isto , os minerais apresentam-se equidimensionais ligados entre si.

Rochas gneas extrusivasAs rochas gneas extrusivas (conhecidas tambm como vulcnicas ou efusivas) so formadas a partir do resfriamento do material expelido pelaserupes vulcnicasatuais ou antigas. A consolidao do magma, ento, acontece na superfcie dacrostaou prximo a ela. O resfriamento rpido, o que faz a que estas rochas, por vezes, apresentemmaterial vtreo, logo, possuem uma textura vidrosa (vtrea), ou seja, uma textura que no apresenta cristais (a olho nu) ou at mesmo uma textura hemicristalina, isto , apresenta alguns cristais no seio de uma massa amorfa. H uma grande diversidade de rochas vulcnicas que se agrupam em alguns tipos gerais:rilitos,traquitos,andesitosebasaltos, entre os quais existe uma srie de rochas intermedirias, do mesmo modo que nas rochas plutnicas, e sua classificao, na maior parte dos casos, tambm feita com base nodiagrama QAPF;Rochas filonianas ou hipoabissaisSo as rochas que alguns autores consideram, de certo modo, fazer a transio entre as rochas vulcnicas e as rochas plutnicas. Sem atingir a superfcie, aproximam-se muito dela e podem preencher as fissuras da crosta terrestre. Umas formam-se por resfriamento do magma numa fissura, outras formam o recheio das fissuras e fraturas, devido presena de solues hidrotermais (deguastrmicas) que a precipitam os minerais. Todas as rochas filonianas se encontram em relao direta com o magma, isto , com rochas intrusivas. So exemplo de rochas filonianas osaplitos, ospegmatitose oslamprfiros.Composio das rochasAs rochas so praticamente compostas pelos minerais que as caracterizam. No incio do sculo XIX,Norman Levi Bowen, gelogo e mineralogista canadiano, descreveu como se cristalizam os minerais quando sujeitos a variaes de presso e temperatura e formulou a conhecidasrie reaccional de Bowen, aceite actualmente como a progresso ideal dos minerais dado o arrefecimento de magma.Srie reaccional de Bowen

A srie reaccional de Bowen constituda por duas sries:Srie descontnua:constituda por 4 minerais que so, por ordem decrescente da temperatura a que se formam, aolivina, apiroxena, aanfbolae abiotite. Estes minerais no apresentam igual estrutura cristalina e a transio entre eles no gradual. Progressivamente, os minerais possuem menos ferro e magnsio (minerais mficos) e mais slica e alumnio (minerais flsicos) e quando se d a cristalizao da biotite, a percentagem de ferro e magnsio nula na composio do magma residual.Srie contnua:constituda porplagioclases, a composio a maiores temperaturas permite a criao de minerais com mais clcio. Quanto mais baixa a temperatura, menor a quantidade de clcio na composio da rocha e maior a de sdio. A transio entre os minerais gradual, pois as plagioclases sominerais isomorfos, ou seja, apresentam a mesma forma cristalina mas composio qumica diferente. Aanortite clcica por completo, enquanto que aalbite somente constituda por sdio.Depois das sries:ocorre cristalizao dos restantes componentes, formando minerais ricos em slica. Oquartzo, o ltimo mineral formado, completamente constitudo por slica.

Srie DescontnuaOlivinaPiroxenaAnfbolaBiotiteOrtoclase(Feldspato Potssico)MoscoviteQuartzo

Srie ContnuaAnortite(+Ca)Albite(+Na)

No sentido (esquerda-direita): diminuio da temperatura relativa de cristalizao e do ponto de fuso, aumento da resistncia do mineral e da hidratao do magma

Famlia de rochas magmticasA classificao detalhada das rochas magmticas requer um estudomicroscpicoda mesma e, na maior parte dos casos, feita com base nodiagrama QAPF. Em linhas gerais, podem considerar-se as seguintes famlias de rochas magmticas, entre as quais existe toda uma srie de rochas intermdias:Famlia do granito: ogranito uma mistura dequartzo,feldspatoemicas, alm de outros minerais, que se podem encontrar em menores propores e que recebem a denominao de acessrios. Estes podem serturmalinas,plagioclases,topzio, e outros mais. O granito umarocha cida e poucodensaque aparece abundantemente em grandes massas, formando regies inteiras ou as zonas centrais de muitosacidentes montanhosos. O equivalente vulcnico do granito orilito;Famlia dosienito: tem como minerais essenciais osfeldspatosalcalinos, especialmente aortoclase, aos quais se associa ahornblenda, aaugitee abiotite. No apresentam nemmoscovitenem quartzo. Sorochas neutras. O equivalente vulcnico dosienito otraquito;Famlia dodiorito: tem como minerais essenciais os feldspatos calcossdicos cidos -oligoclaseeandesina. A estes associam-se, em geral, ahornblenda, aaugitee abiotite. O equivalente vulcnico dodiorito oandesito.Famlia dogabro: so rochas escuras,verdesounegras, bastante densas e sem quartzo, pelo que so rochas bsicas. Os seus minerais essenciais so os feldspatos bsicos -labradoriteeanortite-, acompanhados, geralmente, pordilage,biotite,augiteeolivina. O equivalente vulcnico dogabro obasalto;Famlia doperidotito: so rochas constitudas poranfbolasepiroxenase, sobretudo, porolivina. Sorochas ultrabsicasmuito densas e escuras. O magma que as originou formou-se em grande profundidade, muitas vezes na parte superior domanto. Os peridotitos so rochas muito alterveis por efeito dos agentes metericos, transformando-se emserpentinitos, que so utilizados como pedras ornamentais, muito apreciadas pela sua cor verde escura.

GranitoOgranito(do latimgranum) um tipo comum derocha gneade gro fino no metamorfica, mdio ou grosseiro, composta essencialmente porquartzo,micaefeldspato, tendo como minerais acessrios micas (presente praticamente sempre), hornblenda, zirco e outros minerais. normalmente encontrado nasplacas continentaisdacrosta terrestre.O granito quase sempre slido (sem estrutura internas), duro e resistente, sendo por essas qualidades usado como pedra para aconstruo civil. Adensidademdia do granito situa-se entre 2,65e 2,75 g/cm3]A sua temperatura de fuso de1215 - 1260 C. A palavra "granito" tem origem nolatimgranum, umgro, em referncia textura da rocha.A composio mineralgica dos granitos definida por associaes muito variadas de quartzo, feldspato,micas(biotite e/ou moscovite), anfbolas (sobretudo horneblenda), piroxenas (augite e hiperstena) eolivina. Alguns desses constituintes podem estar ausentes em determinadas associaes mineralgicas, anotando-se diversos outros minerais acessrios em propores bem mais reduzidas.Quartzo,feldspatos,micaseanfbolasso os minerais dominantes nas rochas granticas e afins.Macroscopicamente o quartzo reconhecido comomineralincolor, geralmente translcido, muito comum nos granitos.Osfeldspatos(microclina, ortclase e plagiclases), so os principais condicionantes do padro cromtico das rochas silicticas, conferindo as coloraes avermelhada, rosada e creme-acinzentada a estas rochas.A cor negra variavelmente impregnada na matriz das rochas silicatadas, conferida pelos minerais mficos (silicatosferro-magnesianos) sobretudo anfbolas (hornblenda) emicas(biotite), chamados vulgarmente de "carvo".Nos granitos mais leucocrticos (claros), portanto com menor quantidade de minerais ferro-magnesianos, o quartzo e o feldspato compem normalmente entre 85% e 95% darocha.A textura das rochas silicatadas determinada pela granulometria e hbito doscristais, sendo a estrutura definida pela distribuio desses cristais. Composio, textura e estrutura representam assim parmetros de grande importncia para caracterizao de granitos.O granito utilizado como rocha ornamental e na construo civil. Para o sector de pedras ornamentais e de revestimento, o termo granito designa um a