revolucao francesa

Download Revolucao Francesa

Post on 14-Aug-2015

322 views

Category:

Education

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. Revoluo francesaRevoluo francesa A Revoluo Francesa um dos grandesA Revoluo Francesa um dos grandes acontecimentos histricos que marcaram aacontecimentos histricos que marcaram a superao do Feudalismo pelo Capitalismo esuperao do Feudalismo pelo Capitalismo e ascenso da burguesia no mbito polticoascenso da burguesia no mbito poltico francs. tradicionalmente utilizada parafrancs. tradicionalmente utilizada para assinalar o inicio da Idade Contempornea.assinalar o inicio da Idade Contempornea.
  2. 2. Causas da RevoluoCausas da Revoluo No sculo XVIII, a Frana viveu umNo sculo XVIII, a Frana viveu um perodo de grande prosperidade,perodo de grande prosperidade, embora sua economia encontrasseembora sua economia encontrasse predominantemente agrcola, a maiorpredominantemente agrcola, a maior parte da populao vivia no campo.parte da populao vivia no campo. A prosperidade chegou ao fim porA prosperidade chegou ao fim por volta de 1778, quando uma crisevolta de 1778, quando uma crise comeou a tornar evidente acomeou a tornar evidente a precariedade da organizaoprecariedade da organizao administrativa, poltica financeira,administrativa, poltica financeira, econmica e social do pas.econmica e social do pas. Desde 1774 o pas era governado porDesde 1774 o pas era governado por Lus XVI, distante dos interesses daLus XVI, distante dos interesses da populao ele governava o pas bempopulao ele governava o pas bem distante, no palcio de Versalhes.distante, no palcio de Versalhes. Para manter o luxo do palcio e dePara manter o luxo do palcio e de seus membros eram cobradosseus membros eram cobrados vultosos impostos da populao maisvultosos impostos da populao mais pobre e assim a insatisfao erapobre e assim a insatisfao era crescente.crescente.
  3. 3. As desigualdades sociais e polticas tinhamAs desigualdades sociais e polticas tinham como causa um conjunto de fatores.como causa um conjunto de fatores. Primeiramente, a sociedade estava dividida emPrimeiramente, a sociedade estava dividida em trs estados: o clero, a nobreza e o povo.trs estados: o clero, a nobreza e o povo. Os dois primeiros mantinham privilgios daOs dois primeiros mantinham privilgios da poca feudal como o direito de cobrar imposto.poca feudal como o direito de cobrar imposto. Alm disso, eram isentos do pagamento deAlm disso, eram isentos do pagamento de diversos tributos, ao contrario do povo que nodiversos tributos, ao contrario do povo que no tinha direito algum.tinha direito algum. Outro fator muito importante era a dificuldadeOutro fator muito importante era a dificuldade de romper com o a economia agrria ede romper com o a economia agrria e programar a economia industrial, por causa dosprogramar a economia industrial, por causa dos grandes dficits provocados pelos gastosgrandes dficits provocados pelos gastos excessivos.excessivos.
  4. 4. Uma dvida que recorrente quando falamosUma dvida que recorrente quando falamos em sociedade dividida em ordens comoem sociedade dividida em ordens como classificar o terceiro estado. Quais eram asclassificar o terceiro estado. Quais eram as pessoas que compunham esse Estado?pessoas que compunham esse Estado? O terceiro estado (povo) era formado pela aO terceiro estado (povo) era formado pela a maioria da populao Francesa que reuniamaioria da populao Francesa que reunia diferentes grupos sociais.diferentes grupos sociais. Alta BurguesiaAlta Burguesia : Formada por banqueiros,: Formada por banqueiros, empresrios e poderosos comerciantes;empresrios e poderosos comerciantes; Baixa BurguesiaBaixa Burguesia : Formada por profissionais: Formada por profissionais liberais e mdios comerciantes;liberais e mdios comerciantes; Sans-culotteSans-culotte : Camada social urbana composta: Camada social urbana composta por artesos,aprendizes de oficio,assalariadospor artesos,aprendizes de oficio,assalariados e desempregados marginalizados;e desempregados marginalizados; CamponesesCamponeses : Eram os trabalhadores livres e: Eram os trabalhadores livres e semi-livres e os servos presos s obrigaessemi-livres e os servos presos s obrigaes feudais.feudais.
  5. 5. O Estado Francs encontrava-seO Estado Francs encontrava-se economicamente endividado devidoeconomicamente endividado devido principalmente:principalmente: A m administrao em relao asA m administrao em relao as finanas do Estados durante o reinado definanas do Estados durante o reinado de Luis XVLuis XV O endividamento causado pela GuerraO endividamento causado pela Guerra dos Sete anos, em que a Frana saidos Sete anos, em que a Frana sai derrotada.derrotada. E aos emprstimos cedidos s colniasE aos emprstimos cedidos s colnias britnicas da Amrica do Norte, durante abritnicas da Amrica do Norte, durante a Guerra de Independncia.Guerra de Independncia.
  6. 6. Revolta da Aristocracia ou dosRevolta da Aristocracia ou dos Notveis (1787-1789).Notveis (1787-1789). Lus XVI tenta realizar uma reforma tributriaLus XVI tenta realizar uma reforma tributria visando a superao da crise economica vividavisando a superao da crise economica vivida pela Frana e pelo Estado.pela Frana e pelo Estado. Para tanto ele tenta, sem sucesso, estender osPara tanto ele tenta, sem sucesso, estender os impostos a nobreza e o clero.impostos a nobreza e o clero. Os nobres no aceitam as propostas da Coroa,Os nobres no aceitam as propostas da Coroa, provocando revoltas em reas que exerciamprovocando revoltas em reas que exerciam influncia.influncia. O novo ministro, Necker, convenceu o rei aO novo ministro, Necker, convenceu o rei a convocar a Assemblia dos Estados Gerais, emconvocar a Assemblia dos Estados Gerais, em 1789.1789.
  7. 7. Estados GeraisEstados Gerais Os Estados GeraisOs Estados Gerais eram uma espcie deeram uma espcie de parlamento,parlamento, desativado desdedesativado desde 1614.1614. Era formado porEra formado por nmeros iguais denmeros iguais de representantes dosrepresentantes dos trs estados.trs estados.
  8. 8. O 3 estado pretende a votao por cabeaO 3 estado pretende a votao por cabea por cabea e no mais por mais por classepor cabea e no mais por mais por classe como o proposto pela nobreza e pelo clero.como o proposto pela nobreza e pelo clero. O empasse resolvido com o 3 estadoO empasse resolvido com o 3 estado retirando-se da sesso sob protesto.retirando-se da sesso sob protesto. Tem-se nesse momento a causa imediata daTem-se nesse momento a causa imediata da revoluo. O povo sai marchando para asrevoluo. O povo sai marchando para as ruas para dar inicio ao processoruas para dar inicio ao processo revolucionrio.revolucionrio.
  9. 9. Uma vitria obtido pelo 3 estado foi aUma vitria obtido pelo 3 estado foi a possibilidade de ampliar sua votao quepossibilidade de ampliar sua votao que passaria a ser proporcional a quantidadepassaria a ser proporcional a quantidade de pessoas que cada estado possua,de pessoas que cada estado possua, possibilitando uma melhor organizao,possibilitando uma melhor organizao, sobretudo da burguesia para defendersobretudo da burguesia para defender seus ideais.seus ideais.
  10. 10. 1 Fase- Assemblia Nacional1 Fase- Assemblia Nacional ConstituinteConstituinte A revoluo apenas estava comeando...A revoluo apenas estava comeando... Aps a impossibilidade de conciliar osAps a impossibilidade de conciliar os interesses entre as ordens a burguesiainteresses entre as ordens a burguesia articula dentro do 3 estado aarticula dentro do 3 estado a autoproclamao daautoproclamao da Assemblia NacionalAssemblia Nacional Constituinte , com aConstituinte , com a inteno de dar a Franainteno de dar a Frana uma nova constituio.uma nova constituio.
  11. 11. Tomada da BastilhaTomada da Bastilha Dia 14 de Julho deDia 14 de Julho de 1789, o povo sai as1789, o povo sai as ruas e toma aruas e toma a bastilha.bastilha. A bastilha era umaA bastilha era uma priso poltica epriso poltica e representava arepresentava a dureza dodureza do Absolutismo.Absolutismo. Caiu assim um dosCaiu assim um dos smbolos dosmbolos do Absolutismo.Absolutismo.
  12. 12. As revoltas seAs revoltas se generalizam em todageneralizam em toda a Frana, coma Frana, com atuao tambm dosatuao tambm dos camponeses ,camponeses , gerando o Grandegerando o Grande Medo...Medo... A Assemblia aboleA Assemblia abole com direitos feudaiscom direitos feudais ainda existentes.ainda existentes. Criao da GuardaCriao da Guarda Nacional, chefiadaNacional, chefiada por Lafayette.por Lafayette.
  13. 13. Realizaes da AssembliaRealizaes da Assemblia Publicao da Declarao dos Direitos doPublicao da Declarao dos Direitos do Homem e do Cidado sintetizados emHomem e do Cidado sintetizados em trs princpios: "trs princpios: "LibertLibert,, EgalitEgalit,, FraternitFraternit"" Representou a sntese do pensamentoRepresentou a sntese do pensamento iluminista liberal e burgus, que excluia ailuminista liberal e burgus, que excluia a sociedade de ordens e baseava-se nasociedade de ordens e baseava-se na igualdade de todos perante a lei.igualdade de todos perante a lei.
  14. 14. Confisco dos bens materiais da Igreja,Confisco dos bens materiais da Igreja, nacionalizados, como forma de atenuar asnacionalizados, como forma de atenuar as dividas do Estado.dividas do Estado. Publicao da Constituio Civil do Clero,Publicao da Constituio Civil do Clero, separando Igreja e Estado e transformando osseparando Igreja e Estado e transformando os clrigos em assalariados do governo, a quemclrigos em assalariados do governo, a quem deviam obedincia.deviam obedincia. Adoo de uma monarquia constitucional,Adoo de uma monarquia constitucional, limitando (mas no excluindo) o poder real.limitando (mas no excluindo) o poder real. Pressionado pela opinio pblica, Lus XVIPressionado pela opinio pblica, Lus XVI deixou Versalhes, estabelecendo-se no Palciodeixou Versalhes, estabelecendo-se no Palcio das Tulherias, em Paris (outubro de 1789)